Festa da Uva de Louveira tem eventos variados e ótimas atrações rurais

Louveira comemora a 52ª edição da Festa da Uva nos dias 30 de novembro, 1, 6, 7, 14 e 15 de dezembro na Área de Laer do Trabalhador.

O evento que completa 52 anos oferece uma programação para toda a família, desde shows infantis a bingos para os mais veteranos. Esse ano, a prefeitura junto com os fruticultores apostaram por uma data mais festiva e alegre, sendo a primeira quincena de dezembro.

Shows de grandes artistas nacionais, espetáculos circenses, teatrinhos, baile da melhor idade, mini shopping de artesanato e uma área de alimentação com comidas variadas que atende a todos os gostos. Além de desfiles pela cidade e exposições de frutas, o evento ocorre em apenas 70 km da capital paulista. Mais de 20 bandas e artistas, como Lucas Lucco, Simone e Simaria, Fernando e Sorocaba, Exaltasamba, Ultraje a Rigor, Jorge e Matheus e DJ Alok. Além das atrações musicais que tornam o evento um grande espetáculo de lazer e diversão, o evento oferece ainda shows de bandas regionais, passeios turísticos, apresentações circenses, atrações infantis e muito mais!

A festa também é uma homenagem às tradicionais famílias de produtores rurais. Em 2018 participaram 56 produtores, 53 tipos de produtos e 472 itens em amostra, mantendo a cidade como a maior expositora de uva niágara e caqui rama forte do Brasil. Cerca de 3 toneladas de frutas e derivados foram comercializados, além de faturamento superior a R$ 10 mil no leilão.

Quando: sextas-feiras, sábados e domingos de 30 de novembro a 15 de dezembro de 2019. Sextas-feiras, das 18h às 21h; sábados e domingos, das 10h às 22h.

Onde: Área de Lazer do Trabalhador Vereador José Finamore – Rodovia Romildo Prado, km 1, Louveira/SP

Ingressos: às sextas-feiras, a Festa da Uva tem entrada gratuita. Aos sábados e domingos das 10h às 17h, a entrada também é livre. Aos finais de semana após as 17h, os ingressos vão custar R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia). Quem tem o Cartão Cidadão de Louveira não paga.

Garanta sua hospedagem aqui

A geleia de piúva da Casa San Fior

Foto por Natalia Bastos

Na área urbana da cidade, mais precisamente no bairro de Santo Antônio, o turista pode visitar a Casa San Fior, que tem plantações de morangos e uva e uma pequena boutique rural, onde o destaque fica por conta do suco de uva niágara, do exclusivo vinagre de caqui e da geleia de uva com pimenta denominada piúva. Há provas de frutas e geleias. O funcionamento da casa é de terça a sábado, das 9h às 18h, e aos domingos, das 9h às 14h. O endereço é Av. Ricieri Chiqueto, 1015, e o telefone para agendamento é (19) 3848-1330.

 

Reduto rural e restaurante na Chácara Alvorada

Foto por Natalia Bastos

Já na Chácara Alvorada o turista é convidado a caminhar e contemplar os pomares de caqui, as estufas de morango e os parreirais de uvas. A proposta é fazer com que os turistas caminhem pelas arborizadas alamedas rurais. Quem sempre recebe os visitantes é a proprietária do espaço, Vera Daroz. A propriedade é, aliás, uma das mais belas da região do Circuito das Frutas, do qual faz parte a cidade de Louveira.

Você ainda aprecia o melhor da cozinha caipira com ingredientes fresquinhos colhidos na hora no restaurante Comida de Sítio. O café colonial servido aos finais de semana também é de dar água na boca. Fica na Rua Atílio Biscuola, 1628. Telefone: (19) 3878-1373. O restaurante abre de segunda a sábado, das 11h às 14h, e aos domingos, das 11h às 15h. Visitação e café da manhã somente com agendamento.

Vinhos e produtos coloniais na Micheletto

Foto por Natalia Bastos

Para completar a viagem, vale a pena conhecer um espaço totalmente dedicado à produção de vinhos artesanais. O acesso ao Sítio Santa Rita é gratuito. No local, além de conhecer a Vinícola Micheletto com seu variado repertório de vinhos e outros derivados de uvas, você também poderá passear pelos parreirais e apreciar todo o restante da propriedade com suas aves, animais, hortas, flores e frutas.

A Vinícola Micheletto tem uma loja com permanente degustação e venda de vinhos e sucos de uva integrais. No local também são comercializados outros derivados de uvas e produtos do Circuito das Frutas, como licores, cachaças, mel, café, massas, doces, conservas e muito mais. Para as crianças, há um parquinho infantil.

O local ainda oferece outras atrações dependendo da sazonalidade: comercialização de uvas de mesa colhidas na hora, comercialização de mudas de uvas entre outras plantas e flores, passeio a cavalo para crianças e iniciantes, comercialização de equinos e amamentação dos filhotes de ovelhas. A Micheletto fica na Estrada Teresa Biseto Cestarolli e abre de segunda a sábado, das 9h às 18h, e aos domingos, das 9h às 14h. Telefone: (19) 99732-5953.

Delícias da Suíça na Berna

Foto por Natalia Bastos

 

Em 1982, a empresa de alimentos Berna foi inaugurada em Louveira por suíços, com a produção de produtos baseados em receitas tradicionais da Suíça. No seu próprio endereço, a empresa dispõe de uma loja de fábrica, que se consagrou por seus frios e embutidos especiais, como salsichas, linguiças, patês, defumados e muito mais. A loja Berna está na Rua Atílio Biscuola, 999, e funciona de segunda a sexta, das 8h30 às 17h30, e aos sábados, das 8h30 às 14h. Telefone: (19) 3878-9800.

Mais informações sobre o turismo de Louveira: www.turismolouveira.com.br

 

Garanta sua hospedagem aqui

 

Texto por Natalia Bastos com informações de agência

 

Descubra as praias e trilhas paradisíacas de Seychelles

Seychelles preza pelo turismo sustentável; repleto de praias de areia platinada, emolduradas por pedras de granito, mar turquesa,clima tropical o ano todo.

O arquipélago de Seychelles foi formado cerca de 65 milhões de anos atrás. A combinação da fragmentação do supercontinente Gondwana e erupções vulcânicas subaquáticas levou à formação do país, com as principais ilhas localizadas em seu centro. Acredita-se que Mahé, Silhouette, Praslin e La Digue estejam entre as ilhas mais antigas do planeta. E sua topografia reflete isso, a paisagem é composta de planícies costeiras estreitas e planaltos de altitude média, margeados de ambos os lados por cumes centrais, que geralmente têm de 400m a 900m de altura.

Seychelles também possui outro tipo de formação geológica. As ilhas de coral, localizadas na borda externa do arquipélago, têm um perfil geológico completamente diferente, com picos mais baixos do que as ilhas centrais. Seychelles é um excelente destino para fazer trilhas, que permitem explorar seu interior montanhoso e ter acesso a mirantes com vistas paradisíacas. Para aqueles que desejam ver e fazer tudo, o arquipélago tem excelentes condições para a prática de esportes, ótimos restaurantes de cozinha internacional e creole (local), shows de dança e música.

Descubra as praias e trilhas paradisíacas de Seychelles

 

 

COPOLIA TRAIL

Esta é uma das caminhadas mais populares para os locais e leva a um platô rochoso com uma vista panorâmica da costa leste. Ao lado da estrada Sans-Souci, a trilha começa com uma descida na floresta, à sombra de um grande ipê, conhecido por suas flores brancas e rosas pálidas. A caminhada alterna entre subidas e descidas e, depois de centenas de metros, grandes blocos de granito começam a aparecer em ambos os lados. Após 1,3 km, chega-se à área de Glacis, mais rochosa e exposta. Há uma escada estreita de metal que leva ao cume da caminhada, um ensolarado platô de granito. De um lado está a vista da copa das árvores e, do outro, a costa de Mahé. Montinhos de pedras construídos por visitantes estão espalhados no local. Também é possível ver os picos Trois Frères, Morne Seychellois, Morne Blanc e Congo Rouge.

Ao chegar no mirante próximo à beira do penhasco, a vista é de tirar o fôlego, incluindo o mar aberto e as ilhas vizinhas, Moyenne e Curieuse. Este é o local perfeito para observar plantas endêmicas montanhosas que crescem nessa elevação, especialmente os grandes canteiros de plantas carnívoras.

Foto por Istock/ ChristianB

 

  • Distância: 1.6 km
  • Duração: 45 min
  • Dificuldade: fácil
  • Como chegar: da capital Victoria, siga em direção à estrada Sans-Souci. Depois de alguns quilômetros, estacione perto do Copolia Lodge. A trilha fica do outro lado do hotel, perto da parada de ônibus

 

ANSE MAJOR

Lindas vistas, praias perfeitas e flora única são as principais atrações desta caminhada. Esta trilha leva a uma das praias mais bonitas da ilha, chamada Anse Major.

No final da estrada de Bel Ombre, há um bebedouro à direita. O início da trilha está muito próximo, à esquerda, passando por uma corrente que impede que veículos entrem na pista. O principal mirante da trilha está localizado a 1,5 km de distância.

A primeira parte da trilha pode ser um pouco mais difícil no final da estação de chuvas. Depois disso, a caminhada se torna mais agradável, com granito sob os pés. O caminho atravessa um grande inselberg. À direita, o oceano e o horizonte, pontilhados com algumas ilhotas. Abaixo, as cores turquesas onde as ondas encontram as rochas. À esquerda, uma variedade de plantas incomuns. Quase plana durante a maior parte do tempo, a trilha ocasionalmente passa por algumas cavidades naturais. As vistas do oceano revelam-se regularmente ao se aproximar de uma curva.

Quando chegar ao abrigo, o fim da trilha está próximo. Há uma vista para a famosa praia Anse Major e é possível chegar até o local e desfrutar de um mergulho. Ela é composta de duas pequenas baías, separadas por algumas pedras grandes. É possível reservar um barco particular e voltar de forma mais rápida para a marina de Bel Ombre.

Foto por Istock/MichaelUtech
  • Distância: 2 km
  • Duração: 40 min
  • Dificuldade: fácil
  • Como chegar: no extremo sul da estrada de Bel Ombre, a trilha começa entre as últimas casas da vila.

 

Reserve aqui sua hospedagem 

Texto por Natalia Bastos com informações de agência
 

Luan Santana no Thermas Water Park (SP)

Thermas Water Park São Pedro e Luan Santana lançam nesta segunda-feira (18) a parceria para o projeto “Viva o Verão o Ano Inteiro”.

Quem adquirir o Passaporte Anual Luan Viva do Thermas poderá usufruir de acesso ao parque durante um ano, kit exclusivo do Luan Santa e do Thermas, acesso VIP para o show de aniversário do Luan no parque, cartão personalizado e adesivo para acesso ao estacionamento gratuito e próximo ao parque.

O Thermas Water Park ocupa 4 milhões de m², com atrações aquáticas e secas, sendo 80% em águas quentes, quilômetros de toboáguas, tudo isso espalhado em 5 áreas tematizadas e decoradas para o seu lazer e diversão. Localizado na Estância Turística de São Pedro (SP), a cerca de 180 quilômetros da capital paulista, faz parte da beleza natural da região Serra do Itaqueri. 

Divulgação

É possível curtir altas ondas sem ir à praia, isso porque a Piscina de Ondas é a maior do Estado de São Paulo com 1.300 m² de área construída e mais de 2,6 milhões de litros de água. A aventura se completa com grutas, cavernas, cascatas, e ainda decoração pirata com réplica do navio “Galeão Pérola Negra” em tamanho real.

O Parque da Baleia conta com restaurante, bar e um palco para shows. Com mais de 1,8 milhão de litros de águas quentes formam um mar de diversão equipado com hidromassagem, ofurô, grutas, ilhas, espaço kids e um complexo de cascatas para relaxar. Os quilômetros de toboágua em formatos reto, de caracol e queda livre formam o complexo de toboáguas que concentra as maiores pistas do parque. O FreeFall possui incríveis 12 metros de queda livre, para a diversão de quem curte a mais radical das atrações. O local ainda conta com as áreas do Disco, Mundo Pré-Histórico, Insetos Gigantes e Fundo do Mar e da Fazendinha do Vô Bráulio.

Texto por Natalia Bastos com informações de agência.

Paraísos do Uruguai para bombar nas redes sociais

Uruguai é um país tranquilo e acolhedor cujas paisagens surpreendem a todo tipo de turista. Às curtas distâncias faz com que o ônibus seja a melhor opção.

O nosso país vizinho é sem dúvida um lugar maravilhoso para descansar e se divertir. Com uma população de 3,4 milhões de pessoas, é o país da América do Sul reconhecido pela extensão de campos verdes e um litoral repleto de praias. A proximidade com o sul do Brasil faz com que muitos brasileiros escolham passar suas férias no Uruguai. O departamento mais próximo é Rocha, onde você pode cruzar a fronteira entre os países pelo Chui.

 

Natureza em estado puro no Cabo Polonio 

Em aproximadamente três horas e meia de ônibus você chegara ao Cabo Polônio, o Parque Nacional que não te deixará impassível. A paisagem mantem as características típicas da costa Atlântica uruguaia. Um lugar para se reconectar com a companhia das ondas e do pôr do sol (o melhor é visto na praia Sul). Tem uma pequena população composta por pescadores e artesãos e para aceder dentro do Parque você só tem duas opções, a pé ou nos camiões-boogie.

Foto por Natalia Bastos

Outra opção, para aqueles que gostam de trilhas e estão físicamente preparados, é andar pelas dunas que conectam com Valizas. Uma caminhada que segundo o seu ritmo tem uma duração de aproximadamente duas horas e vale a pena fazer (o melhor momento é no final da tarde).

O Farol do Cabo é o maior símbolo dali e uma das visitas clássicas durante a estadia no local. Foi construído em 1881, mede cerca de 40 metros de altura.

Foto via Istock por xeni4ka

A área marinha costeira do Polonio tem uma grande heterogeneidade de ambientes naturais, incluindo praias arenosas, pontos rochosos, dunas e floresta costeira nativa. É comum ver leões marinhos deitados ao sol nas rocas, localizados ao pé do farol numa das reservas marinhas mais importantes da América do Sul. O balneário tem duas belas praias, “La Playa Sur”, com águas turbulentas e uma faixa de areia que chega a La Pedrera; e “Playa Norte”, que faz fronteira com Punta del Diablo. É também conhecida como “Playa de la Calavera”, por causa dos numerosos naufrágios que ocorreram por lá.

Não há iluminação pública, geralmente, as casas são iluminadas com velas e a energia é gerada por meio de placas solares ou generadores eléctricos, alias as ruas no Polonio são de areia.  Os poucos viajantes que por ali passam, estão em busca de uma experiência única que inclui silencio e tranquilidade. Observar está desde a maneira de desfrutar da natureza em estado puro, de uma noite de estrelas única e das famosas noctilucas que iluminam a marea e faz com que você sinta que o céu é infinito.


Confira a sua passagem aqui!

Praias e artesanato em Punta del Diablo

Seu nome refere-se aos múltiplos naufrágios ocorridos em suas costas nos últimos séculos. Em 1942, a área era povoada por pescadores, engajados na pesca de tubarões. O óleo extraído deles era famoso e exportado como alimento para os exércitos durante a Segunda Guerra Mundial. Com pedras rochosas que entram no mar, Punta del Diablo, apresenta-se como o cenário ideal para desfrutar do mar e sua praias, andar descalço por suas estradas de terra e conhecer os habitantes da região são alguns dos prazeres oferecidos por este pequeno paraíso.

Foto via Istock por Karol Kozlowski

Uma das atrações a visitar, é a feira de artesanato, localizada no centro da cidade. Os artistas da região colocam música ao pôr-do-sol, enquanto os turistas relaxam e desfrutam um bom jantar à base de frutos do mar. O lugar é ideal para quem gosta de surfar, pois as ondas formam grandes picos em frente à praia de La Viuda. Durante a temporada de verão, os campeonatos são realizados com a participação de atletas locais e de países estrangeiros.

Texto por Natalia Bastos com informações de agência

 

Dicas de o que fazer em Lima para quem pretende ver a final da Libertadores

A Conmebol anunciou a capital peruana como sede da final da Copa Libertadores da América 2019, a partida que enfrentará o Flamengo contra o River Plate.

Ninguém quer perder a grande partida que será no Estádio Monumental de Lima, no dia 23 de novembro, sábado, às 15h (horário local) para acompanhar a final da Libertadores. A capital do Peru, é um ponto estratégico de conectividade aérea para toda a América Latina. Do Brasil, é possível chegar de avião partindo de São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Foz do Iguaçu e Brasília. Também é possível ir por via terrestre, de carro ou de ônibus, através da fronteira entre os dois países, no Acre.

Aproveite a sua viagem para conhecer as maravilhas turísticas e gastronômicas que a capital oferece.

Visite os sítios arqueológicos

Lima é uma cidade milenar e conta com mais de 100 sítios arqueológicos. Um dos mais bem conservados é a Huaca Pucllana no bairro de Miraflores conta com um pequeno museu e um prestigiado restaurante. Outra opção próxima, no bairro financeiro de San Isidro, é a Huaca Huallamarca, que também conta com um museu com uma bela vista do alto.

 

Premiada gastronomia

Com seus mais de 200 mil restaurantes, comer em Lima é a melhor pedida. Por isso, é aconselhável experimentar sua variada culinária, incluindo a peruano-chinesa, em seus restaurantes conhecidos como Chifas; ou a culinária peruana-japonesa: a cozinha Nikkei. Outra opção muito popular são as Pollerías, onde são servidas os famosos “pollos a la brasa” (frangos grelhados), um prato muito popular declarado Patrimônio Cultural da Nação, preparado ao carvão ou à lenha e servido acompanhado de batatas fritas crocantes e saladas.

O pais foi reconhecido como Melhor Destino Gastronômico do Mundo pelo World Travel Awards sete vezes consecutivas. Os seus pratos emblemáticos são o Cebiche, uma Causa Peruana ou uma Batata à Huancaína, acompanhado por um Pisco Sour; para os amantes de carne, recomendamos um Lomo Saltado. Para a sobremesa, alguns Picarones ou um Suspiro Limeño.

Não deixe de experimentar o autêntico “desayuno peruano” (café da manhã). O mais típico é um Pão com Chicharrón de Porco (carne de porco frita) ou uma Butifarra (pão com alface, cebola e linguiça de porco), acompanhado por um Tamale de milho (espécie de pamonha). Para beber, suco de frutas, Chicha Morada (suco de milho roxo) e um bom café peruano proveniente das regiões da selva peruana, são os acompanhamentos ideais.

Artesanato e pôr de sol no bairro de Miraflores

Outra parada interessante, é o mercado de artesanato, localizado nos últimos quarteirões da Avenida Petit Thouars, e que está muito perto do icônico Parque Kennedy. Aqui é possível aproveitar para já comprar lembranças típicos da viagem ao Peru, entre outros.

Para a hora do pôr do sol, a melhor pedida é visitar o Malecón de Miraflores, há um belo contraste entre o céu e as águas do Oceano Pacífico. As paradas obrigatórias deste passeio são o Parque del Amor, que se destaca pela escultura de dois amantes se beijando, além de frases de amantes e apaixonados escritos em paredes e muretas. A poucos metros dali está o Parque Raymondi, onde é possível voar de parapente por 15 minutos. Outro lugar para se distrair e fazer compras é o shopping Larcomar, onde dá pra tomar um café (ou uma cerveja) enquanto aprecia o sol se esconder no mar.

Levar em conta que de Miraflores até o Estádio Monumental de Lima, no bairro de Ate Vitarte, são aproximadamente 17 quilômetros de distância. O trajeto pode levar mais de uma hora de carro.

Garanta aqui passagens aéreas para Lima

Reserve já sua hospedagem 

Nova gerente geral na Estalagem Wiesbaden -(MG)

A pousada mais icônica e admirada de Monte Verde (MG), a Estalagem Wiesbaden, anuncia a nova gerente geral: Camila Chianca de Albuquerque. 

A Estalagem Wiesbaden é a pousada mais buscada de Monte Verde. Localizada a 160 km de São Paulo, está inserida em uma área de 7 mil m² de bosque nativo com araucárias centenárias. Com uma decoração exclusiva, cada chalé é único, focado na hospedagem romântica e prioritariamente de casais. O jardim que a cerca é um dos mais belos da Serra da Mantiqueira e o café da manhã é um diferencial.

 

Administrada por Sylvia Falseti, a pousada acaba de anunciar a contratação de Camila Chianca de Albuquerque como nova gerente geral. A profissional é natural de João Pessoa, tem 31 anos e é formada em Turismo pela Universidade Federal da Paraíba. Iniciou a carreira na Pousada Favo de Mel e atuou sempre na área de hospedagem no Atlantic Flat, Solar do Atlântico e Aquamarine, todos empreendimentos da capital paraibana. Camila tem cursos de extensão em Economia Criativa, Marketing e Eventos e residiu por um ano no Porto, em Portugal, onde realizou o curso de Mobilidade Internacional no Politécnico do Porto, aperfeiçoando-se nas áreas de eventos, hospedagem e Alimentos e Bebidas.

Sylvia Falseti ressalta a importância do investimento em mão de obra altamente qualificada para melhorar gradualmente os serviços prestados na região. São poucos os empreendimentos que pensam na busca de novos gestores para atribuir novas ideias e tecnologias. Camila Chianca de Alburquerque afirma que “é com grande satisfação que sou acolhida na Wiesbaden para contribuir e colaborar com a empresa, atuando de forma hospitaleira e proporcionando aos clientes uma experiência turística diferenciada”.

Pensando no crescimento da demanda para 2020,  e comemorando 25 anos de atuação no mercado, o empreendimento anuncia a inauguração de mais dois chalés para o verão.

Rua Bem Te Vi, 459 – Monte Verde, Camanducaia (MG); Reservas e informações em: (35) 3438-1121 / www.wiesbaden.com.br

Texto por agência com edição de Natalia Bastos.

 

Acordo de imigração com os Estados Unidos

Sem acordo comercial, os imigrantes brasileiros  nos Estados Unidos da America deveram desembolsar mais para viver legalmente nos EUA.

O advogado norte-americano Jeffrey Marathas, sócio e responsável pela filial de Miami do Godke Advogados, explicou que pelo fato de o Brasil não estar na lista de países que possuem acordo com os EUA, aos brasileiros é possível imigrar por meio de investimento apenas em duas situações: desembolsando pelo menos 900 mil dólares em projetos próprios ou de terceiros, ou abrindo uma filial de sua empresa nos Estados Unidos. “O problema dessa modalidade é que o empresário precisa manter negócios nos dois países. Muitas pessoas me procuram, dizendo que venderam seus negócios aqui e que gostariam de investir nos EUA. Infelizmente, aos brasileiros não é possível investir menores quantias sem que haja um vinculo empresarial no Brasil”, explica.

De acordo com dados do Departamento de Estado norte-americano, de 2018, 10.767 vistos na modalidade L-1 foram concedidos aos brasileiros. Essa modalidade é justamente aquela que permite que empresas brasileiras abram suas filiais nos EUA, desde que constituídas há mais de dois anos e que tenham capacidade financeira compatível com o projeto que será submetido ao departamento de imigração. O número é alto se comparado ao de outros países, com ou sem acordo comercial com os EUA. Aos argentinos, por exemplo, foram concedidos 1.338 vistos desse tipo em 2018. Aos colombianos, foram emitidos 1.153 vistos. Aos uruguaios, para citar uma nacionalidade que também não possui acordo, foram 122.

Para Marcelo Godke, especialista em direito empresarial e sócio do escritório Godke Advogados, os números demonstram que há um potencial enorme de crescimento dos investimentos brasileiros nos EUA. “Há uma perspectiva de que o Brasil assine um acordo de investimento com os EUA, uma vez que tem havido uma aproximação política entre os dois países. A diferença em ter um acordo é que mais brasileiros poderão investir nos EUA sem a obrigatoriedade de manter seus negócios por aqui”, vislumbra. “Além disso, o valor do investimento necessário é baixo quando comparado com o que se vê na modalidade EB5”. Completa Godke.

Segundo Marathas, os EUA têm muito a ganhar assinando um acordo nesse sentido com o Brasil. “Se pegarmos a média dos números, os brasileiros possuem dez vezes mais vistos na modalidade L-1 em comparação aos outros países da América do Sul. Fazendo uma conta rápida e simples: se a Argentina, por exemplo, teve 500 vistos em 2018 mediante acordo, o Brasil teria pelo menos dez vezes mais do que isso, em torno de cinco mil”, avalia. Jeffrey conta que possui clientes que mantêm suas filiais no Brasil apenas porque são obrigados, o que acaba gerando mais custo e sobrando menos para investir nos EUA. “Se pensarmos que cada investidor gera pelo menos três empregos, teríamos a geração de pelo menos 15 mil postos de trabalho em apenas uma modalidade de visto, com possibilidades de aumento nesse número nos próximos anos, o que irá estimular em muito as economias locais para onde os investimentos serão direcionados. Por que os EUA não iriam querer isso?”, questiona.

Como investir ou morar nos EUA

Abertura de filial (L-1)

Permitido aos brasileiros, a empresa decide expandir seus negócios para o mercado americano. Não há valor mínimo de investimento, mas quantias acima de 100 mil dólares possuem maior probabilidade de serem aprovadas. A primeira concessão do visto vale um ano, com duas renovações de três permitidas, com um total de sete anos. A última renovação pode ser convertida a um pedido de green card. O visto é extensivo a cônjuge e filhos menores de 21 anos de idade.

Acordo comercial (E-2)

Não permitido aos brasileiros, o investidor tem que possuir nacionalidade de um país que possui acordo comercial com os EUA. O investidor deve trabalhar no negócio investido, mas não há obrigatoriedade de manter filial no país de origem. Não há valor mínimo, mas quantias acima de 100 mil dólares possuem maior probabilidade de serem aprovadas. A concessão tem validade de cinco anos, sempre renovável por períodos de cinco anos cada, sem limite de renovações. Não conduz diretamente ao green card, mas permite que o investidor e sua família vivam nos EUA enquanto mantiverem negócios naquele país.

Targeted Employment Areas

Permitido aos brasileiros, é o chamado visto de um milhão de dólares. Requer investimento financeiro que vise à geração de pelo menos 10 empregos, e o valor pode ser reduzido pela metade em caso de áreas de alto desemprego ou com menos de 20 mil habitantes. Concede o green card. A partir de 21 de novembro deste ano, os valores mínimos de investimento foram reajustados: passam de 500 mil para um 900 mil dólares em áreas menores ou com alto desemprego, e de um milhão para 1,8 milhão de dólares para investimentos em outras áreas.

Habilidades extraordinárias

Permitido aos brasileiros, é o visto para pessoas com habilidades extraordinárias. É preciso preencher aos menos três de dez requisitos. Pessoas com grande notoriedade, atletas, inventores, pesquisadores e outros que possam contribuir significativamente para o desenvolvimento daquele país podem se candidatar. Se aprovado, o requisitante terá o green card. Não é necessário fazer nenhum investimento ou oferta de emprego.

Texto por agência com edição de Natalia Bastos

 

O outono é uma das melhores estações para visitar a Flórida

Com temperaturas mais baixas e festivais sazonais divertidos, o outono é o melhor momento para conhecer a Flórida. Arte, natureza e diversão asegurada!

Os habitantes da Flórida certamente sabem como comemorar o outono, há algo acontecendo em todas as partes do estado. Uma das melhores estações para visitar a Flórida devido a o início da temporada de peixes-boi em seu habitat natural. Você pode ver de perto alguns dos gigantes gentis em lugares como o Tampa Electric Manatee Viewing Center, o Blue Springs State Park e Three Sisters Springs , em Crystal River.

Conheça Naples, a maior cidade de Paradise Coast

Uma viagem de cerca de duas horas de carro de Miami leva você à Paradise Coast, uma joia natural e cultural escondida no sudoeste da Flórida e onde a água azul turquesa do Golfo do México encontra areia branca, ilhas selvagens e centros urbanos cheios de tesouros artísticos, delícias culinárias e inúmeras outras descobertas. Conhecida por suas lojas e gastronomia sofisticadas, é o local perfeito para a terceira edição do Paradise Coast Wine & Food Experience, apresentado por Martha Stewart. Este evento faz parte de um tour de 10 cidades por onde celebra os melhores chefs, vinhos e comidas de nossas comunidades. Acontece das 13 às 16 horas no dia 23 de novembro, no Cambier Park. Entre as atividades estão o Grand Tasting, um delicioso cardápio preparado por chefs locais, demonstrações ao vivo de culinária e até Meet & Greet com os chefs. Apreciar toda a comida e bebida na histórica orla marítima de Naples torna o evento ainda mais memorável!Os dias 23 e 24 de novembro, das 10 às 17 horas, acontecerá o DeLand Fall Festival of the Arts no belo e histórico centro de DeLand. O festival reúne 175 artistas de todo o país que trabalharão em pintura, vidro, escultura, joias, couro, fotografia, gravura, cerâmica de madeira, mídia mista e fibra. Com música ao vivo, atividades para crianças, ótimos restaurantes e muito mais, é a diversão perfeita para um fim de semana em família.

Texto por agência com edição de Natalia Bastos.

Viaje com a certeza de que o seu cão estará bem cuidado

Na maioria das vezes é difícil viajar para quem tem um cãozinho. Estudos mostram que a hospedagem domiciliar é opção de 22% dos pais e mães de cachorro.
De acordo com estudo da DogHero, 8 em cada 10 tutores precisam de alguém para cuidar do seu cãozinho quando vão viajar. Sendo que o 22,2% dos pais e mães de cachorro optam pelo serviço de hospedagem domiciliar para deixar seus filhotes de quatro patas na hora de viajar. No total, 79,5% escolheram a modalidade por confiança, 31% por preço e 27, 9% por qualidade.
Viaje com a certeza de que o seu cão estará bem cuidado:
Neste cenário, a DogHero é uma opção viável para auxiliar mães e pais de cachorro, sobretudo no período de férias. É a maior empresa de serviços para cães da América Latina, com 5 anos de história, conecta pais de cachorro a passeadores e anfitriões que hospedam cães em casa.
Conta com 1 milhão de cachorros cadastrados, mais de 20 mil anfitriões e passeadores e está presente em mais de 750 cidades do Brasil, da Argentina e do México. É preciso cumprir requisitos extensos e rigorosos de segurança da residência (como envio de fotos para garantir que o cachorro estará seguro durante o período de hospedagem) e passar por uma seleção onde é necessário realizar testes de conhecimentos sobre cachorros. Cerca de 20% dos candidatos são aprovados em todas as fases.

Caso o cachorro tenha algum mal-estar durante a estadia, a garantia veterinária inclusa no serviço reembolsa eventuais gastos com veterinário, exames e medicamentos em até R$ 5 mil. Além disso, a empresa também monitora as avaliações dos clientes conforme os anfitriões prestam o serviço, ação que mitiga riscos e viabiliza com que hoje 98% dos usuários recomendem a DogHero para um amigo ou familiar.

Então, se você está pensando em viajar e o seu programa não tem opção petfriendly, não precisa ficar limitado!
Boas opções de hospedagem em www.booking.com
Texto por agência com edição de Natalia Bastos.

Verão refrescante na Suiça mineira: conheça Monte Verde!

Monte Verde, localizada a apenas 160 km de São Paulo e 470 km de Belo Horizonte, a cidade serrana mineira lembra vilarejos na Europa.

Apelidada de “Suiça Mineira” o distrito de Camanducaia é uma herança dos imigrantes europeus que chegaram à região do Pico do Selado, na Serra da Mantiqueira, na década de 1950. É um lugar romântico, com pousadas charmosas que oferecem excelente estrutura no sudoeste de Minas Gerais. As temperaturas no inverno podem atingir até menos 10°C sendo que é um lugar refrescante para passar o verão.

Monte Verde é uma das poucas cidades da região que você pode realizar um jantar romântico, nessa época de pré verão como um delicioso rodízio de fondue nas montanhas , ou ainda ao pé da lareira. O local convida a um banho de banheira em um chale aconchegante, bem decorado com roupas de cama de 800 fios e quentinho, bebendo um bom vinho.

À tarde o clima ameno convida o casal experimentar chocolates, chás, bolos, pão de queijo, doce de leite, geleias, cachaças artesanais e a tradicional torta de maçã, o Apfelstrudel. Tudo isso numa caminhada pela rua principal, o centrinho de Monte Verde, onde está tudo concentrado, além das ruazinhas perpendiculares que levam a restaurantes, à ou trilhas na mata. Aproveite e faça uma das trilhas que rasgam as montanhas esverdeadas e curta das maravilhas que a primavera oferece!

Conheça as pousadas mais especiais para a sua viagem:

Na Estalagem Wiesbaden você sentirá o perfume das flores e se relaxará com o canto dos pássaros. Cada detalhe da Estalagem complementa o charme da região!

A Morada das Nuvens faz com que você se sinta na sua casa, com um atendimento diferencial e uma vista panorâmica das montanhas que é todo um privilegio.

Como chegar? São 164 km de São Paulo via BR 381. De Belo Horizonte a distância aumenta para 484 km via mesma rodovia Fernão Dias.

Quando ir? Em julho acontece o famoso Festival de Inverno, mas as pousadas praticam preços mais elevados. De novembro a março, além da poeira não existir nas estradinhas de terra, os preços são mais convidativos e o clima menos agressivo. Uma primavera e verão refrescante nas montanhas da Mantiqueira.

Mais informações www.wiesbaden.com.br   e   www.moradadasnuvens.com.br

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com