Tudo viagem

VoeMinas deixa de operar em três cidades do estado; veja quais

Os voos que foram extintos tinham taxa de ocupação baixa e geravam prejuízo para a Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge), responsável pelo projeto.

O Voe Minas Gerais, Projeto de Integração Regional lançado em agosto de 2016 pelo Governo de Minas, deixa de atender a partir desta segunda-feira (25/02) as cidades de Piumhi, Passos e Guaxupé com voos partindo e chegando do Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte. É a primeira decisão tomada pelo do governador Romeu Zema (Novo) referente a esse projeto desde que assumiu o governo, em janeiro de 2019.

Os voos que foram extintos tinham taxa de ocupação baixa e geravam prejuízo para a Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge), responsável pelo projeto. Os voos para Piumhi eram usados por turistas que viajavam de Belo Horizonte para a cidade de Carrancas, cidade que atrai turistas de várias cidades brasileiras. No site do VoeMinas as cidades de Piumhi, Passos e Guaxupé ainda aparece no mapa de destinos do VoeMinas, a venda das passagens está bloqueada.

                    VEJA ABAIXO AS ROTAS CORTADAS PELO VOEMINAS GERAIS

ISENÇÃO DE TAXA DE EMBARQUE

O VoeMinas Gerais que até a semana passada atendia 18 cidades passa a oferecer voos para 14 destinos. O motivo é que a cidade de Ipatinga está com voos suspensos após a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) interditar a pista do aeroporto da cidade. Nenhum avião pode pousar ou decolar do Aeroporto de Ipatinga. A Azul está sem operar na cidade desde 15 de fevereiro alegando falta de segurança na pista.

O VoeMinas usa em seus voos o Caravan de 9 assentos. Os passageiros que voam pela empresa não pagam taxa de embarque e têm direto de levar gratuitamente uma mala de 10 quilos e uma bagagem de mão pesando até 5 quilos.  Atualmente a companhia é a única que opera voos comerciais na Pampulha. A Gol deixou de operar no ano passado.

CONFIRA A NOTA CODEMGE SOBRE O ASSUNTO

As rotas de Guaxupé, Passos e Piumhi do Voe Minas Gerais, Projeto de Integração Regional – Modal Aéreo, foram descontinuadas a partir de 22 de fevereiro deste ano, devido à demanda insuficiente para manutenção do projeto nas localidades. A taxa média de ocupação dos voos nas rotas dos municípios registrava em Guaxupé 17%, em Passos 24%, e em Piumhi 26%. O acompanhamento e análise sistemática dos resultados das rotas não indicou procura ou taxa de ocupação que permitissem a continuidade do Voe Minas Gerais nos municípios. O atendimento do projeto está sendo redirecionado às cidades que apresentaram maior demanda. A Codemge poderá reavaliar o retorno dos voos do Voe Minas Gerais para os municípios em momento oportuno, desde que a demanda garanta a viabilidade do projeto. Não houve necessidade de cancelamento de passagens. Desde sua criação, o projeto prevê flexibilidade na programação da malha aérea, de modo que a Codemge possa redirecionar os voos.

VAI VIAJAR? CONHEÇA AQUI O SITE QUE VENDE PASSAGENS AÉREAS COM ATÉ 80% DE DESCONTO

 

Azul suspende voos em Ipatinga por falta de segurança na pista do aeroporto

Os voos do VoeMinas na cidade operados com aeronaves de 9 lugares às segundas, quartas e sextas-feiras ainda estão mantidos.

A companhia Azul vai deixar de oferecer cinco voos diários de Belo Horizonte (Aeroporto de Confins) para a cidade de Ipatinga, no Vale do Aço. O motivo é a falta de segurança na pista, segundo comunicado da empresa aérea. A suspensão desta rota será até 31 de março deste ano. Se até essa data os problemas na pista não forem sanados, a Azul não vai operar na cidade. (Leia nota da Azul no final).

Nos voos para Ipatinga a Azul usa o ATR-72, com 70 assentos. Segundo uma fonte da companhia, a pista do aeroporto não oferece segurança nos pousos e decolagens pela má qualidade do asfalto. No site da Azul a venda das passagens aéreas para viagens a partir de abril ainda está mantida.

A companhia Azul vai fornecer ônibus de graça até Governador Valadares para os passageiros de Ipatinga que quiserem manter as viagens referentes às passagens já compradas. Também será dada a opção ao cliente de reembolso total. Em Governador Valadares a Azul opera um voo indo e voltando de Confins.

O Aeroporto de Ipatinga é de responsabilidade do Governo de Minas através da Socicam, empresa que tem a concessão para gerenciar todos os serviços. A cidade é atendida com voos com aeronaves de 9 lugares pelo projeto VoeMinas às segundas, quartas e sextas-feiras. Esses voos não foram suspensos.

VEJA NOTA DA AZUL

São Paulo, 14 de fevereiro de 2019 – “A Azul Linhas Aéreas informa que suspendeu suas operações na cidade de Ipatinga por tempo indeterminado. A companhia, que constantemente analisa as condições de infraestrutura dos aeroportos onde opera, identificou que a pista do aeroporto de Ipatinga, utilizada para pousos e decolagens, não está atendendo aos padrões operacionais da empresa e, por este motivo, decidiu realizar a suspensão.

A Azul tem o compromisso de atender seus Clientes com excelência, por meio de um serviço de qualidade, eficiência, presteza e, principalmente, segurança – que é seu primeiro valor. A empresa reforça que não tem o interesse em cancelar definitivamente seus voos na cidade, pelo contrário, espera que as adequações necessárias sejam feitas para que possa o quanto antes voltar a realizar seus voos na cidade mineira.

Todos os Clientes com voos marcados de e para Ipatinga serão reacomodados por meio de outros aeroportos ou poderão ter o valor dos seus bilhetes ressarcidos. A companhia lamenta eventuais transtornos ocorridos aos seus Clientes.”

CONHEÇA AQUI O SITE QUE VENDE PASSAGENS AÉREAS COM DESCONTOS DE ATÉ 50%

Gol vai deixar de oferecer voos sem escalas de Belo Horizonte para Montes Claros em abril

A boa notícia é que a partir de abril a Gol terá um voo sem escala de Montes Claros para Guarulhos.

O Aeroporto de Confins, localizado na Grande Belo Horizonte, está cada vez mais sendo dominado pela Azul, companhia líder de voos na capital mineira. O motivo é que a Gol, segunda companhia com maior oferta de rotas a partir de Confins, está acabando com voos e reduzindo algumas frequências. A partir de abril a Gol deixa de oferecer voos sem escalas de Confins para Montes Claros. A companhia tem atualmente um horário e diário em cada sentido sem escala.

Com a desistência da Gol de voar entre Belo Horizonte a Montes Claros, somente a Azul terá voos diários, cinco em cada sentido. Com certeza os preços das passagens que já eram altos serão ainda mais onerosos para os passageiros que viajam de avião entre as duas cidades. Os passageiros da Gol poderão viajar de Montes Claros para Belo Horizonte, mas terão que fazer troca de avião em Guarulhos.

A boa notícia é que a partir de abril a Gol terá um voo sem escala de Montes Claros para Guarulhos. A aeronave decola de Guarulhos sempre às 13h05 e retorna de Montes Claros às 15 horas. Somente às quintas-feiras a Gol não terá esses voos. Quem for viajar no mês de junho encontra passagens de ida e volta entra as duas cidades por R$ 656,65, valor com as taxas de embarques incluídas. A criação do voo da Gol também faz parte da redução do ICMS do querosene da aviação de 25% para 12%. no estado de São Paulo.

Recentemente a Gol reduziu o número de voos de Confins para o Rio de Janeiro (Aeroporto Santos Dumont). Enquanto a Azul oferece seis frequências diárias entre dos dois aeroportos, a Gol tem dois horários, com exceção das sextas-feiras quando oferece três frequências diárias. A Gol chegou a oferecer voo sem escala a partir de Confins para Vitória, Uberlândia, Curitiba, Campinas e Porto Seguro.

GARANTA AQUI PASSAGENS AÉREAS COM DESCONTOS

 

LATAM vai suspender voos de quatro destinos nacionais; confira as rotas afetadas

A partir de 1º de fevereiro, a LATAM deixa de operar o voo direto do Rio de Janeiro (Aeroporto do Galeão) para São Luis, no Maranhão.

A LATAM decidiu começar o ano de 2019 com redução de sua malha doméstica nacional. A partir de 31 de março acaba o voo direto de Belo Horizonte (Aeroporto de Confins) para Recife. A partir desta mesma data a LATAM deixa de oferecer voo sem escala de São Paulo (Congonhas) para Recife. A venda das passagens de todos os destinos já está bloqueada no site da companhia.

A partir de 1º de fevereiro a LATAM deixa de operar o voo direto do Rio de Janeiro (Aeroporto do Galeão) para São Luis. Já no dia 31 de março também acaba a rota Brasília/Ilhéus. A companhia vai criar a partir de 1º de abril voo direto de São Paulo (Guarulhos) para Ilhéus. Nesta rota será usada o Airbus A-319 com 144 assentos.

A outra novidade é a redução de dois para um o número de voos diários de Rio Branco, no Acre, para Brasília. Por outro lado, a capital acreana vai ganhar um voo direto e diário para Guarulhos. As passagens já estão sendo vendidas por R$ 964, valor de ida e volta com taxas de embarques incluídas.

LATAM decide acabar com os voos diretos de Uberlândia para Brasília

Segundo a LATAM, o encerramento desta rota faz parte de um plano de reestruturação de sua malha.

A partir de 1º de novembro a LATAM deixa de oferecer voos sem escalas de Uberlândia para Brasília. A venda das passagens dos voos diretos já está suspensa. Com a suspensão, os passageiros do Triângulo Mineiro que precisam viajar para a capital federal terão que fazer escalas em São Paulo, Belo Horizonte, Guarulhos ou Goiânia. (Confira abaixo posição da LATAM).


[read more=”Leia mais…” less=”Recolher”]

O advogado Rodrigo Gomes, que enviou sugestão deste post para o Tudo Viagem, lamenta o fim do voo, alegando que centenas de pessoas que moram em Brasília viajam para o Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba para visitar seus familiares, além das viagens corporativas. Ela lembra que a região tem uma população de 2,5 milhões de passageiros.

Segundo a ANAC, de janeiro a julho deste ano a LATAM foi a companhia que teve o menor valor nos voos de Uberlândia: R$ 280,81, seguida pela Gol (R$ 288,98), Passaredo (R$ 308,67) e Azul (R$ 495,38). A pesquisa da ANAC considera o valo médio de todas as passagens vendidas pelas companhias aéreas nos voos de Uberlândia.

POSIÇÃO DA LATAM

A LATAM Airlines Brasil informa que, a partir de 28 de outubro, ampliará de 8 para 14 o número de frequências (voos de ida e volta) semanais da rota Uberlândia-São Paulo/Guarulhos, e suspenderá a operação das 6 frequências semanais da rota Uberlândia-Brasília.
 
As passagens aéreas para as novas operações já estão à venda e os passageiros afetados pela suspensão também estão sendo informados para que possam reprogramar os seus itinerários.
 
A LATAM está sempre atenta às necessidades dos clientes para iniciar, ampliar ou adequar as suas operações, e os voos são constantemente avaliados conforme a demanda de cada região.
 
Com a mudança, mais passageiros de Uberlândia acessarão o hub (centro de conexões) da companhia em Guarulhos, com mais opções de conexão para todos os destinos domésticos da LATAM no Brasil e à maior parte da sua malha aérea internacional.

 

GARANTA AQUI PASSAGENS DE IDA E VOLTA DE UBERLÂNDIA PARA SÃO PAULO POR R$ 555,59

GARANTA AQUI AS PASSAGENS DE IDA E VOLTA DE UBERLÂNDIA PARA GUARULHOS POR R$ 618,32

[/read]

Companhia Amaszonas suspende todos os seus voos no Brasil

A empresa boliviana usava em suas rotas os jatos Bombardier CRJ-200 que transportam até 50 passageiros. 

Sem nenhum aviso ao mercado, a Amaszonas Linhas Aéreas suspendeu todos os voos de Assunção para o Brasil. A companhia criada na boliviana, com subsidiárias no Uruguai e Paraguai, chegou a operar em Guarulhos, Porto Alegre, Campo Grande, Campinas, Rio de Janeiro e Curitiba.


[read more=”Leia mais…” less=”Recolher”]

O motivo da saída do mercado brasileiro foi a falta de passageiros em todas as suas rotas. Nos voos de Assunção para o Brasil a Amaszonas usava os jatos Bombardier CRJ-200 que transportam até 50 passageiros. Por ser uma aeronave pequena, não permite a venda de passagens promocionais.

No site da Amaszonas o número o telefone da companhia em Campo Grande não funciona mais: (67) 3368 6095. A Amaszonas Paraguai continua oferecendo voos a partir de Assunção para Buenos Aires e Montevidéu, além de outros destinos regionais (veja mapa de rotas abaixo).

CONFIRA AS ROTAS DA AMASZONAS

CONHEÇA AQUI O SITE QUE VENDE PASSAGENS AÉREAS COM DESCONTOS ESPECIAIS

[/read]

Uberlândia perde voo direto para a cidade do Rio de Janeiro

Nesta rota a Azul opera sem concorrência, fazendo com que os preços das passagens sejam “salgados”. As passagens dos novos já estão sendo vendidas.

A companhia Azul decidiu acabar a partir de 3 setembro com o voo diário e sem escala de Uberlândia (MG) para o Rio de Janeiro (Aeroporto Santos Dumont). A companhia é a única atualmente que oferece essa frequência sem escala entre as duas cidades.


[read more=”Leia mais…” less=”Recolher”]

A partir de 3 de setembro a Azul vai aumentar de quatro para cinco o número de voos diários de Uberlândia para Belo Horizonte (Aeroporto de Confins). Nesta rota a companhia opera sem concorrência, fazendo com que os preços das passagens sejam “salgados”. As passagens dos novos já estão sendo vendidas.

Atualmente o Aeroporto de Confins é o segundo maior hub (centro de distribuição de voos) da Azul. São 96 de decolagens no aeroporto mineiro, colocando a Azul em primeiro lugar entre as companhias que operam em Confins.

Em nota sobre o fim dos voos de Uberlândia para o Rio de Janeiro, a Azul informou que os passageiros que “adquiriram passagens para os voos após 3 de setembro poderão remarcar seus bilhetes, pedir reembolso integral ou serem acomodados em outros voos em conexão pelos canais de atendimento da companhia”.

LEIA TAMBÉM

LATAM suspende voos sem escalas de Belo Horizonte para Vitória

ENCONTRE AQUI AS OFERTAS DA AZUL

 

[/read]

LATAM suspende voos sem escalas de Belo Horizonte para Vitória

A companhia informou que á está entrando em contato com os passageiros impactados nesta rota e as agências de viagens para informar as alterações e apresentar as alternativas de mudança de viagem.

A partir de 28 de outubro somente a companhia Azul terá voos sem escalas entre Belo Horizonte (Aeroporto de Confins) e Vitória (ES), destino invadido pelos mineiros nos meses de julho, janeiro e nos feriados. É que no final de outubro a LATAM deixará de oferecer voos sem escalas entre as duas capitais.


[read more=”Leia mais…” less=”Recolher”]

A Gol também não oferece voos sem escalas de Confins para Vitória. Quem precisa viajar entre as duas cidades é obrigado fazer escala no Rio de Janeiro ou São Paulo. Com o mercado dominado pela Azul, a tendência é de passagens ainda mais caras entre Vitória e Belo Horizonte, e também no sentido inverso.

A Azul é a companhia com mais voos em Confins. São 96 decolagens diárias. Entre as cidades mais importantes que somente a Azul oferece voos sem escalas a partir de Belo Horizonte estão Campinas (SP), Uberlândia (MG), Curitiba (PR), Goiânia (GO) e Uberaba (MG). As passagens para estes destinos chegam a ser mais caras em relação a alguns destinos para o Nordeste atendidos pela Gol, LATAM e Azul.

CONFIRA NOTA DA LATAM SOBRE O ASSUNTO

A LATAM Airlines Brasil informa que está sempre atenta às necessidades dos clientes para iniciar, ampliar ou adequar as suas operações, e os voos são constantemente avaliados conforme a demanda de cada região.

Neste sentido, a companhia informa que, a partir de (1º de agosto), foi sazonalmente ampliada a rota Belo Horizonte/Confins-Fortaleza, que passou de 1 voo (ida e volta) para 2 voos (ida e volta) por semana. As passagens aéreas da nova operação podem ser adquiridas pelos clientes em latam.com e demais canais de venda.

Além disso, a companhia informa que suspendeu as operações de seus dois voos diários Belo Horizonte/Confins-Vitória a partir de 28 de outubro. A LATAM já está entrando em contato com os passageiros impactados nesta rota e as agências de viagens para informar as alterações e apresentar as alternativas de mudança de viagem.

FAÇA AQUI SUA COTAÇÃO E GARANTA DESCONTO NA COMPRA DAS PASSAGENS DE AVIÃO

[/read]

Saiba qual o aeroporto de uma capital que deixará de receber taxa de embarque de voos regulares

A partir de 3 de agosto o Aeroporto da Pampulha não terá voos regulares para outros estados.

A partir de sexta-feira (03/08) o Aeroporto da Pampulha deixa de ter voos da Gol de Belo Horizonte para a cidade de São Paulo (Congonhas) com escala na Zona da Mata (Juiz de Fora). O aeroporto localizado na capital mineira será o único gerenciado entre as capitais do Brasil que não terá arrecadação de taxa de embarque.


[read more=”Leia mais…” less=”Recolher”]

O motivo é que em junho deste ano a Passaredo deixou a Pampulha, acabando com os dois voos sem escalas da Pampulha para Ribeirão Preto (SP). Os passageiros do projeto Voe Minas Gerais, que oferece voos de Belo Horizonte para 16 cidades do interior do estado, não pagam taxa de embarque. É que esse tipo de operação é considerada não-regular é isento do pagamento da taxa. Os aviões do Voe Minas transportam 9 passageiros.

Sem voos regulares, a Infraero terá ainda mais prejuízo para manter a Pampulha funcionando. A Gol aguardou de janeiro deste ano até o final de julho uma decisão por parte do Tribunal de Contas da União (TCU) e do Superior Tribunal de Justiça (STJ) sobre uma portaria do Governo Federal que permite voos a partir da Pampulha somente para aeroporto regionais, ou seja, com até 600 mil passageiros por ano. O pedido de suspensão de voos para as capitais foi apresentado no STJ e no TCU pelo senador Antônio Anastasia (PSDB-MG) e pela BH Airport, empresa que gerencia o Aeroporto de Confins.

Com essa restrição, a Gol e nenhuma outra companhia pode oferecer voos sem escalas de Belo Horizonte para o Rio de Janeiro, São Paulo, Vitória, Brasília, entre outras cidades. A partir de sexta-feira os funcionários da Gol na Pampulha serão transferidos para Confins. A base ficará fechada até que o TCU e o STJ decidam sobre o futuro do aeroporto de Belo Horizonte. A Gol oferecia voos para São Paulo com escala na Zona da Mata nos Boeings 737-700 com 144 assentos.

 

 

[/read]

Com frota reduzida, Passaredo deixa de operar em Três Lagoas

No início de junho deste ano a companhia começou a oferecer voos de Uberlândia para Guarulhos e Goiânia.

Depois de deixar o Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte, em 30 de maio deste ano, agora a Passaredo deixa o mercado de Três Lagoas. A cidade localizada no Mato Grosso do Sul deixou de ter voo para São José do Rio Preto, em São Paulo, a partir de 13 de julho.


[read more=”Leia mais…” less=”Recolher”]

A Passaredo alegou que a saída de Três Lagoas faz parte do planejamento estratégico. Na realidade, a companhia deixou a cidade para operar em Rondonópolis (MS), além da falta de aeronaves em sua frota.

“A operação em Três Lagoas ficará suspensa, mas continuará em nossos planos e esperamos em breve anunciar boas notícias para a cidade. Os clientes estão sendo informados por meio dos e-mails que cadastraram no momento da reserva”, diz nota da Passaredo

No início de junho deste ano a Passaredo começou a oferecer voos de Uberlândia para Guarulhos e Goiânia. Em maio começou a oferecer voo direto entre Brasília e Vitória da Conquista (BA).

CONHEÇA AQUI O SITE QUE VENDE PASSAGENS AÉREAS COM ATÉ 80% DE DESCONTO

[/read]

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com