Tudo viagem

Aeroméxico assina acordo de compartilhamento de voos com a LATAM Brasil e da Colômbia

Os clientes da Aeroméxico poderão voar para até 40 destinos atendidos pela LATAM Brasil, além de São Paulo/Guarulhos.

A Aeroméxico e a LATAM Airlines assinaram acordo de compartilhamento de voos (codeshare). Os passageiros da LATAM Brasil poderão escolher 39 destinos da malha aérea da Aeroméxico, incluindo Cidade do México, Cancún, Monterrey, Guadalajara, Tijuana.

Pelo acordo, os passageiros da Aeroméxico poderão voar com a LATAM Colômbia para até 14 destinos partindo de Bogotá e Medellín e conectando em Cali e Cartagena.  Os clientes da Aeroméxico poderão voar para até 40 destinos atendidos pela LATAM Brasil, além de São Paulo/Guarulhos, alcançando destinos como Rio de Janeiro, Curitiba, Porto Alegre, entre outros.

 

A LATAM assinou também acordo de benefícios recíprocos de passageiro frequente. Uma vez implementado o acordo, os clientes LATAM Pass poderão acumular pontos e resgatar voos da Aeroméxico em sua rede de cerca de 70 destinos em todo o mundo. Os associados do Club Premier poderão usar suas milhas na rede de destinos LATAM.

A LATAM mudará em dezembro suas operações no Aeroporto Internacional Benito Juárez, na Cidade do México, do Terminal 1 para o Terminal 2, a partir de onde a Aeroméxico atende a cerca de 70 destinos no México e no mundo, facilitando conexões mais fluidas entre os voos de ambas as companhias.

Os passageiros da LATAM em classe Premium Business e os clientes LATAM Pass das categorias Black Signature, Black e Platinum também terão acesso à sala VIP da Aeroméxico no Terminal 2. Em contrapartida, os clientes Club Premier terão acesso à sala VIP da LATAM em Bogotá.

O Grupo LATAM e a Aeroméxico estão trabalhando para expandir os benefícios do acesso recíproco às salas VIP para mais aeroportos na América do Sul e no México, além de estabelecer o reconhecimento dos passageiros elite de seus programas de passageiro frequente durante 2021.

Frase….

“Esses acordos são um sinal do compromisso de longo prazo da LATAM, permitindo mais conectividade na América Latina. Com a Aeroméxico, compartilhamos a paixão por serviços e inovação. Estamos comprometidos em oferecer uma experiência única aos nossos clientes em todo o continente”

Marty St. George, vice-presidente Comercial do Grupo LATAM Airlines.

 

Pretende viajar? Garanta aqui passagens aéreas com descontos especiais

LATAM vai atingir 54% de sua capacidade no Brasil em novembro

As projeções do Grupo LATAM para todos os países onde opera indicam que serão 4.300 voos domésticos e internacionais.

Depois de atingir 48% de sua capacidade em outubro, a LATAM pretende operar no Brasil 54% em novembro, alcançando a marca de 337 voos diários. A companhia vai duplicar o número de destinos servidos a partir do aeroporto Congonhas (SP) em relação a outubro, retomando voos para Fortaleza, Florianópolis, Vitória, Cuiabá, Navegantes e Goiânia.

A companhia também seguirá reforçando seus principais hubs (centros de conexão), com 38 destinos atendidos a partir de Guarulhos e 30 destinos a partir de Brasília. Do Brasil para o exterior, serão retomadas as rotas internacionais São Paulo-Assunção e São Paulo-Lima, e será ampliado de 3 para 5 o número de voos semanais na rota São Paulo-Miami.

Aeronave da LATAM em Confins (Foto João Henrique Heringer)

O Grupo LATAM Airlines divulgou sua malha aérea prevista para novembro de 2020 para todos países onde atua. Após operar 25% da sua capacidade em outubro, o Grupo LATAM pretende chegar a 33% em novembro, impulsionado pelos voos internacionais do Peru e pelo aumento da operação doméstica no Brasil e na Colômbia.

As projeções do Grupo LATAM indicam que serão 4.300 voos domésticos e internacionais por semana, o que representa 1 mil voos semanais a mais do que em outubro. Todas as estimativas estão sujeitas à evolução da pandemia, bem como às restrições de viagens em todos os países onde a companhia opera. Atualmente, o Grupo LATAM Airlines atende 106 destinos em 14 países.

Confira as projeções para os países da América do Sul

A LATAM manterá no Chile as frequências de voos para 12 destinos já restabelecidos no país e para 12 destinos internacionais.

No Peru a LATAM pretende aumentar de 29%, índice de outubro,  para 40% em novembro, chegando a 18 destinos domésticos a partir de Lima, além da retomada da operação internacional para nove destinos no exterior.

Na Colômbia a LATAM pretende operar 42% em novembro, servindo 11 destinos a partir de Bogotá e mais 3 a partir de Cartagena, encerrando o mês com a marca de 570 frequências semanais. Em outubro a LATAM operou 19% de sua capacidade.

Após operar 40% de sua capacidade em outubro, a LATAM pretende operar no Equador 44% em novembro, alcançando 128 frequências semanais para seis destinos no país. Nos voos internacionais, destacam-se as operações das rotas Quito-Lima, Guayaquil-Lima e Guayaquil-Santiago.

Além de reforçar as medidas de segurança e higiene, a LATAM  implementou as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), das autoridades sanitárias dos países onde atua e da Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA).

Uma das medidas é o atendimento remoto no check-in, obrigatoriedade do uso de máscara durante todo o voo, álcool gel disponível no avião, reduzida interação da tripulação com o passageiro, entre outras medidas.

Pretende viajar? Garanta aqui passagens aéreas com descontos especiais de todas as companhias

LATAM vai retomar voos de SP para Nova York em setembro

A LATAM também vai retomar os voos São Paulo-Montevidéu e Santiago-Montevidéu, com uma frequência semanal cada.

Brasil, Chile, Peru e Equador terão mais voos da LATAM Airlines no mês de setembro. No Brasil a companhia vai aumentar de 171 para 243 o número de voos domésticos diários, chegando a 44 destinos. Uma uma das novidades no mercado internacional é a retomada dos voos de Guarulhos para Nova York a partir de 1° setembro. Os voos serão operados às terças, quintas e domingos. A LATAM vai usar nesta rota o Boeing 787-9, o Dreamliner.

A LATAM também vai retomar os voos São Paulo-Montevidéu e Santiago-Montevidéu, com uma frequência semanal cada, dois voos semanais de Santiago para Los Angeles e Nova York, respectivamente, um aumento para três voos semanais de Santiago para Madri.

Os passageiros da LATAM têm sete novos destinos no Brasil através do acordo codeshare (compartilhamentos de voos) com a Azul. As cidades que fazem parte deste acordo são Montes Claros e Governador Valadares, em Minas Gerais, Juazeiro do Norte, no Ceará, Petrolina e Fernando de Noronha, em Pernambuco, Campina Grande, na Paraíba, e Viracopos, em São Paulo.

Atualmente a LATAM está operando alguns destinos no Brasil, Chile, Peru e Equador, além de voos nas rotas internacionais Santiago-Miami, Santiago-Guarulhos, Guarulhos-Frankfurt, Guarulhos-Lisboa, Guarulhos-Londres e Guarulhos-Madri.

Confira detalhes das operação do Grupo LATAM Airlines

● Peru: A LATAM Airlines Peru passará a operar voos para sete destinos domésticos a partir de Lima para Chiclayo, Iquitos, Pucallpa, Piura, Tumbes, Trujillo e Talara.

● Colômbia: A LATAM Airlines Colômbia prevê a retomada das operações para Barranquilla, Bucaramanga, Cali, Cartagena, Leticia, Medellín, Santa Marta e San Andrés.

● Equador: A LATAM Airlines Equador passará a operar 30 frequências semanais dentro do país, um aumento de 50% em relação a agosto. Os voos são de Quito para Coca, Cuenca, Guayaquil e Manta; bem como de Guayaquil para Baltra e San Cristóbal (Ilhas Galápagos).

Acesse aqui todos os voos da LATAM

Pretende viajar? Garanta aqui passagens aéreas com descontos especiais

 

 

Atendimento remoto no check-in da LATAM é implantado em 4 aeroportos

Além de Florianópolis, o check-in  remoto já está em pleno funcionamento nos aeroportos do Rio de Janeiro (Santos Dumont),  São Paulo (Congonhas) e Vitória (ES).

O Aeroporto Internacional de Florianópolis recebeu nesta semana o projeto especial denominado “Atendimento Remoto” da LATAM Brasil. O  novo modelo de atendimento de check-in nos aeroportos proporcionar uma experiência sem contato entre os clientes da companhia  e funcionários. O projeto é uma das iniciativas da LATAM na prevenção contra a COVID-19.

Além de Florianópolis, o check-in  remoto já está em pleno funcionamento nos aeroportos do Rio de Janeiro (Santos Dumont),  São Paulo (Congonhas) e Vitória (ES). O projeto da LATAM permite que o funcionário da companhia atenda os clientes no check-in sem estar no guichê. Tudo é realizando de forma totalmente remota de qualquer cidade do Brasil.

A interatividade com os passageiros da LATAM Brasil ocorre por meio de um sistema de videoconferência, que mesmo não sendo presencial, oferece todo o apoio para que o processo seja efetuado normalmente. O cliente aguarda na fila, respeitando o distanciamento, até ser direcionado para uma posição de atendimento.

Veja passo a passo de como é feito o atendimento

Veja passo a passo de como é feito o atendimento

· Eata 1 – O passageiro recebe boas-vindas e é feita confirmação dos dados de viagem e documentação, através do sistema de câmeras;

· Etapa 2 – É quando ocorre a verificação de segurança sobre presença de artigos perigosos/proibidos na bagagem;

· Etapa 3 – Caso ocorra a necessidade do despacho de bagagem, o cliente posiciona a bagagem na balança/esteira;

· Etapa 4 – É quando o atendente remoto realiza a conferência do peso e tipo de bagagem, também com auxílio do sistema de câmeras;

· Etapa 5 – Nesta etapa o atendente remoto realiza a impressão da etiqueta de bagagem que contém as instruções no verso para correto manuseio;

· Etapa 6 – O cliente etiqueta a bagagem;

· Etapa 7 – Momento que o atendente orienta o passageiro a ativar o botão de acionamento da esteira para despacho da bagagem;

· Etapa 8 – Nesta fase do atendimento o cliente recebe o seu cartão de embarque diretamente pelo aplicativo LATAM (caso seja necessária a impressão de um novo cartão, o atendente remoto o imprime) e o atendimento se encerra.

Quase 100% de satisfação

Nos primeiros aeroportos que receberam o projeto, entre eles Santos Dumont e Congonhas, no final de junho deste ano, os passageiros que tiveram a oportunidade de testar o novo modo de atendimento demonstraram alto índice de satisfação, atingindo 96%.

Com os bons resultados, nos próximos meses o projeto será levado para mais nove aeroportos brasileiros. O prazo para instalação de todos os equipamentos necessários e preparo das equipes no novo modelo é de 15 a 20 dias.

Frase 1

“Com esta implementação em Florianópolis, continuamos nossa expansão do projeto de atendimento remoto, totalmente focado em garantir a segurança e tranquilidade aos passageiros e permitir que possam viajar mais confiantes conosco à medida que retomamos cada vez mais os nossos voos”

Rafael Walker, diretor de aeroportos da LATAM Airlines Brasil

Frase 2

“Soluções inovadoras e tecnológicas estão no DNA da Floripa Airport e vão ao encontro do conceito de aeroporto touchless, que estamos implementando em Florianópolis. Assim, iniciativas como essa da LATAM têm nosso total apoio e são muito bem-vindas no nosso aeroporto”

Ricardo Gesse- diretor geral da Floripa Airport

Pretende viajar? Garanta aqui passagens aéreas com descontos especiais

Senador Carlos Viana grava vídeo com análise sobre pedido de recuperação da LATAM Brasil; assista

A recuperação judicial nos EUA é baseada no “chapter 11” da lei de falências americana, que abre um prazo para acordos de renegociação das dívidas.

O senador Carlos Viana (PSD-MG), da Comissão de Infraestrutura do Senado, está acompanhando de perto o pedido de recuperação judicial da LATAM Brasil apresentado nesta quinta-feira (09/07) nos Estados Unidos. Em vídeo produzido com exclusividade para o Tudo Viagem, o parlamentar tranquilizou os consumidores sobre a situação da companhia. Segundo ele, o pedido não afeta em nada as operações da companhia no Brasil. Segundo o senador, a  LATAM Brasil responde por 50% da operação do grupo.

O senador informou que pretende se reunir com a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) para discutir a situação das companhias brasileiras. Carlos Viana defende a liberação de empréstimos para todas as companhias brasileiras pelo BNDES. A LATAM negocia a liberação de de R$ 2 bilhões. (Assista ao vídeo abaixo).

O grupo LATAM Airlines (Chile, Peru, Colômbia, Equador, EUA) já havia entrado com o mesmo pedido em maio. As dívidas de todo o grupo, somadas, chegam a US$17,9 bilhões. A empresa anunciou a demissão de 1.400 funcionários durante a crise da pandemia do COVID.

Confira mais detalhes sobre a LATAM

– Antes da crise, a LATAM Airlines transportava 42 milhões de passageiros/ano e tinha 42.000 funcionários. Em abril, chegou a reduzir 95% dos seus voos.

– A recuperação judicial nos EUA é baseada no “chapter 11” da lei de falências americana, que abre um prazo para acordos de renegociação das dívidas. Uma das vantagens do “chapter 11” em relação às leis brasileiras é a possibilidade de romper contratos de leasing sem o pagamento das multas.

– Paralelamente ao pedido de recuperação judicial, a LATAM Brasil negocia um empréstimo de R$ 2 bilhões junto ao BNDES.

– O pedido de recuperação pode ajudar na concretização do empréstimo, onde o BNDES entraria como credor DIP (“debtor in possession). Isto significa que, em caso de falência, o credor tem preferência no recebimento de dívidas.

– A LATAM Airlines suspendeu, por tempo indeterminado, as operações na Argentina, mas afirma que a renegociação não afetará a operação no Brasil.

– No Brasil, a LATAM opera com 5% dos voos, prometendo aumentar para 18% em julho, chegando a 60% até o fim de 2020.

– O processo de recuperação deve demorar algo entre 12 e 18 meses. Caso seja bem sucedido, a empresa deve sair dele 40% menor.

MEDIDA PROVISÓRIA 925

– A MP 925, que prevê ajuda às empresas do setor aéreo, além de garantir alguns direitos dos usuários, foi aprovada na Câmara, com modificações, e chega ao Senado hoje, na forma do PLV 23/2020. A MP perde seus efeitos no dia 16 de julho e, portanto, precisa ser aprovada no Senado já na próxima semana. A ANAC é favorável à aprovação da MP.

Fonte: gabinete do Senador Carlos Viana

 

Pretende viajar de avião? Garanta aqui passagens aéreas com descontos especias

LATAM lança promoção para o mês de julho

Clientes podem ganhar até 45 mil pontos adquirindo os cartões LATAM Pass Itaucard

A nova promoção da LATAM Pass, válida durante o mês de julho, pode gerar até 45 mil pontos para os clientes que fizerem compras no valor mínimo de R$ 200, em voos até o dia de 15 de setembro deste ano. Para participar, os interessados devem contratar os cartões LATAM Pass Itaucard, nas categorias Black, Platinum ou Gold. As condições são exclusivas para contratações nos canais LATAM.

Cumprindo os requisitos, os participantes da promoção vão receber os seguintes pontos e benefícios:

Black: 25.000 (vinte e cinco mil pontos), Tier Gold (validade até 31/03/2021) + 20 mil pontos bônus mantendo o gasto de R$20.000 em compras por fatura durante os 3 primeiros meses;

Platinum: 10.000 (dez mil pontos), mais 8 mil pontos bônus mantendo o gasto de R$4.000 em compras por fatura durante os 3 primeiros meses;

Gold: 6.000 mil (seis mil pontos), mais 2 mil pontos bônus mantendo o gasto de R$2.000 em compras por fatura durante os 3 primeiros meses.

As condições da promoção serão válidas desde que o pagamento das faturas seja feito de forma integral.  Para mais informações da campanha você encontra no site da LATAM Pass.

LATAM encerra atividades na Argentina por tempo indeterminado

A medida foi necessária devido aos impactos causados pela pandemia do novo coronavírus e pela dificuldade em fechar acordos com indústrias locais.

A companhia aérea LATAM Airlines anunciou na manhã desta quarta-feira (17) que vai encerrar, por tempo indeterminado, todos os voos de passageiros e cargas na Argentina. A medida foi necessária devido aos impactos causados pela pandemia do novo coronavírus e pela dificuldade em fechar acordos com indústrias locais.

Roberto Alvo, CEO do Grupo LATAM Airlines, lamentou a notícia, mas afirmou que filiais do grupo vão continuar atuando no país.

É uma notícia lamentável, mas inevitável. Hoje a LATAM deve focar na transformação do Grupo para se adaptar à aviação no pós COVID-19. A Argentina tem sido e seguirá sendo sempre um país fundamental. As outras filiais do Grupo LATAM continuarão conectando os passageiros deste país com a América Latina e com o mundo”, afirmou Roberto.

Com a decisão, a companhia aérea deixará de voar para 12 destinos domésticos. Voos para os Estados Unidos, Brasil, Chile e Peru serão feitos pelas filiais do grupo, assim que as restrições impostas devido pandemia sejam encerradas. O mesmo vale para os voos de carga.

Pessoas que compraram passagens da LATAM deverão entrar em contato com o suporte da companhia aérea nos canais oficiais, como sites e telefones. Respostas e alternativas serão dadas a todos os passageiros, de acordo com as políticas comerciais abaixo:

 ROTAS NACIONAIS

Se a passagem foi adquirida com cartão de crédito, a companhia devolverá automaticamente o valor da compra dentro de 30 e 45 dias para o mesmo método de pagamento. Caso contrário, o passageiro deve ingressar seu pedido de reembolso pelo site latam.com/administratuviaje

ROTAS INTERNACIONAIS

A data do voo poderá ser alterada sem cobrança de taxa ou diferença tarifária.  Sujeito à disponibilidade da cabine e à validade do bilhete.

Também será possível solicitar que o valor seja convertido em um crédito de viagem para ser utilizado até 31 de dezembro de 2021 em qualquer rota da LATAM.

PASSAGENS EMITIDAS COM PONTOS PARA QUALQUER DESTINO

Poderá ser solicitada a devolução das passagens em pontos de sua conta LATAM PASS por meio do site latam.com; as taxas serão cobradas na mesma forma de pagamento utilizada.

Garanta aqui passagens com os melhores preços 

 

LATAM Brasil vai reativar em junho voos para 12 cidades; confira a lista

A LATAM vai reativar em junho os voos para cinco destinos internacionais e para o mês de julho pretende chegar a 18% de sua capacidade operacional.

A partir de junho a LATAM Brasil vai aumentar sua capacidade operacional para 9% passando a atender 74 rotas nacionais. Atualmente a companhia está operando com apenas 5% de sua capacidade.  A partir de junho serão reabertas 12 bases nacionais que estavam sem voos desde o final de março deste ano, quando todas as companhias foram obrigadas a reduzir o número de voos.

Entre as cidades que terão os voos reativados estão Foz do Iguaçu, Navegantes, Porto Seguro, Uberlândia, Londrina, Uberlândia e Jaguaruna. A maioria dos voos que estão sendo reativados serão diretos para Guarulhos ou Congonhas, em São Paulo. (Veja lista completa abaixo).

A LATAM vai reativar em junho os voos para cinco destinos internacionais e para o mês de julho pretende chegar a 18% de sua capacidade operacional. No mês de julho a companhia pretende chegar a 13 destinos internacionais.

Confira as cidades que terão voos da LATAM a partir de junho

Chapecó (XAP) São Paulo (CGH)
Jaguaruna (JJG) São Paulo (CGH)
Foz do Iguaçu (IGU) São Paulo (GRU)
Joinville (JOI) São Paulo (CGH)
Londrina (LDB) São Paulo (GRU)
Navegantes (NVT) São Paulo (GRU)
Palmas (PMW) São Paulo (GRU)
Porto Seguro (BSP) São Paulo (GRU)
Ribeirão Preto (RAO) São Paulo (CGH)
São José do Rio Preto (SJP) São Paulo (CGH
Teresina (THE) Brasília (BSB)
Uberlândia (UDI) São Paulo (GRU)

LATAM Brasil vai reativar voos para Londres e mais 4 destinos internacionais; veja quais

 

Pretende viajar? Faça aqui a sua pesquisa e garanta passagens aéreas com descontos especiais

LATAM Brasil vai reativar voos para Londres e mais 4 destinos internacionais; veja quais

Nos destinos nacionais as novidades  são as retomadas dos voos em Uberlândia (MG), Jaguaruna (SC), Ribeirão Preto (SP), Porto Seguro (BA) e São José do Rio Preto (SP).

A LATAM Brasil vai operar em junho voos de Guarulhos para cinco destinos internacionais. A companhia vai reativar as rotas de São Paulo-Frankfurt, São Paulo-Londres, São Paulo-Madri, São Paulo-Miami, São Paulo-Santiago e Santiago-Miami. Em julho, a LATAM espera aumentar para 13 o número de destinos internacionais. Segundo a LATAM, em junho, a operação passará de 5% para 9% da sua capacidade pré-crise do coronavírus e em julho atingirá 18%.

Além destas novidades, a LATAM está oferecendo mais flexibilidade para a compra e programação de viagens, com descontos de até 20% na tarifa, medidas sanitárias adicionais e orientações aos passageiros para viajar durante a crise.

No Brasil a LATAM vai operar 74 rotas nacionais. Uma das novidades é a retomada dos voos em Uberlândia (MG), Jaguaruna (SC), Ribeirão Preto (SP), Porto Seguro (BA) e São José do Rio Preto (SP). (Veja todos os voos na lista abaixo).

A LATAM Airlines Chile atenderá 12 destinos. As subsidiária no Equador pretende retomar seus voos domésticos em junho, enquanto na Colômbia e no Peru isso deve ocorrer em julho, na medida em que sejam permitidos pelas autoridades.

Flexibilidade para viajar

Devido às incertezas gerada pela crise de saúde, os passageiros terão mais flexibilidade para comprar passagens e agendar as suas viagens, sempre conforme as regras locais aplicáveis.

● Para as compras feitas até 31 de julho de 2020, os clientes poderão reprogramar voluntariamente seus bilhetes pelo site latam.com antes da partida do voo. A primeira alteração será sem multa ou diferença de tarifa (mesmo destino, sujeito à disponibilidade de assentos e dentro da validade do bilhete) e poderá alterar o destino pagando a diferença de tarifa, se houver.

– Se o passageiro não tiver certeza da data em que deseja viajar, poderá deixar o bilhete aberto por 12 meses, desde que notifique a companhia aérea pelo site, com pelo menos 7 dias de antecedência.

● No caso de um voo ser cancelado ou reprogramado, o passageiro pode remarcar o bilhete sem multa ou diferença tarifária (sujeito à disponibilidade de assentos, para o mesmo destino e dentro da validade do bilhete). Se o passageiro deseja alterar o destino, a diferença de tarifa será aplicada, se houver.

Reforço na limpeza

O Grupo LATAM Airlines e suas subsidiárias já adotaram as melhores medidas sanitárias do mundo, seguindo as instruções da OMS e da indústria. Nesse sentido, seguem abaixo algumas medidas:

Durante o check in:

● Atendimento ao passageiro

A limpeza e desinfecção da área de atendimento aos passageiros foi reforçada, incluindo os balcões e os totens de autoatendimento.

● Terminais de autoatendimento

O Grupo LATAM oferece terminais de autoatendimento em todos os aeroportos em que opera, garantindo um serviço autônomo que evita a interação nos balcões.

● Uso obrigatório de máscaras

Na apresentação no check-in, embarque, durante o voo e no desembarque, é obrigatório o uso de máscaras por todos os passageiros. Essa medida também se aplica à tripulação de cabine em todas as fases do voo.

A bordo:

● Sanitização permanente

○ Procedimentos de desinfecção proativos e periódicos em toda a cabine com pulverização a base de desinfetante de quaternário de amônio e limpeza manual adicional.

○ Álcool gel disponível em todas as aeronaves.

○ Limpeza dos pontos de contato frequentes do passageiro (maçanetas, vasos sanitários, apoios de braços, cintos, telas, interruptores de luz e chamada, bolsões dos assentos, janelas e bandejas) em todas as fases do voo.

● Filtragem do ar

Toda a frota do Grupo LATAM possui um sistema de recirculação de ar, que é renovado a cada 3 minutos por filtros HEPA (High Efficiency Particulate Air), que remove 99,97% das partículas.

● Mais espaço a bordo

○ Embarque que favorece o distanciamento social entre os passageiros, evitando aglomerações.

○ Bloqueio do banheiro dianteiro da aeronave para uso exclusivo da tripulação, a fim de minimizar o contato com os passageiros.

● Cobertores e mantas

Todos os cobertores são lavados após cada voo, enquanto os travesseiros são lavados ou descartados, dependendo do material.

Frase…

“Com essas medidas, o Grupo LATAM está respondendo às necessidades de conectividade dos países onde opera e adaptando a oferta às exigências dos clientes nesse complexo cenário. O Grupo está aumentando voos, destinos e frequências, adotando ações concretas que respondem à nova realidade econômica que os clientes e suas famílias enfrentarão, tais como passagens mais flexíveis e acessíveis, novas medidas sanitárias e um serviço de assistência ao passageiro durante a viagem”.

Michael Rutter-vice-presidente Comercial do Grupo LATAM Airlines

 

Confira os voos nacionais programados para o mês de junho

ORIGEM DESTINO
Aracaju (AJU) São Paulo (GRU)
Belém (BEL) São Paulo (GRU)
Belo Horizonte (CNF) Brasília (BSB)
São Paulo (GRU)
Boa Vista (BVB) Brasília (BSB)
Brasília (BSB) Belo Horizonte (CNF)
Curitiba (CWB)
Fortaleza (FOR)
Marabá (MAB)
Macapá (MCP)
Porto Alegre (POA)
Porto Velho (PVH)
Recife (REC)
Rio Branco (RBR)
Rio de Janeiro (SDU)
Salvador (SSA)
Santarém (STM)
São Luís (SLZ)
São Paulo (CGH)
São Paulo (GRU)
Teresina (THE)
Campo Grande (CGR) São Paulo (GRU)
Chapecó (XAP) São Paulo (CGH)
Cuiabá (CGB) São Paulo (GRU)
Curitiba (CWB) Brasília (BSB)
São Paulo (GRU)
Florianópolis (FLN) São Paulo (GRU)
Fortaleza (FOR) Brasília (BSB)
São Paulo (GRU)
Goiânia (GYN) São Paulo (GRU)
Imperatriz (IMP) São Paulo (GRU)
Jaguaruna (JJG) São Paulo (CGH)
João Pessoa (JPA) São Paulo (GRU)
Joinville (JOI) São Paulo (CGH)
Londrina (LDB) São Paulo (GRU)
Macapá (MCP) Brasília (BSB)
Maceió (MCZ) São Paulo (GRU)
Manaus (MAO) São Paulo (GRU)
Marabá (MAB) Brasília (BSB)
Natal (NAT) São Paulo (GRU)
Navegantes (NVT) São Paulo (GRU)
Palmas (PMW) São Paulo (GRU)
Porto Alegre (POA) Brasília (BSB)
São Paulo (GRU)
Porto Seguro (BSP) São Paulo (GRU)
Porto Velho (PVH) Brasília (BSB)
Ribeirão Preto (RAO) São Paulo (CGH)
Recife (REC) Brasília (BSB)
São Paulo (GRU)
Rio Branco (RBR) Brasília (BSB)
Rio de Janeiro (SDU) Brasília (BSB)
São Paulo (GRU)
Salvador (SSA) Brasília (BSB)
São Paulo (GRU)
Santarém (STM) Brasília (BSB)
São José do Rio Preto (SJP) São Paulo (CGH)
São Luís (SLZ) Brasília (BSB)
São Paulo (GRU)
São Paulo (CGH) Belo Horizonte (CNF)
Chapecó (XAP)
Curitiba (CWB)
Joinville (JOI)
Porto Alegre (POA)
Ribeirão Preto (RAO)
Rio de Janeiro (SDU)
Salvador (SSA)
São José do Rio Preto (SJP)
São Paulo (GRU) Aracaju (AJU)
Belém (BEL)
Belo Horizonte (CNF)
Brasília (BSB)
Campo Grande (CGR)
Curitiba (CWB)
Cuibá (CGB)
Foz do Iguaçu (IGU)
Florianópolis (FLN)
Fortaleza (FOR)
Foz do Iguaçu (IGU)
Goiânia (GYN)
Imperatriz (IMP)
João Pessoa (JPA)
Londrina (LDB)
Maceió (MCZ)
Manaus (MAO)
Natal (NAT)
Palmas (PMW)
Porto Alegre (POA)
Porto Seguro (BPS)
Recife (REC)
Rio de Janeiro (SDU)
Salvador (SSA)
São Luís (SLZ)
Teresina (THE)
Uberlândia (UDI)
Vitória (VIX)
Teresina (THE) Brasília (BSB)
Uberlândia (UDI) São Paulo (GRU)
Vitória (VIX) São Paulo (GRU)

Confira os voos internacionais programados para o mês de junho

ORIGEM DESTINO
São Paulo (GRU) Frankfurt (FRA)
Londres (LHR)
Madrid (MAD)
Miami (MIA)
Santiago (SCL)
Frankfurt (FRA) São Paulo (GRU)
Londres (LHR) São Paulo (GRU)
Madrid (MAD) São Paulo (GRU)
Miami (MIA) São Paulo (GRU)
Santiago (SCL) São Paulo (GRU)

Pretende viajar? Garanta aqui passagens aéreas com descontos especiais

Saiba o que representa o acordo joint venture transamericano entre Delta e LATAM

O Grupo LATAM Airlines tem mais de 42 mil funcionários e opera aproximadamente 1.400 voos diários e mais de 74 milhões de passageiros transportados ao ano.

Combinar as malhas aéreas altamente complementares das companhias entre as Américas do Norte e do Sul, proporcionando uma maior conectividade do setor. Essa é a intenção de um acordo de joint venture transamericano assinado pela Delta Air Lines e LATAM Airlines Group e suas afiliadas (‘LATAM).

Joint Venture é uma associação econômica (um acordo comercial) entre duas ou mais empresas, de ramos iguais ou diferentes, que decidem reunir seus recursos para realizar uma tarefa específica, durante um período

O Grupo LATAM Airlines tem mais de 42 mil funcionários e opera aproximadamente 1.400 voos diários e mais de 74 milhões de passageiros transportados ao ano. O grupo conta com 332 aviões, incluindo Boeing 787, Airbus A350, A321 e A320neo como os modelos mais modernos em suas categorias. No Brasil são 160 aeronaves da LATAM Brasil.

Frase 1…

“No final do ano passado, decidimos construir a aliança estratégica líder na América Latina, juntamente com a LATAM, e, embora o cenário da indústria tenha mudado, nosso compromisso com esta joint venture está mais forte do que nunca. Enquanto nossas empresas enfrentam o impacto da COVID-19 em nossos negócios e tomam medidas para proteger a segurança de nossos clientes e funcionários, também estamos construindo a aliança de companhias aéreas que sabemos que desejam voar no futuro”.

Ed Bastian-CEO da Delta

Frase 2…

“Enquanto continuamos focados em operar durante a crise da COVID-19, protegendo a segurança e o bem-estar dos nossos passageiros e funcionários, também precisamos olhar para o futuro para garantir a melhor experiência possível ao cliente e apoiar a sustentabilidade a longo prazo do grupo. Nossa aliança estratégica bilateral com a Delta continua sendo uma prioridade e acreditamos firmemente que ainda vamos oferecer aos clientes a melhor experiência de viagem e conectividade nas Américas.”.

Roberto Alvo, CEO do Grupo LATAM Airlines

Desde setembro de 2019, a Delta e a LATAM alcançaram resultados importantes com o acordo de benefícios. Confira abaixo os principais benefícios:

● Acordos de codeshare entre a Delta e as filiais da LATAM no Peru, Equador, Colômbia e Brasil que permitem aos clientes adquirir passagens e acessar destinos de suas respectivas malhas aéreas, que serão expandidos para voos de longo curso entre os Estados Unidos, Canadá e América do Sul, além de voos regionais. As afiliadas da Delta e da LATAM no Chile e na Argentina também planejam assinar acordos de codeshare nas próximas semanas.

● Benefícios para passageiros frequentes: os clientes Delta SkyMiles podem acumular e utilizar as suas milhas em voos da LATAM, enquanto os clientes LATAM Pass podem acumular e utilizar as suas milhas em voos da Delta em suas respectivas malhas aéreas. Espera-se que o acordo recíproco para os clientes top tier esteja disponível a partir de junho de 2020.

● Conexões nos principais aeroportos: os clientes podem se conectar facilmente entre os voos da Delta e da LATAM nos principais aeroportos operados pelas companhias, incluindo o Terminal 4 no Aeroporto Internacional John F. Kennedy (Nova York) e o Terminal 3 no Aeroporto de Guarulhos (São Paulo).

● Acesso recíproco nos lounges: clientes elegíveis da LATAM podem acessar o Delta Sky Club em Nova York (JFK) e clientes elegíveis da Delta podem acessar o lounge da LATAM em Bogotá (BOG). A ampliação do acesso recíproco aos lounges dos aeroportos está prevista para junho de 2020.

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com