Aeroporto de Ipatinga está impedido de receber voos de novas companhias

Pela Portaria nº 908, de 13 de abril de 2016, Ipatinga só pode receber 32 voo semanais, número que já está sendo usado pela Azul.

A cidade de Ipatinga não poderá ser beneficiada com a decisão da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) de liberar 26 slots (autorização de pousos e decolagens) no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, para as companhias Passaredo e MAP Linhas Aéreas. Essas duas companhias usam em suas rotas o ATR-72, com 70 assentos, modelo que realiza os voos da Azul em Ipatinga. A foto abaixo é de um modelo ATR.

A Passaredo tinha planos de lançar voos de Congonhas para a cidade mais importante do Vale do Aço, mas o aeroporto da Usiminas, como é conhecido, está operando com toda a sua capacidade. Pela Portaria nº 908, de 13 de abril de 2016, Ipatinga só pode receber 32 voo semanais, número que já está sendo usado pela Azul.

Os voos de Ipatinga não Congonhas teriam uma grande procura em função da grande demanda de clientes que viajam para os contatos comerciais na indústria e comércio do Vale do Aço. Atualmente esses passageiros viajam pela Azul e são obrigados a fazer troca de aeronave em Belo Horizonte (Confins) antes de seguirem viagem para São Paulo.

A restrição no Aeroporto de Ipatinga aparece na portaria da ANAC pelo motivo NPA (aproximação de não precisão), motivo de ter um limite máximo de voos por semana. (Veja na imagem abaixo). A Passaredo chegou a lançar voo diretos de Ipatinga para Guarulhos (SP) com taxas de ocupação em suas aeronaves de 80%, mas foi obrigada a deixar o mercado do Vale do Aço após ser obrigada a devolver alguns aviões.

A ANAC informou que o número de voos no Aeroporto de Ipatinga pode aumentar, mas para que isso ocorra o  operador do aeroporto, no caso o Governo de Minas, precisa fazer investimentos para que a capacidade do terminal seja aumentada. Por causa da crise financeira, o governo estadual não tem planos de fazer esses investimentos.

Veja a portaria da ANAC com a restrição no Aeroporto de Ipatinga

Pretende viajar? Garanta aqui descontos especiais na compra das passagens aéreas

 

Azul estreia na ponte aérea Rio/SP com jatos da Embraer e lança passagens por R$ 99,90

Em algumas datas de setembro é possível comprar as passagens por R$ 99,90 o trecho ou por R$ 199,90 pela ida e volta, sem as taxas.

A companhia Azul começou a vender as passagens dos voos entre o Aeroporto de Congonhas e Aeroporto Santos Dumont (RJ). A entrada na ponte aérea Rio/São Paulo promete uma briga acirrada com as gigantes LATAM e Gol que dominam essa rota com 24 horários em cada sentido. A Azul terá a partir de 29 de agosto 17 voos para o Santos Dumont, mesmo número no sentido contrário. Em algumas datas de setembro é possível comprar as passagens por R$ 99,90 o trecho ou por R$ 199,90 pela ida e volta, sem as taxas. (veja na imagem abaixo).

Em função das obras na pista principal do Santos Dumont, que acontecem entre 24 de agosto e 21 de setembro, a Gol e LATAM vão transferir todos os voos para o Galeão. A Azul vai operar neste período normalmente para o Santos Dumont com os jatos da Embraer que estão liberados pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) a operar na pista auxiliar do aeroporto que fica no centro do Rio de Janeiro. A partir de 21 de setembro, quando a obra do Santos Dumont estiver concluída, a Azul vai usar o A320neo com 174 assentos.

Ida e volta de Congonhas para o Santos Dumont por R$ 199,80

Curitiba

Conforme o Tudo Viagem antecipou no dia 5 de agosto deste ano, a Azul vai acabar com os quatro voos de Congonhas para Curitiba e três de Congonhas para Porto Alegre.  Esses voos acabam em novembro deste ano. Os horários que serão extintos para as duas capitais do Sul do Brasil serão usados para que a Azul tenha pelo menos os 14 voos na ponte aérea Rio/São Paulo.

A ANAC distribuiu no dia 31 de julho deste ano os 41 slots (horários de pousos e decolagens) que eram da Avianca Brasil em Congonhas. A Azul recebeu 15 slots, a Passaredo 14 e a MAP Linhas Aéreas 12. Esses slots estão previstos para serem usados em 27 de outubro deste ano, mas com a lacuna deixada pela Avianca Brasil a ANAC autorizou a Azul a operar em Congonhas em 29 de agosto.

Nesta semana a ANAC vai divulgar se a Passaredo e a MAP comprovaram se têm capacidade técnica de operar com ATR-72 com 70 assentos na pista de Congonhas. Caso não tenham conseguido, os slots poderão ser repassados para a Azul.

Confira abaixo os detalhes das operações da Azul na ponte aérea:

São Paulo (Congonhas)-Rio de Janeiro (Santos Dumont)
*A partir de 29 de agosto*
Origem Saída Destino Chegada Frequência
São Paulo(Congonhas) 6h15 Rio de Janeiro(Santos Dumont) 7h25 Diário
São Paulo(Congonhas) 7h30 Rio de Janeiro(Santos Dumont) 8h40 Diário
São Paulo(Congonhas) 8h15 Rio de Janeiro(Santos Dumont) 9h25 Diário
São Paulo(Congonhas) 9h00 Rio de Janeiro(Santos Dumont) 10h10 Diário
São Paulo(Congonhas) 10h00 Rio de Janeiro(Santos Dumont) 11h10 Diário
São Paulo(Congonhas) 11h25 Rio de Janeiro(Santos Dumont) 12h35 Diário
São Paulo(Congonhas) 12h10 Rio de Janeiro(Santos Dumont) 13h20 Diário
São Paulo(Congonhas) 12h15 Rio de Janeiro(Santos Dumont) 13h20 Segunda a sábado
São Paulo(Congonhas) 14h25 Rio de Janeiro(Santos Dumont) 15h35 Diário
São Paulo(Congonhas) 15h55 Rio de Janeiro(Santos Dumont) 17h05 Diário
São Paulo(Congonhas) 17h15 Rio de Janeiro(Santos Dumont) 18h25 Sextas-feiras
São Paulo(Congonhas) 17h30 Rio de Janeiro(Santos Dumont) 18h40 Diário
São Paulo(Congonhas) 18h10 Rio de Janeiro(Santos Dumont) 19h20 Diário
São Paulo(Congonhas) 19h00 Rio de Janeiro(Santos Dumont) 20h10 Diário
São Paulo(Congonhas) 20h00 Rio de Janeiro(Santos Dumont) 21h10 Diário
São Paulo(Congonhas) 20h30 Rio de Janeiro(Santos Dumont) 21h40 Diário
São Paulo(Congonhas) 21h15 Rio de Janeiro(Santos Dumont) 22h25 Diário
Rio de Janeiro (Santos Dumont)-São Paulo (Congonhas)
*A partir de 29 de agosto*
Origem Saída Destino Chegada Frequência
Rio de Janeiro(Santos Dumont) 6h15 São Paulo(Congonhas) 7h25 Diário
Rio de Janeiro(Santos Dumont) 7h00 São Paulo(Congonhas) 8h10 Diário
Rio de Janeiro(Santos Dumont) 7h50 São Paulo(Congonhas) 9h00 Diário
Rio de Janeiro(Santos Dumont) 8h15 São Paulo(Congonhas) 9h25 Diário
Rio de Janeiro(Santos Dumont) 9h45 São Paulo(Congonhas) 10h55 Diário
Rio de Janeiro(Santos Dumont) 10h20 São Paulo(Congonhas) 11h30 Diário
Rio de Janeiro(Santos Dumont) 12h40 São Paulo(Congonhas) 13h50 Diário
Rio de Janeiro(Santos Dumont) 13h55 São Paulo(Congonhas) 15h00 Diário
Rio de Janeiro(Santos Dumont) 14h10 São Paulo(Congonhas) 15h20 Diário
Rio de Janeiro(Santos Dumont) 14h55 São Paulo(Congonhas) 16h05 Diário
Rio de Janeiro(Santos Dumont) 16h15 São Paulo(Congonhas) 17h25 Diário
Rio de Janeiro(Santos Dumont) 16h50 São Paulo(Congonhas) 18h00 Diário
Rio de Janeiro(Santos Dumont) 17h45 São Paulo(Congonhas) 18h55 Diário
Rio de Janeiro(Santos Dumont) 18h35 São Paulo(Congonhas) 19h45 Diário
Rio de Janeiro(Santos Dumont) 19h00 São Paulo(Congonhas) 20h10 Sábados
Rio de Janeiro(Santos Dumont) 19h30 São Paulo(Congonhas) 20h40 Sábados
Rio de Janeiro(Santos Dumont) 21h15 São Paulo(Congonhas) 22h25 Diário

 

Pretende viajar? Garanta aqui descontos especiais na compra das passagens aéreas

MAP entra na disputa pelos horários de voos em Congonhas e estuda operar com jatos maiores

Atualmente a companhia com sede em Manaus opera em 14 destinos dos estados do Amazonas e do Pará com os modelos turboélices ATRs.

A MAP Linhas Aéreas, a única companhia de voos regulares fora do eixo Rio-São Paulo, decidiu entrar na disputa pelos slots (horários de pousos e decolagens) no Aeroporto de Congonhas,  localizado na capital paulista.  A companhia já estuda a incorporação em sua frota de jatos com mais de 120 assentos para explorar o mercado de Congonhas. Atualmente a companhia atua na região Norte do Brasil com três  modelos ATRs-42 com 45 assentos e três ATRs-72 com 70 lugares.

A decisão da MAP de entrar na disputa pelos horários de voos em Congonhas foi tomada na quinta-feira (25/07) logo após a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) anunciar que as regras para distribuição dos 41 slots que eram da Avianca Brasil. A agência reguladora definiu que essas autorizações de pousos e decolagens serão para companhias entrantes. São consideradas entrantes as empresa com menos de 54  slots em Congonhas. Desta forma. ficam de fora da disputa a Gol e a LATAM que possuem 234 e 236 slots respectivamente.

A direção da ANAC já decidiu que os novos slots poderão ser exploradas imediatamente pelas entrantes. Além da MAP, estão na disputada pelos horários de voos em Congonhas as companhias Azul (possui 13 slots hoje), Passaredo e Sideral Linhas Aéreas. Cada uma poderá receber 10 slots. Seriam cinco partidas e cinco chegadas. Com mais concorrência, a ANAC espera que os passageiros uma maior oferta de passagens aéreas baratas nos voos de Congonhas.

Segundo o CEO da MAP, Hector Hamada, a companhia está preparada para começar a operar em Congonhas assim que receber o aval da ANAC. Inicialmente os voos seriam realizados pelos modelos ATRs-72 e as rotas serão definidas assim que a agência reguladora definir quantos slots cada empresa terá. A companhia não descarta de lançar voos de Congonhas para as cidades do interior de Minas Gerais e São Paulo, sem descartar destinos da região Centro-Oeste do Brasil.

A intenção da MAP é começar a negociar os jatos com mais de 120 assentos assim que começar a operar em Congonhas. Atualmente a companhia opera em 14 destinos dos estados do Amazonas e do Pará. Hector Hamada disse que a empresa não desistiu de operar no Ceará e no Acre,  além de um destino no Peru que faria a conectividade com as cidades do Norte do Brasil.

ANAC surpreende e mercado e decide que Gol e LATAM não vão receber slots em Congonhas

 

Vai viajar? Faça aqui a sua cotação e garanta descontos especiais na compra das passagens aéreas

 

 

 

Brasil deve atingir a marca de 12 milhões de turistas com liberação de visto

A estadia pode ser de até 90 dias, prorrogável pelo mesmo período, desde que não ultrapasse 180 dias, a cada 12 meses, contados a partir da data da primeira entrada no país.

A partir de 17 de junho deste ano estão isentos de vistos para entrada no Brasil os cidadãos americanos, australianos, canadenses e japoneses. O Decreto 9.731 com a medida foi publicado em Edição Extra do Diário Oficial de segunda-feira (18) e passa a valer em 90 dias. O decreto foi assinado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, e pelos ministros do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, da Justiça, Sérgio Moro, e das Relações Exteriores, Ernesto Araújo.

O Decreto apresentado pelo Ministério do Turismo tem como objetivo ampliar o número de turistas estrangeiros no país. De acordo com o texto, o benefício contempla visitantes que possuem passaporte válido com viagens para fins de turismo de lazer e de negócios, realização de atividades artísticas ou desportivas ou em situações excepcionais por interesse nacional. A isenção vale também para turistas em trânsito no Brasil.

A estadia pode ser de até 90 dias, prorrogável pelo mesmo período, desde que não ultrapasse 180 dias, a cada 12 meses, contados a partir da data da primeira entrada no País. Caso ultrapassem o prazo estipulado, o visitante estará ilegal e sujeito as medidas cabíveis do governo brasileiro.

Os quatro países beneficiados com a isenção de visto nesta segunda-feira fizeram parte de um projeto piloto iniciado em 2017 que implantou o visto eletrônico para quem desejasse visitar o Brasil. O visto eletrônico ajudou a aumentar o número de turistas em várias cidades do Nordeste, principalmente em Maceió e Salvador.

Segundo a Organização Mundial do Turismo (OMT), medidas de facilitação de visto podem ampliar em 25% o fluxo de turistas nos países que adotam a prática.

No Brasil, os resultados foram ainda melhores. Em apenas um ano de funcionamento do visto eletrônico houve aumento de 35,23% nas emissões de vistos (eletrônicos e tradicionais), considerando o fluxo dos quatro países contemplados. Se esses vistos se converterem em viagem, a expectativa é de um impacto total de US$ 1 bilhão na economia brasileira.

A expectativa do Ministério do Turismo é de que a medida contribua para que o país atinja a marca de 12 milhões de visitantes estrangeiros até 2022 contra os atuais 6, 6 milhões. A meta estabelecida pelo Plano Nacional de Turismo 2018-2022 tem como objetivo reduzir o déficit cambial do setor que, apenas em 2017, ficou em US$ 13,2 bilhões.

Algumas secretarias de turismo dos estados e prefeituras já estão preparando ações para divulgar seus destinos nestes quatro destinos. Os pacotes pacotes de viagens para Maceio serão os primeiros a ser divulgados nos Estados Unidos e Canadá.

Tarifa de entrada na ilha Morro de São Paulo de R$ 15 começa a ser cobrada no dia 1º de novembro

O valor é único e estão isentos do pagamento crianças menores de 5 anos e pessoas maiores de 60 anos. Estudantes pagam metade.

A ilha de Morro de São Paulo, que fica no município de Cairu, na Bahia, começa a cobrar na quarta-feira (1/11), tarifa única no valor de R$ 15,00 Tarifa por Uso do Patrimônio do Arquipélago (TUPA). Na próxima etapa, emn data a ser dfefinida, a tarifa será aplicada também a quem visitar Boipeba, Garapuá, Moreré e a própria sede da cidade.

[expander_maker id=”1″ more=”Leia mais” less=”Recolher”]

Os recursos da tarifa serão utilizados para melhoria dos serviços turísticos e preservação do patrimônio do Arquipélago de Tinharé, que inbclui Morro de São Paulo. Segundo a Prefeitura de Cairu, objetivo da cobrança é assegurar a manutenção, restauração, e preservação do patrimônio histórico, cultural, ambiental e estrutural do arquipélago, bem como as condições ambientais e ecológicas da APA Tinharé.

O pagamento da tarifa deverá ser feito logo ao acessar a ilha, em dois postos distintos, um no principal portal de entrada do Morro, e outro no entreposto de embarque para os passeios volta à ilha. Inicialmente o pagamento não poderá ser feito pela internet ou cartão de crédito.

Crianças menores de 5 anos e pessoas maiores de 60 anos não pagam a tarifa. Terão direito à meia entrada, estudantes, pessoas com necessidades especiais e pessoas cadastrados em programas sociais de baixa renda, desde que comprovem tais condições.

Se você pretende viajar para Morro de São Paulo pode garantir passagens aéreas baratas para Salvador. Para chegar até a ilha são quase quatro horas de viagem em lancha. A Azul oferece voos sem escalas aos sábados para Valença, que fica a 15 minutos de Morro de São Paulo,

GARANTA AQUI ECONOMIA NA COMPRA DAS PASSAGENS DE AVIÃO

[/expander_maker]

Turista terá pagar taxa de até R$ 20 para entrar na ilha de Morro de São Paulo

Data do início da cobrança ainda não foi definida, mas a cobrança também vale para quem for visitar Boipeba que faz parte do Arquipélago de Tinharé.

 

Os visitantes terão que pagar nos próximos dias taxa única que pode variar de R$ 15 a R$ 20 para ter direito de acessar o Arquipélago de Tinharé, na cidade de Cairu, região turística da Bahia. A taxa inclui a ilha de Morro de São Paulo, Boipeba, Garapuá e Moreré.

[expander_maker id=”1″ more=”Leia mais” less=”Recolher”]

O valor da taxa será definido de acordo com o fluxo de turistas. Ou seja, quem for visitar Morro de São Paulo na alta temporada, que os meses de dezembro, janeiro e feriados, terá que pagar R$ 20. A cobrança para que for chegar de barco ou avião. Segundo a Prefeitura de Cairu, a cobrança é para ajudar a pagar as despesas para manutenção do patrimônio, limpeza das praias, além da recuperação dos impactos ambientais.

A data do início da cobrança ainda não foi definida, mas a Câmara Municipal de Cairu já aprovou projeto neste sentido. A lei não esclarece, por exemplo, se idosos e portadores de necessidades especiais estão isentos deste pagamento.  Com isso a Tarifa por Uso do Patrimônio do Arquipélago (TUPA) poderá ser questionada na Justiça.

ACESSE AQUI A LEI QUE CRIOU A TAXA

 

VAI VIAJAR? FAÇA AQUI SUA PESQUISA E GARANTA PASSAGENS AÉREAS PROMOCIONAIS

 

[/expander_maker]

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com