Infraero também exige da Avianca Brasil pagamento antecipado das tarifas

Os aeroportos de Salvador, Fortaleza e Florianópolis também, exigiram da Avianca o pagamento antecipado das tarifas.

A partir de quarta-feira (24/03), a Avianca Brasil terá que pagar antecipadamente as tarifas de pouso. permanência e de embarque de passageiros nos aeroportos gerenciados pela Infraero. Atualmente as operações da companhia estão concentradas nos aeroportos de Congonhas (SP) e Santos Dumont (RJ), gerenciados pela Infraero.

Segundo a Infraero, o pagamento antecipado foi em função da crescente inadimplência da companhia. “Tal medida visa não prejudicar os passageiros, uma vez que a companhia aérea poderá continuar operando, garantindo o compromisso da Infraero de respeito com todos os passageiros”, diz comunicado da Infraero. A empresa informou que o pagamento terá que ser feito um dia antes do voo.

Os aeroportos de Salvador, Fortaleza e Florianópolis também, exigiram da Avianca o pagamento antecipado das tarifas. Com apenas sete aviões em sua frota, a Avianca Brasil suspendeu a venda das passagens de mais de 90% de seus destinos. A comercialização dos bilhetes está disponível para os aeroportos de Brasília, Salvador, Santos Dumont e Congonhas. A Avianca Brasil está em recuperação judicial desde dezembro do ano passado.

Vai viajar? Garanta aqui descontos especiais nas passagens aéreas

Avianca Brasil só terá voos em quatro destinos a partir de 22 de abril; confira quais

Voos regionais para Caratinga, Teófilo Otoni e Patos de Minas têm as maiores taxas de ocupação

Desde 2016, quando o projeto foi lançado,  o Voe Minas Gerais transportou 21.638 passageiros.

Os passageiros de Caratinga e de Teófilo Otoni são os que mais usam os voos do projeto Voe Minas Gerais. Um dos motivos do sucesso destas linhas é o medo de acidentes na BR-381, a “rodovia da morte” que liga Belo Horizonte a Governador Valadares.


[read more=”Leia mais…” less=”Recolher”]

Os voos que chegam ou decolam de Caratinga têm taxa de ocupação média de 72,6% e dos de Teófilo Otoni a taxa é de 64,5%. Parte do trajeto rodoviário de Belo Horizonte para as cidades de Caratinga e Teófilo Otoni é feito pela BR-381. Teófilo Otoni é o destino mais procurado, com 4.872 passageiros transportados.

O Voe Minas Gerai foi lançado em agosto de 2016. O projeto oferece voos para cidades do interior partindo do Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte. A taxa média de ocupação dos voos é de cerca de 60%. O valor dos bilhetes varia de R$ 130 a R$ 700 (média de R$ 335), de acordo com a distância percorrida. Desde seu lançamento, o Voe Minas Gerais transportou 21.638 passageiros.

Os voos são operados pela TWO Flex. A empresa tem em sua frota 18 Grand Caravan, aeronaves turbo-hélice de asa alta com capacidade para transportar 9 passageiros. As cidades atendidas são Araçuaí, Araxá, Belo Horizonte, Caratinga, Diamantina, Guaxupé, Manhuaçu, Nanuque, Paracatu, Passos, Patos de Minas, Poços de Caldas, Pouso Alegre, Teófilo Otoni, Varginha e Viçosa.

AS CIDADES COM AS MAIORES TAXAS DE OCUPAÇÃO

Caratinga: 72,6%

Teófilo Otoni: 64,5%

Patos de Minas: 44,2%

Diamantina: 43,9%

Manhuaçu: 41,5%.

CONHEÇA AQUI O SITE QUE VENDE PASSAGENS AÉREAS COM ATÉ 80% DE DESCONTO

[/read]

Capital paulista registra em abril a melhor taxa de ocupação hoteleira dos últimos cinco anos

O desempenho do setor de janeiro a abril de 2018 foi de R$ 109,9 milhões arrecadados, 19,5% maior do que em 2017, quando foram arrecadados R$ 92 milhões no mesmo período.

A taxa de ocupação de abril nos meios de hospedagem da cidade de São Paulo foi a melhor dos últimos cinco anos para o mês, com média de 70,68% . Os hoteis de nível superluxo foram os que tiveram maior taxa, com 74%. O levantamento feito pelo Observatório de Turismo e Eventos da São Paulo Turismo (SPTuris, empresa municipal de turismo) também apontou diária média de R$ 310,93, superior aos R$ 290,23 praticados em abril do ano passado.

Segundo a pesquisa, a cidade de São Paulo ainda tem grande oferta de hotel barato, motivo do crescimento da taxa de ocupação. Já nos hostels, a taxa de ocupação em abril deste ano foi de 46,15%, a menor para o mês na série iniciada em 2011. Em relação à diária média dos hostels, abril de 2018 ficou em R$ 67,95, aumento de mais de 33% no comparativo com 2017, quando era R$ 51,05.

O Observatório ainda organiza os números de arrecadação de Imposto Sobre Serviços (ISS) do Grupo 13 de Turismo – fornecidos pela Secretaria Municipal da Fazenda. Em abril houve arrecadação de R$ 29,3 milhões, a maior do ano, o que representou 2,5% do total arrecadado no município de São Paulo no mês. O desempenho do setor de janeiro a abril de 2018 foi de R$ 109,9 milhões arrecadados, 19,5% maior do que em 2017, quando foram arrecadados R$ 92 milhões no mesmo período.

Outro dado monitorado é o movimento dos três terminais rodoviários paulistanos – Tietê, Barra Funda e Jabaquara –, que tiveram total de mais de 5,4 milhões passageiros (considerando desembarques) de janeiro a abril de 2018, além de pouco mais de 219 mil chegadas de ônibus.

 

Tarifa para entrada em Morro de São Paulo e Boipeba será de R$ 15

Cobrança começa em outubro deste ano e vale para os turistas que chegarem no o Arquipélago de Tinharé de barco,  avião ou helicóptero.

A intenção da Prefeitura de Cairu, onde ficam as ilhas de Morro de São Paulo, Boipeba, Garapuá e Moreré, que fazem parte do o Arquipélago de Tinharé, é iniciar a cobrança da taria de entrada nestas localidades no dia 15 de outubro deste ano.

[expander_maker id=”1″ more=”Leia mais” less=”Recolher”]

Os turistas terão que pagar a tarifa única que pode variar de R$ 15 a R$ 20 para ter direito de acessar uma das quatro ilhas. O valor da taxa será definido de acordo com o fluxo de turistas. Quanto mais turistas nas ilhas, maior será o valor. Para o mês de outubro a tarifa será de R$ 15.

Segundo a Prefeitura de Cairu, a cobrança é para ajudar a pagar as despesas para manutenção do patrimônio, limpeza das praias, além da recuperação dos impactos ambientais causados pelo grande número de turistas nas ilhas durante a alta temporada. Morro de São Paulo recebe cerca de 300 mil turistas por ano. Com mais turistas e queda na arrecadação, a Prefeitura de Cairu precisou criar a tarifa para manter as quatro ilha em bom estado.

O decreto que regulamenta a cobrança da Tarifa por Uso do Patrimônio do Arquipélago (TUPA) será publicado nos próximos dias pela Prefeitura de Cairu. Os moradores das cidade estão isentos do pagamento. O decreto vai detalhar a isenção ou descontos para pessoas com necessidades especiais e idosos.

A Prefeitura de Cairu investiu R$ 19 milhões para restaurar a Fortaleza de Morro de São Paulo. A inauguração será no dia 5 de dezembro deste ano. Além de toda estrutura para receber o turistas, incluindo guichês para pagamento da tarifa, a um museu que a conta história da vila foi todo revitalizado.

A Fortaleza de Tapirandú de Morro de São Paulo, atualmente conhecida como o Forte pelos moradores e visitantes, começou a ser construída em 1630 as obras. Na construção foi feita de pedras e óleo de baleia.

Lembrando que a companhia Azul oferece voos aos sábados para Valença, localidade que fica a 15 minutos de Morro de São Paulo. A outra forma de chegar a uma das quatro ilha e por Salvador. A viagem de barco até a ilha custa cerca de três horas.

VAI VIAJAR? FAÇA AQUI SUA PESQUISA E GARANTA PASSAGENS AÉREAS PROMOCIONAIS

 

 

[/expander_maker]

Turista terá pagar taxa de até R$ 20 para entrar na ilha de Morro de São Paulo

Data do início da cobrança ainda não foi definida, mas a cobrança também vale para quem for visitar Boipeba que faz parte do Arquipélago de Tinharé.

 

Os visitantes terão que pagar nos próximos dias taxa única que pode variar de R$ 15 a R$ 20 para ter direito de acessar o Arquipélago de Tinharé, na cidade de Cairu, região turística da Bahia. A taxa inclui a ilha de Morro de São Paulo, Boipeba, Garapuá e Moreré.

[expander_maker id=”1″ more=”Leia mais” less=”Recolher”]

O valor da taxa será definido de acordo com o fluxo de turistas. Ou seja, quem for visitar Morro de São Paulo na alta temporada, que os meses de dezembro, janeiro e feriados, terá que pagar R$ 20. A cobrança para que for chegar de barco ou avião. Segundo a Prefeitura de Cairu, a cobrança é para ajudar a pagar as despesas para manutenção do patrimônio, limpeza das praias, além da recuperação dos impactos ambientais.

A data do início da cobrança ainda não foi definida, mas a Câmara Municipal de Cairu já aprovou projeto neste sentido. A lei não esclarece, por exemplo, se idosos e portadores de necessidades especiais estão isentos deste pagamento.  Com isso a Tarifa por Uso do Patrimônio do Arquipélago (TUPA) poderá ser questionada na Justiça.

ACESSE AQUI A LEI QUE CRIOU A TAXA

 

VAI VIAJAR? FAÇA AQUI SUA PESQUISA E GARANTA PASSAGENS AÉREAS PROMOCIONAIS

 

[/expander_maker]

Passaredo cobra R$ 50 para despachar bagagem de até 23 quilos

Novas regras da companhia começaram a valer em 1° de julho. Tarifa Promo exclui a franquia e não permite reembolso dos bilhetes.

A Passaredo lançou quatro tipos de tarifas e divulgou novas regras para o despacho das bagagens. O despacho de uma bagagem de até 23 quilos sem cobrança de taxa vale para as categorias Básica.  Clássica e TOP.

A tarifa Promo não permite o despacho de uma bagagem de até 23 quilos e não permite cancelamento ou remarcação. Isso significa que você terá direito de reaver apenas a taxa de embarque. (Veja tabela abaixo).

malas11

 

PASSAGENS BARATAS

Quem comprar uma passagem da Passaredo na tarifa TOP poderá despachar duas malas de até 23 quilos. A multa para cancelamento e remarcação é de apenas 5%. Já o excesso de bagagem custa R$ 5 por quilo.

Quem precisar despachar uma bagagem nos voos da Passaredo vai pagar R$ 50 de taxa. As companhias Azul, Gol e LATAM cobram R$ 30 para despachar uma mala de até 23 quilos. Quem pretende viajar nos meses de outubro e novembro (baixa temporada) a dica é comprar as passagens aereas agora e garantir uma boa economia.

Na hora de comprar os bilhetes aéreos você deve observar se a tarifa inclui o despacho das bagagens e o custo de cancelamento ou remarcação. Depois de seguir essas dicas, dê preferência para voos sem escalas e escolha para viajar às terças, quartas e sábados. Nestes dias você encontra passagens baratas, muitas vezes 40% menores que os demais dias.

                                                 CONFIRA A TABELA DA PASSAREDO

tabelaregrastarifariab

VAI VIAJAR? ENCONTRE AQUI SUA PASSAGEM AÉREA POR ÓTIMOS PREÇOS

Taxa da bagagem despachada paga no check-in custa o dobro

mala-de-viagem-900x400
Companhias LATAM, Azul e Gol vão cobrar R$ 30 pelo despacho da primeira bagagem em voos domésticos. Avianca ainda não divulgou regras da cobrança.

 

A partir desta terça-feira (20/06) a Gol incluiu a tarifa light que promete ser mais em conta por acabar com a gratuidade para o despacho da bagagem com até 23 quilos em seus voos nacionais. A companhia vai cobrar R$ 30 se a contratação do serviço for feita pelos canais digitais (aplicativo, site mobile, web site ou totem). Se o pagamento foi feito no check-in o custo será de R$ 60, o dobro. Um absurdo!

A cobrança da primeira bagagem em voos domésticos da LATAM no Brasil será de R$ 30 para compras antecipadas, feitas no momento da emissão do bilhete. Para compras feitas a qualquer momento antes do voo, pelo site LATAM.com, call center, agências, aplicativo LATAM ou durante o web check-in, o valor será de R$ 50,00.

Segundo a LATAM, para as compras feitas no balcão de check-in, lojas ou totens de aeroportos, o valor será de R$ 80. A companhia Azul vai cobrar R$ 30 para despachar bagagem de até 23 quilos. O valor é o mesmo para pagamento pelo site ou no check-in.

A Avianca Brasil ainda não divulgou quanto irá cobrar pelo despacho das bagagens. Pelas regras da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), todo passageiro tem direito de levar gratuitamente na cabine do avião uma bagagem de até 10 quilos.

                                                                              CONFIRA OS VALORES COBRADOS PELA GOL

baga11

GARANTA AQUI DESCONTOS ESPECIAIS NA EMISSÃO DAS PASSAGENS AÉREAS

300x600

Compre e economize até 80% na MaxMilhas 

Passageiros dos voos da Azul de Santo Ângelo para Porto Alegre serão isentos da taxa de embarque

1024px-ruinas-saomiguel3
Operações da companhia na cidade gaúcha começam no dia 3 de julho com duas frequências semanais. Passagens estão sendo vendidas por R$ 119,90 o trecho

A cidade de Santo Ângelo, localizada a 450 quilômetros de Porto Alegre, terá a partir de 3 de julho dois voos sem escalas para Porto Alegre. A companhia está vendendo as passagens a partir de R$ 119,90 ou trecho ou 5 mil pontos do TudoAzul. Inicialmente serão duas ligações semanais para Porto Alegre por conta do inverno. A partir de 31 de julho, a operação passará a quatro frequências semanais.

Os passageiros de Santo Ângelo estão isentos do pagamento da taxa de embarque (veja na imagem abaixo). O motivo é que aeroporto da cidade foi liberado pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) para receber voos comerciais, mas ainda não tem uma categoria definida, o que permite a cobrança da taxa. Essa taxa é usada para cobrir as despesas do aeroporto. Quem for viajar de outras cidades para Santo Ângelo paga a taxa de embarque normalmente.

                                                                           TAXA ISENTA EM SANTO ÂNGELO

angelo
TURISMO 

Com cerca de 80 mil habitantes, Santo Ângelo é uma importante porta de entrada para a região Noroeste do Rio Grande do Sul. A economia local tem base no comércio e agronegócio, além de apresentar força no turismo, sobretudo no que diz respeito aos aspectos históricos da cidade e da região. Ainda, a 50 minutos de Santo Ângelo está localizado o Sítio Arqueológico de São Miguel Arcanjo, (foto acima) popularmente conhecido como Ruínas de São Miguel das Missões, um dos pontos turísticos mais procurados da região.

A Azul vai usar o turboélice ATR 72-600, de 70 assentos nos voos de Santo Ângelo. A bordo, os passageiros terão à disposição snacks e bebidas gratuitos. Além de Santo Ângelo e Porto Alegre, os destinos servidos pela Azul em solo gaúcho são Caxias do Sul, Pelotas, Santa Maria, Passo Fundo e Uruguaiana. Diariamente, a empresa opera aproximadamente 40 voos no Rio Grande do Sul.

                                                   CONFIRA OS HORÁRIOS DOS VOOS DE SANTO ÂNGELO

angelo02

FRASE……

 “Com a homologação do aeroporto de Santo Ângelo para receber voos comerciais, estamos prontos para aumentar a nossa atuação no Rio Grande do Sul e levar todo o conforto e rapidez de uma operação aérea para o Noroeste gaúcho. Seremos a única companhia aérea operando na região, e trabalharemos de forma impecável para levar o melhor serviço para nossos Clientes”

Daniel Tkacz, diretor de Planejamento e Alianças da Azul.

ENCONTRE AQUI AS PROMOÇÕES DA AZUL

Banner Novo azul 120x600

Taxa de embarque dos aeroportos de Campinas e Guarulhos é reajustada

TAXA02

O Governo Federal autorizou o reajuste das tarifas aeroportuárias dos aeroportos de Guarulhos e Viracopos. As novas tarifas poderão ser praticadas somente 30 dias após a divulgação pelas concessionárias. Os tetos das tarifas de embarque e conexão de passageiros, de pouso e permanência de aeronaves foram reajustados em 9,4369% para o aeroporto de Guarulhos e em 7,8873% para o aeroporto de Viracopos.

Os tetos das tarifas de armazenagem e capatazia de cargas de ambos os aeroportos foram reajustados em 8,8437%. O reajuste foi aplicado sobre os tetos estabelecidos pelos reajustes anuais de 2015, considerando a inflação acumulada entre junho de 2015 e junho de 2016, medida pela variação do IPCA – Índice de Preços ao Consumidor Amplo do IBGE – observada no período.

Com a alteração dos valores, a tarifa máxima de embarque doméstico paga pelos passageiros passará de R$ 26,16 para R$ 28,63 para o aeroporto de Guarulhos e de R$ 25,64 para R$ 27,67 para o aeroporto de Viracopos, já considerando a incidência do percentual de 35,9% relativo ao Adicional de Tarifa Aeroportuária (ATAERO), criado pela Lei nº 7.920/89, destinado ao Fundo Nacional de Aviação Civil (FNAC).

A tarifa máxima de embarque internacional, por sua vez, passará de R$ 106,40 para R$ 110,78 para o aeroporto de Guarulhos e de R$ 105,48 para R$ 109,05 para o aeroporto de Viracopos, valores esses que incluem, além do ATAERO, o Adicional do FNAC de US$ 18,00, criado pela Lei nº 9.825/99 e que atualmente corresponde a R$ 60,10, conforme estabelecido pela Portaria ANAC n° 97/SRA/2016.

              VEJA ABAIXO OS NOVOS VALORES

TAXA01



Tarifa de embarque dos aeroportos de Confins e do Galeão será reajustada em 8,9%

A
partir de 11 de junho as tarifas de embarques dos aeroportos
de Galeão (RJ) e de Confins (MG) serão reajustadas em 8,8, conforme
previsto nos Contratos de Concessão assinados em 02 de abril de 2014
(Galeão) e 07 de abril de 2014 (Confins).

A
correção considerou a variação percentual do Índice de Preços
ao Consumidor Amplo (IPCA) do Instituto Brasileiro de Geografia e
Estatística (IBGE) entre março de 2014 e abril de 2015 e será
aplicada sobre os tetos estabelecidos nas Decisões n° 40 e 41, de
maio de 2014, que reajustaram as tarifas constantes no Anexo 4 dos
Contratos de Concessão dos aeroportos em questão.

Com a alteração dos valores, a
tarifa máxima de embarque doméstico paga pelos passageiros nos dois
aeroportos concedidos (Galeão e Confins) passará de R$ 23,37 para
R$ 25,45, já considerando a incidência do percentual de 35,9%
relativo ao Adicional de Tarifa Aeroportuária (ATAERO), criado pela
Lei nº. 7.920/89, destinado ao Fundo Nacional de Aviação Civil
(FNAC).

Já a tarifa máxima de embarque
internacional passará de R$ 83,78 para R$ 87,46, valor esse que
inclui, além da ATAERO, o Adicional FNAC de US$ 18,00, criado pela
Lei nº. 9.825/99, que atualmente corresponde a R$ 42,38, conforme
estabelecido pela Portaria ANAC n° 62/SRE.

Segundo a Anac, as tarifas
aeroportuárias são valores pagos às concessionárias pelas
companhias aéreas ou pelo operador da aeronave. Essas tarifas
correspondem aos procedimentos de conexão, pouso, permanência,
armazenagem dentro dos aeroportos. A tarifa de embarque é
a única paga pelo passageiro e tem a finalidade de remunerar a
prestação dos serviços, instalações e facilidades
disponibilizadas pela concessionária aos passageiros. 
 

Os
reajustes anuais estão previstos nos contratos de concessão como
mecanismo de atualização monetária e tem como objetivo preservar o
equilíbrio econômico-financeiro estabelecido nos contratos.

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com