Azul recebe dez Airbus que eram usados pela Avianca Brasil

Com mais dez aviões A320neo, equipados com 174 assentos, a Azul está ampliando os voos em Guarulhos.

A Azul já está usando em suas rotas dois modelos A320neo que faziam parte da frota da Avianca Brasil. Mais oito aeronaves serão repassadas para a Azul nos próximos dias. A LATAM também ficou com dez aeronaves que eram usadas pela Avianca Brasil, todas já pintadas com as cores da companhia, mas na versão clássica.

Com mais dez aviões A320neo, equipados com 174 assentos, a Azul está ampliando os voos em Guarulhos. De 37 partidas e chegadas diárias do maior aeroporto do Brasil, a Azul vai passar para 70 até setembro deste ano. Entre agosto e setembro deste ano a Azul vai começar a operar voos inéditos a partir de Guarulhos. Navegantes e Foz do Iguaçu vão ganhar dois voos partindo e chegando.

As outras cidades que serão atendidas pela Azul com voos a partir de Guarulhos são Fortaleza, Belém, Manaus e Salvador. Esses destinos deixaram de receber voos da Avianca Brasil em abril deste ano depois que a companhia foi obrigada a devolver todos os A320neo por atraso nos pagamentos das parcelas dos contratos de leasing.

As passagens destas novas rotas da Azul já estão sendo vendidas no site da companhia. A Azul  vai aumentar a concorrência com as gigantes LATAM e Gol, empresas com forte atuação em Guarulhos.

Garanta aqui descontos especiais nos voos da Azul e de outras companhias

 

 

Voos da companhia Azul para Lisboa serão diários

Companhia também vai ampliar voos para Fort Lauderdale/Miami. Serão nove ligações semanais para o destino norte-americano a partir de abril

A partir de 10 de abril, a companhia Azul incluirá duas ligações para o destino norte-americano na faixa da manhã, às segundas e sextas-feiras, totalizando nove semanais. Os dois novos voos para Fort Lauderdale/Miami serão operados no início da manhã, com decolagem do Brasil prevista para 10h10 – atualmente, todas as aeronaves que partem para o destino norte-americano saem de São Paulo (Viracopos) às 22h40. O trecho inverso também estará em novo horário, com saída dos Estados Unidos às 8h20.

Em 10 de junho, será a vez da capital portuguesa, cuja operação passará a ser diária – atualmente são cinco frequências por semana. Todos os voos decolam do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, operados pelo jato A330, de 272 assentos. Para marcar os novos voos a Azul lançou promoção.

482528_10151293227647234_979974138_n

PORTUGAL

Já os voos adicionais para Lisboa, às terças-feiras e aos sábados, serão ofertados no horário atual, com decolagem às 17h00 da capital paulista e retorno às quartas-feiras e aos domingos, às 11h50. A companhia Azul passará a oferecer mais de oito mil assentos nestas rotas, cerca de dois mil a mais que o número atual. A bordo dos jatos A330, em três classes de serviço: Azul Business, Economy Xtra e Economy, além do SkySofa, novidade lançada no ano passado em que um grupo de quatro poltronas que se transformam em uma cama

A ampla conectividade da Azul em São Paulo (Viracopos) permite que Clientes de todo o país possam chegar aos Estados Unidos e a Portugal com apenas uma parada no aeroporto paulista. Ao pousar em Fort Lauderdale/Miami e Lisboa, os viajantes contam com os parceiros da Azul para chegar a centenas de cidades dos Estados Unidos ou da Europa.

vixo66

FRASE……

“Estamos atentos aos pedidos e demandas de nossos Clientes por ainda mais opções nas operações internacionais, o que nos motiva a tomar esta decisão e levar ainda mais Clientes para duas importantes portas de entrada dos Estados Unidos e Europa para quem parte do Brasil. O avanço em nossa operação internacional trará ainda mais flexibilidade e comodidade aos nossos Clientes”

Daniel Tkacz, diretor de Planejamento de Malha da Azul

ACESSE AQUI AS OFERTAS DA AZUL

300x250- Azul

Passageiro de voos do interior do Estado ficará isento do pagamento da taxa desembarque a partir de janeiro de 2015

A partir de janeiro de 2015 quem embarcar nos
aeroportos regionais poderá ficar isento da taxa de embarque. Esse é um dos
trechos da Medida Provisória publicada na segunda-feira (28) no Diário Oficial
da União autoriza o Governo Federal a criar o subsídio para a aviação regional.
O benefício voltado para passageiro, já que visa reduzir o preço da passagem. O
Governo Federal vai financiar até 50% dos assentos (limitados a 60 por trecho)
dos voos com origem ou destino a uma cidade do interior.

Também haverá isenção de tarifas aeroportuárias a
passageiros e companhias, como taxa de embarque, de pouso, permanência e
navegação aérea. Com a diminuição dos custos operacionais, o Governo Federal
acredita que o preço da passagem vai cair, possibilitando assim, a aproximação
do preço ao que é cobrado pelos ônibus.
O subsídio deve entrar em vigor em janeiro do ano que
vem. O recurso usado para isso virá do Fundo Nacional de Aviação Civil (FNAC),
que é composto de taxas pagas por grandes operadores aeroportuários após as
concessões. Dessa forma, o próprio sistema se encarrega de manter o subsídio,
sem que haja remanejamento de outras áreas. A regra valerá para rotas novas e
as já existentes, que hoje são operadas a custos altos e terão passagens
reduzidas com o subsídio.
Atualmente muitos aeroportos regionais estão sendo
administrados por municípios pequenos, sem qualquer estrutura. O que acaba
refletindo numa manutenção inadequada e até na suspensão das operações. Para
criar regras mais rígidas, no primeiro semestre de 2014 foi colocado em
consulta pública um novo Plano Geral de Outorgas, que está prestes a ser
finalizado e publicado.

ATR da MAP Linhas Aéreas, empresa com sede em Manaus

Pelas novas regras, a prioridade para gestão dos
aeroportos regionais será dos Estados. Mas, para isso, terão de ter estrutura.
No caso dos municípios, apenas aqueles com Produto Interno Bruto (PIB) acima de
R$ 1 bilhão poderão pleitear a gestão (outorga). E à união ficariam os
aeroportos de interesse nacional. O Plano também prevê a concessão desses
aeroportos à iniciativa privada.
As empresas de voos regionais no Brasil são Azul, Passaredo, MAP, Sete Linhas Aéreas e Asta.
40 milhões
Quarenta milhões de brasileiros vivem a mais de 100
quilômetros de um aeroporto com voos regulares. Há casos em que essa distância
aumenta em oito vezes. Esses números, levantados pela Secretaria de Aviação
Civil da Presidência da República, mostram a necessidade de investimentos na
aviação regional. Hoje só há cerca de 100 aeroportos em operação no interior do
país. Ou seja: não há integração eficiente e rápida que permita a mobilidade
das pessoas.
Para mudar essa
realidade, o Governo Federal tem trabalhado três eixos: da infraestrutura, com
reforma e ampliação de pistas, pátios e terminais; do fomento, por meio da
concessão de subsídio da passagem aérea regional; e da gestão, na definição de
regras para os 
operadores dos aeroportos regionais.

Viva a concorrência! Gol vende por R$ 69,90 passagem para os novos voos de Campinas para o Santos Dumont

A semana começou cheia
de novidades. A companhia Azul lançou oito novos voos partindo de
Ribeirão Preto, cidade paulista que funciona como centro de
distribuição de voos da Passaredo. Agora é a vez da Gol entrar no
espaço da Azul, acirrando ainda mais a concorrência. A partir de 18
de julho a Gol terá seis voos do Santos Dumont, no Rio de Janeiro,
para Viracopos, aeroporto onde a Azul lidera com folga. De Campinas
para o Rio a Gol terá seis voos.

A notícia sobre novos
voos da Gol de Campinas para o Santos Dumont foi antecipada pelo Tudo
Viagem em 25 de setembro do ano passado. A Gol também vai oferecer
seis voos entre o Rio de Janeiro e Campinas aos sábados e domingos.
As passagens já estão sendo vendidas por R$ 69,90. Quem for viajar
no dia 18 de julho pela Gol vai encontrar passagens por R$ 79,90.
Esses valores são por trecho. As taxas de embarques não estão
incluídas.
                                     Pesquisa feita no site da Gol no dia 5 de maio
A intenção da Gol é
lançar ônibus de graça para a capital paulista, mas o serviço
ainda não foi encontrado. Nos voos do Santos Dumont para Congonhas,
e no sentido inverso, são 15 voos oferecidos pela Azul. Por não ter slots (autorização de pouso e decolagem) em Congonhas, a Azul oferece ônibus de graça a cada meia hora para a
capital paulista, e no retorno para Viracopos.
Do Galeão para
Campinas são sete voos oferecidos pela Azul e dois pela Gol.
Recentemente a Azul suspendeu os voos diretos de Vitória para o
Santos Dumont. Os slots foram usados pela companhia para os voos do
Santos Dumont para Brasília, quatro em cada sentido.
HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com