LATAM muda planos e decide manter voos em Congonhas; veja cidades que terão voos

Até 30 de abril a LATAM Brasil será a única companhia que terá voos na ponte aérea Rio/São Paulo com dois voos diários em cada sentido.

A LATAM voltou a vender as passagens de alguns voos que serão operados no mês de abril no Aeroporto de Congonhas, localizado na região central de São Paulo. A companhia será a única que terá voos em Congonhas durante a crise do coronavírus. Nesta semana ela chegou a suspender a venda de todas as passagens dos voos de Congonhas, mas decidiu operar com a malha reduzida neste que é um dos aeroportos mais importantes do Brasil.

Até 30 de abril a LATAM também será a única que terá voos na ponte aérea Rio/São Paulo. Serão dois voos diários do Congonhas para o Santos Dumont. Em algumas datas de abril a ida e a volta custam R$ 580, 94, valor com todas as taxas incluídas.

Os outros voos da LATAM partindo de Congonhas serão para Brasília, Chapecó, Belo Horizonte (Confins), Curitiba, Navegantes e Porto Alegre. Lembrando que a malha de todas as companhias que operam no Brasil está  com menos de 90% de sua capacidade.

A Gol vai manter todos os seus voos em São Paulo no Aeroporto de Guarulhos. Já a companhia Azul decidiu centrar todas as suas operações em Campinas, aeroporto usado pela empresa como seu principal centro de distribuição de voos. A LATAM também terá alguns voos no Aeroporto de Guarulhos.

Pretende viajar nos próximos meses? Garanta aqui descontos especiais na compra das passagens

Companhia surpreende e lança voos de ida e volta por apenas R$ 60,32 para superar crise

Cada trecho, sem a taxa, custa apenas R$ 30,16 nos voos da Azul de São Paulo para Curitiba para quem pretende viajar no mês de maio deste ano.

Em tempos de crise a redução dos preços é a melhor forma de fazer caixa para seguir em frente. As companhias aéreas reduziram os preços das passagens para quem pretende viajar no mês de maio deste ano, quando quase toda a malha aérea será reativada. Nos voos da Azul de São Paulo (Guarulhos) para Curitiba os bilhetes de ida e volta custam apenas R$ 60,32. Mas atenção! Não é fake news!. Confira na imagem abaixo.

As passagens aéreas de ida e volta de São Paulo para Curitiba custam R$ 161,58 considerando todas as taxas cobradas pela companhia. Cada trecho, sem a taxa, custa apenas R$ 30,16. Na ponte aérea Rio/São Paulo, em voo direto da Azul, as passagens de ida e volta custam R$ 186,46. E olha que estamos falando em uma viagem de Congonhas para o Santos Dumont, uma das rotas mais rentáveis do mundo.

Os valores de São Paulo (Congonhas) para Belo Horizonte (Confins) são surpreendentes: R$ 181,74. Já quem for precisar viajar da capital paulista para Vitória ou Brasília vai pagar apenas R$ 215, valor de ida e volta com todas as taxas incluídas. Também encontramos ida e volta de São Paulo para Porto Alegre por R$ 226,34.

Garanta aqui as passagens para Curitiba a partir de R$ 161

Maioria das ofertas é da MaxMilhas

Passageiros de outras cidades também podem viajar para São Paulo e outras cidades pagando preços incríveis. Basta fazer a pesquisa que se encontra no link abaixo. Os preços citados neste texto são da MaxMilhas, empresa especializada em voos baratos.

A nossa equipe decidiu fazer esse post considerando que muitas pessoas vão precisar de viajar nos próximos meses. Prestar serviço é nosso compromisso em tempos de crise!

Gostou deste post? Repasse para os amigos para que mais pessoas fiquem sabendo desta notícia positiva. Se você encontrou valores ainda menores, repasse para a nossa equipe que vamos divulgar!

Passagens aéreas de ida e volta com taxas incluídas

Está em outra cidade? Garanta aqui descontos especiais na compra das passagens aéreas

Azul será a única companhia da América do Sul a oferecer voos para Orlando

A companhia está operando em 23 destinos no Brasil durante o período de redução da sua malha em função do coronavírus, além de Fort Lauderdale e Orlando, nos Estados Unidos.

Até 30 de abril deste ano a Azul terá penas 70 voos diretos em 25 cidades, uma redução de 90% em sua malha. Antes da crise causada no setor aéreo pelo coronavírus a companhia chegou a oferecer 916 voos diários em 116 destinos.  A Azul será a única companhia aérea da América do Sul a manter voos de Campinas para Orlando. Os voos serão operados aos sábados.

A Azul vai realizar um voo toda terça-feira de de Campinas para Fort Lauderdale, cidade que fica próximo a Miami, na Flórida. A companhia vai usar nestes voos as aeronaves modelo Airbus A330 que transportam até 292 passageiros. A LATAM vai operar voos de Guarulhos para Miami, mas a companhia não informou quais dias eles serão operados. Veja abaixo a lista das cidades que terão voos da Azul

Segundo a Azul, a a limpeza de todas as aeronaves em operação foi reforçada e orientou seus tripulantes para se atentarem às medidas de higiene recomendadas pelo Ministério da Saúde.

A frota de aviões da Azul é equipada com sistemas de ar condicionado que possuem filtros HEPA (High Efficiency Particulate Air). A Azul informa que esses filtros renovam o ar de toda aeronave a cada três minutos e conseguem extrair 99,999% dos vírus existentes, extinguindo até mesmo os mais pequenos, incluindo o COVID-19.

A Azul também está disponibilizando equipamentos de proteção para Tripulantes e Clientes em seus voos domésticos e internacionais.

Lembrando que a entrada de estrangeiros no Brasil está proibida, mas brasileiros e seus familiares podem regressar ao país, motivo de LATAM e Azul terem mantidos alguns voos internacionais.

Azul vai manter voos em apenas 25 cidades; veja quais

Já são 16 mil passageiros repatriados pelo Grupo LATAM

No 1º de abril serão realizadas operações somente para trazer passageiros brasileiros em voos de Joanesburgo-São Paulo/Guarulhos e Lisboa-São Paulo/Guarulhos.

O Grupo LATAM Airlines e suas subsidiárias operaram, 115 voos especiais  até 30 de março deste ano para repatriar passageiros. Até agora retornaram para os seus destinos 16.385 pessoas. No dia 24 de março deste ano eram 10 mil repatriados.

A LATAM informou que desde 19 de março de 2020  conta com o apoio das autoridades para repatriar passageiros que não conseguiram concluir seu itinerário de viagem devido ao fechamento de fronteiras e outras restrições em diversos países causados pela crise de saúde do Coronavírus (COVID-19).

A LATAM programou outros voos especiais, que permitirão o retorno dos passageiros à América Latina partindo de diferentes partes do mundo. No dia 1º de abril serão realizadas operações somente para trazer passageiros brasileiros em voos de Joanesburgo-São Paulo/Guarulhos e Lisboa-São Paulo/Guarulhos.

Também estão programados voos da LATAM de Sydney-Santiago e Auckland-Santiago. Todos esses voos terão com conexão em São Paulo/Guarulhos. Segundo a LATAM, nas últimas semanas, a companhia já repatriou passageiros brasileiros que estavam em Cusco, Lima, Londres, Jamaica, Portugal, Punta Cana, Israel e Santiago.

Frase….

“Repatriar nossos passageiros tem sido nossa maior prioridade na América Latina. Para atingir esse objetivo, contamos com a colaboração ativa das autoridade e com o compromisso de todas as pessoas que trabalham na empresa, que, apesar das difíceis condições, deram uma enorme contribuição a essa causa humanitária”.

Paulo Miranda- vice-presidente de clientes do Grupo LATAM Airlines

Como remarcar os voos

A LATAM reforça ainda que todos os passageiros com voos cancelados não precisam tomar nenhuma ação imediata até serem contatados pela empresa.

O valor de seu bilhete será automaticamente mantido como crédito para futuras viagens ou poderão remarcar a data do seu voo sem nenhum custo e para quando desejarem.

As regras para alterações e outras informações estão disponíveis em https://www.latam.com/pt_br/experiencia/coronavirus/

Casal de Minas Gerais denuncia abandono em El Calafate pela LATAM

LATAM já repatriou 10 mil passageiros em 59 voos

Aeroporto de Congonhas não terá voos comerciais em abril

Desde a sua função, em 1936, foi a primeira vez que as companhias aéreas suspendem voos em Congonhas por queda de passageiros. 

O Aeroporto de Congonhas, alvo de disputadas judiciais das empresas aéreas por slots (autorizações de pousos e decolagens), ficará sem voos em abril, mês de redução da malha aérea das três maiores companhias do Brasil. A suspensão foi provocada pelo coronavírus.

A LATAM chegou a vender passagens de alguns voos partindo da capital paulista, mas nesta terça-feira (31/03) retirou do seu sistema. Com decisão da LATAM, a ponte aérea Rio/São Paulo, uma das rota mais rentáveis do mundo, ficará sem voos comerciais até 30 de abril. Desde a sua função, em 1936, foi a primeira vez que Congonhas fica sem voos por queda na demanda de passageiros.

Atualização: LATAM muda planos e decide manter voos em Congonhas; veja as cidades que terão voos

LATAM muda planos e decide manter voos em Congonhas; veja cidades que terão voos

Na segunda-feira (30/03) o Tudo Viagem mostrou com exclusividade que a LATAM estava vendendo passagens por R$ 4,7 mil nos voos da ponte aérea Rio/São Paulo. Uma fonte da companhia informou que um dos motivos que levou a empresa a desistir de operar em Congonhas é a queda brusca na venda das passagens dos voos de Congonhas.

A concentração das operações da LATAM em Guarulhos ajudaria a reduzir os custos da companhia em período de crise. A Gol vai operar até 30 de abril no Aeroporto de Guarulhos. A companhia vai atender 25 capitais.

A Azul optou em concentrar as suas operações no estado de São Paulo em Campinas, seu principal centro de distribuição de voos no Brasil. No mês de abril a Azul não terá voos em Guarulhos e em Congonhas.

A LATAM informou que nos próximos dias vai divulgar a sua malha aérea, mas não respondeu sobre os voos de Congonhas.

Painel nesta terça-feira (31/03) com os últimos voos da LATAM em Congonhas

História de Congonhas

O Aeroporto de Congonhas foi inaugurado oficialmente no dia 12 de abril de 1936, mas começou a funcionar dois anos antes de provisoriamente. Até o início de março deste ano, antes da crise, operavam em Congonhas as companhias (VoePass), TwoFlez, Azul, MAP Linhas Aéreas, Gol e LATAM.

Congonhas foi construído para substituir Campo de Marte, inaugurado em 1920, e que sempre era alagado. Seu nome é uma homenagem ao Visconde de Congonhas do Campo, Lucas Antônio Monteiro de Barros (1823-1851).

LATAM vende passagens dos voos da ponte aérea Rio/SP por R$ 4,7 mil

 

LATAM vende passagens dos voos da ponte aérea Rio/SP por R$ 4,7 mil

A LATAM informa que não oferece tarifas com este nível de preço e está avaliando internamente o que ocorreu.

A LATAM é a única companhia que terá voos no Aeroporto de Congonhas no período da redução da malha da companhia por causa do coronavírus. Nesta segunda-feira (30/03) os bilhetes de ida e volta na ponte aérea Rio/São Paulo estavam sendo vendidas para viagem em abril por R$ 4.738,94, valor com as taxas incluídas. (Veja na imagem abaixo). Esse valor estava disponível para embarque no dia 7 de abril e retorno no dia 14 de abril, uma terça-feira.

A LATAM informa que não oferece tarifas com este nível de preço e está avaliando internamente o que ocorreu”. Essa foi a resposta enviada pela companhia. A LATAM suspendeu a venda das passagens da ponte aérea Rio/São Paulo assim que o Tudo Viagem solicitou uma posição sobre o assunto.

Nos voos de Congonhas para Brasília as passagens de ida e volta estão sendo vendidas por R$ 2.645,04 para viagem no  mês de abril. A ida e a volta da capital paulista para Curitiba custam R$ 2.468,94, valor com todas as taxas incluídas. Esses valores foram pesquisados no site da LATAM na noite de segunda-feira (30/03).

Estamos na torcida para que realmente seja um erro interno da LATAM. Em tempos de crise, é importante que as companhias colaborem com os consumidores brasileiros.

Ida e volta na ponte aérea Rio/São Paulo por R$ 4.738,94

Posição da ANAC

Sobre a precificação das passagens aéreas, ela é feita pelas companhias aéreas tendo em vista o regime de liberdade tarifária no setor, instituído pelo Governo Federal em 2001 e ratificado por meio da Lei n° 11.182/2005.

Entretanto, se a Agência constatar que há precificação abusiva dessa modalidade de serviço, o caso será encaminhado ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), órgão responsável por apurar denúncias dessa natureza.

Ida  e a volta por R$ 2.645,04 de Congonhas para Brasília

Ida e volta por R$ 2.468,94 de Congonhas para Curitiba

Confira quais voos internacionais a LATAM vai operar até 30 de abril

Quem teve o voo cancelado pela LATAM poderá reagendar a data do seu voo, sem nenhum custo, até 31 de dezembro deste ano.

O  Grupo LATAM Airlines divulgou quais voos internacionais serão operados no período de restrições de viagens determinadas pelas autoridades de saúde.  Quase todos as rotas internacionais serão suspensas até 30 de abril.

As rotas internacionais que o Grupo LATAM vai manter, com frequências reduzidas, são de Santiago para São Paulo, de São Paulo para Miami e Nova York, além de voos de Santiago para Miami e Los Angeles.

“A continuidade dessas rotas, ou a reabertura de outras rotas internacionais, dependerá de alterações nas restrições de viagem e fechamento de fronteiras impostas pelos diferentes países onde a empresa opera e das condições de demanda e serão informadas oportunamente”, diz comunicado da LATAM.

Como remarcar

Segundo A LATAM, todos os passageiros com voos cancelados não precisam tomar nenhuma ação imediata. O valor do seu bilhete será automaticamente mantido como crédito para futuras viagens, ou o passageiro poderá reagendar a data do seu voo, sem nenhum custo, até 31 de dezembro deste ano.

LATAM será a única a operar voos em Congonhas: Passagem por apenas R$ 64 o trecho

As passagens de ida e volta de Congonhas para o Santos Dumont (Rio de Janeiro) estão sendo vendidas por R$ 278,43, valor com todas as taxas incluídas.

Até 30 de abril deste ano a LATAM será única companhia a oferecer voos no Aeroporto de Congonhas, na cidade de São Paulo. Gol optou em concentrar suas operações no Aeroporto de Guarulhos  e a Azul só terá voos em Campinas durante os meses de março e abril, período de redução da malha aérea de todas empresas aéreas.

Mesmo sem concorrência, a LATAM está com vendendo passagens baratas para alguns destinos. De Congonhas para Belo Horizonte (Confins) cada trecho custa apenas R$ 64. Com as taxas de embarques, os bilhetes de ida e volta custam em abril entre as duas capitais o valor de R$197,65. (Veja na imagem abaixo).

Na ponte aérea Rio/São Paulo a LATAM será a única que terá voos nos meses de março abril. As passagens de ida e volta de Congonhas para o Santos Dumont (Rio de Janeiro) estão sendo vendidas por R$ 278,43, valo com todas as taxas incluídas.

Quem for viajar em abril pela LATAM encontra a ida e a volta de Congonhas para Curitiba por apenas R$ 242,63, Porto Alegre R$ 256,32 e Vitória R$ 238.02, valores com todas as taxas somadas.

Garanta aqui as passagens para Belo Horizonte a partir de R$ 197

Viagens de emergência

Os valores promocionais são uma forma da LATAM fazer caixa em período crítico para todas as companhias aéreas do mundo. Neste período muitas pessoas terão que viajar a trabalho ou mesmo para resolver assuntos urgentes.

Atualização domingo (29/03: Nossa equipe pesquisou os valores da tabela abaixo no sábado (28/03), mas constatamos que na manhã deste domingo todos os preços da tabela abaixo subiram assustadoramente. A ida e a volta de Congonhas para Belo Horizonte que custava R$ 197,65 passou para R$ 3.484,85. As passagens da ponte aérea Rio/São Paulo que estavam sendo vendidas por R$ 278,43 agora custam R$ 1.930,97.

Confira os valores da LATAM para viagem em abril (ida e volta com taxas)

Casal de Minas Gerais denuncia abandono em El Calafate pela LATAM

O casal tenta voltar para Minas Gerais desde o dia 15 de março, quando o Governo da Argentina começou a fazer alertas sobre a propagação do coronavírus.

O jornalista Alex Ferreira, jornalista, 48 anos, e a esposa dele, Andreia Klein, 47 anos, de Ipatinga, no Vale do Aço, denunciam que estão abandonados pela LATAM em El Calafate,  uma pequena cidade que faz parte da patagônia argentina. A cidade fica localizada na província de Santa Cruz,  próximo à fronteira com o Chile. O casal tenta voltar para Minas Gerais desde o dia 15 de março, quando o Governo da Argentina começou a fazer alertas sobre a propagação do coronavírus. Veja abaixo vídeos gravados pelo jornalista.

Foto do casal tirada na patagônia argentina antes das restrições

A viagem de Alex Ferreira e de Andreia Klein começou no dia 2 de março deste ano. O voo do casal de quinta-feira (26/03) de El Calafate para Buenos Aires foi cancelado e não há previsão de retorno. A situação se agravou a partir desta sexta-feira quando o Governo da Argentina suspendeu todos os voos. Alex Ferreira afirma que está tendo uma despesa diária com alimentação e hospedagem de aproximadamente R$ 300.

O Consulado do Brasil em Buenos Aires está em contato com o casal, mas as restrições impostas pela Argentina dificultam qualquer tipo de ajuda. “O povo de El Calafate é muito solidário e há casos de comerciantes até reduzindo os preços dos alimentos, além de muita solidariedade a outros brasileiros que não conseguem voltar e estão enfrentando sérias dificuldades”, disse Alex Ferreira.

Em El Calafate a temperatura nesta época do ano é de cerca de 5 graus, além de muito frio. O casal está hospedado em um hostel equipado com cozinha e aquecedor, um conforto o que ameniza o sofrimento em situação de angústia. Os alimentos estão sendo preparados no hostel.

Em vídeos postados nas redes sociais, antes do cancelamento do voo, Alex Ferreira mostrou o rigor das autoridades da Argentina com o isolamento social. Usando máscara, ele contou que as pessoas só podem sair de casa para comprar alimentos sob pena de  pagamento de multa pela infração e até prisão.

Sem comunicação com a LATAM

Além do abandono pela LATAM, Alex Ferreira reclama da dificuldade de entrar em contato com a central de atendimento da companhia. O jornalista tenta o estorno do valor das passagens, mas a companhia se recusa a atendê-lo.

O casal tentou comprar passagem de El Calafate para Buenos Aires em voo da Aerolíneas Argentinas, que seria operado nesta sexta-feira, mas a transação não foi concluída em função das restrições determinadas pelo Governo da Argentina.

A LATAM foi procurada, mas não respondeu sobre a situação do casal. A companha detalhou o que está fazendo para atender os clientes aferados pelos cancelamento dos voos.

Posição da LATAM

A crise de saúde global causada pelo Coronavírus (COVID-19), alheia à vontade da LATAM, tem causado transtornos a todos, incluindo restrições de entrada/saída em diversos países, algo que gerou queda na demanda e redução na malha aérea da companhia.

Neste cenário, a companhia reforça que vem trabalhando fortemente junto às autoridades dos diversos países onde opera para trazer seus clientes de volta para casa.

Mesmo diante dessa situação alheia à sua vontade, entre 19 de março e 24 de março, o Grupo LATAM operou cerca de 60 voos especiais e repatriou mais 10 mil pessoas provenientes de diversas partes do mundo. Em paralelo, no mesmo período, a companhia realizou 3.348 voos regulares, transportando 329.769 passageiros. Para o Brasil, a LATAM já repatriou passageiros que estavam em Cusco, Lima, Londres, Jamaica, Portugal, Punta Cana, Israel e Santiago. 

Todos os passageiros impactados e até mesmo outros que ainda não tenham tido voos afetados têm à disposição a flexibilidade de remarcação de passagem, conforme as regras no site da LATAM : https://www.latam.com/pt_br/experiencia/coronavirus/.

Vídeo gravado por Alex Ferreira antes do cancelamento do voo

Enquanto isso, na Argentina sair na rua sem justificativa é pedir para ser preso. "Entre a economia e a vida, eu elegi a vida", afirmou o presidente Alberto Fernández. A medida é dura e atinge a todos. #argetinosemcasa #quarentenatotal #guerraaocoronavirus.

Posted by Alex Ferreira on Tuesday, March 24, 2020

Vídeo gravado em uma das saídas do hostel para a compra de alimentos

Quarentena total. No olho no furacão. #covid19 #apocalipsezumbi #thewalkingdead2020 . #imersãonocaos

Posted by Alex Ferreira on Sunday, March 22, 2020

 

Confira os áudios sobre o drama do casal gravados nesta sexta-feira
Início da viagem
O começo do drama
Fechamento de hospedagens
Compra de outra passagem da LATAM

Sem resposta da LATAM

Voos reagendados e cancelados

Veja quais cidades terão voos da Azul, LATAM e Gol durante a crise do coronavírus

Serão operados pelas três companhias 723 voos semanais no Sudeste, 153 na região Nordeste, 155 voos no Sul, 135 no Centro-oeste e 75 voos para a região Norte.

As capitais dos 26 estado, o Distrito Federal e  19 cidades do Brasil terão voos das três maiores companhias do Brasil até 30 de abril.  A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) informou que a malha emergencial é 91,61% menor do que a originalmente é operada pelas empresas aéreas. A redução dos passageiros por causa do coronavírus obrigou as companhias a reduzir dua malha.

Pela redução feita por Gol, Azul e LATAM, a queda é de 56,06% das localidades atendidas, passando de 106 para 46. O número de voos semanais passou de 14.781 para 1.241. Serão operados pelas três companhias 723 voos semanais no Sudeste, 153 na região Nordeste, 155 voos no Sul, 135 no Centro-oeste e 75 voos para a região Norte. Veja abaixo a lista de cidades que terão voos.

Segundo a ANAC, a distribuição dos voos atende a preocupação do Governo Federal de manter uma malha que continue integrando o país, com ajustes para que nenhum estado fique sem pelo menos uma ligação aérea. A LATAM terá 483 semanais, Azul 405 e Gol 353 voos da Gol.

Frase….

“A aviação de vários países está parando por completo. O que estamos fazendo no Brasil é porque sabemos que o serviço aéreo é essencial para ajudar o País a superar esse cenário sem precedentes, permitindo o deslocamento de materiais, profissionais de saúde e das pessoas que ainda precisam viajar”. Também participam da ação o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE), do Ministério da Economia, e o Ministério da Infraestrutura, que tem buscado junto aos governos estaduais apoio para a iniciativa”

Juliano Noman- Diretor-Presidente da ANAC

Veja abaixo a lista de cidades que terão voos da Gol, LATAM e Azul

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com