Tudo viagem

Roteiros para você curtir os atrativos do entorno da Praia do Forte

A 7 km da Praia do Forte, Imbassaí é admirado pelo seu pôr-do-sol, passeios de caiaque e jangada.

Praia do Forte, localizada a 56 quilômetros de Salvador, é um paraíso rodeado por belas praias. Além de desfrutarem de todos os atrativos da vila de pescadores, os turistas podem se deslocar para outras localidades através de passeios programados por agências de receptivo, táxis, transporte próprio ou alugado, ou mesmo ônibus de carreira e vans.

O turista, hospedado em hotéis da Praia do Forte pode visitar Salvador e retornar no mesmo dia, já que a distância é de apenas 80 km do Centro Histórico. Um dos melhores empreendimentos hoteleiros da região é o Iberostar Bahia, um deles localizado na Praia do Forte.

Quem está hospedado na Praia do Forte pode ir no sentido estado de Sergipe para conhecer a praia de Imbassaí, “caminho do rio” em tupi guarani, mas para os moradores esse nome tem outro significado: “encontro das águas”. O rio corre paralelo ao mar formando um lindo cenário que contrasta com as dunas de areia branca e o coqueiral. A 7 km da Praia do Forte, Imbassaí é admirado pelo seu pôr-do-sol, passeios de caiaque e jangada.

Vale a pena esticar até  a vila de Diogo e Santo Antônio, um lugar tranquilo e peculiar, No lugarejo a comunidade sobrevive do artesanato de palha de coqueiro, piaçava e da pesca. A próxima parada é na Costa de Sauípe, local onde está instalado o complexo de Sauípe formado por um grupo de resorts cinco estrelas e luxuosos condomínios de casas.

 

Rota Passos dos Jesuítas oferece opções de caminhadas por 13 cidades do litoral paulista

O trajeto reproduz os passos da presença jesuíta na região durante o período após a metade do século XVI, marcada sobretudo pela ação catequista e desbravadora de Padre Anchieta.

A rota pedestre “Passos dos Jesuítas – Anchieta”, lançada pela Secretaria de Turismo de São Paulo, é um ótimo programa para o feriado da Semana Santa para os amantes da caminhada. O roteiro abrange outras rotas históricas ou contemplativas, propõe a redescoberta das riquezas naturais, históricas, culturais, religiosas, e monumentais de cidades do Litoral Paulista.

A caminhada reproduz os passos da presença jesuíta na região durante o período após a metade do século XVI, marcada sobretudo pela ação catequista e desbravadora de Padre Anchieta. São 13 municípios envolvidos num percurso de 370 Km de muita beleza, história e fé. As caminhadas começam por Bertioga terminando em Ubatuba.

Muitos turistas fazem o trajeto completo em quatro dias, uma forma de curtir as belezas das cidades incluídas no roteiro. Entre as cidades que estão no trajeto dos 370 quilômetros estão Ilhabela, Santos, São Vicente, Praia Grande, Bertioga, Guarujá, São Sebastião e São Vicente. Para participar basta acessar a página da Secretaria de Turismo de São Paulo.

Em Ubatuba são 102 praias e mais de 85% do seu território está localizado dentro de duas Unidades de Conservação: o Parque Estadual da Serra do Mar e o Parque Estadual da Ilha Anchieta, reconhecidos internacionalmente como alguns das maiores biodiversidades do planeta. Sem falar que você encontra hostel Ubatuba para descansar depois de uma loga caminhada.

A base do Projeto TAMAR, com foco em educação ambiental e proteção das tartarugas marinhas, fica em Ubatuba, além do Aquário de  Ubatuba. Os outros atrativos são a praia de Itamambuca (palco das mais importantes competições de surf do Brasil), Saco da Ribeira onde estão 70% das embarcações do litoral Norte. Gostou da dica? Você pode garantir hotel em Ubatuba neste feriado, de onde pode iniciar o trajeto da caminhada.

 

Quase tudo de graça! O que fazer na orla da Lagoa da Pampulha

plu01
Considerado Patrimônio Cultural da Humanidade, o local tem atrações para todas as idades, a maioria gratuita. A orla da lagoa que possui 17 km ideal para a prática de exercícios.

A Pampulha foi criada na década de 40 quando Juscelino Kubitschek era prefeito de Belo Horizonte. A ideia dele era fazer da região, um centro de lazer e turismo. E não é que o complexo virou mesmo referência? Com as curvas de Niemeyer e obras de Portinari, não tinha como ser diferente!

A maior parte das atrações é gratuita. Um dos cartões postais de Minas Gerais é a Igrejinha da Pampulha. Feita com uma arquitetura peculiar, o interior é, por si só, uma verdadeira obra de arte. Os painéis de Cândido Portinari enchem os olhos, transbordando beleza!

A orla da lagoa que possui 17 km é local para a prática de exercícios, tomar sol, admirar a paisagem e curtir a natureza. No entorno, muitos bares, restaurantes e barraquinhas que vendem água de côco e sorvetes. Ideal para muitas fotos e lembranças….

plu03

BELOS JARDINS

O prédio do Museu de Arte da Pampulha, construído por Oscar Niemeyer em 1943 foi a primeira obra entregue. Ele funcionou com Cassino por três anos. O local é conhecido como Palácio de Cristal por causa dos vidros espelhados. Os jardins foram planejados pelo paisagista Roberto Burle Marx e traz estátuas de Alfredo Ceschiatti, August Zamoiski e José Pedrosa. Maravilhoso por dentro e por fora!

E o que falar da Casa do Baile? Projetada pra receber jantares, espetáculos e atrações musicais e dançantes, a construção fica em uma ilha ligada por uma ponte de concreto. Em cada canto, um detalhe que encanta!

plu04

E tem mais! Uma jardineira de 1950 oferece passeios turísticos aos sábados, domingos e feriados. O ingresso custa apenas 20 reais. A rota abrange além dos pontos citados acima, o Parque Ecológico e o Iate Tênis Clube, que compõem o Conjunto Moderno da Pampulha.

No site da Belotur, empresa que gerencia o turismo, você encontra mais informações de roteiros e das atrações. Neste endereço você encontra a programação noturna que acontece todas às terças-feiras. Acesse aqui o site da Belotur.

 plu06

TEXTOS E FOTOS:  KAMILA MARINHO

QUER CONHECER A PAMPULHA? GARANTA AQUI A SUA PASSAGEM AÉREA PARA BELO HORIZONTE COM DESCONTO

 

250x250

Guia revela dez roteiros de viagem para quem é louco por animais

A LATAM preparou um guia com 10 opções de viagem para quem é louco por animais. Jaguatiricas, onças pintadas, iguanas, araras-azuis, tucanos. Estas são só algumas das espécies que habitam o Pantanal. Os meses de maio e setembro, durante a seca, quando os bichos saem mais das tocas, é o melhor período para você viajar.

A outra opção é a Laguna Dourada, na Bolívia. O lago de águas avermelhadas fica na Reserva Eduardo Avaroa e costuma estar na rota de quem visita o Salar de Uyuni. Na região abundam flamingos de James, além de outras espécies menos frequentes do pássaro, como o andino e o chileno.

anima02

Em Isla de Santa Cruz, nas ilhas Galápos, no Equador, é possível conhecer oCerro Dragón, onde ficam as iguanas-terrestres-de-galápagos. Já a parte alta da Isla de San Cristóbal abriga a Galapaguera de Cerro Colorado, um dos centros de reprodução de tartarugas-gigantes.

No Peru a dica é a Reserva Pacaya Samiria. A área ostenta milhões de espécies de insetos, mamíferos, répteis e aves. Cruzando as águas do rio Amazonas, encontramos botos-cor-de-rosa, bichos-preguiça e macacos escondendo-se pelas árvores, além de cobras e iguanas mimetizadas na paisagem. (foto acima).

O Channel Island National Park, nos Estados Unidos, o destaque é o parque californiano fica próximo à costa de Santa Barbara e é conhecido por suas colônias de focas, elefantes-marinhos e golfinhos. Em algumas épocas é possível ver baleias-cinzentas (entre dezembro e março) e baleias-azuis (durante todo o verão).

ACESSE AQUI AS OUTRAS DICAS DE VIAGEM

QUER VIAJAR PARA UM DESTES DESTINOS? GARANTA AQUI A SUA PASSAGEM

_300x250_CGH_SDU.jpg

CVC lança roteiros de casamentos dos sonhos no Tahiti

Dois roteiros que visam atrair a atenção de casais que sonham em casar ou renovar os votos matrimoniais na Polinésia Francesa, um paraíso no meio do Oceano Índico, acabam de ser lançados pela CVC. Os novos roteiros conjugados “ Tahiti e Bora Bora ” e “ Tahiti, Moorea e Bora Bora” têm águas azuis cristalinas, areais claras e
natureza verde, num visual paradisíaco. A partir deste mês, a companhia passa a operar os destinos com saídas semanais até o final do ano.

Com duração de 9 dias, o primeiro roteiro inclui, 6 diárias com meia pensão em Bora Bora e 1 diária e 1 day use em Papeete, capital da Ilha do Tahiti, traslado de chegada e saída e o bilhete interno ( Papeete a Bora Bora). A boa notícia é quie o pacote pode ser parcelado em até 10 vezes sem juros de EUR 224,80 por pessoa. Para
aqueles que querem uma pitada a mais de requinte, a CVC ainda oferece opções de hospedagem em bangalôs sobre as águas cristalinas do oceano Indico. O valor é a partir de EUR 419,80 por pessoa.

Já o segundo roteiro oferece 1 diária e 1 day use em Papeete, 3 diárias com meia pensão em Moorea e 3 diárias com meia pensão em Bora Bora, traslado de chegada e saída e o bilhete interno ( Papeete, Moorea e Bora Bora). O roteiro com hospedagem em quarto standard custa a partir de 10 vezes sem juros de EUR 298,80 e o em bangalôs
EUR 362,80. As passagens aéreas para ambos são vendidas separadamente.

A Polinésia Francesa também é conhecida pelo famoso Casamento Polinésio, cerimônia típica local, com vestimentas tradicionais e todo o ritual, incluindo a esperada troca de tiaras de flores entre os noivos. Na Polinésia, os casamentos não têm valor legal, mas os principais hotéis da ilha se encarregam de torna a cerimônia possível. O valor é pago como um adicional ao pacote também vendido pela CVC e pode variar de EUR 916 à EUR 4.625.

A CVC tem um serviço que permite que a lua de mel caiba no bolso dos noivos. Trata-se da lista de casamento CVC, serviço que permite aos amigos e familiares do casal participarem com cotas para custear a viagem. Para isso os noivos devem escolher o destino e preencherem um cadastro no sistema “Lista de Casamento”, disponível no site da
empresa . Após a confirmação, feita em até 48 horas, um e-mail será enviado aos convidados avisando da existência da lista e chamando-os para participar.

 

 Consulte os pacotes  para o Tahiti!

 

 

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com