Nella Linhas Aéreas planeja voar em Juiz de Fora, Ipatinga, Pampulha e Guarulhos

O Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte, e de Santana do Paraíso, esse último que atende o mercado de Ipatinga, estão na lista de destinos da nova companhia.

A Nella Linhas Aéreas, que pretende começar a operar no início de 2021, promete revolucionar o mercado de aviação regional. O Tudo Viagem antecipa algumas cidades que a nova companhia pretende atender. Além de voos em Guarulhos, que será uma de suas bases, a Nella pretende operar no Aeroporto da Serrinha, em Juiz de Fora, mercado com grande potencial, e que não é atendido por nenhuma companhia aérea.

O Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte, e de Santana do Paraíso, esse úitimo que atende o mercado de Ipatinga, estão na lista de destinos da Nella Linhas Aéreas. As informações sobre as rotas estavam sendo mantidas em segredo pelo time de executivos da companhia. A informação destas rotas foi passada por uma fonte da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).

Com quatro aviões já comprados, os turboélices ATR-42, com 42 assentos, a nova companhia contratou os melhores profissionais para apresentar todos os documentos e protocolos exigidos pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). Esse modelo é ideal para operar em aeroportos regionais, entre eles do da Serrinha.

O fundador da Nella Linhas Aéreas, Maurício Souza. afirma que o nome da companhia é uma homenagem a sua filha, Antonella. Apaixonado pela aviação, ele explica que a companhia será de  companhia de baixo custo, e pelo fato de ter aviões próprios, tem chance de oferecer passagens aéreas baratas.

A Nella Linhas Aéreas tem chances de “bombar” no mercado com voos de Juiz de Fora para Guarulhos, de Ipatinga para a Pampulha, fazendo atendimento circular. Vamos explicar melhor. Uma aeronave pode decolar de Guarulhos, fazer uma parada em Juiz de Fora, seguir para a Pampulha, em seguida decolar de Ipatinga, terminando esse circulo em Guarulhos.

Pretende viajar em outras companhias? Faça aqui a sua pesquisa e garanta voos baratos

 

&nbsp

Cabo Frio e Búzios decidem reabrir turismo; confira as datas

Búzios, que fica na Região dos Lagos, decidiu liberar o funcionamento de bares, restaurantes e hotéis partir de 1° de agosto.

A cidade de Cabo Frio, um dos destinos preferidos pelos mineiros, autorizou a reabertura de hotéis e pousadas a partir da próxima quarta-feira (15/07). A taxa de ocupação até o final de julho terá que ser no máximo 40%. A  partir de agosto a ocupação da rede hoteleira poderá passar para 50%, mas antes será feita uma avaliação pela Prefeitura de Cabo Frio sobre a situação do coronavírus. Bares e restaurantes poderão atender o publico, mas terão que evitar aglomerações.

A Prefeitura de Cabo Frio informou que permanece proibido o acesso ao mar para banhistas e para uso recreativo. Também não será permitida atividades dos permissionários (ambulantes, barracas, carrocinhas e congêneres) e dos prestadores de serviços recreativos, como aluguel de pranchas, equipamentos e similares.

Praia do Forno em Búzios

Em Cabo Frio estão liberadas o acesso ao mar para a prática de esportes individuais. Desde o dia 4 de julho estão liberadas as modalidades de esportes individuais ao ar livre e a prática de atividades náuticas tais como: surf, body board, canoagem (individual ou em equipes).

Búzios libera hotéis a partir de agosto

Búzios, que fica na Região dos Lagos, vai reabrir o turismo a partir de 1° de agosto. Além de autorizar o funcionamento dos hotéis e pousadas, com taxa de ocupação de até 70%, mas esse índice não foi definido, a Prefeitura de Búzios já  liberou o acesso as praias de Geribá e Manguinhos. Os bares e restaurantes poderão abrir com até 50% de sua capacidade.A cidade de

Arraial do Cabo. que fica próximo a Cabo Frio, na Região dos Lagos, ainda não definiu a data da reabertura do turismo. A tendência é de uma reabertura gradual em agosto, mas a decisão dependerá de uma avaliação dos casos de coronavírus na cidade.

As companhias Gol e Azul ainda não definiram quando pretendem retomar os voos para o Aeroporto de Cabo Frio.

Pretende viajar para Cabo Frio? Garanta aqui a sua hospedagem

Garanta aqui hospedagem em Búzios

 

 

Aproveite as promoções e garanta voos de ida e volta por apenas R$ 218

Mas se planeja viajar para um destino para tomar um banho de mar, pode aproveitar essa promoção de Belo Horizonte para Porto Seguro por R$ 254,48.

Nossa missão é informar e selecionar as melhores de opções de passagens aéreas baratas. Neste final de semana as três maiores companhias aéreas do Brasil capricharam nas promoções. De São Paulo para Curitiba é possível viajar em voo direto pagando apenas R$ 218 pelas passagens aéreas de ida e volta. Quem está no Rio de Janeiro pode viajar para a capital paranaense pagando pelos bilhetes de ida e volta o valor de R$ 224,14.

Mas se planeja viajar para um destino para tomar um banho de mar, pode aproveitar essa promoção e Belo Horizonte para Porto Seguro por R$ 254,48 (ida e volta). De São Paulo para Florianópolis os bilhetes de ida e voltam custam R$ 247,99. Todas as passagens estão com as taxas incluídas.

Nos voos para Belo Horizonte há dezenas de opções. Quem está em São Paulo ou no Rio de Janeiro pode viajar para a capital mineira e planejar passeios na Serra do Cipó, que fica a 100 km de Belo Horizonte, ou se hospedar em um hotel fazenda. De São Paulo para Belo Horizonte a ida e a volta custam R$ 220,03 e quem está no Rio de Janeiro encontra voos de ida e volta para Belo Horizonte por R$ 220,46.

Garanta aqui as passagens para Curitiba a partir de R$ 218

Período da viagem

Todas as passagens da lista abaixo são de ida e volta e estão com as taxas incluídas. Nós selecionamos as passagens para voos dos meses de julho e agosto, mas em outras datas você encontra voos baratos. É só fazer a pesquisa no link abaixo. Neste final de semana você pode garantir hospedagem com descontos incríveis,

Passagens aéreas de ida e volta com taxas incluídas saindo de BELO HORIZONTE

 

Quer viajar em outra data e para outro destino? Faça aqui a sua pesquisa e garanta descontos especiais

Garanta aqui hospedagem com descontos em todas as cidades do Brasil

 

Senador Carlos Viana grava vídeo com análise sobre pedido de recuperação da LATAM Brasil; assista

A recuperação judicial nos EUA é baseada no “chapter 11” da lei de falências americana, que abre um prazo para acordos de renegociação das dívidas.

O senador Carlos Viana (PSD-MG), da Comissão de Infraestrutura do Senado, está acompanhando de perto o pedido de recuperação judicial da LATAM Brasil apresentado nesta quinta-feira (09/07) nos Estados Unidos. Em vídeo produzido com exclusividade para o Tudo Viagem, o parlamentar tranquilizou os consumidores sobre a situação da companhia. Segundo ele, o pedido não afeta em nada as operações da companhia no Brasil. Segundo o senador, a  LATAM Brasil responde por 50% da operação do grupo.

O senador informou que pretende se reunir com a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) para discutir a situação das companhias brasileiras. Carlos Viana defende a liberação de empréstimos para todas as companhias brasileiras pelo BNDES. A LATAM negocia a liberação de de R$ 2 bilhões. (Assista ao vídeo abaixo).

O grupo LATAM Airlines (Chile, Peru, Colômbia, Equador, EUA) já havia entrado com o mesmo pedido em maio. As dívidas de todo o grupo, somadas, chegam a US$17,9 bilhões. A empresa anunciou a demissão de 1.400 funcionários durante a crise da pandemia do COVID.

Confira mais detalhes sobre a LATAM

– Antes da crise, a LATAM Airlines transportava 42 milhões de passageiros/ano e tinha 42.000 funcionários. Em abril, chegou a reduzir 95% dos seus voos.

– A recuperação judicial nos EUA é baseada no “chapter 11” da lei de falências americana, que abre um prazo para acordos de renegociação das dívidas. Uma das vantagens do “chapter 11” em relação às leis brasileiras é a possibilidade de romper contratos de leasing sem o pagamento das multas.

– Paralelamente ao pedido de recuperação judicial, a LATAM Brasil negocia um empréstimo de R$ 2 bilhões junto ao BNDES.

– O pedido de recuperação pode ajudar na concretização do empréstimo, onde o BNDES entraria como credor DIP (“debtor in possession). Isto significa que, em caso de falência, o credor tem preferência no recebimento de dívidas.

– A LATAM Airlines suspendeu, por tempo indeterminado, as operações na Argentina, mas afirma que a renegociação não afetará a operação no Brasil.

– No Brasil, a LATAM opera com 5% dos voos, prometendo aumentar para 18% em julho, chegando a 60% até o fim de 2020.

– O processo de recuperação deve demorar algo entre 12 e 18 meses. Caso seja bem sucedido, a empresa deve sair dele 40% menor.

MEDIDA PROVISÓRIA 925

– A MP 925, que prevê ajuda às empresas do setor aéreo, além de garantir alguns direitos dos usuários, foi aprovada na Câmara, com modificações, e chega ao Senado hoje, na forma do PLV 23/2020. A MP perde seus efeitos no dia 16 de julho e, portanto, precisa ser aprovada no Senado já na próxima semana. A ANAC é favorável à aprovação da MP.

Fonte: gabinete do Senador Carlos Viana

 

Pretende viajar de avião? Garanta aqui passagens aéreas com descontos especias

Número de hotéis em funcionamento na Grande BH chega a 106; veja quais estão abertos

Sem eventos na Grande Belo Horizonte, os hotéis que estão abertos não sabem até quando terão dinheiro em caixa para pagar as despesas.

Levantamento da  Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-MG) mostra que aumentou em julho em 17,7% o número de hotéis que estão funcionando na Grande Belo Horizonte. Em maio eram 90 estabelecimentos, conforme o Tudo Viagem mostrou com exclusividade. Agora em julho esse número passou para 106. Ainda estão fechados 45 hotéis em toda a Grande BH.

Sem eventos na Grande Belo Horizonte, os hotéis que estão abertos não sabem até quando terão dinheiro em caixa para pagar as despesas. Os estabelecimentos que estão funcionando estão com taxa de ocupação baixa. (Veja a lista dos hotéis abertos na lista abaixo).

O Bourbon Belo Horizonte Hotel está funcionando. (Foto: divulgação)

Segundo Maarten Van Sluys, consultor Estratégico da Abih-MG, a taxa de ocupação média em julho é de 17%. O ideal para que os hotéis possam cobrir as despesas operacionais seria de pelo menos 30%.

Segundo o especialista, a situação só vai melhorar com a retomada das empresas, mais voos para Belo Horizonte, e principalmente e a realização de eventos. A reabertura dos bares e restaurantes na capital mineira também ajudaria a aumentar a taxa de ocupação dos hotéis.

Alguns hotéis, principalmente os de Belo Horizonte, estão sendo procurados por casais. Com medo da pandemia do coronavírus, os casais estão evitando ir aos motéis.

Lista de hotéis abertos na Grande BH
QUALITY BELO HORIZONTE LOURDES
RAMADA ENCORE BELO HORIZONTE MINASCASA
HOLIDAY INN BELO HORIZONTE SAVASSI
OURO MINAS PALACE HOTEL
MAX SAVASSI APART SERVICE
RADISSON BLU BELO HORIZONTE
RAMADA ENCORE VIRGINIA LUXEMBURGO BH
BOURBON BUSINESS HOTEL BELO HORIZONTE
E-SUITES SAVASSI TOSCANINI
ROYAL GOLDEN HOTEL
ROYAL SAVASSI BOUTIQUE HOTEL
NOBILE INN PAMPULHA
H2 PLATINUM
IMPAR SUITES EXPOMINAS
GO INN BELO HORIZONTE DEL REY
HOTEL VIVENZO
SAN DIEGO EXPRESS BARRO PRETO
HILTON GARDEN INN BELO HORIZONTE
IMPAR SUITES CIDADE NOVA
BH RAJA HOTEL
NORMANDY HOTEL
CHEVERNY APART HOTEL
MY PLACE SAVASSI HOTEL BOUTIQUE
STOP INN CRISTIANO MACHADO
ALLIA GRAN HOTEL PAMPULHA SUITES
FRIMAS PAMPULHA HOTEL
BRISTOL PAMPULHA LIEU
HOTEL SÃO BENTO
HOTEL BEAGÁ CONVENTION
HOTEL MERCURE BELO HORIZONTE SAVASSI
ROYAL DESIGN SAVASSI
HOTEL MERCURE BELO HORIZONTE VILA DA SERRA
STOP INN PLUS PAMPULHA
PROMENADE IANELLI
PROMENADE PANCETTI
BOULEVARD PLAZA HOTEL
SAN DIEGO SUITES LOURDES
STOP INN ANTONIO CARLOS
PAMPULHA DESIGN HOTEL
TRYP BY WYNDHAM SAVASSI
SAN FRANCISCO FLAT SERVICE
SAN DIEGO SUITES PAMPULHA
HOTEL SAVASSI
VIA CONTORNO HOTEL
ROYAL CENTER HOTEL
VILLE CELESTINE CONDO HOTEL & EVENTOS
IBIS CONTAGEM CEASA
SAMBA BETIM
HOTEL ABBA
HOTEL ABBA UNO
HOTEL SERRA NEGRA
FRIMAS HOTEL
MAK HOTEL AMBASSY
PAMPULHA FLAT HOTEL
DAYRELL HOTEL & CENTRO DE CONVENÇÕES
SUL AMERICA PALACE HOTEL
BRASIL PALACE HOTEL
HOTEL TURISTA
BRAGANÇA
FRONT EXPOMINAS
OYO CAMPOS GERAIS HOTEL
HOTEL PAMPULHA PALACE
SAVASSI VILLAGE
OYO HOTEL ESPLANADA
OYO GMATOS HOTEL
HOTEL NOVO HORIZONTE
HOTEL GUANABARA
OYO AMAZONAS PALACE HOTEL BELO HORIZONTE
HOTEL GONTIJO
MAK HOTEL MAJESTYC
HOTEL IBIS STYLES CONFINS
RAMADA LAGOA SANTA INTERNATIONAL AIRPORT
SUPREME CHOICE AEROPORTO CONFINS BY SAMBA
E-SUITES LAGOA SANTA
DH CONFINS CONFINS AIRPORT
SOLAR DA LAGOA RESIDENCE & RESORT
VISTA INN EXPRESS CONTAGEM
MANFERRARI HOTEL
ELDORADO FLAT HOTEL
PIEMONTE HOTEL
DIFFERENTIAL FLAT
HOTEL SORRENTO
HOTEL SÃO SALVADOR
HOTEL SANTA LUZIA
ESTORIL HOTEL
NACIONAL INN BELO HORIZONTE
FLAT CALIFORNIA
CAMPUS LIBERDADE APART HOTEL
HOTEL RIO JORDÃO
HOTEL CIDADE JARDIM
OYO PRAÇA DA ESTAÇÃO
SAMBA BELO HORIZONTE CENTRO
OYO HOTEL BH INN PALMARES
HOTEL BOA VIAGEM
OYO HOTEL BARRO PRETO
OYO HOTEL L’ESPACE
OYO POUSADA SANTO ANTONIO
OYO POUSADA LAGOA BELO HORIZONTE
POUSADA VILA PARIS
POUSADA SOSSEGO DA PAMPULHA
HOTEL MINAS PAMPULHA
OYO IBITURUNA BARREIRO HOTEL
HOTEL GRANDE MINAS VESPASIANO
HOTEL GRAN MINAS
OYO MINAS HOTEL BH
HOSPEDAGEM CHAMONVILLE
DOM OTTO

Garanta aqui hospedagem no hotéis da Grande Belo Horizonte

Confira a lista dos 90 hotéis que estão funcionando na Grande BH

Confins terá em julho voos diretos para 15 destinos; veja quais

Segundo a BH Airport, antes da pandemia do novo coronavírus, cerca de 30 mil pessoas circulavam por dia pelo aeroporto internacional de BH.

As companhias aéreas que operam no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, vão aumentar de 10 para 15 o número de destinos que terão voos diretos no mês de julho. O número de voos previstos é de 1.400, um aumento de 75% em relação a junho, quando esse número foi de  800 voos. O número de passageiros que em junho foi de 67,5 mil  passará para 100 mil em julho.

Confira 15 destinos que terão voos diretos a partir de Confins

Confins voltou a ter no mês de julho voos diretos para Brasília (DF), Cuiabá (MT), Congonhas (SP), Guarulhos (SP), Montes Claros (MG), Santos Dumont (RJ), São Luiz (MA), Uberlândia (MG), Campinas (SP) e Vitoria (VIX). Também estão sendo retomados os voos sem escalas para Belém (PA), Porto Seguro (BA), Recife (PE), Salvador (BA) e Galeão (RJ).

Segundo a BH Airport, antes da pandemia do novo coronavírus, cerca de 30 mil pessoas circulavam por dia pelo aeroporto. Cerca de  300 voos eram operados por dia entre pousos e decolagens. A partir de abril, esses números tiveram queda e ocorriam cerca de 15 voos diários entre pousos e decolagens, e em torno de 1.000 passageiros circulavam diariamente pelo terminal.

Frase….

“O aumento previsto para julho é mais um passo para a retomada. “Sabemos da apreensão das pessoas em relação à pandemia que estamos vivendo e queremos que os nossos passageiros confiem que voar é seguro, sobretudo no nosso aeroporto. A aviação segue como o meio de transporte mais higiênico, rápido e seguro que existe. Estamos tomando todas as medidas necessárias para combater e prevenir a doença”

Clayton Begido, gestor de Conectividade e Aviação da BH Airport

Combate ao coronavírus

Além de disponibilizar dispensers de álcool em gel em todo o aeroporto,foram instaladas m Confins barreiras de proteção nos locais de atendimento aos usuários e adesivos informativos para piso, assentos, banheiros e elevadores.

Com apoio do exército, uma equipe foi capacitada para atuar na descontaminação e higienização de áreas de grande circulação. Entre as demais medidas já adotadas para o combate à disseminação da Covid-19, também foi reforçada a limpeza e desinfecção das áreas comuns de todo o aeroporto, especialmente dos banheiros.

O Aeroporto de Confins também laçou uma campanha de comunicação no intuito de conscientizar passageiros, visitantes e a comunidade aeroportuária sobre a necessidade de higienização das mãos, de manter o distanciamento, isolamento de assentos, uso de máscara e demais atitudes que podem garantir a saúde e segurança de todos.

Pretende viajar? Garanta aqui passagens aéreas com descontos especiais

 

VoePass vai retomar voos em Uberlândia no dia 31 de julho

No dia 3 de julho a VoePass retomou os voos de Ribeirão Preto para Guarulhos (SP) e para o Rio de Janeiro (Aeroporto Santos Dumont).

A VoePass, antiga Passaredo, que completou 25 anos de fundação no dia 3 de julho, decidiu reativar mais três rotas a partir de 31 de julho, A companhia vai voltar a oferecer voos diretos de Uberlândia para Brasília e de Uberlândia para a cidade de Ribeirão Preto, principal centro de distribuição de rotas da VoePass.

A VoePass também decidiu retomar os voos sem escalas de Ribeirão Preto para Brasília. No site da VoePass já é possível comprar as passagens de todos os voos que serão retomados. A companhia será a única a oferecer as ligações sem escalas entre estas cidades.

No dia 3 de julho a VoePass retomou os voos de Ribeirão Preto para Guarulhos (SP) e para o Rio de Janeiro (Aeroporto Santos Dumont). Já no Norte do Brasil foram a companhia voltou a operar em 10 cidades. Essas rotas são atendidas pela MAP Linhas Aéreas, empresa comprada pela VoePass em agosto do ano passado.

Mais voos em Brasília

O Aeroporto de Brasília vai ganhar 12 novos destinos a partir do mês de julho, um crescimento de 640% em relação ao mês de abril, que apresentou o pior fluxo de passageiros dos últimos 25 anos. Ainda não há uma data para a retomada dos voos internacionais.

Segundo a Inframerica, concessionária do aeroporto, em julho o terminal passará a atender 35 cidades brasileiras e diariamente deverá receber em média 100 pousos e decolagens. A quantidade ainda está longe dos 380 voos diários de antes da pandemia, mas já é uma retomada importante para conexão e logística do país.

Frase…

 “O Aeroporto de Brasília é um importante centro de conexão e vem recuperando o movimento de forma gradativa. Para receber estas novas frequências, adotamos diversos protocolos sanitários a exemplo da solução termográfica para aferir a temperatura corporal dos passageiros e a disponibilização de mais de 30 pontos de álcool gel espalhados nos principais pontos do terminal”

Roberto Luiz, head de negócios aéreos da Inframerica

Uso de máscaras é obrigatório

As salas de embarque do Píer Norte–, que estavas fechada desde abril, foram reabertas como forma de atender às recomendações de distanciamento social.

Segundo a concessionária, a medida é necessária para evitar aglomerações no terminal em virtude da intensificação das operações que vêm sendo retomadas ao longo deste mês. Com a reabertura da sala de embarque, a concessionária espera espalhar e espaçar o fluxo de passageiros.

A Inframerica destaca que o uso de máscaras no terminal é obrigatório e que os usuários que não estiverem usando o acessório poderão ser impedidos de embarcar.

Veja abaixo a lista de cidades atendidas com voos direto do Aeroporto de Brasília:

Sul:

Curitiba, Porto Alegre e Florianópolis

Sudeste:

São Paulo (Congonhas), Guarulhos, Campinas, Rio de Janeiro (Santos Dumont e Galeão), Belo Horizonte, Vitória, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto e Uberlândia

Nordeste:

Fortaleza, Salvador, Recife, São Luiz, Teresina, Barreiras, João Pessoa, Maceió e Natal

Centro Oeste:

Cuiabá, Goiânia e Campo Grande

Norte:

Manaus, Santarém, Belém, Rio Branco, Macapá, Marabá, Porto-Velho, Boa Vista e Palmas e Araguaína.

 

VoePass renova todas as aeronaves para a retomada dos voos em 3 de julho; veja fotos inéditas

Pretende viajar? Garanta aqui passagens aéreas baratas

Conheça tecnologia que rastreia bagagem em todos os voos da Azul

Por meio do aplicativo da Azul, o passageiro recebe notificações sobre três diferentes etapas de movimentação de sua bagagem.

Não há nada mais chato do que chegar no destino e na hora do desembarque ser surpreendido com o extravio suas malas. A Azul promete dar um basta neste problema! A companhia criou um sistema que permite saber aonde exatamente está a mala. O sistema, inédito no Brasil, monitora o caminho das malas desde o despacho no check-in até a entrega no destino final.

O testes desta nova tecnologia foram realizados em Cuiabá. Segundo a companhia, os índices de extravio de bagagem vem diminuindo a cada dia nos voos da empresa que partem ou chegam da capital do Mato Grosso.

Como funciona

A  tecnologia funciona com aparelhos semelhantes a smartphones que são utilizados pelos Tripulantes da Azul para fazer a leitura do código de barras que acompanha a etiqueta da bagagem despachada. Um código de rastreamento em português permite que a mala seja rastreada a cada manuseio e o status da bagagem é enviado para um sistema de controle.

Por meio do aplicativo da Azul, o passageiro recebe notificações sobre três diferentes etapas de movimentação de sua bagagem: o próprio check-in – não sendo mais necessário a entrega do “canhoto” da etiqueta para o Cliente -, o carregamento na aeronave e a restituição, na esteira de bagagens, no aeroporto de destino final.

Além de o passageiro receber as informações,  a ferramenta alimenta um sistema interno que fortalece o controle da companhia em todas as bagagens em trânsito. A empresa, que já detém os melhores números do setor, tem a expectativa de rastrear 100% das bagagens e reduzir ainda mais o percentual de extravio, que passou de 2,14 em abril para 1,89 bagagens para cada mil clientes transportados em junho.

Segundo a Azul,  mais de mil tripulantes foram treinados para usar essa ferramenta e mais de 300 aparelhos de rastreio para a implementação dessa tecnologia foram enviados para os aeroportos nacionais e internacionais que a empresa opera.

Frase…

“Essa tecnologia faz parte de uma das nossas frentes de atuação, que visa integrar os serviços e otimizar nossa operação, trazendo mais eficiência para o dia a dia da companhia. Começamos a testar essa tecnologia nos voos entre Campinas e Cuiabá durante um período e hoje já é uma realidade em todas as bases da Azul, fornecendo informações aos Clientes e, ao mesmo tempo, controlando o fluxo de bagagens despachadas e restituídas e reduzindo os extravios de bagagem”.  

Kléber Linhares, diretor de tecnologia da Azul

 

Pretende viajar? Encontre aqui passagens aéreas com descontos especiais

 

Monte Verde registra – 0,8º C e turistas são surpreendidos com geada; veja fotos

Cerca de 150 hotéis e pousadas da região voltaram a operar no dia 4 de junho com até 40% da capacidade.

O distrito de Monte Verde, extremo sul de Minas Gerais, registrou na madrugada desta quinta-feira (02/07) temperatura negativa de 0,8º C, segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Moradores e turistas acordaram com um espetáculo n paisagem. O branco da geada se destacou em meio ao verde da vila e nos telhados das casas.

As temperaturas baixas de Monte Verde atraem turistas de diversas regiões do Brasil. Cerca de 150 hotéis e pousadas da região voltaram a operar no dia 4 de junho com até 40% da capacidade. Pelas regras definidas pela Prefeitura de Camanducaia, onde fica o distrito, áreas de lazer, como piscinas, saunas, quadras esportivas e playground, não poderão ser usadas pelos hóspedes até 15 de julho.

Suíça brasileira

O distrito fica a 166 km de São Paulo, 159 de  Campinas e a 487 km de Belo Horizonte. Monte Verde é conhecido  como  “suíça brasileira. Com sua paisagem montanhosa e clima frio, o distrito recebeu cerca de 500 mil turistas em 2019, sendo que 60% visitaram o destino entre maio e agosto.

A Prefeitura de Camanducaia autorizou a reabertura  partir de 1º de junho os bares, restaurantes, lojas, academias e salões de beleza. Várias medidas sanitárias para evitar aglomerações precisam ser seguidas por esses estabelecimentos.

Agência de promoção do turismo

A Agência de Desenvolvimento de Monte Verde e Região (MOVE)) foi criada neste ano para promover o desenvolvimento econômico sustentável do distrito de Monte Verde, polo turístico. A agência atua com o objetivo de fortalecer e dar voz ao empresariado, a fim de potencializar a vocação turística local sob os seguintes escopos: hotelaria, comércio, receptivos, alimentação, ambiental, social, industrial, esportivo e artístico. Atualmente são cerca de 70 associados.

Fotos de Nelson Pacheco (Move) 

 

 

 

Deu vontade de conhecer Monte Verde? Ganta aqui sua hospedagem

Soldados do Exército e da Marinha fazem desinfecção do Aeroporto de Guarulhos

O trabalho durou cerca de três horas e foi realizado para eliminar possíveis focos da covid-19 diante do cenário da retomada gradual da economia e do setor aéreo.

Todos os espaços comuns da área pública do Terminal 2 do Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos,  foram desinfectados nesta quarta-feira (1/07). O trabalho foi realizado por membros do Comando Militar do Sudeste, capacitados em desinfecção pelo 1º Batalhão de Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear (1º Btl DQBRN).

O trabalho durou cerca de três horas e foi realizado para eliminar possíveis focos da covid-19 diante do cenário da retomada gradual da economia e do setor aéreo. Os soldados da Marinha e do Exército Brasileiro dividiram-se em dois grupos: um para todos os níveis (mezanino, saguão de embarque e desembarque) do check-in B ao C. O outro grupo desinfectou o check-in D ao E. O espaço representa cerca de 24.100 m².

A iniciativa partiu do 1º Btl DQBRN, que só este ano já realizou um total de 500 ações de descontaminação em espaços públicos no Estado de São Paulo, com o objetivo de reduzir a contaminação pelo novo coronavírus.

Desde o início da pandemia de covid-19, decretada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), o Aeroporto de Guarulhos tem recebido uma média diária de 15 mil passageiros, 10% do total operacional registrado antes do surto do novo coronavírus pelo mundo. Mesmo com a redução, Guarulhos tem a maior movimentação entre os aeroportos do Brasil.

No Terminal 2 é realizada 90% de toda a atividade atual do Aeroporto, administrado pela concessionária GRU Airport. Nele, desde março deste ano, estão concentradas as operações de embarque e desembarque domésticos e, como acontecia antes da pandemia, também é realizado o procedimento de check-in de algumas companhias aéreas que possuem voos internacionais.

 

 

Fotos Daniel Freire (GRU AIRPOR)

 

Pretende viajar? Garanta aqui passagens aéreas com descontos especiais

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com