Casal de Minas Gerais denuncia abandono em El Calafate pela LATAM

O casal tenta voltar para Minas Gerais desde o dia 15 de março, quando o Governo da Argentina começou a fazer alertas sobre a propagação do coronavírus.

O jornalista Alex Ferreira, jornalista, 48 anos, e a esposa dele, Andreia Klein, 47 anos, de Ipatinga, no Vale do Aço, denunciam que estão abandonados pela LATAM em El Calafate,  uma pequena cidade que faz parte da patagônia argentina. A cidade fica localizada na província de Santa Cruz,  próximo à fronteira com o Chile. O casal tenta voltar para Minas Gerais desde o dia 15 de março, quando o Governo da Argentina começou a fazer alertas sobre a propagação do coronavírus. Veja abaixo vídeos gravados pelo jornalista.

Foto do casal tirada na patagônia argentina antes das restrições

A viagem de Alex Ferreira e de Andreia Klein começou no dia 2 de março deste ano. O voo do casal de quinta-feira (26/03) de El Calafate para Buenos Aires foi cancelado e não há previsão de retorno. A situação se agravou a partir desta sexta-feira quando o Governo da Argentina suspendeu todos os voos. Alex Ferreira afirma que está tendo uma despesa diária com alimentação e hospedagem de aproximadamente R$ 300.

O Consulado do Brasil em Buenos Aires está em contato com o casal, mas as restrições impostas pela Argentina dificultam qualquer tipo de ajuda. “O povo de El Calafate é muito solidário e há casos de comerciantes até reduzindo os preços dos alimentos, além de muita solidariedade a outros brasileiros que não conseguem voltar e estão enfrentando sérias dificuldades”, disse Alex Ferreira.

Em El Calafate a temperatura nesta época do ano é de cerca de 5 graus, além de muito frio. O casal está hospedado em um hostel equipado com cozinha e aquecedor, um conforto o que ameniza o sofrimento em situação de angústia. Os alimentos estão sendo preparados no hostel.

Em vídeos postados nas redes sociais, antes do cancelamento do voo, Alex Ferreira mostrou o rigor das autoridades da Argentina com o isolamento social. Usando máscara, ele contou que as pessoas só podem sair de casa para comprar alimentos sob pena de  pagamento de multa pela infração e até prisão.

Sem comunicação com a LATAM

Além do abandono pela LATAM, Alex Ferreira reclama da dificuldade de entrar em contato com a central de atendimento da companhia. O jornalista tenta o estorno do valor das passagens, mas a companhia se recusa a atendê-lo.

O casal tentou comprar passagem de El Calafate para Buenos Aires em voo da Aerolíneas Argentinas, que seria operado nesta sexta-feira, mas a transação não foi concluída em função das restrições determinadas pelo Governo da Argentina.

A LATAM foi procurada, mas não respondeu sobre a situação do casal. A companha detalhou o que está fazendo para atender os clientes aferados pelos cancelamento dos voos.

Posição da LATAM

A crise de saúde global causada pelo Coronavírus (COVID-19), alheia à vontade da LATAM, tem causado transtornos a todos, incluindo restrições de entrada/saída em diversos países, algo que gerou queda na demanda e redução na malha aérea da companhia.

Neste cenário, a companhia reforça que vem trabalhando fortemente junto às autoridades dos diversos países onde opera para trazer seus clientes de volta para casa.

Mesmo diante dessa situação alheia à sua vontade, entre 19 de março e 24 de março, o Grupo LATAM operou cerca de 60 voos especiais e repatriou mais 10 mil pessoas provenientes de diversas partes do mundo. Em paralelo, no mesmo período, a companhia realizou 3.348 voos regulares, transportando 329.769 passageiros. Para o Brasil, a LATAM já repatriou passageiros que estavam em Cusco, Lima, Londres, Jamaica, Portugal, Punta Cana, Israel e Santiago. 

Todos os passageiros impactados e até mesmo outros que ainda não tenham tido voos afetados têm à disposição a flexibilidade de remarcação de passagem, conforme as regras no site da LATAM : https://www.latam.com/pt_br/experiencia/coronavirus/.

Vídeo gravado por Alex Ferreira antes do cancelamento do voo

Enquanto isso, na Argentina sair na rua sem justificativa é pedir para ser preso. "Entre a economia e a vida, eu elegi a vida", afirmou o presidente Alberto Fernández. A medida é dura e atinge a todos. #argetinosemcasa #quarentenatotal #guerraaocoronavirus.

Posted by Alex Ferreira on Tuesday, March 24, 2020

Vídeo gravado em uma das saídas do hostel para a compra de alimentos

Quarentena total. No olho no furacão. #covid19 #apocalipsezumbi #thewalkingdead2020 . #imersãonocaos

Posted by Alex Ferreira on Sunday, March 22, 2020

 

Confira os áudios sobre o drama do casal gravados nesta sexta-feira
Início da viagem
O começo do drama
Fechamento de hospedagens
Compra de outra passagem da LATAM

Sem resposta da LATAM

Voos reagendados e cancelados

Copa Airlines suspende todos os voos até 21 de abril

Qualquer passagem não utilizada manterá seu valor e poderá ser usado para programar uma nova viagem com a data final do voo até 31 de dezembro de 2021.

Com a decisão do Governo Nacional da República do Panamá de proibir todos os voos internacionais de passageiros, a Copa Airlines foi obrigada a suspender todas as sua operações. Os destinos no Brasil que ficaram sem voos são Belo Horizonte, Salvador, Recife, Manaus, Porto Alegre, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo.

A Cidade do Panamá é o principal centro de distribuição de voos da Copa Airlines, além de ser o principal centro de conexões da América Latina. São atendidos 80 destinos em 33 países.

A Copa Airlines informou que  está entrando em contato com os passageiros afetados. A companhia promete suas políticas comerciais mais flexíveis, permitindo modificar itinerários sem taxa de alteração para passagens compradas até 31 de março de 2020 e com data de viagem até 15 de junho de 2020.

Segundo a Copa Airlines, qualquer passagem não utilizada manterá seu valor e poderá ser usada para programar uma nova viagem com a data final do voo até 31 de dezembro de 2021.

Frase….

“Na Copa Airlines, entendemos e apoiamos a decisão do Governo do Panamá. Para nós, nada é mais importante que a saúde e o bem-estar do Panamá e dos países que servimos, dos nossos passageiros, colaboradores e todas as pessoas que transitam ou trabalham no Centro de Conexões das Américas”

Pedro Heilbron, presidente Executivo da Copa Airlines

Telefone da Copa Airlines: 11 4933 2399

 

 

American Airlines suspende todos os voos para o Brasil por causa do coronavírus

Já os voos de Nova York, Boston, Chicago e Los Angeles para Boston deixam de ser operados gradualmente na próxima semana, com previsão de retorno somente em maio. 

Todos os voos da American Airlines para o Brasil estão suspensos a partir desta segunda-feira (16/05) em função da pandemia de coronavírus. A companhia anunciou que  75% de sua malha internacional será suspensa até 6 de maio.

A American Airlines vai manter o voo de Dallas para Londres, um de Miami para Londres e três de Dallas para Tóquio. Os voos internacionais de curta distância para Canadá, México, Caribe, América Central e alguns destinos na América do Sul serão mantidos.

Segundo a companhia, em abril  a capacidade doméstica será reduzida em 20% em relação a 2019) e em maio estará 30% menos que no ano passado.

ÁSIA E OCEANIA
Estão suspensos todos os voos, incluindo Austrália e Nova Zelândia.  Serão mantidos nesse período os três voos do Japão para Dallas, três vezes por semana.

EUROPA
A American Airlines vai manter  no período de suspensão um voo diário Dallas-Londres e um Miami-Londres.  Já os voos de Nova York, Boston, Chicago e Los Angeles para Boston deixam de ser operados gradualmente na próxima semana, com previsão de retorno somente em maio. Rotas sazonais devem voltar no começo de maio ou em outra data a ser anunciada, dependendo de como evolui a quarentena e as restrições do governo.

AMÉRICA DO SUL

A  partir de 16 de março (segunda-feira), suspensão dos voos de Miami para o Rio de Janeiro e Georgetown (Guiana); de Dallas, Nova York e Miami para São Paulo; Dallas e Miami para Santiago, Bogotá, Guayaquil, Quito e Lima.

Também estão suspensos os voos de Miami para Brasília, Manaus e as cidades colombianas de Barranquilla, Cartagena, Cali, Medellin e Pereira. Os voos de Los Angeles e Dallas para Guarulhos só serão retomados em outubro e junho, respectivamente, como anunciado anteriormente.

Confira os 12 aeroportos do Brasil com acesso ao NET-CLARO-WIFI

O serviço de Wi-Fi público da rede NET-CLARO-WIFI, oferecida gratuitamente para clientes Claro, é composta por mais de quatro milhões de pontos espalhados pelo Brasil.

A rede NET-CLARO-WIFI pode ser acessada em 12 aeroportos do Brasil que recebem mais de 50% do fluxo anual de passageiros. O serviço é exclusivo para os clientes se manterem conectados enquanto aguardam seus voos seja em uma viagem de negócios ou enquanto aproveitam o período de férias com a família.

Além do Wi-Fi no aeroporto, a Claro tem outras ofertas exclusivas para o público que viaja para o exterior e deseja estar sempre conectado. Com os Passaportes Américas, Europa e Mundo, o cliente pode utilizar seu plano móvel em até 80 países, normalmente, como se estivesse no Brasil. (Veja lista dos aeroportos abaixo).

A  Claro lançou recentemente o Claro Pós Internacional. Ou seja, todo portfólio pós-pago passou a ser internacional e o cliente usa o seu plano em 18 nações das Américas sem preocupações.

Confira a lista de aeroportos que têm a rede NET-CLARO-WIFI disponível

Manaus | Aeroporto Internacional de Manaus – Eduardo Gomes
Goiânia | Aeroporto Internacional Santa Genoveva
Belo Horizonte | Aeroporto Carlos Drummond de Andrade – Pampulha
Confins | Aeroporto Internacional de Confins – Tancredo Neves
Cuiabá | Aeroporto Internacional Marechal Rondon
Recife | Aeroporto Internacional de Recife
Curitiba | Aeroporto Internacional Afonso Pena
Rio de Janeiro | Aeroporto Santos Dumont
Florianópolis | Aeroporto Internacional de Florianópolis – Hercílio Luz
Guarulhos | Aeroporto Internacional de São Paulo
São Paulo | Aeroporto de Congonhas

Como é o serviço

O serviço de Wi-Fi público da rede NET-CLARO-WIFI, oferecida gratuitamente para clientes Claro, é composta por mais de quatro milhões de pontos espalhados pelo Brasil. Os clientes se conectam e utilizam dados de forma ilimitada, em todos os dispositivos, como smartphones, tablets e notebooks. Para mais informações sobre o serviço, basta acessar o link.

Para utilizar o serviço, sempre que precisar da conexão Wi-Fi, basta verificar a disponibilidade da rede NET-CLARO-WIFI (nomenclatura universal da rede em locais públicos) no local em que estiver. Para se conectar, quem é cliente Claro móvel pós-pago ou banda larga fixa, é necessário somente realizar o cadastro na rede com a senha do aplicativo Minha Claro.

Clientes pré-pago Claro e outras operadoras

Quem tem o serviço  pré-pago Claro ou chips de outras operadoras também pode acessar o serviço. O acesso pode ser realizado de duas maneiras. Uma delas é gratuita, assistindo a um vídeo publicitário para navegar por 15 minutos, sendo que, após o término do tempo, é possível assistir novamente por mais uma vez o vídeo e continuar mais 15 minutos conectado, totalizando 30 minutos de conexão gratuita.

A outra maneira é comprando um ticket de acesso com cartão de crédito, em três opções diferentes. Duas horas por R$ 4,90, um dia inteiro por R$ 9,90 e uma semana por R$14,90.

Pretende viajar? Garanta aqui as suas passagens aéreas com descontos especiais

SKY garante permanência no Brasil e promete normalizar venda das passagens

A Sky descarta ter suspendido sua operação no Brasil, onde atualmente voa para quatro cidades brasileiras: São Paulo e Rio de Janeiro (frequências regulares).

A companhia de baixo custo SKY Airlines divulgou sobre a suspensão da venda das passagens nos voos do Brasil para Santiago, no Chile. A suspensão da venda das passagens foi divulgada com exclusividade na manhã terça-feira (21/01) pelo Tudo Viagem. A boa notícia é que a companhia afirma no comunicado que manterá as operações no Brasil. A aérea chilena alega que o problema foi em função de ajustes no planejamento de rotas e itinerários. (Veja nota completa abaixo).

Comunicado para imprensa

A SKY Airline, companhia aérea chilena de baixo custo que opera no Brasil desde novembro de 2018, relata que, devido a ajustes no planejamento de rotas e itinerários, algo completamente regular que cada companhia aérea realiza, as compras de bilhetes desde julho de 2020 não estão disponíveis, mas estarão normalizadas nos próximos dias.

A Sky descarta ter suspendido sua operação no Brasil, onde atualmente voa para quatro cidades brasileiras: São Paulo e Rio de Janeiro (frequências regulares), Florianópolis e Salvador (frequências sazonais).

Atualização

Assim que a SKY começar a vender as passagens vamos atualizar esse post. Os leitores do Tudo Viagem que entraram em contato com a redação informaram que o problema teria começado na segunda-feira (20/01).

Matérias relacionadas

Exclusivo! SKY suspende a venda das passagens de todos os voos do Brasil

Primeira rota doméstica da SKY Airline no Peru vai ligar Arequipa a Cusco

SKY renova a frota com aeronaves mais sustentáveis

Pretende viajar? Faça aqui a sua cotação e garanta passagens aéreas com descontos

ANAC restringe transporte nos voos do MacBook Pro de 15 polegadas

As medidas adotadas pela ANAC, que têm por objetivo garantir a segurança das operações aéreas, conforme as autoridades de aviação civil americana.

Problemas detectados em um lote de baterias de lítio de MacBook Pro de 15 polegadas, produzidas  entre setembro de 2015 e fevereiro de 2017 pela Apple, fizeram a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) a divulgar comunicado determinando que elas não devem ser transportados como bagagem de mão nem despachados no porão da aeronave. Os motivos são os riscos que representam para as operações aéreas.

Segundo a ANAC, os passageiros proprietários de equipamentos desta marca devem verificar antes de viajar se o eletrônico é um dos dispositivos afetados pela falha na bateria. A consulta pode ser realizada na página da fabricante: https://support.apple.com/15-inch-macbook-pro-battery-recall.

Ainda segundo a ANAC, os passageiros que embarcarem com o dispositivo inapropriadamente serão orientados pelos profissionais das companhias aéreas a manterem o dispositivo desligado e a não recarregarem o aparelho durante o voo. Essa recomendação terá validade até que a fabricante realize a substituição dos modelos defeituosos.

As medidas adotadas pela ANAC, que têm por objetivo garantir a segurança das operações aéreas, estão em consonância com as práticas tomadas recentemente pelas autoridades de aviação civil americana, Federal Administration Aviation (FAA), e europeia, European Union Aviation Safety Agency (EASA).

Comunicado da ANAC

Reforçando as medidas de segurança adotadas pelas principais autoridades de aviação civil do mundo, a ANAC encaminhou nesta semana recomendação às companhias aéreas do país quanto à proibição do transporte do MacBook Pro de 15 polegadas. No documento, a Agência sugere que empresas informem a tripulação, os passageiros e os funcionários sobre as restrições e limitações no transporte do equipamento.

Para orientar os passageiros sobre quais itens podem ou não ser transportados na bagagem de mão ou despachada, a ANAC criou recentemente a página “O que posso transportar?”. Na página, o passageiro encontra, em ordem alfabética, a lista por categoria com aproximadamente 150 itens proibidos ou classificados como artigos perigosos pelas regras internacionais de aviação civil.

Veja como ficou a remodelação do primeiro Boeing 777-300 da LATAM Brasil

A aeronave foi reformulada em Abu Dhabi e, até o fim do primeiro trimestre de 2020, todas as outras nove unidades do mesmo modelo da frota da companhia serão transformadas.

O Boeing 777-300 da LATAM Brasil começou a ser usado na terça-feira (23/07) com as novas cabines remodeladas da companhia. A aeronave de prefixo PT-MUD será responsável durante o mês de julho pelos voos LA8064 que decolam diariamente de Guarulhos (SP) às 22h55 com destino a Madri, na Espanha. A mesma aeronave faz o trajeto de volta no voo LA8065.

Segundo a LATAM, trata-se da primeira aeronave a chegar no Brasil com a nova configuração e a segunda do Grupo LATAM Airlines que opera voos de longo curso (wide body). O Boeing 777-300 da LATAM  foi reformulado em Abu Dhabi e, até o fim do primeiro trimestre de 2020, todas as outras nove unidades do mesmo modelo da frota da companhia serão transformadas.

O projeto de renovação de cabines de 200 aeronaves, aproximadamente dois terços da frota global do Grupo LATAM, é o maior investimento da história da companhia na experiência do cliente. O investimento é de aproximadamente US$ 400 milhões. Quase metade deste valor se destina à reformulação das cabines dos aviões que atendem os passageiros do Brasil. Você pode garantir as passagens aéreas no link abaixo para viajar nesta aeronave.

Cabine econômica do Boeing 777-300
Telas de entretenimento da nova aeronave da LATAM

Frase…

“Estamos mostrando toda a força da LATAM neste investimento massivo em conforto a bordo. No Boeing 777, temos a cabine executiva mais moderna do país com confortáveis assentos que reclinam 180 graus (full flat) e oferecem acesso livre ao corredor, proporcionando total privacidade, além de telas individuais de 18 polegadas”

Jerome Cadier, CEO da LATAM Brasil

Deu vontade de viajar nesta aeronave? Garanta aqui a suas passagens no site da LATAM

Fotos: divulgação LATAM

Flybondi anuncia voo de Buenos Aires para o Rio de Janeiro a partir de outubro

o companhia é a terceira empresa de baixio custo a receber a autorização a operar no Brasil

Depois da chilena Sky Airline e da europeia Norwegian, agora é a vez da argentina Flybondi receber autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) para operar no Brasil. A autorização da agência reguladora brasileira foi dada na na tarde desta terça-feira (2/07).

Segundo a ANAC, a autorização foi concedida durante a 11ª Reunião da Diretoria Colegiada da Agência permitirá que a empresa faça o registro das rotas e inicie a venda das passagens aéreas. Inicialmente, a partir de outubro deste ano serão três voos semanais entre Buenos Aires e o Rio de Janeiro. A companhia vai usar nesta o Boeing 737-800, mesmo modelo que faz parte da frota da Gol.

A Flybondi também pretende fazer a ligação de Buenos Aires com Guarulhos, mas ainda não definiu a data. A autorização de funcionamento no país foi emitida pela ANAC em fevereiro de 2019. A Flybondi adota o modelo low cost (baixo custo), o mesmo da y Airline e da Norwegian.

Confira os 11 estados que registraram aumento de turistas estrangeiros

Na linha de frente, São Paulo (2,2 milhões), Rio de Janeiro (1,3 milhão) e Rio Grande do Sul (1,1 milhão) ainda permanecem como os que mais recebem estrangeiros no país.

O Anuário Estatístico do Turismo, elaborado com base em informações da Polícia Federal, mostra que o Brasil registrou crescimento de 0,5% em relação a 2017, com 32.606 turistas internacionais a mais em destinos brasileiros. Foram 6,62 milhões de turistas em 2018, contra 5,92 milhões do ano anterior.

Todas as regiões do país registraram estados em que a entrada de turistas estrangeiros cresceu. Segundo o anuário do Ministério do Turismo, os maiores índices de crescimento foram Pernambuco (45,7%), Minas Gerais (44,8%), Ceará (44,1%) e Amapá (31,2%) correspondem aos estados que mais registraram crescimento de turistas internacionais no ano passado, se comparado com 2017.

Na linha de frente, São Paulo (2,2 milhões), Rio de Janeiro (1,3 milhão) e Rio Grande do Sul (1,1 milhão) ainda permanecem como os que mais recebem estrangeiros no país. O modal aéreo ocupa a 1ª posição no Amazonas, Bahia, Ceará, DF, Minas Gerais, Pará, Pernambuco, Rio de Janeiro, Santa Catarina, São Paulo e Rio Grande do Norte.

Perfil dos turistas

Já o meio terrestre lidera as chegadas de viajantes estrangeiros no Acre, Paraná, Rio Grande do Sul, Roraima e Mato Grosso do Sul. No segmento marítimo, Amapá aparece como o estado que mais contabiliza chegadas internacionais pelo meio fluvial.

O anuário revela que os Estados Unidos aparecem como um dos principais países emissores de turistas para os estados do Amapá, Amazonas, Distrito Federal e Minas Gerais. Já na América do Sul, Argentina ocupa a primeira posição na Bahia, Distrito Federal, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo e Rio Grande do Norte. Acesse aqui a anuário.

Frase…

“No fundo, o ponto central é a priorização do turismo brasileiro nos municípios e estados em uma gestão integrada e uniforme. Nesse sentido, vivemos um momento único, que oferece uma excelente oportunidade ao nosso país. O presidente Jair Bolsonaro tem colocado o setor de viagens no centro da agenda estratégica do Brasil e temos atacado gargalos históricos para o setor como a isenção do visto e a abertura do mercado às companhias aéreas internacionais. Tudo isso contribui para estes resultados”

Marcelo Álvaro Antônio- ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio

Vai viajar? Conheça aqui o site que vende passagens aéreas com descontos especiais

 

Conheça as duas novas companhias aéreas que estão em processo de aprovação na ANAC

Uma das companhias tem como sócio o dono da Amazsonas Linhas Aéreas, empresa que usa em seus voos nas rotas da América do Sul o jato modelo CRJ-200 com 50 assentos,

Duas novas companhias aéreas que estão sendo criadas no Brasil poderão ser beneficiadas com o capital 100% estrangeiro. A que está com o processo mais adiantado é a Omni Linhas Aéreas, com sede no Rio de Janeiro. A companhia está aguardando a emissão do Certificado de Operador Aéreo (COA) pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) para iniciar suas operações. A Omni já recebeu um ATR 42-500, com capacidade para transportar até 48 passageiros. Essa aeronave tem autonomia de voo de cerca de 7 horas. O ATR-42 era usados nos voos da Trip Linhas Aéreas, companhia que foi comprada pela Azul.

A Omni Linhas Aéreas, de um grupo de Portugal,  já contratou pilotos e comissários. O ATR-42 da companhia tem condições de operar no Aeroporto da Serrinha, em Juiz de Fora e Patos de Minas, cidades que deixaram de receber voos da Azul. A Omni atua no serviço de táxi aéreo transportando executivos e funcionários das empresa que trabalham nas bases de exploração de gás e petróleo do litoral brasileiro.

Outra companhia que entrou com pedido para operar voos domésticos no Brasil é a Regional Linhas Aéreas que tem como sócios da Amazsonas Linhas Aéreas, da Bolívia, e da antiga Noar Linhas Aéreas, empresa de Recife que deixou de operar em julho de 2011. A nova empresa pretende operar em aeroportos importantes que estão sem voos, mas as cidades ainda não foram divulgadas.

A Amazsonas Linhas Aéreas usa em seus voos nas rotas da América do Sul o jato modelo CRJ-200 com 50 assentos, ideal para operar nos aeroportos de médio porte. (veja foto acima). A Regional Linhas Aéreas ainda não divulgou para a ANAC qual modelo pretende usar, mas tudo indica que será o CRJ-200 que é da fabricante canadense Bombardier.

Documento da Regional Linhas Aéreas

 

Sócios da Regional Linhas Aéreas

Acidente com  aeronave da Noar

A Noar Linhas Aéreas deixou de operar depois da queda da aeronave LET410, na manhã de 13 de julho de 2011, na Praia da Boa viagem, em Recife. No acidente morreram 14 passageiros e dois tripulantes. A Amazsonas Linhas Aéreas usa em seus voos o CRJ-200 com 50 assentos, modelo ideal para as pistas dos aeroportos de porte médio. A companhia opera na Bolívia, Paraguai, Uruguai e Argentina.

Frase…

“O competitivo mercado de transporte aéreo de passageiros e cargas no Brasil requer cada vez mais a busca por soluções que gerem valor aos clientes. E a Omni, com seu espírito pioneiro e inovador, aposta nesta nova modalidade de operação integrada para atender à indústria de petróleo e gás com uma solução que reduz a exposição dos passageiros ao risco de transportes terrestres e aumenta o conforto das viagens que poderão ser efetuadas com dia e horário marcados diminuindo o tempo de espera nos aeroportos e aumentando a eficiência das operações”

Roberto Coimbra, Diretor Geral da Omni Linhas Aéreas

Saiba como comprar passagens de ida e volta para 19 destinos pelo valor máximo de R$ 321

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com