Tudo viagem

VoePass retira a cidade de Uberaba da sua lista de destinos

Até março deste ano a VoePass oferecia um voo diário de Uberaba para o Aeroporto de Congonhas, localizado no centro de São Paulo.

A VoePass, antiga Passaredo, retirou a cidade de Uberaba (MG) da lista de destinos. Os voos na cidade estão estão suspensos desde março deste ano em função da pandemia do coronavírus. Uberaba aparecia no site da companhia entre as cidades que teriam voos da VoePass a partir dos próximos meses, mas neste final de semana o nome da cidade foi retirado.

Até março deste ano a VoePass oferecia um voo diário indo e voltando de Uberaba para o Aeroporto de Congonhas, localizado no centro de São Paulo. A Azul oferecia voos sem escalas de Uberaba para o Aeroporto de Internacional de Belo Horizonte, localizado em Confins. Os voos da Azul também foram suspensos em março deste ano.

ATR-72 da VoePass com 70 passageiros 

A cidade de Uberlândia é a única que tem voos da VoePass em Minas Gerais. A companhia oferece voos sem escalas para Ribeirão Preto e Brasília.

No dia 1° setembro deste ano a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) retirou seis slots (autorizações de pousos e decolagens) da VoePass em Congonhas. A companhia não informou o motivo de ter retirado Uberaba de sua malha.

Os slots foram retirados em função de a MAP Linhas Aéreas, companhia comprada pela VoePass, não ter cumprido índice de regularidade em Congonhas exigido pela ANAC. Leia reportagem completa aqui.

ANAC retira seis slots da VoePass em Congonhas

 

Pretende viajar? Garanta aqui passagens aéreas com descontos especiais

ANAC retira seis slots da VoePass em Congonhas

A decisão foi tomada nesta terça-feira (01/09) pela Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).

A VoePass, que em agosto do ano passado comprou a MAP Linhas Aéreas, perdeu seis slots (autorizações de pousos e decolagens) no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. A decisão é da Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). Em agosto do ano passado a MAP recebeu 12 slots e a VoePass 14.

Segundo a ANAC, a MAP chegou a operar alguns slots em 2019 usando aeronaves fretadas da Passaredo e de outras empresas, mas, no caso de Congonhas esse tipo de operação não é contabilizada nos índices de regularidade da empresa. Foi por esse motivo que os slots foram retirados nesta terça-feira (01/09).

A decisão foi unânime. Os diretores confirmaram a posição da área técnica, que aplicou os critérios de pelo menos 90% de regularidade no uso dos slots, conforme previsto na Resolução nº 338/2014.

Como não há saturação de infraestrutura no Aeroporto de Congonhas (SP) neste momento, os slots retornam para o banco e serão alocados na próxima temporada, em maio de 2021.

A empresa MAP Linhas Aéreas foi uma das empresas contempladas em agosto do ano passado pela redistribuição dos slots da Avianca em Congonhas, passando a obter o direito de operar 12 horários de pousos e decolagens.

Posição da ANAC sobre ação na Justiça contra a MAP

A ANAC divulgou nota sobre uma ação que está tramitando no Tribunal de Justiça do estado do Amazonas. Nesta ação a família Pachecho, que vendeu a MAP para a VoePass, antiga Passaredo, cobra pagamento de dívidas. Leia reportagem completa aqui.

Cabe à ANAC a observância do uso correto dos slots alocados nos aeroportos coordenados, como é o caso de Congonhas. Após a alocação dos slots, a Agência monitora seu uso, agindo de forma proativa e preventiva no intuito de que todas as premissas da distribuição inicial sejam fielmente cumpridas pelas empresas, garantindo-se o atendimento ao interesse público. Em relação à compra de empresas, a ANAC avalia apenas os aspectos de segurança e de certificação considerando sua regulamentação.

Posição da VoePass sobre a ação dos ex-proprietários da MAP

A MAP LINHAS AÉREAS informa haver sido firmado, em agosto de 2019, um acordo de compra e venda de suas ações com a troca do controle societário, o que foi formalizado através de contrato com cláusula expressa de irrevogabilidade e irretratabilidade, sendo eventual descumprimento do mesmo, se houver, resolvido através de perdas e danos.

A MAP informa ainda que está discutindo a ocorrência de vários inadimplementos contratuais por parte dos antigos controladores, inclusive a existência de dívidas em mais de R$24 milhões acima do valor declarado em contrato, e que a aeronave devolvida para os antigos controladores não faz parte do plano de frota da empresa, seja pela defasagem tecnológica decorrente da idade avançada da mesma, seja pela sua condição de manutenção.

 

 

Além dos descumprimentos contratuais realizados de forma reiterada pelos antigos controladores, a MAP ainda está apurando a ocorrência de denúncias sobre fraudes nas antigas manutenções realizadas pelos antigos controladores da empresa, estando sob auditoria da ANAC para apuração dos descumprimentos de regulamentos aeronáuticos realizados no passado, todos de responsabilidade dos ex-controladores, o que levou inclusive a uma substituição pelos novos controladores de mais de 2/3 da frota operada pela empresa.

A companhia informa ainda que a empresa possui com a GOL acordo comercial interline desde 2014 e acordo de compartilhamento de voos desde o ano de 2018 e que todas as operações realizadas entre as empresas ocorreram dentro do ambiente dos contratos comerciais e de codeshare.

A MAP esclarece que os atuais controladores da empresa ainda não foram sequer citados para apresentação de defesa no processo, e que tomarão todas as medidas para garantir o cumprimento de todas as obrigações assumidas pelos vendedores no contrato.

Gol teria investido R$ 27 milhões na compra da MAP Linhas Aéreas

Pretende viajar? Garanta aqui passagens aéreas com descontos especiais

Gol teria investido R$ 27 milhões na compra da MAP Linhas Aéreas

Caso fique comprovado o investimento da Gol, os 12 slots hoje estão com a VoePass poderão ser redistribuídos pela ANAC.

Um processo que tramita no Tribunal de Justiça do estado do Amazonas poderá fazer com que os 12 slots (autorização de pouso e decolagens) no Aeroporto de Congonhas, que são usados pela VoePass, antiga Passaredo, voltem para a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). Os slots eram da MAP Linhas Aéreas, empresa comprada pela VoePass em agosto de 2019.

A VoePass teria recebido R$ 27 milhões da Gol para a aquisição da MAP. (Veja trecho abaixo), conforme denúncia de Os ex-proprietário da MAP Linhas Aéreas,  Marcos José Pacheco e Sônia Maria Fernandes Pacheco. A Gol teria investido neste valor de olho nos slots em Congonhas,  um dos aeroportos mais rentáveis na América do Sul.

O Tudo Viagem divulgou com exclusividade no dia 19 de agosto deste ano sobre a ação de cobrança de uma dos ex-donos da MAP contra VoePass. A ação do casal Pacheco é referente a uma dívida de R$ 72 milhões. Esse valor atualizado inclui dívidas trabalhistas, uso de hangares e manutenção de aeronaves. Os autores da ação alegam que estão recebendo cobranças do Banco da Amazônia, Banco do Brasil e Banco Safra, referente aos financiamentos que deveriam ser assumidos pela VoePass.

Trecho do processo sobre a liberação de R$ 27 milhões pela Gol.

Atualmente a VoePass realiza voos para a Gol em pelo menos seis destinos. A compra das passagens é feita somente no site da Gol, um forte sinal da aproximação das duas companhias. A Gol informou que desconhece o caso, e VoePass ainda não se posicionou. Assim que ela enviar comunicado,  vamos atualizar esse post.

No estado do Amazonas, o grupo econômico MAP e VoePass responde a 264 processos no sistema e-Saj (Manaus) e 119 processos no sistema Projudi (interior), totalizando 383 processos. A soma destes processos é de cerca de R$ 10 milhões o valor das causas.

Caso fique comprovado o investimento da Gol no valor de R$ 27 milhões os 12 slots que eram da MAP, e que hoje estão com a VoePass, poderão ser redistribuídos pela ANAC para outras companhias.

Compra da MAP pela Passaredo poderá ser cancelada por dívida de R$ 6,8 milhões

Pretende viajar? Garanta aqui passagens aéreas com descontos especiais

Ação na Justiça dos ex-donos da MAP não afetará operações da VoePass

O Tribunal de Justiça do Amazonas determinou a devolução de um modelo ATR-42, com 45 assentos, e que fazia parte da frota da MAP Linhas Aéreas.

O Tudo Viagem mostrou com exclusividade que tramita no Tribunal de Justiça do Amazonas processo movido pelo ex-proprietários da MAP Linhas Aéreas contra VoePass, antiga Passaredo. A ação é  de R$ 6,8 milhões, valor referente a dívida trabalhistas não pagas e manutenção de aeronaves feita pelos ex-proprietários da MAP Linhas Aéreas, empresa vendida em agosto do ano passado para a VoePass. Ou seja, o valor da compra, que não foi divulgado, foi honrado pela VoePass.

A ação na Justiça movida pelos ex-proprietários da MAP Linhas Aéreas não tem a intenção de afetar as operações da VoePass, conforme esclareceu Marcos Pacheco, um dos fundadores da empresa, em entrevista ao Tudo Viagem. Segundo ele, em cinco anos de gestão da MAP foram apenas três ações trabalhistas, uma deles de um funcionários que pedia para retornar ao emprego, mas agora estão sendo acionados por quem não recebeu seus direitos.

As dívidas trabalhistas são de funcionários da MAP Linhas Aéreas demitidos pela direção da VoePass. A nossa equipe apurou que foram cerca de 100 demissões no ano passado.  A VoePass ficou com seis aeronaves que eram da MAP Linhas Aéreas, sendo três ATRs-72 com 70 assentos, e três ATRs-42 com 45 assentos.

O Tribunal de Justiça do Amazonas determinou a devolução de um modelo ATR-42. O modelo já está em Manaus com os ex-donos da MAP. Em nota, a VoePass alega que a devolução ocorreu por problemas de manutenção por parte dos ex-proprietários da MAP Linhas Aéreas, o que é negado por eles.

Veja nota completa enviada pela VoePass

A MAP LINHAS AÉREAS informa haver sido firmado, em agosto de 2019, um acordo de compra e venda de suas ações com a troca do controle societário, o que foi formalizado através de contrato com cláusula expressa de irrevogabilidade e irretratabilidade, sendo eventual descumprimento do mesmo, se houver, resolvido através de perdas e danos.

A MAP informa ainda que está discutindo a ocorrência de vários inadimplementos contratuais por parte dos antigos controladores, e que a aeronave devolvida para os antigos controladores não faz parte do plano de frota da empresa, seja pela defasagem tecnológica decorrente da idade avançada da mesma e pela sua condição de manutenção.

Além dos descumprimentos contratuais realizados de forma reiterada pelos antigos controladores, a MAP ainda está apurando a ocorrência de denúncias sobre as manutenções realizadas pelos antigos controladores da empresa, estando sob auditoria da ANAC para apuração dos descumprimentos de regulamentos aeronáuticos realizados no passado, todos de responsabilidade dos ex-controladores.

A MAP esclarece que os atuais controladores da empresa ainda não foram citados para apresentação de defesa.

 

Pretende viajar? Garanta aqui passagens aéreas com descontos especiais

Compra da MAP pela Passaredo poderá ser cancelada por dívida de R$ 6,8 milhões

 

 

 

Azul e VoePass terão voos na ponte aérea Rio/SP com ATR-72

A Azul vai operar na pista auxiliar entre 5 de agosto e 5 de setembro sete voos de Congonhas para o Santos Dumont, a ponte aérea  Rio/SP.

A pista central do Aeroporto de Congonhas será interditada para obras entre 5 de agosto e 5 setembro deste ano. A Azul e a VoePass serão as únicas que poderão operar neste período. Os pousos e decolagens serão na pista auxiliar.  As duas companhias vão usar no aeroporto localizado na capital paulista o ATR-72, com 70 assentos. Gol e LATAM não terão voos em Congonhas neste período pelo fato de suas aeronaves não serem homologadas para operar na pista auxiliar.

Os voos da VoePass serão diários para o Santos Dumont (ponte aérea). As saídas de São Paulo serão às 08h50 e 16h com chegada no Rio de Janeiro às 10h20 e 17h30. No sentido contrário as partidas serão às 10h50 e 18h com chegada à capital paulista às 12h20 e 19h30.

Os voos de Ribeirão Preto para Congonhas da VoePass serão diários, sempre às 07h com retorno às 20h10. A VoePass retomou as operações no início do mês de julho após período de suspensão das rotas por conta da pandemia.

Voos da Azul

A Azul vai operar na pista auxiliar entre 5 de agosto e 5 de setembro sete voos de Congonhas para o Santos Dumont. Atualmente são dois voos da Azul na ponte aérea.  O mercado Congonhas-Belo Horizonte terá seis operações por dia frente às duas que têm sido realizadas.

A rota Congonhas-Curitiba da Azul, que já foi operada pela Azul no ano passado, voltará a contar com a oferta de assentos da companhia, tendo quatro ligações diárias. As passagens dos novos voos da Azul e da VoePass já estão sendo vendidas.

                                                                Confira os horários dos voos da Azul

Congonhas (CGH)-Santos Dumont (SDU)

*INCLUSÃO DE FREQUÊNCIAS: de 05 de agosto a 05 de setembro*

Origem

Saída

Destino

Chegada

 Frequência

Congonhas

06:45

Santos Dumont

08:15

Segunda à sexta

Santos Dumont

07:35

Congonhas

09:00

Exceto aos domingos

Congonhas

10:00

Santos Dumont

11:30

Diário

Santos Dumont

09:00

Congonhas

10:25

Segunda à sexta

Congonhas

12:00

Santos Dumont

13:30

Exceto aos sábados

Santos Dumont

12:15

Congonhas

13:40

Diário

Congonhas

13:30

Santos Dumont

15:00

Diário

Santos Dumont

14:20

Congonhas

15:45

Exceto aos sábados

Congonhas

16:00

Santos Dumont

17:30

Exceto aos sábados

Santos Dumont

15:45

Congonhas

17:10

Diário

Congonhas

17:20

Santos Dumont

18:50

Diário

Santos Dumont

18:15

Congonhas

19:40

Exceto aos sábados

Congonhas

19:00

Santos Dumont

20:30

Exceto aos sábados

Santos Dumont

19:35

Congonhas

21:00

Diário

 

Congonhas (CGH) – Belo Horizonte (CNF)

*INCLUSÃO DE FREQUÊNCIAS: de 05 de agosto a 05 de setembro*

Origem

Saída

Destino

Chegada

 Frequência

Congonhas

06:45

Belo Horizonte

08:30

Segunda à sexta

Belo Horizonte

07:25

Congonhas

09:15

Exceto aos domingos

Congonhas

08:35

Belo Horizonte

10:20

Segunda à sexta

Belo Horizonte

09:10

Congonhas

11:00

Segunda à sexta

Belo Horizonte

11:05

Congonhas

12:55

Exceto aos sábados

Congonhas

11:45

Belo Horizonte

13:30

Exceto aos sábados

Congonhas

13:40

Belo Horizonte

15:25

Exceto aos sábados

Belo Horizonte

14:15

Congonhas

16:05

Exceto aos sábados

Belo Horizonte

16:10

Congonhas

18:00

Diário

Congonhas

16:50

Belo Horizonte

18:35

Diário

Congonhas

18:45

Belo Horizonte

20:30

Diário

Belo Horizonte

19:40

Congonhas

21:30

Exceto aos sábados

                             

Congonhas (CGH) – Curitiba (CWB)

*NOVO MERCADO: entre 05 de agosto e 05 de setembro*

Origem

Saída

Destino

Chegada

 Frequência

Curitiba

07:40

Congonhas

09:00

Exceto aos domingos

Congonhas

10:05

Curitiba

11:25

Exceto aos domingos

Curitiba

12:10

Congonhas

13:30

Exceto aos sábados

Congonhas

12:15

Curitiba

13:35

Exceto aos sábados

Curitiba

14:20

Congonhas

15:40

Exceto aos sábados

Congonhas

15:25

Curitiba

16:45

Exceto aos sábados

Curitiba

17:30

Congonhas

18:50

Diário

Congonhas

18:30

Curitiba

19:50

Diário

 

Como serão as obras

A pista principal de Congonhas passará por obras de recuperação do pavimento asfáltico. O custo será de R$ 11,5 milhões. As obras vão exigir o fechamento total da pista por 32 dias devido à complexidade da tecnologia a ser aplicada ao pavimento, conhecida como camada porosa de atrito (CPA).

Segundo a Infraero, que gerencia o aeroporto, a tecnologia irá proporcionar, entre outros benefícios, uma sensível melhoria da capacidade de drenagem da pista (rápido escoamento da água de chuva), com aumento da aderência do pneu da aeronave ao pavimento e redução da possibilidade de aquaplanagem (hidroplanagem). As equipes vão trabalhar 24 horas por dia, 7 dias por semana para garantir a conclusão até 5 de setembro.

Detalhes da obra

As obras incluem serviços de fresagem do revestimento asfáltico existente, execução de camada estrutural de concreto asfáltico (CBUQ) com grooving na região das cabeceiras; e de camada superficial porosa de atrito (CPA). A técnica CPA não utiliza emendas transversais no pavimento, sendo necessário um trabalho contínuo para seu melhor resultado, evitando-se interrupções.

Pretende viajar? Garanta aqui passagens aéreas com descontos especiais

 

 

 

 

VoePass vai retomar voos em Uberlândia no dia 31 de julho

No dia 3 de julho a VoePass retomou os voos de Ribeirão Preto para Guarulhos (SP) e para o Rio de Janeiro (Aeroporto Santos Dumont).

A VoePass, antiga Passaredo, que completou 25 anos de fundação no dia 3 de julho, decidiu reativar mais três rotas a partir de 31 de julho, A companhia vai voltar a oferecer voos diretos de Uberlândia para Brasília e de Uberlândia para a cidade de Ribeirão Preto, principal centro de distribuição de rotas da VoePass.

A VoePass também decidiu retomar os voos sem escalas de Ribeirão Preto para Brasília. No site da VoePass já é possível comprar as passagens de todos os voos que serão retomados. A companhia será a única a oferecer as ligações sem escalas entre estas cidades.

No dia 3 de julho a VoePass retomou os voos de Ribeirão Preto para Guarulhos (SP) e para o Rio de Janeiro (Aeroporto Santos Dumont). Já no Norte do Brasil foram a companhia voltou a operar em 10 cidades. Essas rotas são atendidas pela MAP Linhas Aéreas, empresa comprada pela VoePass em agosto do ano passado.

Mais voos em Brasília

O Aeroporto de Brasília vai ganhar 12 novos destinos a partir do mês de julho, um crescimento de 640% em relação ao mês de abril, que apresentou o pior fluxo de passageiros dos últimos 25 anos. Ainda não há uma data para a retomada dos voos internacionais.

Segundo a Inframerica, concessionária do aeroporto, em julho o terminal passará a atender 35 cidades brasileiras e diariamente deverá receber em média 100 pousos e decolagens. A quantidade ainda está longe dos 380 voos diários de antes da pandemia, mas já é uma retomada importante para conexão e logística do país.

Frase…

 “O Aeroporto de Brasília é um importante centro de conexão e vem recuperando o movimento de forma gradativa. Para receber estas novas frequências, adotamos diversos protocolos sanitários a exemplo da solução termográfica para aferir a temperatura corporal dos passageiros e a disponibilização de mais de 30 pontos de álcool gel espalhados nos principais pontos do terminal”

Roberto Luiz, head de negócios aéreos da Inframerica

Uso de máscaras é obrigatório

As salas de embarque do Píer Norte–, que estavas fechada desde abril, foram reabertas como forma de atender às recomendações de distanciamento social.

Segundo a concessionária, a medida é necessária para evitar aglomerações no terminal em virtude da intensificação das operações que vêm sendo retomadas ao longo deste mês. Com a reabertura da sala de embarque, a concessionária espera espalhar e espaçar o fluxo de passageiros.

A Inframerica destaca que o uso de máscaras no terminal é obrigatório e que os usuários que não estiverem usando o acessório poderão ser impedidos de embarcar.

Veja abaixo a lista de cidades atendidas com voos direto do Aeroporto de Brasília:

Sul:

Curitiba, Porto Alegre e Florianópolis

Sudeste:

São Paulo (Congonhas), Guarulhos, Campinas, Rio de Janeiro (Santos Dumont e Galeão), Belo Horizonte, Vitória, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto e Uberlândia

Nordeste:

Fortaleza, Salvador, Recife, São Luiz, Teresina, Barreiras, João Pessoa, Maceió e Natal

Centro Oeste:

Cuiabá, Goiânia e Campo Grande

Norte:

Manaus, Santarém, Belém, Rio Branco, Macapá, Marabá, Porto-Velho, Boa Vista e Palmas e Araguaína.

 

VoePass renova todas as aeronaves para a retomada dos voos em 3 de julho; veja fotos inéditas

Pretende viajar? Garanta aqui passagens aéreas baratas

VoePass renova todas as aeronaves para a retomada dos voos em 3 de julho; veja fotos inéditas

Além de uma limpeza na parte externa e interna, os modelos ATRs receberam novos carpetes, poltronas, novos bolsões e tudo que estava com algum pequeno defeito foi consertado.

A VoePass está sem operar voos comerciais desde o dia 23 de março deste ano em função da pandemia do coronavírus. No dia 3 de julho a companhia volta a oferecer voos de Ribeirão Preto para Guarulhos e para o Rio de Janeiro (Aeroporto Santos Dumont), além de 10 destinos no Norte do Brasil. A data de 3 de julho para a retomada não foi escolhida por acaso. A companhia completa 25 anos de função. Mas se engana quem pensa que a VoePass ficou parada neste período sem operar voos comerciais.

Todas as aeronaves passaram por uma espécie de pente fino. Além de uma limpeza na parte externa e interna, os modelos ATRs receberam novos carpetes, poltronas, novos bolsões e tudo que estava com algum pequeno defeito foi consertado. As aeronaves que eram usadas pela MAP no Norte do Brasil também foram revitalizadas e agora estão no padrão VoePass.  Lembrando que em agosto do ano passado a VoePass, antiga Passaredo, comprou a MAP Linhas Aéreas. (Veja abaixo fotos inéditas).

 

Cidades atendidas no Norte do Brasil

A partir de 3 de julho serão retomadas operações em 10 localidades na região Norte operados pela MAP, ligando Manaus a Parintins, Itaituba, Belém, Altamira, São Gabriel da Cachoeira, Eirunepé, Carauari, Coari e Lábrea. A tendência da VoePass é usar a nova identidade visual em todas as aeronaves que pertenciam a MAP Linhas Aéreas. O site da Map agora é redirecionado para a VoePass e todos os destinos estão em uma única plataforma.

Voos em parceria com a Gol

ATR-72 da VoePass com 70 assentos todo revitalizado

A partir de 12 de julho a VoePass vai atender seis destinos em parceria com a Gol.  As cidades de  Rio Verde (GO),  Dourados-(MS)  e Araçatuba (SP) terão os voos retomados para Guarulhos. Já as cidades de São José do Rio Preto-(SP) Barreiras (BA) e Araguaína-(TO) terão voos sem escalas para Brasília. As passagens destes destinos estão disponíveis somente no site da Gol.

Chegada em Congonhas

Com foco na aviação regional, a VoePass é a companhia mais antiga empresa brasileira do setor em operação. A companhia tem uma frota de 15 aeronaves ATR 42 e ATR 72, com capacidade para 48 e 70 passageiros. Antes do início da pandemia, atendia a 47 destinos em todas as regiões do Brasil.

Em outubro do ano passado a VoePass e a MAP iniciaram a operação de 158 slots semanais no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. O grupo tem 1.100 colaboradores diretos. A  VoePass opera dentro do padrão IOSA, um certificado de excelência operacional internacional da IATA. A VoePass tem um acordo codeshare e interline com a Gol e a LATAM.

 

Garanta aqui passagens dos voos operados pela VoePass em parceria com a Gol

 

Gol vai retomar voos regionais para 6 destinos em parceira com a VoePass; veja quais

Serão retomados os voos para Guarulhos partindo as cidades de  Rio Verde (GO) Dourados (MS), Araçatuba (SP) e São José do Rio Preto (SP).

A VoePass, atual nome da Passaredo, vai começar a oferecer voos para seis destinos regionais a partir de 12 de julho. A companhia está sem operar desde o dia 23 de março deste ano, quando as cidades começaram a limitar o funcionamento das atividades comerciais. As passagens estão sendo vendidas somente no site da Gol, através de um acordo com a VoePass. Os voos de Barreiras (BA) e Araguaína (TO) serão diretos para Brasília.

Serão retomados os voos para Guarulhos partindo as cidades de  Rio Verde (GO) Dourados (MS), Araçatuba (SP) e São José do Rio Preto (SP). Lembrando que a VoePass usa em seus voos o ATR-72 com 70 assentos. Antes da pandemia do coronavírus, o voo de Dourados para Guarulhos era operado pela Gol com o Boeing 737-700 com 138 assentos.

Reforço na limpeza

Segundo comunicado divulgado pela Gol, a VoePass aumentou o tempo de solo para procedimentos de desinfecção antes de cada etapa de voo; uso obrigatório de máscara para tripulação, colaboradores e passageiros; disponibilização de álcool em gel; e desembarque setorial, para evitar aglomerações.

Os voos da VoePass de Ribeirão Preto para Guarulhos e Santos Dumont (RJ) serão retomados no dia 3 de julho. Já a MAP Linhas Aéreas, comprada em agosto de 2019 pela VoePass, vai voltar a operar em 3 de julho voos para 10 destinos no Norte do Brasil. Leia aqui reportagem completa

Confira os destinos, frequências e horários dos voos:

BRASÍLIA – ARAGUAÍNA

Origem

Destino

Frequência

Brasília

14:00

Araguaína

16:35

Segunda-feira a sexta-feira

Araguaína

17:05

Brasília

19:35

Diária
(exceto sábado)

Brasília

10:00

Araguaína

12:35

Aos Sábados

BRASÍLIA – BARREIRAS

Origem

Destino

Frequência

Brasília

10:00

Barreiras

11:30

Segunda-feira a sexta-feira

Barreiras

12:00

Brasília

13:30

Segunda-feira a sexta-feira

BRASÍLIA – SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

Origem

Destino

Frequência

São José do
Rio Preto

06:20

Brasília

08:00

Diária
(exceto domingo)

Brasília

21:15

São José do
Rio Preto

22:55

Diária
(exceto sábado)

GUARULHOS – ARAÇATUBA

Origem

Destino

Frequência

Guarulhos

08:30

Araçatuba

10:15

Segunda a
sexta-feira

Araçatuba

10:45

Guarulhos

12:30

Segunda a
sexta-feira

GUARULHOS – DOURADOS

Origem

Destino

Frequência

Dourados

03:45*

Guarulhos

07:15

Diária
(exceto sábado)

Guarulhos

22:05

Dourados

23:25*

Diária
(exceto sábado)

*Horário local

GUARULHOS – RIO VERDE

Origem

Destino

Frequência

Guarulhos

14:00

Rio Verde

16:25

Diária
(exceto sábado)

Rio Verde

17:00

Guarulhos

19:05

Diária
(exceto sábado)

 

Voepass e MAP vão retomar voos no dia 3 de julho, veja quais cidades serão atendidas

Pretende viajar? Faça aqui a sua cotação e garanta passagens aéreas com descontos especiais

 

Voepass e MAP vão retomar voos no dia 3 de julho, veja quais cidades serão atendidas

A Voepass ainda não definiu quando pretende retomar os 26 voos diários no Aeroporto de Congonhas, localizado na região central de São Paulo.

A VoePass, antiga Passaredo, vai retomar os voos de forma gradual para analisar o mercado. Sem operar desde o dia 23 de março deste ano, a companha vai iniciar no dia 3 de julho voos de Ribeirão Preto para Guarulhos. Serão dois voos diários em cada sentido. Também serão retomados na mesta data as operações do Rio de Janeiro (Santos Dumont) para Ribeirão Preto. Inicialmente a VoePass vai oferecer um voo em cada sentido.

A Voepass ainda não definiu quando pretende retomar os voos em Congonhas, na cidade de São Paulo. A companhia pretende analisar o mercado para decidir quando retomará os voos. São 26 voos diários que a companhia tem direito de operar em Congonhas. Os slots (autorizações de pousos e decolagens) foram concedidos pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) em outubro do ano passado para a MAP e VoePass.

A MAP Linhas Aéreas, comprada pela Passaredo, hoje VoePass, em agosto do ano passado, vai retomar, também a partir de 3 de julho, 30 voos semanais. A venda das passagens dos voos que serão retomados deverá ser iniciada nesta terça-feira.

Confira os voos previstos para 3 de julho

Manaus/Carauari

Manaus/Coari

Manaus/Eirunepé

Manaus/Parintins

Manaus/Lábrea

Manaus/Itaituba

Altamira/Belém

Manaus/São Gabriel da Cachoeira.

Pretende viajar? Faça aqui a sua cotação e garanta passagens aéreas com descontos especiais

 

Queda de passageiros por causa do avanço do coronavírus obriga VoePass suspender voos em 10 cidades

Entre as cidades que vão perder voos da companhia estão Campo Grande, Três Lagoas, Dourados, Teixeira de Freitas e Foz do Iguaçu.

A VoePass, antiga Passaredo, acaba de suspender voos em 10 cidades após constatar queda de passageiros em função do avanço do coronavírus. Também motivaram a decisão a redução na venda de passagens e crescentes pedidos de cancelamento e no-show dos passageiros nos aeroportos. Entre as cidades afetadas estão Rio de Janeiro (Santos Dumont), Araçatuba-SP, Dourados-MS, Marília-SP e Palmas -TO. (Veja lista completa abaixo).

Também serão suspensos os voos da VoePass em Teixeira de Freitas – BA, Foz do Iguaçu-PR, Campos dos Goytacazes-RJ, Três Lagoas — MS e Campo Grande-MS. Segundo a companhia, a suspensão das atividades é até o dia 22 de março e que realizará uma nova atualização de malha na próxima sexta-feira, dia 20 de março. A VoePass estima que dentro dos próximos meses poderá ter um cenário de retorno das atividades regulares da companhia.

Estão mantidas as operações em Ribeirão Preto-SP, Uberlândia-MG, Brasília-DF, Goiânia-GO, Fortaleza-CE, Natal-RN, Juazeiro do Norte-CE, Salvador-BA, Barreiras-BA, Petrolina-PE, Vitória da Conquista-BA, Maceió-AL, Aracaju-SE, Ilhéus-BA, Porto Seguro-BA, São José do Rio Preto-SP, Macaé-RJ, Rio de Janeiro-RJ (GIG), Rio Verde-GO, Guarulhos-SP, São Paulo-SP(CGH) e Araguaína-TO.

“Estamos negociando com os sindicatos de que forma iremos reduzir a nossa força de trabalho, a fim de evitar qualquer processo de demissão de colaboradores nesse momento difícil por que passa nosso país. A partir de hoje, também iniciaremos um programa de trabalho home-office para todos os colaboradores que possam manter seu posto de trabalho nessa condição”, diz comunicado da VoePass.

Veja comunicado completo

Para todos os passageiros que tiveram seus voos cancelados, informamos que estamos flexibilizando ao máximo todas as regras tarifárias, facultado a remarcação para qualquer data futura ou mesmo postergando o crédito para uso em viagens futuras. Esses passageiros serão contatados pela empresa, não sendo necessário nesse momento qualquer iniciativa de contato.

Pedimos o apoio e a solidariedade de todos nesse momento difícil, para que juntos possamos atravessar esse grave momento que se coloca perante todos nós.

https://www.tudodeviagem.com/2020/03/map-suspende-todos-os-voos-por-causa-do-coronavirus/

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com