Tudo viagem

Site garante indenização para voos cancelados e atrasados em até sete dias

Com o objetivo de garantir que os direitos dos consumidores sejam respeitados, surgiu a QuickBrasil.

Em 2017, segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), foram registrados no Brasil 196.681 voos com atraso superior a 30 minutos, 32.498 voos com mais de uma hora de atraso e 72.832 voos cancelados. O problema, que se torna frequente, pode atingir cada vez mais os passageiros.


[read more=”Leia mais…” less=”Recolher”]

Ainda de acordo com a ANAC, o número de passageiros transportados em voos domésticos cresceu 2,2% em 2017. No total, foram transportados em voos dentro do país 90.626.847 milhões de passageiros, contra os 88.677.56 de 2016. Nos voos internacionais, o aumento foi de 11,7% em 2017, sendo 8.357.924.

Com o objetivo de garantir que os direitos dos consumidores sejam respeitados diante desse problema, surgiu a QuickBrasil. A startup mineira foi criada pelo empresário Thiago Naves juntamente com mais três empresários no Global Entrepreneurship Bootcamp 2017, na Austrália, um programa do MIT – Massachusets Institute of Technology.

A plataforma funciona da seguinte maneira. O usuário entra no site www.quickbrasil.org e preenche os dados solicitados. Após recebida as informações, a equipe da Quick Brasil irá fornecer todas as informações legais qualificadas ao usuário.

Em seguida, caso haja o real direito de reparação, a Quick Brasil oferece o valor de R$ 1 mil de indenização, pagos em sete dias úteis. Assim, a pessoa cede o direito para que a Quick Brasil possa negociar com a companhia aérea, fazendo com que a startup assuma o risco de ganhar ou perder a causa.

ACESSE AQUI A PLATAFORMA E SAIBA COMO GARANTIR INDENIZAÇÃO

[/read]

Conheça os seus direitos e o que fazer em casos de atrasos ou cancelamentos de voos

Atraso do voo por mais de quatro horas;?- Cancelamento ou interrupção do voo;?- Preterição do passageiro (embarque negado); e/ou?- Desistência da viagem pelo passageiro.

Você passa meses planejando a tão sonhada viagem de férias e quando, finalmente, chega a hora de embarcar descobre que o voo está atrasado. Ou pior: olha no painel e vê que teve o voo cancelado. E aí, o que fazer? Você sabe quais são os seus direitos?

……………Continua após anúncio…………


[read more=”Leia mais…” less=”Recolher”]

A jornalista Gabriela Camargos, que já sofreu com os atrasos de várias companhias, principalmente de Belo Horizonte (Confins) para Maceió, preparou esse post especial dando dica de como você pode garantir indenização de forma rápida.

Primeiro, vale lembrar das medidas estabelecidas pela ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) nessas situações. Ela determina que nos casos de atraso e cancelamento de voo e preterição de embarque (embarque não realizado por motivo de segurança operacional, troca de aeronave, overbooking etc), o passageiro tem direito à assistência material, que envolve comunicação, alimentação e acomodação. O auxílio é oferecido gradualmente pela empresa aérea de acordo com o tempo de espera, contado a partir do momento em que houve o atraso, cancelamento ou preterição de embarque.

• A partir de 1 hora: comunicação (internet, telefonemas etc).
• A partir de 2 horas: alimentação (voucher, lanche, bebidas etc).
• A partir de 4 horas: acomodação ou hospedagem (se for o caso) e transporte do aeroporto ao local de acomodação. Se você estiver no local de seu domicílio, a empresa poderá oferecer apenas o transporte para sua residência e desta para o aeroporto.

Se o atraso for superior a 4 horas (ou a empresa já tenha a estimativa de que o voo atrasará esse tempo), ou houver cancelamento de voo ou preterição de embarque, a empresa aérea deverá oferecer ao passageiro, além da assistência material, opções de reacomodação ou reembolso. ?Ainda segundo a Anac, o passageiro pode solicitar reembolso quando ocorrer:

– Atraso do voo por mais de quatro horas;?- Cancelamento ou interrupção do voo;?- Preterição do passageiro (embarque negado); e/ou?- Desistência da viagem pelo passageiro.

Mas e quando essas medidas não são observadas? Ou são seguidas, mas o atraso ou cancelamento traz outros desdobramentos, como perda de diárias em hotéis ou passeios já pagos?

Nesses casos o passageiro pode (e está no direito) de recorrer à justiça. Porém, para isso, é necessário ter em mãos os documentos que provem os danos sofridos. São eles:

? Comprovante da compra da passagem (aquele que a companhia te envia por e-mail no momento da compra e que tem informações sobre a data e horário da viagem);

? Em casos de cancelamento ou realocação em outro voo, o novo bilhete emitido pela companhia (se for de papel, melhor ainda);

? Em casos de espera superior a 2 horas sem assistência, o comprovante de todos os gastos que você teve como alimentação e, se for o caso, deslocamento e diária em hotel;

? Em casos de perda de diárias em hotéis ou passeios já pagos, os comprovantes das compras e reservas.

Tendo todos esses documentos em mãos, é hora de fazer contato com um advogado.

Mas é necessário contratar um advogado? Necessário não é. Você mesmo pode entrar com o processo, entretanto se não está habituado com a linguagem e trâmites do direito, ter alguém ao seu lado com esse conhecimento faz toda a diferença no êxito da causa. Falo isso por experiência. Já entrei com ações contra duas companhias aéreas por atrasos em voos e falta de assistência e nas duas vezes fui indenizada graças ao trabalho do meu advogado.

Foi super simples. Quando já estava com todos esses documentos, entrei em contato com ele, relatei o que havia acontecido e pronto. Ele entrou com a ação e eu só tive que comparecer às audiências.

Você deve estar se perguntando: mas esse advogado não cobra pelo serviço. Claro que sim! Mas o bacana é que o pagamento só é feito se ele ganhar a ação. É isso mesmo. O acordado é que se a ação for ganha, 30% do valor fica com ele. Entretanto, se não houver indenização ele não ganha nada.

Então se você está aí, amargando um prejuízo ou incomodado com transtornos decorrentes de atrasos ou cancelamentos de algum voo que faria já sabe o que fazer, né?

Para quem quiser, deixo a indicação do advogado que sempre me auxilia nesses casos. Vale a pena procura-lo e fazer valer os seus direitos.

Allan Kardec Saraiva
allan.k.saraiva@gmail.com

Texto produzido por Gabriela Camargos.

CONHEÇA AQUI O SITE QUE VENDE PASSAGENS AÉREAS POR VALORES MAIS EM CONTA QUE AS COMPANHIAS AÉREAS

[/read]

Saiba como garantir hospedagem com descontos especiais

Pousada em Penedo, no interior do Rio
A dica é reservar com pelo menos 60 dias de antecedência e fazer uma busca nas agências de viagens on-line

Agora chegou a hora de dar dicas para você garantir hospedagem em hoteis, pousadas e em resorts com descontos especiais. A dica é reservar com pelo menos 60 dias de antecedência. O segundo passo é fazer uma busca nas agências de viagens on-line. Você terá grandes chances de encontrar hoteis com promoções.

[expander_maker id=”1″ more=”Leia mais” less=”Recolher”]

Além de ser mais seguro fazer a reserva pela internet, esses sites oferecem valores mais baixos. Mas isso tem uma explicação. Estas empresas fazerem “bloqueio” dos quartos com muita antecedência, garantindo mais ofertas nestes estabelecimentos. Veja no contrato que aparece no site da empresa se o café da manhã está incluído, bem como o acesso a internet.

De preferência para um hotel localizado próximo dos pontos turísticos que pretende visitar. Se ficar a mais de 10 quilômetros, sua vagem vai sair bem mais cara do que planejou. As corridas de táxi de algumas cidades são “salgadas”.

É importante fazer uma busca na internet nos sites de defesa do consumidor e nos de reclamações. Você saberá, por exemplo, se o café da manhã é boa qualidade, como é a conexão de internet, se a limpeza e dos quartos é bem feita, além de outros reclamações que podem fazer você mudar de ideia.

[/expander_maker]

Pretende viajar para os EUA? Especialista dá dicas para você garantir seu visto

As companhias aéreas estão vendendo passagens de ida e volta a partir de R$ 1,2 mil para Miami. Com tantas ofertas, o especialista em viagens, Jerry de Almeida Pinto, preparou sete dicas para você garantir seu visto para os Estados Unidos. Além das viagens de lazer, o  interesse por uma nova oportunidade de trabalho com ganhos em dólar cresceu muito entre os brasileiros, que passam por uma situação de desemprego com taxas altas e sem previsão de melhorias.

Para se ter uma noção, em média, o governo dos Estados Unidos processa 1,2 milhão de pedidos de visto de brasileiros por ano. Nem a alta do dólar freou a demanda pelos vistos de turismo. A média de aprovação das solicitações brasileiras chega a 96%, afirmou em março a embaixadora dos Estados Unidos no Brasil, Liliana Ayalde.
CONFIRA O QUE É PRECISO PARA GARANTIR O VISTO NORTE-AMERICANO
1ª – Formulário
O primeiro passo para tirar o visto americano é preencher o formulário de solicitação DS-160. Ele está disponível somente na versão on-line, no site do Departamento de Estado americano
2ª – Documentos e informações necessárias
Ao preencher o formulário, tenha em mãos todos os seus documentos pessoais e seu passaporte, evidentemente; informações sobre suas últimas viagens aos EUA, caso você já tenha visitado o país; informações sobre seu trabalho atual ou currículo escolar; e dados sobre seu itinerário de viagem. Antes de enviar o formulário, é preciso selecionar a cidade onde será realizada a entrevista pessoalmente na Seção Consular.
3ª – Agendamento da entrevista
É possível agendar entrevistas em Recife, São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. O agendamento da entrevista pode ser feito pelo site ou pelo Call Center. Famílias de até dez pessoas podem marcar a entrevista para o mesmo horário, mas cada membro deve ter preenchido seu próprio formulário DS-160 e pagar a taxa de solicitação individual.
4ª – Pagamento da taxa
Durante o processo de agendamento, é necessário pagar a taxa do visto no valor de 160 dólares para o visto de turismo, que pode ser pago com cartão de crédito ou por meio de um boleto bancário.
5ª – Fotografia e impressões digitais
Além da entrevista no consulado, é preciso agendar a visita ao Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto (CASV), que deve ser feita na semana anterior à entrevista na Seção Consular. Lá são tiradas as fotos e coletadas as digitais. É importante levar o recibo de pagamento da taxa MRV, o passaporte válido por pelo menos 6 meses a partir da data da viagem e passaportes anteriores, além da confirmação do formulário DS-160.
6ª – Entrevista
No dia da entrevista, o solicitante deve comparecer à embaixada ou a um dos consulados com o passaporte válido e os passaportes anteriores e a página de confirmação com o código de barras do formulário DS-160, além de todos  documentos que demonstrem suas condições financeiras e que evidenciem vínculos com o país. A entrevista é o passo mais importante do processo de solicitação para obtenção do visto.
7ª – Entrega
O passaporte com visto, que tem validade de 10 anos, pode ser entregue em um endereço residencial ou comercia ou pode ser retirado diretamente no CASV da sua cidade.
Como sugestão para aumentar a chance de obtenção do visto americano, deve-se procurar alguém com conhecimento e experiência na execução de todo o processo para correto cadastramento e preenchimento do formulário com orientação para entrevista e assim minimizar o risco de negativa. O Jerry de Almeida presta este tipo de serviço, inclusive acompanha grupos no dia das entrevistas.
Contato: Jerry de Almeida Pinto
31-99994-3363



Passagem de ida e volta de Confins para Orlando com apenas 30 mil pontos

O
Tudo Viagem foi a primeiro a divulgar o início da vendas das
passagens dos voos diretos da Azul de Confins para Orlando. Para
marcar o início desta rota inédita, a companhia está emitindo
passagens com apenas 15 mil pontos o trecho até para viagem no mês
de dezembro deste ano.  A TAM está exigindo 25 mil pontos para emitir cada trecho de Confins para Orlando para viiagem em novembro deste ano.

Com
30 mil pontos você pode garantir a ida e a volta de um passageiro
para curtir os parques da Disney. Sem essa promoção você ia
precisar de pelo menos 80 mil pontos do programa Tudo Azul. Quem for
embarcar em outros destinos da Azul, com troca de aeronave em
Confins, vai precisar de 36 mil pontos.

As
passagens estão sendo vendidas na ida ou volta por R$ 703,90. Essa
tarifa está disponível para viagem até em dezembro, mês
considerado alta temporada. Quem for embarcar em outros destinos ou
no interior de Minas, com troca de aeronave em Confins, também vai
pagar R$ 703,90 o trecho.
AIRBUS

Os
voos começam a ser operados no dia 16 de novembro deste ano com
frequências às segundas, quartas, quintas, sextas-feiras e aos
domingos até 13 de dezembro, quando passarão a ser diários.
Os voos serão operados
no Airbus A-330 com 272 assentos. A aeronave será configurada
com o novo padrão Azul.

Save-25-Percentl 468x60

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com