Hotel Fazenda Fonte Limpa, em Santana dos Montes, começa a receber turistas

O turista poderá de forma segura curtir as piscinas do hotel, fazer passeios de charrete, participar de cavalgadas,, além de saborear os pratos deliciosos da culinária  mineira.

Cercada pela Serra do Espinhaço, e com reservas da Mata Atlântica, a cidade de Santa dos Montes, localizada a 130 km de Belo Horizonte, começou a receber turistas nesta segunda-feira (01/06). Para evitar a propagação do coronavírus, os empreendimentos precisam seguir o plano Minas Consciente, um protocolo sanitário dos serviços de hotelaria e similares com mais de 50 orientações. O Hotel Fazenda Fonte Limpa reabriu com taxa de ocupação de até 50%, conforme orientação da Prefeitura de Santana dos Montes.

Outra medida adotada pela Fazenda Fonte Limpa é o distanciamento das mesas dos restaurantes. Todas as refeições, inclusive o café da manhã, são servidas na mesa do hóspedes, evitando o manuseio dos talheres por várias pessoas. Os hóspedes contam com álcool gel para higienizar as mãos.

Hotel Fazenda Fonte Limpa (João Henrique Heringer)

O hotel Fonte Limpa funciona em um prédio tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais. O turista poderá de forma segura fazer caminhadas, passear de charrete, participar de cavalgadas,, além de saborear os pratos deliciosos da culinária  mineira. O Fonte Limpa tem três piscinas,  uma climatizada e outra térmica e coberta. Todas as atividades de lazer estão incluídas na diária e o hotel trabalha com pensão completa.

Santana dos Montes faz parte do Circuito Vilas e Fazendas. A cidade surgiu em meio ao Ciclo do Ouro, quando se chamava  Morro do Chapéu. Além do Fonte Limpa, a cidade conta com mais 4  estabelecimentos com estrutura de lazer completa.

Faça aqui sua reserva em um hotel fazenda de Santana dos Montes

 

Um final de semana no hotel Fazenda Fonte Limpa

Cidades localizadas na Serra da Canastra decidem reabrir o turismo em junho

Os hotéis e pousadas de São Roque de Minas, principal acesso da Serra da Canastra, poderão começar a receber hóspedes a partir de 15 de junho.

Pousadas, hotéis e restaurantes de Vargem Bonita (MG), cidade que fica na região da Serra da Canastra, poderão reabrir a partir de 1° de junho. A cidade decidiu autorizar a reabertura pelo fato de não ter registrado nenhum caso de coronavírus. O Parque da Serra da Canastra, onde fica a nascente do Rio São Francisco, continua fechado, mas o turista terá acesso a várias atividades ao ao livre na região sem correr risco,

Em Vargem Bonita as pousadas e hotéis poderão receber hóspedes com taxa de ocupação de até 50%. A cidade, que fica a cerca de 30 km de São Roque de Minas, tem cerca de 20 estabelecimentos de hospedagens. Uma das regras estabelecidas pela Prefeitura de Vargem Bonita é que toda reserva seja informada à Secretaria de Turismo do município. Se a cidade registrar casos de coronavírus, esses estabelecimentos não poderão receber hóspedes.

Uma barreira sanitária será instalada na entrada de Vargem Bonita. Segundo Ney Martins, assessor da Secretaria de Turismo,  a barreira vai evitar a entrada de pessoas com sintomas do coronavírus e ainda garantir que a taxa de ocupação de 50% seja respeitada. Vargem Bonita também autorizou a reabertura de bares e restaurantes com uma série de recomendações para evitar aglomerações.  A taxa de ocupação terá que ser de até 50%.

São Roque de Minas

Os hotéis e pousadas de São Roque de Minas, principal acesso da Serra da Canastra, poderão começar a receber hóspedes a partir de 15 de junho. A prefeitura estabeleceu várias regras para a reabertura, uma delas o fornecimento de álcool gel.  Bares e restaurantes ainda não foram autorizados a receber os clientes.

O Hotel Chapadão do Canastra, referência na recepção dos turistas que visitam a região, vai reabrir com uma série de cuidados para evitar a propagação do coronavírus. Além de disponibilizar álcool em gel, toda equipe do hotel vai usar máscaras e toda as áreas serão higienizadas todos os dias.

Reservas pelo site chapadaodacanastra.com.br

Telefone: informações e reservas (37) 3433-1267

Sabores da região

Em São Roque de Minas fica o Velho Chico, um restaurante que tem pratos que tem como um dos ingredientes o tradicional Queijo da Canastra, além de sobremesas preparadas com melado de cana e goiabada das fazendas da região. O serviço de delivery do Velho Chico está funcionando para você não garantir essas delícias.

Endereço Velho Chico São Roque de Minas

Praça Miguel Tenente, 92, Bairro Colina, São Roque de Minas

Acesse aqui o site do Velho Chico

Informações: (37) 98825-7535

O que fazer na região

Mesmo com o Parque da Serra da Canastra fechado, quem for visitar a região poderá realizar várias atividades com segurança, entre elas conhecer fazendas com que produzem o Queijo da Canastra, fazer trilhas e tomar um banho de cachoeira. Recomendamos!

Quer realizar esses passeios com segurança? Anota ai o contato do Elmo Brancatto: 37 99914-9737

Confira nosso especial de viagem sobre a Serra da Canastra

 

Garanta aqui hospedagem em Vargem Bonita

Garanta aqui hospedagem em São Roque de Minas

Portugal cria selo “Clean & Safe” para estabelecimentos turísticos

Com duração de um ano,, o selo “Clean & Safe” poderá ser fixado nas dependências do estabelecimento ou postado nas plataformas digitais. 

Estabelecimento “Clean & Safe”. Esse é o selo que Portugal criou para informar as atividades turísticas que asseguram o cumprimento de requisitos de higiene e limpeza para prevenção e controle da Covid-19 e de outras eventuais infeções. A intenção do governo de Portugal é  reforçar a confiança do turista no destino.

O selo poderá ser usado por empreendimentos turísticos, empresas de animação turística e agências de viagem, além de empresas que possuem registo junto da Autoridade Turística Nacional. Lembrando a data de reabertura do turismo de Portugal ainda não foi definida, mas isso deve ocorrer em breve em função do bom controle da doença.

Com validade de um ano, o “Clean & Safe” é gratuito e opcional. Para receber o sele é preciso implementar um protocolo interno que, de acordo com as recomendações da Direção-Geral da Saúde. Uma das exigências é a higienização necessária para evitar riscos de contágio e garante os procedimentos seguros para o funcionamento das atividades turísticas.

O selo pode ser obtido online, nas plataformas digitais do Turismo de Portugal: RNET (Registo Nacional dos Empreendimentos Turísticos), RNAAT (Registo Nacional dos Agentes de Animação Turística) e RNAVT (Registo Nacional dos Agentes de Viagens e Turismo). O selo terá o mesmo número de registo da empresa.

O selo “Clean & Safe” poderá ser fixado nas dependências do estabelecimento ou postado nas plataformas digitais. O Turismo de Portugal, em coordenação com as entidades de saúde, fará auditorias aleatórias aos estabelecimentos aderentes.

Azul vai aumentar número de voos para os EUA mesmo com a crise do coronavírus

Gramado ganha título de Capital Nacional do Chocolate Artesanal

O título dado ao município gaúcho é resultado Lei 13.990, de 2020, sancionada nesta semana pelo presidente da República Jair Bolsonaro.

Gramado, no Rio Grande do Sul, é a Capital Nacional do Chocolate Artesanal ao município de Gramado, no Rio Grande do Sul.  O título é resultado Lei 13.990, de 2020, sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro. Gramado conta com 19 fábricas do produto. A maioria possui chefs chocolatiers que elaboram os mais finos chocolates, de diversas variedades, qualidades e preços.

Localizado na Serra Gaúcha, na região das Hortênsias, Gramado tem o turismo como a principal atividade econômica. O setor é responsável por 90% das receitas do município. A produção de chocolate artesanal na cidade gaúcha foi iniciada em 1979, pelo odontólogo de formação Jaime Prawer.

Além de contar com a melhor estrutura turística no Rio Grande do Sul, a geografia da região é marcada por relevo bastante acidentado e abundante hidrografia, que contrastam harmonicamente com as criações humanas.

Cidade mais florida do Rio Grande do Sul

Petúnias, flor de mel, cravinas, verbenas, boca de leão e amor perfeito de várias cores e formatos. Essas são as flores que estão sendo plantadas em Gramado para receber o turistas. No ano de 2019 foram plantados aproximadamente 700 mil mudas de flores e para 2020 até o momento já foram abertas novas áreas de plantio onde há uma projeção de chegar à 800 mil mudas produzidas para plantio.

A equipe de jardinagem da cidade segue em constante manutenção de aproximadamente 500 espaços públicos, em uma área de 10.800 metros quadrados. Todo trabalho é coordenado pelo Horto Municipal.

No ano passado foram plantados cerca de 700 mil mudas de flores e para 2020 até o momento já foram abertas novas áreas de plantio onde há uma projeção de chegar à 800 mil mudas produzidas para plantio.

IATA projeta que coronavírus pode gerar 2,9 milhões de demissões na América do Sul

A associação está adotando uma abordagem abrangente para o reinício das atividades do setor quando os governos e as autoridades de saúde pública permitirem.

A Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA – International Air Transport Association) divulgou estudo mostrando que cerca de 25 milhões de empregos correm o risco de desaparecer com a queda na demanda por viagens aéreas devido à crise da COVID-19, o coronavírus. Só na América do Sul serão 2,9 milhões de postos fechados.  Em todo mundo cerca de 65,5 milhões de pessoas dependem da indústria da aviação, incluindo setores como viagem e turismo.

Segundo a IATA,  cerca de 2,7 milhões se referem a empregos em companhias aéreas. “No atual cenário de rigorosas restrições de viagens por três meses, a análise da IATA calcula que 25 milhões de empregos na aviação e em setores relacionados correm risco em todo o mundo”. diz o trecho do comunicado da associação.

Veja a projeção em todas as regiões do mundo

• 11,2 milhões de empregos na região Ásia-Pacífico,
• 5,6 milhões de empregos na Europa,
• 2,9 milhões de empregos na América Latina,
• 2,0 milhões de empregos na América do Norte,
• 2,0 milhões de empregos na África,
• 900 mil empregos no Oriente Médio.

O estudo da IATA mostra que a receita de passageiros das companhias aéreas deve apresentar queda de US$ 252 bilhões, ou 44%, no ano de 2020 em relação a 2019.

O segundo trimestre é o mais crítico, com redução de 70% na demanda em seu pior momento do período, obrigando as companhias aéreas a usar US$ 61 bilhões de suas reservas de caixa.

As empresas aéreas pedem aos governos que forneçam ajuda financeira imediata para que continuem viáveis e capazes de liderar a recuperação quando a pandemia estiver contida.

Veja os pedidos da IATA:

• Apoio financeiro direto
• Empréstimos, garantias de empréstimos e suporte ao mercado de títulos corporativos
• Redução tributária

Frase…

“Não há palavras para descrever o impacto devastador da COVID-19 no setor de transporte aéreo. Essa dor será compartilhada por 25 milhões de pessoas que tem seus empregos ligados ao setor aéreo. As companhias aéreas devem ser viáveis para que tenham condições de liderar a recuperação quando a pandemia estiver contida. Agora, a ajuda é fundamental para as companhias aéreas”

Alexandre de Juniac, diretor geral e CEO da IATA.

Perspectivas sobre o futuro próximo com o reinício das atividades do setor

Além da ajuda financeira vital, o setor também precisará de planejamento e coordenação cuidadosos para que as companhias aéreas estejam prontas para retomar as atividades quando a pandemia for contida.

A IATA está adotando uma abordagem abrangente para o reinício das atividades do setor quando os governos e as autoridades de saúde pública permitirem. A participação dos vários grupos envolvidos será essencial. O passo inicial é uma série de reuniões virtuais – ou cúpulas – regionais, que devem contar com a participação de governos e grupos do setor.

Os principais objetivos serão:

• Compreender o que é necessário para reabrir as fronteiras fechadas, e
• Definir soluções que podem ser implementadas e dimensionadas com eficiência.

 

Circuito Litoral Norte marca presença na FIT Buenos Aires

O Circuito Litoral Norte participou da FIT – Feira Internacional de Turismo da América Latina em Buenos Aires, na Argentina.

Representado por Felipe Augusto, presidente do consórcio, o Circuito Litoral Norte participou da FIT – Feira Internacional de Turismo da América Latina, que ocorreu de 5 a 8 de outubro em Buenos Aires, na Argentina. A feira funciona como plataforma de apresentação das novidades e tendências de turismo e lazer da América do Sul.

Considerado um dos maiores do segmento, o evento reuniu cerca de 100 mil visitantes, entre profissionais do segmento e público geral. “Com participações em eventos como a FIT, os municípios estão fazendo um esforço conjunto para que a imagem do Litoral Norte seja veiculada de forma integrada. Isso amplia o leque de opções para os turistas e otimiza custos dos municípios nas participações nas feiras e outros eventos turísticos”, afirma Augusto.

A EMBRATUR teve forte presença na FIT, contando com estande de 200 metros quadrados e 24 co-expositores, entre eles a região do Litoral Norte de São Paulo, que apresentou as principais atrações das cidades de Bertioga, Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião e Ubatuba para profissionais e público geral que estiveram na feira.

Na ocasião, além da exposição de destinos, houve rodadas de negócios com os profissionais presentes e o lançamento da 46ª edição do Congresso Anual dos Agentes de Viagem FAEVYT, que ocorre de 16 a 17 de abril em 2020, na cidade argentina de Calafate. Entre as autoridades presentes, o destaque ficou por conta do Ministro do Turismo Marcelo Alvaro Antonio, assim como autoridades do segmento de diversos países do Mercosul.

Ubatuba, foto via Istock por Clever Macedo
Sao Sebastiao, via Istock por  Ildo Frazao
Bertioga, via Istock por Jonatan Kenedy
Caraguatatuba, via Istock por Ildo Frazao

Texto por Cláudio Lacerda

Imagen destacada por Istock/ Sergio Zacchi

Rota 174 foi incluída no Programa Investe Turismo do Governo Federal; conheça o roteiro

A possibilidade de navegar no “marco zero” do planeta e no encontro dos Rios Negro e Solimões são experiências únicas.

Os aventureiros e amantes da natureza terão a oportunidade de desfrutar a famosa Rota 174, uma das mais maravilhosas viagens do nosso país. Em um trajeto de 1.100 quilômetros o traçado liga os hemisférios Norte e Sul e passa pela exuberante floresta amazônica e suas bacias, chegando até os lavrados e serras de Roraima, no extremo norte da terra “brasilis”.

A possibilidade de navegar no “marco zero” do planeta e no encontro dos Rios Negro e Solimões são experiências únicas. Visitar reservas indígenas, a Gran Sabana de onde se avista o altivo Monte Roraima, povos ribeirinhos, a cidade de Presidente Figueiredo (capital das cachoeiras), faz dessa viagem um destino onde sem dúvida o resultado é o retorno de bagagem repleta de conhecimentos das diversidades culturais e gastronômicas vividas no caminho.

A Roraima Adventure redescobriu essas belezas tão pouco exploradas de nosso país, abraçou esse desafio e lança no trade a ROTA 174, com pacotes de 5 e 10 dias, com saídas de Manaus e de Boa Vista. As companhias Azul, Gol e LATAM oferecem voos para Boa Vista e Manaus.

Rota 174

A Rota 174 será beneficiada pelo Programa Investe Turismo do Governo Federal. O projeto tem como objetivo central a convergência de ações e investimentos para promover o desenvolvimento, gerar empregos e aumentar a qualidade e a competitividade de 30 Rotas Turísticas estratégicas do Brasil. Inicialmente serão investidos R$ 200 milhões em todo o país.

No Centro-Oeste, Brasília e Chapada dos Veadeiros (DF e GO), Goiânia, Pirenópolis e Goiás (GO), Pantanal Norte e Chapada dos Guimarães (MT), Rota Pantanal Sul e Bonito (MS). Na Região Norte as rotas são: Manaus e Polo Amazônico (AM), Belém, Ilha do Marajó, Santarém e Alter do Chão (PA), Palmas e Jalapão (TO), Boa Vista e Monte Roraima (RR) e Macapá (AP).

Mais detalhes sobre a Rota 174 no site www.roraimabrasil.com.br

Pretende viajar para o Norte do Brasil para curtir a Rota 174? Garanta aqui descontos nas passagens de avião

Texto de Patrícia de Campos e fotos de  Roraima Adventure

Estâncias turísticas de São Paulo vão receber R$ 360 milhões

A Prefeitura de Santos, porta de entrada dos turistas que visitam o litoral Norte de São Paulo, vai receber R$ 39 milhões.

O Governo de São Paulo liberou R$ 360 milhões para as Estâncias Turísticas de São Paulo. Estes recursos contribuirão de forma significativa, segundo o secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, para que obras e programas vinculados ao desenvolvimento do turismo possam ser concluídos nas 70 cidades reconhecidas como estâncias turísticas no estado.

Os recursos serão usados para a retomada de obras conveniadas até 2017 e que tiveram empenhos cancelados. Famosa por suas fontes de água mineral, Ibirá foi a primeira cidade beneficiada pela nova proposta da gestão do Governo de São Paulo aos municípios turísticos. A prefeitura apresentou projeto para ampliação do Complexo Aquático da cidade e, após a reforma, a expectativa é que Ibirá passe a receber 8.000 visitantes por mês.

As propostas reapresentadas pelas prefeituras já estão sendo recebidas e analisadas pelo Governo de São Paulo a partir de critérios técnicos e orçamentários. Vale ressaltar que os montantes são liberados mediante a apresentação de convênios para obras de infraestrutura turística com a aprovação do Conselho Municipal de Turismo de cada cidade, além do aval do COC – Conselho de Orientação e Controle.

A Prefeitura de Santos, porta de entrada dos turistas que visitam o litoral Norte de São Paulo, vai receber R$ 39 milhões. E se você pretende viajar no feriado de Semana Santa para o litoral Norte, reserve seu hotel em Santos onde os preços são mais em conta em relação a outros destinos.
.

Tiradentes cria grupo para atrair mais turistas para a cidade

Atualmente cerca de 90% do PIB municipal depende das receitas geradas pelos prestadores de serviços da cadeia turística.

A cidade de Tiradentes (MG) não economiza adjetivos quando o assunto é hospitalidade. No Estado considerado sinônimo de cultura e tradições, a bucólica cidade localizada aos pés da Serra de São José esbanja atrativos e iniciativas para atrair visitantes. Atualmente cerca de 90% do PIB municipal depende das receitas geradas pelos prestadores de serviços da cadeia turística.

Um grupo de empresário da cidade decidiu dar continuidade à segunda fase do projeto “Tiradentes Mais”, iniciado em 2012. Segundo a empresária Gabriela Barbosa, uma das integrantes do grupo, o objetivo sempre foi e ainda é gerar maior visibilidade a Tiradentes. O projeto conta com 52 empreendedores de pequeno, médio e grande portes.

Com adesão crescente de representantes de hotéis, pousadas, restaurantes, lojas de artesanato, docerias caseiras, receptivos, ateliês e até um alambique, o grupo concentra a oferta de serviços e atrações visando aumentar o número de turistas na cidade.

Como diferencial em relação a outras cidades do chamado Circuito Histórico, Tiradentes apresenta peculiaridades que a tornam especial. Enquanto a vizinha São João del Rei contabiliza cerca de 100 mil habitantes, e Ouro Preto outros 90 mil moradores, a cidade-berço do mártir da Inconfidência não ultrapassa a 7.500 – sendo que 3.500 vivem na área urbana.

Seu Centro Histórico, onde a fiação subterrânea não ofusca a beleza de suas preservadas residências e igrejas do século 18, foi tombado como Patrimônio Histórico Nacional em 1938 pelo IPHAN. Outra característica de Tiradentes é o índice de retorno de visitantes graças a seus atrativos e, sobretudo, pela hospitalidade com que acolhe.

SOBRE TIRADENTES
Distância de algumas cidades:
São Paulo : 484 km
Belo Horizonte: 190 km
Rio de Janeiro: 330 km
Campinas: 480 km
Ribeirão Preto: 501 km

Rio de Janeiro ganho título de primeira capital mundial da Arquitetura

Os hotéis do Rio de Janeiro já estão se preparando para mais um evento internacional na Cidade Maravilhosa.

O Conselho da União Internacional dos Arquitetos (UIA), reunido em Oaxacha (México), aprovou na última sexta-feira (18/05), por unanimidade, a indicação da cidade do Rio de Janeiro como a Capital Mundial da Arquitetura UIA/UNESCO 2020. A obtenção do título faz parte do programa proposto pela Prefeitura do Rio e pelo Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) para 2020, quando a capital fluminense sediará o 27º Congresso Mundial de Arquitetos.

Cabe à Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) agora fazer a designação formal do título, conforme contrato firmado com a UIA. Para o presidente do Comitê Executivo do UIA2020RIO, Sérgio Magalhães, o principal legado para a cidade, com o programa do Rio Capital Mundial da Arquitetura UIA/Unesco, será voltar o olhar das autoridades públicas e da sociedade para os atuais desafios urbanos, em busca da construção de cidades mais justas, inclusivas e sustentáveis.

A cerimônia de assinatura da designação do Rio Capital Mundial da Arquitetura UIA/UNESCO 2020 ocorrerá em agosto deste ano. A programação dialoga diretamente com o 27º Congresso Mundial de Arquitetos, maior evento internacional do setor, que tem expectativa de atrair 25 mil arquitetos e urbanistas de todo o mundo para o Rio de Janeiro.

Os hotéis do Rio de Janeiro já estão se preparando para mais um evento internacional no Rio de Janeiro. O evento servirá para atrair novos turistas estrangeiros para a “Cidade Maravilhosa”. A foto acima é do Museu do Amanhã, na Praça Mauá, um dos empreendimentos que colocou o Rio de Janeiro em destaque na arquitetura mundial.

Segundo o presidente do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), Nivaldo Andrade, a programação inicia com o réveillon, que terá como tema ‘Todos os mundos. Um só mundo. Arquitetura 21’, o mesmo do programa Rio Capital Mundial da Arquitetura e do congresso mundial que vamos sediar.

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com