Avianca Brasil só terá voos em quatro destinos a partir de 22 de abril; confira quais

A companhia foi obrigada a reduzir mais de 90% de suas rotas depois que a ANAC determinou a devolução de mais oito aeronaves.

A partir de segunda-feira (22/04) a companhia Avianca Brasil só terá voos nos Aeroportos de Congonhas (SP), Santos Dumont (RJ), Brasília e Salvador.  A venda das passagens dos outros destinos atendidos pela companhia foi suspensa na noite de quinta-feira (17/04) depois que a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) informou que a Avianca Brasil terá que devolver mais oito aeronaves. (Veja comunicado abaixo).

Até o Aeroporto de Guarulhos, o maior Brasil, não terá voos da Avianca a partir de segunda-feira.  As outras cidades que vão ficar sem voos são Belo Horizonte, Vitória, Curitiba, Porto Alegre, Florianópolis, Navegantes, Foz do Iguaçu, Chapecó, Goiânia, Aracaju, João Pessoa, Fortaleza. Ilhéus, Juazeiro do Norte, Maceió, Recife e Natal.

No dia 1º de abril deste ano A Avianca Brasil deixou de operar no Galeão (RJ), Petrolina,  Belém, Cuiabá e Campo Grande. A suspensão dos voos ocorre por causa de uma dívidas milionárias que  estão comprometendo todos os voos.  Leia aqui detalhes dos  destinos cancelados pela Avianca Brasil

Leia comunicado da ANAC sobre a situação da Avianca Brasil

Com a alteração proveniente de decisão judicial, a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) informa que serão devolvidas amigavelmente mais 8 aeronaves que hoje são operadas pela Avianca Brasil. A Agência está atuando junto à Avianca e às empresas de leasing GCAS (7 aeronaves) e PK (1 aeronave) para que a devolução ocorra de forma escalonada e após o feriado de Páscoa, de forma a mitigar os efeitos para os passageiros.

O cronograma de retomada das aeronaves terá início na próxima segunda-feira (22) e poderá impactar as operações a partir desta data. A ANAC determinou que a empresa adeque sua malha aérea, seu sistema de venda de passagens e dê ampla divulgação dos voos cancelados de forma a minimizar o impacto pela retirada das aeronaves.

Além de oficiar a empresa, a ANAC mantém a fiscalização da atuação da Avianca diante dos passageiros e segue acompanhando a execução das ações para a manutenção da segurnça das operações. A Agência continua em contato com a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) e outros órgãos do Sistema Nacional de Defesa do Consumidor (SNDC).

Orientações ao Passageiro

Recomenda-se que os passageiros fiquem atentos aos comunicados que a Avianca deve fazer sobre a situação do seu voo e, em caso de dúvida, busquem informações no site da companhia aérea na internet ou contatem os seus canais de atendimento telefônico, eletrônico ou presencial.

Em caso de cancelamento ou de alteração do voo por iniciativa da Avianca, o passageiro deve ter os seus direitos respeitados, que estão disponíveis para consulta no portal da ANAC na internet (https://www.anac.gov.br/assuntos/passageiros) ou da página Passageiro Digital (https://www.anac.gov.br/passageirodigital), especialmente desenvolvida para dispositivos móveis.

Caso o passageiro se sinta prejudicado ou tenha seus direitos desrespeitados, deve procurar a empresa aérea contratada para reivindicar seus direitos como consumidor. Se as tentativas de solução do problema pela empresa não apresentarem resultado, o usuário poderá registrar sua reclamação por meio da plataforma www.consumidor.gov.br. Pela ferramenta, o consumidor pode se comunicar diretamente com as empresas, que têm a obrigação de receber, analisar e responder as reclamações em até 10 dias.

Não tendo a sua reclamação resolvida pela empresa aérea na plataforma Consumidor.gov.br, o passageiro poderá recorrer aos órgãos do SNDC, que inclui os canais presenciais de atendimento do Procon e o Juizado Especial Civil, para buscar uma solução para o seu problema individual e requerer a reparação de danos porventura causados pelo transportador.

A ANAC monitora, em âmbito coletivo, o atendimento prestado pelas empresas aéreas aos passageiros por meio dessa plataforma, colhendo subsídios para as ações de fiscalização e de regulação do setor. A plataforma também é monitorada por órgãos do SNDC, entre outros.

VAI VIAJA POR OUTRA COMPANHIA? GARANTA AQUI DESCONTOS ESPECIAIS

LATAM suspende voos em Bauru e Jaguaruna por ausência de bombeiros nos aeroportos das duas cidades

Segundo a LATAM, os passageiros afetados pelas suspensões podem efetuar a remarcação ou reembolso integral de seus bilhetes sem custo adicional.

Os voos da LATAM com origem ou destino aos aeroportos de Bauru/Arealva (SP) e em Jaguaruna (SC) programados até 1º de maio estão cancelados e com vendas suspensas. Segundo a companhia, o motivo foi a suspensão do Serviço de Prevenção, Salvamento e Combate a Incêndio (SESCINC) em ambos os aeroportos. A companhia Azul informou que não pretende suspender os voos em Bauru e Jaguaruna.

A LATAM informou que os voos serão retomados em Bauru e Jaguaruna somente com a atuação adequada da brigada de incêndio. “A segurança é um valor imprescindível para a LATAM e todas as suas decisões visam garantir uma operação segura”, diz comunicado da companhia.

Segundo a LATAM, os passageiros afetados pelas suspensões podem efetuar a remarcação ou reembolso integral de seus bilhetes sem custo adicional. Em caso de dúvidas, os clientes podem entrar em contato com o Call Center da LATAM pelos telefones 4002-5700 (nas capitais) ou 0300-570-5700 (nas demais localidades do Brasil).

Acesse aqui a página da LATAM para compra das passagens aéreas

 

 

Passaredo desiste de voar de Vitória da Conquista para Guarulhos após Gol lançar voo na mesma rota

A Passaredo vai manter os três voos diários de Vitória da Conquista para Salvador com o ATR-72 com 70 assentos.

A partir de 8 de agosto a Passaredo não terá voos entre Vitória da Conquista (BA) e Guarulhos (SP). A suspensão dos voos ocorre na mesma data que a Gol começa a oferecer duas frequências diárias e sem escalas entre o destino baiano e Guarulhos. O curioso é que a Gol lançou voos para concorrer com a Passaredo, companhia na qual tem acordo codeshare (compartilhamentos de voos).

A Passaredo desistiu dos voos em função da concorrência com a Gol que vai operar nos voos de Vitória da Conquista para Guarulhos com o Boeing 737-700 com 132 assentos. A Passaredo usa em suas rotas o ATR-72 com 70 assentos. Atualmente a companhia tem em sua frota cinco aeronaves deste mesmo modelo.

Até 8 de agosto a Passaredo terá dois voos de Vitória da Conquista para Guarulhos. A Passaredo vai manter os três voos diários de Vitória da Conquista para Salvador. Nesta rota a Azul tem um voo diário.

A Azul tem ainda dois voos diários de Vitória da Conquista para Belo Horizonte (Confins), segundo maior centro de distribuição das rotas da companhia.

A PARTIR DE AGOSTO A PASSAREDO DEIXA DE VOAR DE VITÓRIA PARA CONQUISTA/ GUARULHOS

ACESSE AQUI AS PROMOÇÕES DA PASSAREDO

 

Uberlândia vai ganhar voo direto da Passaredo para Brasília e Ribeirão Preto

Avianca Brasil vai deixar de operar nos aeroportos de Campo Grande e Cuiabá

Nesta sexta-feira (29/03) acontece a Assembleia Geral dos Credores, onde será deliberada a aprovação do plano de recuperação da empresa.

A partir de 1º de abril, as cidades de Campo Grande e Cuiabá deixam de ter voos da Avianca Brasil. Com essa decisão já são cinco bases da companhia que serão fechadas a partir do próximo mês. No início da semana a empresa anunciou que deixaria de operar no Galeão, Belém e Petrolina, além de encerrar 21 rotas, a maioria partindo e chegando do Rio de Janeiro e Brasília.

Nesta sexta-feira (29/03) acontece a Assembleia Geral dos Credores, onde será deliberada a aprovação do plano de recuperação da empresa, incluindo a criação e venda da UPI Life Air. Trata-se de uma nova empresa que será criada com os ativos da Avianca Brasil. Uma dívida que chega aquase  R$ 1 milhão está começando a afetar a operação da companhia.

A Azul pretende comprar 28 aeronaves Airbus da Avianca e os slots (autorização de pousos e decolagens) em Congonhas, Guarulhos, Brasília e no Santos Dumont. Caso a venda seja aprovada, os funcionários da Avianca Brasil seriam aproveitados nas rotas da Azul.

      VENDA DA PASSAGENS DE CUIABÁ E CAMPO GRANDE FOI SUSPENSA PELA AVIANCA BRASIL

 

VAI VAIAJAR? GARANTA AQUI PASSAGENS AÉREAS COM DESCONTOS ESPECIAIS

Avianca suspende a venda das passagens de todos os voos do Galeão; confira outras rotas canceladas

Petrolina, em Pernambuco, também vai deixar de ter voos da Avianca Brasil a partir de 1° de abril.

A partir de 1º de abril a Avianca Brasil deixa não terá nenhum voo partindo do Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro. Isso é o que mostra o da companhia. Estão suspensas a comercialização das passagens dos voos do Galeão para Guarulhos, Brasília, Congonhas, Salvador, Fortaleza, Porto Alegre e Florianópolis. A Avianca Brasil oferece voos do Aeroporto Santos Dumont (RJ) para Congonhas e Brasília. A venda das passagens do Santos Dumont está mantida. (Confira abaixo todas as rotas canceladas).

A partir de 1º de abril, a Avianca Brasil deixa de oferecer voos entre Belém (PA) e Guarulhos (SP). No site da companhia a venda das passagens entre as duas cidades também foi suspensa. A companhia opera com um voo saindo e voltando de Belém. Petrolina, em Pernambuco, também vai deixar de ter voos da Avianca Brasil a partir de 1° de abril. A companhia oferecia dois voos diários para Recife e um para Salvador.

Os funcionários da Avianca em Petrolina informaram que não receberam nenhum comunicado da empresa sobre a suspensão da venda das passagens. A rota Recife/Salvador também deixa de existir a partir de 1º de abril.

A Avianca foi procurada, mas ainda não informou como fica a situação de quem comprou passagens para estes destinos. A Azul pretende comprar até 28 aeronaves Airbus da Avianca e os slots (autorização de pousos e decolagens) em Congonhas, Guarulhos, Brasília e no Santos Dumont.

 VOO DO GALEÃO PARA FORTALEZA DEIXA DE EXISTIR A PARTIR DE 1º DE ABRIL

 

VAI VAIAJAR? GARANTA AQUI PASSAGENS AÉREAS COM DESCONTOS ESPECIAIS

VoeMinas deixa de operar em três cidades do estado; veja quais

Os voos que foram extintos tinham taxa de ocupação baixa e geravam prejuízo para a Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge), responsável pelo projeto.

O Voe Minas Gerais, Projeto de Integração Regional lançado em agosto de 2016 pelo Governo de Minas, deixa de atender a partir desta segunda-feira (25/02) as cidades de Piumhi, Passos e Guaxupé com voos partindo e chegando do Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte. É a primeira decisão tomada pelo do governador Romeu Zema (Novo) referente a esse projeto desde que assumiu o governo, em janeiro de 2019.

Os voos que foram extintos tinham taxa de ocupação baixa e geravam prejuízo para a Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge), responsável pelo projeto. Os voos para Piumhi eram usados por turistas que viajavam de Belo Horizonte para a cidade de Carrancas, cidade que atrai turistas de várias cidades brasileiras. No site do VoeMinas as cidades de Piumhi, Passos e Guaxupé ainda aparece no mapa de destinos do VoeMinas, a venda das passagens está bloqueada.

                    VEJA ABAIXO AS ROTAS CORTADAS PELO VOEMINAS GERAIS

ISENÇÃO DE TAXA DE EMBARQUE

O VoeMinas Gerais que até a semana passada atendia 18 cidades passa a oferecer voos para 14 destinos. O motivo é que a cidade de Ipatinga está com voos suspensos após a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) interditar a pista do aeroporto da cidade. Nenhum avião pode pousar ou decolar do Aeroporto de Ipatinga. A Azul está sem operar na cidade desde 15 de fevereiro alegando falta de segurança na pista.

O VoeMinas usa em seus voos o Caravan de 9 assentos. Os passageiros que voam pela empresa não pagam taxa de embarque e têm direto de levar gratuitamente uma mala de 10 quilos e uma bagagem de mão pesando até 5 quilos.  Atualmente a companhia é a única que opera voos comerciais na Pampulha. A Gol deixou de operar no ano passado.

CONFIRA A NOTA CODEMGE SOBRE O ASSUNTO

As rotas de Guaxupé, Passos e Piumhi do Voe Minas Gerais, Projeto de Integração Regional – Modal Aéreo, foram descontinuadas a partir de 22 de fevereiro deste ano, devido à demanda insuficiente para manutenção do projeto nas localidades. A taxa média de ocupação dos voos nas rotas dos municípios registrava em Guaxupé 17%, em Passos 24%, e em Piumhi 26%. O acompanhamento e análise sistemática dos resultados das rotas não indicou procura ou taxa de ocupação que permitissem a continuidade do Voe Minas Gerais nos municípios. O atendimento do projeto está sendo redirecionado às cidades que apresentaram maior demanda. A Codemge poderá reavaliar o retorno dos voos do Voe Minas Gerais para os municípios em momento oportuno, desde que a demanda garanta a viabilidade do projeto. Não houve necessidade de cancelamento de passagens. Desde sua criação, o projeto prevê flexibilidade na programação da malha aérea, de modo que a Codemge possa redirecionar os voos.

VAI VIAJAR? CONHEÇA AQUI O SITE QUE VENDE PASSAGENS AÉREAS COM ATÉ 80% DE DESCONTO

 

Azul suspende voos em Ipatinga por falta de segurança na pista do aeroporto

Os voos do VoeMinas na cidade operados com aeronaves de 9 lugares às segundas, quartas e sextas-feiras ainda estão mantidos.

A companhia Azul vai deixar de oferecer cinco voos diários de Belo Horizonte (Aeroporto de Confins) para a cidade de Ipatinga, no Vale do Aço. O motivo é a falta de segurança na pista, segundo comunicado da empresa aérea. A suspensão desta rota será até 31 de março deste ano. Se até essa data os problemas na pista não forem sanados, a Azul não vai operar na cidade. (Leia nota da Azul no final).

Nos voos para Ipatinga a Azul usa o ATR-72, com 70 assentos. Segundo uma fonte da companhia, a pista do aeroporto não oferece segurança nos pousos e decolagens pela má qualidade do asfalto. No site da Azul a venda das passagens aéreas para viagens a partir de abril ainda está mantida.

A companhia Azul vai fornecer ônibus de graça até Governador Valadares para os passageiros de Ipatinga que quiserem manter as viagens referentes às passagens já compradas. Também será dada a opção ao cliente de reembolso total. Em Governador Valadares a Azul opera um voo indo e voltando de Confins.

O Aeroporto de Ipatinga é de responsabilidade do Governo de Minas através da Socicam, empresa que tem a concessão para gerenciar todos os serviços. A cidade é atendida com voos com aeronaves de 9 lugares pelo projeto VoeMinas às segundas, quartas e sextas-feiras. Esses voos não foram suspensos.

VEJA NOTA DA AZUL

São Paulo, 14 de fevereiro de 2019 – “A Azul Linhas Aéreas informa que suspendeu suas operações na cidade de Ipatinga por tempo indeterminado. A companhia, que constantemente analisa as condições de infraestrutura dos aeroportos onde opera, identificou que a pista do aeroporto de Ipatinga, utilizada para pousos e decolagens, não está atendendo aos padrões operacionais da empresa e, por este motivo, decidiu realizar a suspensão.

A Azul tem o compromisso de atender seus Clientes com excelência, por meio de um serviço de qualidade, eficiência, presteza e, principalmente, segurança – que é seu primeiro valor. A empresa reforça que não tem o interesse em cancelar definitivamente seus voos na cidade, pelo contrário, espera que as adequações necessárias sejam feitas para que possa o quanto antes voltar a realizar seus voos na cidade mineira.

Todos os Clientes com voos marcados de e para Ipatinga serão reacomodados por meio de outros aeroportos ou poderão ter o valor dos seus bilhetes ressarcidos. A companhia lamenta eventuais transtornos ocorridos aos seus Clientes.”

CONHEÇA AQUI O SITE QUE VENDE PASSAGENS AÉREAS COM DESCONTOS DE ATÉ 50%

Gol vai deixar de oferecer voos sem escalas de Belo Horizonte para Montes Claros em abril

A boa notícia é que a partir de abril a Gol terá um voo sem escala de Montes Claros para Guarulhos.

O Aeroporto de Confins, localizado na Grande Belo Horizonte, está cada vez mais sendo dominado pela Azul, companhia líder de voos na capital mineira. O motivo é que a Gol, segunda companhia com maior oferta de rotas a partir de Confins, está acabando com voos e reduzindo algumas frequências. A partir de abril a Gol deixa de oferecer voos sem escalas de Confins para Montes Claros. A companhia tem atualmente um horário e diário em cada sentido sem escala.

Com a desistência da Gol de voar entre Belo Horizonte a Montes Claros, somente a Azul terá voos diários, cinco em cada sentido. Com certeza os preços das passagens que já eram altos serão ainda mais onerosos para os passageiros que viajam de avião entre as duas cidades. Os passageiros da Gol poderão viajar de Montes Claros para Belo Horizonte, mas terão que fazer troca de avião em Guarulhos.

A boa notícia é que a partir de abril a Gol terá um voo sem escala de Montes Claros para Guarulhos. A aeronave decola de Guarulhos sempre às 13h05 e retorna de Montes Claros às 15 horas. Somente às quintas-feiras a Gol não terá esses voos. Quem for viajar no mês de junho encontra passagens de ida e volta entra as duas cidades por R$ 656,65, valor com as taxas de embarques incluídas. A criação do voo da Gol também faz parte da redução do ICMS do querosene da aviação de 25% para 12%. no estado de São Paulo.

Recentemente a Gol reduziu o número de voos de Confins para o Rio de Janeiro (Aeroporto Santos Dumont). Enquanto a Azul oferece seis frequências diárias entre dos dois aeroportos, a Gol tem dois horários, com exceção das sextas-feiras quando oferece três frequências diárias. A Gol chegou a oferecer voo sem escala a partir de Confins para Vitória, Uberlândia, Curitiba, Campinas e Porto Seguro.

GARANTA AQUI PASSAGENS AÉREAS COM DESCONTOS

 

LATAM vai suspender voos de quatro destinos nacionais; confira as rotas afetadas

A partir de 1º de fevereiro, a LATAM deixa de operar o voo direto do Rio de Janeiro (Aeroporto do Galeão) para São Luis, no Maranhão.

A LATAM decidiu começar o ano de 2019 com redução de sua malha doméstica nacional. A partir de 31 de março acaba o voo direto de Belo Horizonte (Aeroporto de Confins) para Recife. A partir desta mesma data a LATAM deixa de oferecer voo sem escala de São Paulo (Congonhas) para Recife. A venda das passagens de todos os destinos já está bloqueada no site da companhia.

A partir de 1º de fevereiro a LATAM deixa de operar o voo direto do Rio de Janeiro (Aeroporto do Galeão) para São Luis. Já no dia 31 de março também acaba a rota Brasília/Ilhéus. A companhia vai criar a partir de 1º de abril voo direto de São Paulo (Guarulhos) para Ilhéus. Nesta rota será usada o Airbus A-319 com 144 assentos.

A outra novidade é a redução de dois para um o número de voos diários de Rio Branco, no Acre, para Brasília. Por outro lado, a capital acreana vai ganhar um voo direto e diário para Guarulhos. As passagens já estão sendo vendidas por R$ 964, valor de ida e volta com taxas de embarques incluídas.

LATAM decide acabar com os voos diretos de Uberlândia para Brasília

Segundo a LATAM, o encerramento desta rota faz parte de um plano de reestruturação de sua malha.

A partir de 1º de novembro a LATAM deixa de oferecer voos sem escalas de Uberlândia para Brasília. A venda das passagens dos voos diretos já está suspensa. Com a suspensão, os passageiros do Triângulo Mineiro que precisam viajar para a capital federal terão que fazer escalas em São Paulo, Belo Horizonte, Guarulhos ou Goiânia. (Confira abaixo posição da LATAM).


[read more=”Leia mais…” less=”Recolher”]

O advogado Rodrigo Gomes, que enviou sugestão deste post para o Tudo Viagem, lamenta o fim do voo, alegando que centenas de pessoas que moram em Brasília viajam para o Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba para visitar seus familiares, além das viagens corporativas. Ela lembra que a região tem uma população de 2,5 milhões de passageiros.

Segundo a ANAC, de janeiro a julho deste ano a LATAM foi a companhia que teve o menor valor nos voos de Uberlândia: R$ 280,81, seguida pela Gol (R$ 288,98), Passaredo (R$ 308,67) e Azul (R$ 495,38). A pesquisa da ANAC considera o valo médio de todas as passagens vendidas pelas companhias aéreas nos voos de Uberlândia.

POSIÇÃO DA LATAM

A LATAM Airlines Brasil informa que, a partir de 28 de outubro, ampliará de 8 para 14 o número de frequências (voos de ida e volta) semanais da rota Uberlândia-São Paulo/Guarulhos, e suspenderá a operação das 6 frequências semanais da rota Uberlândia-Brasília.
 
As passagens aéreas para as novas operações já estão à venda e os passageiros afetados pela suspensão também estão sendo informados para que possam reprogramar os seus itinerários.
 
A LATAM está sempre atenta às necessidades dos clientes para iniciar, ampliar ou adequar as suas operações, e os voos são constantemente avaliados conforme a demanda de cada região.
 
Com a mudança, mais passageiros de Uberlândia acessarão o hub (centro de conexões) da companhia em Guarulhos, com mais opções de conexão para todos os destinos domésticos da LATAM no Brasil e à maior parte da sua malha aérea internacional.

 

GARANTA AQUI PASSAGENS DE IDA E VOLTA DE UBERLÂNDIA PARA SÃO PAULO POR R$ 555,59

GARANTA AQUI AS PASSAGENS DE IDA E VOLTA DE UBERLÂNDIA PARA GUARULHOS POR R$ 618,32

[/read]

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com