Tudo viagem

Ilhabela planeja criação de novo atrativo ecológico

Ilhabela pode ter em breve um novo atrativo turístico.

O projeto em questão, já discutido em uma reunião do COMTUR – Conselho Municipal de Turismo de Ilhabela, prevê a concepção de uma ciclotrilha, para ciclistas e pedestres, que vai interligar as principais trilhas já existentes na ilha em um percurso único de 51 km do Jabaquara até a Ponta da Sepituba.

O projeto, que ainda está em concepção, será acompanhado por um grupo técnico e agora segue para ser discutido e transformado em projeto executivo.

Além de possibilitar a realização de atividades junto à natureza, a proposta tem ainda um caráter ecológico, já que a ciclotrilha vai criar uma delimitação física entre a área urbana e o Parque Estadual de Ilhabela. Dessa forma “todos serão protetores do parque, deixando mais fácil identificar qualquer tipo de invasão ou intervenção não autorizada na região de parque estadual”, afirma Bianca Colepicolo, Secretária de Desenvolvimento Econômico e Turismo do município.

O novo atrativo do destino será feito com impacto mínimo ao meio ambiente e investimento baixíssimo, respeitando os princípios da sustentabilidade. A trilha será de terra batida, com dois metros de largura entre as árvores e placas de sinalização e elementos de apoio feitos em madeira.

A ciclovia intertrilhas vai proporcionar passeios ciclísticos, competições de variadas modalidades, caminhadas e birdwatching, além de valorizar o interior de Ilhabela e o ecoturismo.

Fotos por Joana Fava / PMI

Ilhabela exalta compromisso da hotelaria local com segurança

Desde a reabertura dos hotéis e pousadas em Ilhabela, que aconteceu em 15 de julho, o segmento hoteleiro do município tem mantido compromisso total com a segurança de seus hóspedes e colaboradores, através da adoção dos devidos protocolos sanitários e de cursos online promovidos pela Prefeitura Municipal sobre este tema.

Inicialmente com apenas 40% dos leitos reabertos, os meios de hospedagem da ilha já trabalham atualmente com 70% das acomodações, o que comprova a segurança do destino. Em breve, deve acontecer a reabertura total da hotelaria na cidade. Desde a reabertura, todos os meios de hospedagem estiveram praticamente lotados, dentro do limite de leitos disponíveis.

Ilhabela tem retomado suas atividades turísticas de maneira gradual, com iniciativas realizadas pela Prefeitura para evitar a propagação da Covid-19, como equipes nas ruas que fiscalizam diariamente os estabelecimentos reabertos, levam cartazes e adesivos de orientação e fazem um check-list de procedimentos. A exemplo de outros destinos, como Búzios, Monte Verde e Arraial do Cabo, a Prefeitura de Ilhabela também está elaborando um plano para manter a cidade aberta ao turismo, porém sem o risco de superlotação e aglomerações na alta temporada.

Para assegurar a qualidade e a segurança na retomada do turismo, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo do município, liderada pela Secretária Bianca Colepicolo, desenvolveu cursos sobre protocolos sanitários para empreendedores e colaboradores de todos os segmentos turísticos, como hospedagem, alimentação, comércio, eventos, guias de turismo e agências de turismo receptivo. Os cursos são online, tem formação certificada e podem ser feitos quando e onde o participante quiser até 30 de outubro.

Ilhabela tem a menor taxa de mortalidade pelo novo coronavírus do litoral paulista. De acordo com informações do Setor de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde, Ilhabela chegou ao pico de casos confirmados da Covid-19 no dia 30 de julho. Desde então, a curva aparece em queda constante, mesmo depois da retomada das atividades turísticas na cidade.

Fotos por: Maristela Colucci – MTUR

Ilhabela registra queda do número de casos de Covid-19

Segundo as informações fornecidas pelo Setor de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde, Ilhabela chegou ao pico de casos confirmados de Covid-19 no dia 30 de julho.

Desde então, a curva aparece em queda constante. No último dia 25, a média móvel de casos confirmados dos sete dias anteriores foi de 9,7, mesmo índice registrado em 05 de julho.

Essa redução na velocidade de contágios vem de uma série de fatores, como o uso massivo de máscara pela população e aplicação dos devidos protocolos de segurança no comércio e na hotelaria, além da eficiência das equipes de saúde no atendimento básico, na triagem e na testagem dos sintomáticos.

Vale destacar que a queda do número de casos em Ilhabela ocorreu mesmo depois da retomada das atividades turísticas na cidade, que acontece de maneira gradual desde 15 de julho. Atualmente, restaurantes, lanchonetes, padarias, bares e quiosques podem funcionar por 8 horas diárias, consecutivas ou intercaladas, enquanto que o limite máximo de ocupação em hotéis e pousadas foi ampliado de 50% para 70%.

Para auxiliar na retomada segura, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Ilhabela desenvolveu cursos sobre protocolos sanitários para empreendedores e colaboradores de vários segmentos turísticos. A Prefeitura também colocou equipes nas ruas que fiscalizam diariamente os estabelecimentos reabertos e, na fila da balsa, há uma barreira educativa.

De acordo com o último Boletim Informativo do Novo Coronavírus divulgado pela Prefeitura de Ilhabela no dia 26 de agosto, foram confirmados 1.418 casos da doença na cidade desde o início da pandemia, sendo 1.270 recuperados e 10 óbitos confirmados. Ilhabela tem a menor taxa de mortalidade pelo novo coronavírus do litoral paulista.

Fotos por: Maristela Colucci – MTUR

Ilhabela enaltece talentos da cidade na cultura e na gastronomia

Destino de grandes belezas no litoral paulista, Ilhabela encanta seus visitantes com praias de águas cristalinas, cachoeiras e rica vegetação da Mata Atlântica.

Mas a fama de Ilhabela segue crescendo em todos os cantos do Brasil e do mundo devido também a seus cidadãos que exibem talentos nas mais variadas áreas.

“Ilhabela, além de abençoada por sua exuberante beleza natural, é um verdadeiro berço de talentos. E esse reconhecimento visa valorizar ainda mais esse privilégio do arquipélago de ter gente tão especial”, conta a Prefeita Maria das Graças Ferreira dos Santos Souza, a Gracinha.

Já aos 10 anos, Gilmar Pinna começou a mostrar seu talento de escultor, quando moldava a areia das praias de Ilhabela, sua cidade natal. Com o tempo, trocou a areia pelos metais, como cobre, bronze, sucatas e aço. Autodidata, passou a criar obras cada vez mais grandiosas, seja de arte sacra, personalidades ou até guerreiros medievais. Hoje, suas esculturas estão expostas não só em Ilhabela, mas em várias outras cidades, como Guarulhos e Cachoeira Paulista. No último dia 06, Gilmar Pinna recebeu uma homenagem em Monte Alegre do Sul, onde quatro obras suas estão agora na Cidade das Artes do município.

Ao participar da segunda temporada do reality de culinária Mestre do Sabor, da Globo, Jackie Watanabe ficou conhecida em todo o Brasil. Mas a chef de cozinha já acumula seis anos de uma carreira bem-sucedida. Em seus pratos autorais, Jackie homenageia suas origens ao misturar sabores brasileiros, caiçaras e orientais.

Natural de Ilhabela e nascido em uma família de compositores e sambistas, Jefferson Jesus, também conhecido como Maestro Jota, é compositor desde os 15 anos, além de ser músico e pianista. Recentemente, venceu a disputa de samba-enredo da Unidos de Padre Miguel e terá sua composição tocada e cantada em plena Sapucaí, no Carnaval do Rio de Janeiro.

“O arquipélago é muito raro e fascinante, por sua beleza natural e por sua gente talentosa. Por isso, a cidade tem o dom de cativar tanto carinho de populações dos mais variados cantos do mundo. Nossos talentosos cidadãos precisam receber nossos reconhecimentos e parabéns”, afirma a Secretária de Desenvolvimento Econômico e do Turismo de Ilhabela, Bianca Colepicolo.

Ilhabela retoma turismo com foco na segurança

Ilhabela tem retomado suas atividades turísticas de maneira gradual e com muita segurança, com iniciativas realizadas pela Prefeitura para evitar a transmissão da Covid-19.

No último dia 15, hotéis, pousadas, restaurantes e bares da cidade foram reabertos, com a adoção dos devidos protocolos de prevenção e segurança contra o novo coronavírus determinados em decreto municipal.

Para auxiliar nessa retomada segura, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo do município desenvolveu cursos sobre protocolos sanitários para empreendedores e colaboradores de todos os segmentos turísticos, como hospedagem, alimentação, comércio, eventos (com foco em casamentos), guias de turismo e agências de turismo receptivo.

Os cursos são online, tem formação certificada e podem ser feitos quando e onde o participante quiser até o limite de 30 de outubro. As inscrições estão abertas no site www.qualitur.com.br. Os cursos foram desenvolvidos para assegurar a qualidade e a segurança na retomada do turismo em Ilhabela.

Além disso, a Prefeitura de Ilhabela colocou equipes nas ruas que fiscalizam diariamente os estabelecimentos reabertos, levam cartazes e adesivos de orientação e fazem um check list de procedimentos. Na fila da balsa, há uma barreira educativa na qual são exibidos vídeos para orientação pessoal e acontece uma distribuição de máscaras.

Por toda a ilha há sinalizações, carros de som e monitores nas praias do Pereque e do Curral para evitar aglomerações. Mesmo com o parque estadual fechado por determinação do Governo do Estado de São Paulo, há monitores na entrada de todas as trilhas para fornecer informações aos turistas.

Foto por: Maristela Colucci – MTUR

Ilhabela faz grandes investimentos em serviços de água e esgoto

Investimentos permitirão um salto no saneamento básico em até seis anos, com antecipação de 75%.

A Sabesp e a Prefeitura de Ilhabela anunciaram nesta terça (30/6) a assinatura do contrato para a prestação dos serviços de água e esgoto do município. O acordo prevê investimentos de R$ 193 milhões para ampliar a oferta de água, além da coleta e do tratamento de esgoto. Após São Sebastião, Caraguatatuba e Ubatuba, Ilhabela fecha o ciclo de contratualizações no Litoral Norte pelos próximos 30 anos.

As principais obras estão previstas já nos primeiros seis anos de contrato, o que vai resultar em índices de cobertura de água e esgoto de 98%. Até 2022, a expectativa de investimentos é de R$ 66,9 milhões em abastecimento e R$ 74,2 milhões em sistemas de esgoto, somando R$ 141,1 milhões do montante previsto. A médio prazo, entre 2023 e 2030, serão investidos R$ 22,7 milhões em água e R$ 6 milhões em esgoto. E, de 2031 a 2048, os valores são de R$ 11,1 milhões e R$ 4,2 milhões respectivamente.

Em abastecimento, a Sabesp fará obras importantes, como a ampliação da captação e do tratamento do Sistema Produtor Água Branca, que passará de 100 para 150 litros/segundo; e do Sistema Produtor do Pombo, de 40 para 70 litros/segundo. Uma inovação prevista é a implantação do sistema de dessalinização com captação, tratamento e reservação, ampliando a segurança hídrica do município.

A Companhia prevê ainda reforço na reservação, com 5,1 milhões de litros em benefício das comunidades atendidas pelo sistema Água Branca, como Engenho D’Água, Piúva/Barra Velha e Siriúba, e mais 1,5 milhão de litros no sistema Pombo para os moradores das regiões Portinho/Feiticeira e Ponta da Sela, que, somados aos 3 milhões de litros de água dos reservatórios Green Park e Pombo, contribuirão para a melhoria no abastecimento do município.

No que se refere ao tratamento de esgoto, a região central ganhará uma Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) em local a ser definido pela Prefeitura. Outros investimentos previstos são a ETE Siriúba e Portinho/Feiticeira – projeto do município. A Estação de Pré-Condicionamento (EPC) Itaquanduba será desativada e seus equipamentos destinados a outras instalações. Todo o esgoto dessas sub-bacias será encaminhado para o tratamento na nova ETE.

Com o contrato, Ilhabela também receberá ao longo dos 30 anos repasses previstos em R$ 26 milhões no Fundo Municipal de Saneamento, para investimentos em regularização fundiária, sistemas de drenagem, resíduos sólidos e educação ambiental. Será ainda incluída no PURA (Programa de Uso Racional da Água), com desconto de 25% nas contas de consumo de prédios públicos. Estima-se que o valor a ser economizado será equivalente a R$ 509,7 mil/ano. É importante destacar ainda que o ISS (Imposto Sobre Serviços) das obras que serão executadas pela Sabesp e que, portanto, retornará aos cofres públicos, chegando a R$ 44 milhões até 2028.

”Aqui no nosso Estado temos preocupação com o saneamento, colocando-o no mesmo nível da educação e da saúde. Ele é um insumo básico para a qualidade de vida e para a questão do sustento das famílias, porque nós temos que ter água tratada e um lugar saudável para morar. Isso é uma questão fundamental para nós: a questão do saneamento. Vamos trabalhar e melhorar o saneamento básico de Ilhabela”, disse Marcos Penido, secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado de São Paulo, que destacou ainda a eficiência dos trabalhos da Sabesp.

O diretor-presidente da Sabesp, Benedito Braga, destacou a parceria com o município. “É um prazer muito grande poder celebrar esse acontecimento. Foi um longo trabalho e, com esse contrato, a Sabesp está em todos os municípios do nosso litoral. Queremos trabalhar em parceria. A prefeita Gracinha é uma pessoa muito dinâmica e que com certeza estará conosco nessa parceria. Temos uma série de ações já previstas, incluindo as estações de tratamento de esgoto. A Sabesp está a postos para prover o melhor serviço de água e saneamento em Ilhabela”, afirmou.

Para a prefeita Maria das Graças Ferreira dos Santos Souza, trata-se de um “momento histórico” para a cidade. “Deixo registrado meu agradecimento à Sabesp. Foi uma discussão ampla. Nosso governo sempre lutou pelo saneamento básico. Concordo com o secretário Penido que o saneamento precisa estar nos mesmos níveis da educação e da saúde e essa é a nossa bandeira, porque havendo saneamento conseguiremos economizar em saúde e proporcionar mais qualidade de vida para a população. Essa contratualização me deixa feliz porque foi uma conquista que há muito tempo se buscava”, disse.

Foto por: Ronald Kraag

Ilhabela inicia obras para melhoria estrutural de suas trilhas

As ações nas trilhas visam manutenção, preservação e incentivo ao ecoturismo local. Serviço atende antiga reivindicação de monitores, jipeiros e trade turístico como um todo.

Nos próximos dias, a Prefeitura de Ilhabela, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e do Turismo, vai começar a atender uma antiga reivindicação dos monitores, jipeiros e trade turístico como um todo: a estruturação das trilhas da cidade. Os serviços reforçam o trabalho voltado a atender o aumento da procura pelo turismo de natureza, que no período pós-pandemia será ainda mais valorizado pelas pessoas, de acordo com representantes mundiais do setor.

O trabalho de manutenção das trilhas oficiais começará pelos caminhos da cachoeira de Três Tombos, Parque das Cachoeiras e servidão de acesso o Porto dos Frades, onde serão realizados serviços de manutenção em degraus e corrimões existentes nas escadas, guarda-corpo, pequenas passarelas, bancos, decks, entre outros. Outros acessos às cachoeiras e praias estão listados no planejamento das manutenções.

Todos os serviços serão executados em acordo com os procedimentos do Parque Florestal. A contratação dos serviços de manutenção das trilhas foi feita por meio de licitação (modalidade de concorrência pública) e os serviços contratados por RP (Registro de Preço), por meio do qual somente é pago o que for demandado, mediante a necessidade do poder público. 

Essa boa notícia foi confirmada nessa sexta-feira (26), pela prefeita Maria das Graças Ferreira dos Santos Souza, a Gracinha: “estou muito feliz pelo início da manutenção das trilhas do arquipélago, uma reivindicação antiga que recebemos em reuniões com os jipeiros e monitores. Precisamos estar atentos às nossas belezas naturais e para atender de forma sustentável a nossa população e visitantes, para que eles usufruam de nossas praias e cachoeiras com segurança”.

Destino de natureza

Nos últimos anos, Ilhabela ficou ainda mais reconhecida mundialmente como destino de natureza. O arquipélago é considerado patrimônio natural e reserva da Biosfera pela UNESCO – Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura. 

Por isso o governo municipal, visando avançar no ecoturismo local e na preservação dos recursos naturais, como a fauna e a flora, realizou o planejamento de ações para melhor atender os visitantes dessa modalidade turística, de apreciação de pássaros e florestas.

A secretária de Desenvolvimento Econômico e do Turismo, Bianca Colepicolo, falou sobre a iniciativa da manutenção das trilhas do município: “essas manutenções são necessárias para o nosso ecoturismo local. Temos que oferecer condições de segurança. Ilhabela é referência no setor do ecoturismo e a expectativa é que cidade se desenvolva ainda mais”.

Feira online de casamentos de Ilhabela acontece em junho

Com o apoio da prefeitura de Ilhabela, o grupo de fornecedores de casamentos do destino desenvolveu um portal e uma feira online.

O objetivo é aumentar a divulgação e proporcionar a entrada de dinheiro com negócios fechados durante o evento. A expectativa é que a feira alavanque as vendas com promoções para casamentos a partir de 2021. A feira também irá ajudar o setor hoteleiro, bares e restaurantes e todos os outros setores que trabalham nesse segmento.

O “Vou Casar na Ilha” é o primeiro evento virtual entre noivos e fornecedores de casamento e tem como propósito facilitar e viabilizar a organização de casamentos inesquecíveis.

A iniciativa reúne mais de 80 profissionais de Ilhabela e empresas selecionadas e experientes, com os maiores especialistas em casamentos no litoral e acontecerá nos dias 06, 07, 13 e 14 de junho, das 14h às 19h. Para participar, basta se logar no www.voucasarnailha.com.br e seguir o Instagram @voucasarnailha.

São fornecedores extremamente qualificados e preparados para lidar com qualquer necessidade que um casamento na praia abrange. Com apoio da Secretária de Turismo de Ilhabela, Bianca Colepicolo, a ideia da feira virtual é usar ferramentas online para dicas, apresentações, rodadas de negócios e promoções imperdíveis para os casamentos.

Mais informações em: www.voucasarnailha.com.br

Festival de Aves promete agitar o final de semana em Ilhabela (SP)

A cidade prepara intensa programação a partir desta sexta-feira (19) até segunda-feira (21), com passeios, palestras, minicursos e atividades infantis grátis.

A ação, promovida pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e do Turismo, é grátis e promove a Observação de Pássaros (Birdwatching) como nova modalidade turística no arquipélago que conta com uma das maiores reservas de Mata Atlântica conservada do mundo, com área de 27.025 hectares. O Festival de Aves de Ilhabela é mais um passo no caminho de posicionar o município como um dos principais destinos de ecoturismo do Brasil. Para isso, prepara estrutura para receber os turistas no Parque Estadual que ocupa 85% do território da ilha. No local, serão construídas seis torres dentro do espaço de preservação da Mata Atlântica, além de outras iniciativas que fazem parte do convênio assinado entre a Prefeitura e a Fundação Florestal.

Tiê-sangue (Divulgação / Sectur Ilhabela)
Tiê-sangue (Divulgação / Sectur Ilhabela)

A intensa programação do final de semana começa nesta sexta-feira (18) e tem atividades espalhadas pela cidade, com palestras, minicursos, fam-trips, cinema, oficinas e atividades infantis. As atividades do dia 18 começam a partir das 17h. São quatro palestras, no Centro Histórico da Vila, começando pelo tema “Aves do Parque Estadual de Ilhabela”. Na sequência é a vez das “Aves do meu quintal”, sobre paisagismo funcional e placas que atraem aves; seguida de “Aves pelágicas”, que vai abordar o universo das aves de mar aberto e as raridades que frequentam o litoral brasileiro e, para finalizar “Fotografia de aves – fotografar na natureza”. As atividades culturais terminam com o Cine no Píer, com mostras sobre observação e conservação, mas a noite só acaba a meia-noite, quando a Fam-Trip “Saída Pelágica – Plataforma” parte para dois dias de navegação para reconhecimento aos principais destinos de observação em mar aberto.

No sábado (19), o dia começa às 7h, com o passeio “Passarinhar nas trilhas de Ilhabela”, no Parque das Cachoeiras, para observação de aves. Na sequência, mais palestras e atividade infantis enchem a programação até a noite (confira abaixo).

O domingo (20) também começa cedo, com o passeio Passarinhar nas trilhas de Ilhabela (Visita técnica ASM Cambaquara), a partir das 7h. A tarde, às 14h, destaque para o minicurso ‘Ilustração de aves’, uma oficina de ilustração de aves com técnica de esferográfica, entre outras atividades. O Festival de Aves continua na segunda-feira (21), com a atividades escolar “Oficina de ilustração de aves com técnica de esferográfica”, ás 8h, e o minicurso “Jardim de beija-flores”, ás 9h, sobre como atrair beija-flores para jardins e quintais.

A estrutura tem como objetivo colaborar para que os visitantes tenham a oportunidade de observar, fotografar e catalogar espécies como o Tiê-sangue, símbolo da Mata Atlântica, Tangará, Papagaio-moleiro – eleita a ave símbolo da ilha, a Coruja-preta, ou a Jacutinga. “O Birdwatching é uma modalidade de turismo consolidada em outras partes do mundo e está crescendo no Brasil. Ilhabela sai na frente ao se posicionar, criar estrutura e investir em capacitação para receber mais turistas do Brasil e do mundo”, avalia Bianca Colepicolo,

Além do Festival de Aves, Ilhabela durante todo o mês de outubro receberá visitantes para cinco cerimônias de casamento programadas para este final de semana. Com isso, a ocupação da rede hoteleira da cidade está na casa de 88,4%, índice 13% superior em relação ao mesmo período do ano passado, quando chegou a 75,6%. Os dados são da Associação Comercial do município, em pesquisa feita nas regiões norte, central e sul da Ilha para o período a partir desta sexta-feira (18) até domingo (21).

Programação do Festival de Aves

Sexta-feira (18)
17h – Palestra Aves do Parque Estadual de Ilhabela, por Maria Inês (gestora do Parque)

18h – Palestra ‘Aves do meu quintal – parte1’ (Sobre paisagismo funcional e placas que atraem aves para uso em quintais e jardins, de casa, pousadas e chácaras, por Márcia Farias)

19h- Palestra ‘Aves pelágicas – o conhecimento de um profissional renomado’ (Fabio Olmos apresenta o universo das aves de mar aberto, falando das raridades que frequentam o litoral brasileiro)

20h – Palestra ‘Fotografia de aves – fotografar na natureza’, Silvia Linhares fala sobre sua experiência de fotografar mais de 1500 espécies brasileiras

21h – Cine no Píer – Mostras sobre observação e conservação (vídeos e filmes sobre aves e natureza)

24h – Fam-Trip ‘Saída Pelágica – Plataforma’ (Viagem de 2 dias para reconhecimento aos principais destinos de observação em mar aberto)

Sábado (19)
7h – Passarinhar nas trilhas de Ilhabela – Parque das Cachoeiras (Passeios abertos de observação de aves, com a guia Vilma)

14h – Atividades infantis ‘Trabalho de educação com tema de aves’, por Silvia Paraty

15h – Palestra ‘Aves do meu quintal – parte 2’ (Paisagismo funcional e placas que atraem aves para uso em quintais e jardins, de casa, pousadas e chácaras, por Márcia Farias)

16h – Palestra ‘Observação e comunidade’ (Como a observação de aves pode contribuir com o desenvolvimento sócio ambiental, por Daniel Cywinky)

17h – Palestra ‘Reintrodução e monitoramento’ (Conheça o trabalho da ASM Cambaquara na conservação de quatro diferentes espécies nativas da Ilha  – Papagaio-moleiro, Tiriba, Tucano-do-bico-verde e Periquito-rico, por Silvana Davino)

18h – Palestra ‘Observação e conservação’ (Como birdwatching contribui com a conservação, quais os benefícios e impactos? Quais as boas práticas do observador de aves, por Marco Silva)

19h – Palestra ‘Aves da minha Escola 1’ (Apresentação de um trabalho de educação com o tema das aves de Paraty, por Silvia Paraty)

20h – Cine no Píer – Mostras sobre observação e conservação (vídeos e filmes sobre aves e natureza)

Domingo (20)
7h- Passarinhar nas trilhas de Ilhabela (Visita técnica ASM Cambaquara, com Silvana Davino)

14h – Atividade infantil ‘Aves da minha escola 2’ (Apresentação de um trabalho de educação com o tema das aves de Paraty, por Silvia Paraty)

14h – Minicurso ‘Ilustração de aves’ (Oficina de ilustração de aves com Cristiane Gardim – Técnica de esferográfica)

16h – Palestra ‘Guia internacional, como iniciar?’ (Turistas estrangeiros tem uma grande exigência com relação aos guias de observação. Iniciar uma carreira nem sempre é fácil. Marco Silva apresenta sua recente experiência e dá algumas dicas a quem desejar começar)

17h – Relatos ‘Observação pelágica’ (Mesa redonda com os participantes do Fam-trip)

Segunda-feira (21)
8h – Atividades escolar – Oficina de ilustração de aves com técnica de esferográfica, por Cristina Gardim

9h – Minicurso ‘Jardim de beija-flores’ (Como atrair beija-flores para seu jardim sua varanda ou seu quintal? O que plantar e como construir bebedouros, por Zaga)

Sexta-feira (25)
8h – Fam-Trip Saída Pelágica (Viagem de reconhecimento aos principais destinos de observação em mar aberto, para Alcatrazes)

8h- Palestra ‘Fotografia embarcada’ (Octavio Campos Salles fala sobre a prática fotográfica embarcada, na busca por espécies pelágicas nos mares de Ilhabela)

18h00 – Aves de Alcatrazes: Projetos ICMBio em Alcatrazes, com Mayra Rocha

19h – Minicurso ‘Oficina de Fotografia’ (Os Irmãos Mello trazem sua oficina de fotografia com dicas para fotógrafos avançados e iniciantes)

21h – Cine no Píer – Mostras sobre observação e conservação (vídeos e filmes sobre aves e natureza)

Sábado (26)
7h – Vem passarinhar – Trilha Bananal (Passeios abertos de observação de aves, com Giulia D’Angelo e Sidney)

14h – Atividade infantil ‘Desenhando passarinho com esfero 1 (Formas e técnicas de desenho com a esferográfica pela artista Birgitte Tümmler)

14h – Minicurso ‘Oficina de Tratamento de Imagem’ (Ao longo de 10 anos, os Irmãos Mello foram se especializando em técnicas de tratamento digital de imagens e tornaram-se referência no Brasil. Nessa oficina apresentam as mais importantes ferramentas e suas dicas para melhor resultado)

16h – Palestra ‘Observação para Iniciantes’ (Como se iniciar no mundo da observação de aves? O que é preciso, quais equipamentos, livros e guias, por Giulia D’Angelo)

18h – Minicurso de guia de observação – parte 1 (orientações importantes para o profissional e para o trade, por Marc Egger)

20h – Cine no Píer – Mostras sobre observação e conservação (vídeos e filmes sobre aves e natureza)

Domingo (27)
7h – Minicurso de guia de observação – parte 2 – Fazenda Engenho D’Água, por Marc Egger

14h – Atividade infantil ‘Desenhando passarinho com esfero 2’ (Formas e técnicas de desenho com a esferográfica pela artista Birgitte Tümmler)

15h – Palestra ‘Observação Avançada’ (O que diferencia um observador experiente do iniciante? Técnicas de observação, história natural, comportamento das aves, uso de equipamentos, por Giulia D’Angelo)

Segunda-feira (28)
8h – Atividade Escolar A Arte da esferográfica e ilustração escola Paulo Renato, por Birgitte Tümmler)

 

Reserve sua hospedagem em www.booking.com/

Texto por agência com edição de Natalia Bastos

Sete cidades atingem nota A no Mapa do Turismo Brasileiro

Entre os municípios com a maior nota está Ilhabela, no litoral Norte de São Paulo.

Sete municípios atingiram conceito A na nova categorização do Mapa do Turismo Brasileiro. A nota mais alta do Ministério do Turismo foi dada para os municípios de Ilhabela (SP), Jericoacoara (CE), Pipa (RN), Pirenópolis (GO), Petrópolis (RJ), Tiradentes (MG) e Camanducaia (MG).

No caso de Ilhabela, no litoral Norte de São Paulo, os fatores determinantes para o município atingir a categoria A foram o aumento do fluxo turístico (doméstico e internacional), o crescimento do setor de hospedagem. As pousadas em Ilhabela estão entre as melhores do litoral Norte de São Paulo.

Pesaram ainda para Ilhabela ganhar a nota A, os empregos gerados, além dos investimentos na qualificação dos profissionais que atendem os viajantes. Com mais de 40 praias para serem exploradas pelo visitante, algumas desertas e outras com total infraestrutura, Ilhabela é um dos destinos mais visitados por turistas brasileiros e estrangeiros.

O centro histórico de Ilhabela (conhecido como “vila”), que reúne restaurantes e sorveterias. e lojas que vendem artesanatos, é o ponto de encontra dos turistas e moradores. É na vila que o turista encontra hostel Ilhabela e lojinhas que vendem artesanato produzido pela comunidade.

Ilhabela fica distante 210 km da capital paulista, e a 440 km da cidade do Rio de Janeiro. Está próxima das cidades de São Sebastião, Caraguatatuba e Ubatuba (no Litoral Norte de SP), e Paraty, Angra dos Reis e Ilha Grande (no Rio de Janeiro).

 

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com