Tudo viagem

Ilha Grande oferece 100 praias de águas verdes-azuladas

O local de maior estrutura turística em Ilha Grande é a Vila do Abraão, onde estão o maior número de moradores, pousadas e restaurantes.

Se você estava em dúvida de um local para aproveitar o feriado da Semana Santa a nossa dica é Ilha Grande, em Angra dos Reis, no litoral sul do Rio de Janeiro. Com mais de mais de 100 praias de águas verdes-azuladas, a ilha é cercada por uma vegetação exuberante da Mata Atlântica, trilhas cheias de aventuras, animais silvestres, além de um povo que adora receber os turistas.

O local de maior estrutura turística em Ilha Grande é a Vila do Abraão, onde estão o maior número de moradores, pousadas, restaurantes, e operadoras de mergulho e guias de trilhas. Na ilha só é permitida a entrada de bicicletas. Em Ilha Grande você pode praticar o canyoning (rapel na cachoeira da Feiticeira); o trekking (caminhada), além de esportes aquáticos, entre eles o caiaque e stand up padle.

Uma das comunidades mais visitada em Ilha Grande é Araçatiba, onde a atividade turística e ponto de partida para passeios de barco e ótimas caminhadas ecológicas. A transparência das águas calmas e verdes na maioria do tempo, ideal para a prática de flutuação (snorkel) e o mergulho autônomo, além de remo em canoa ou caiaque. É comum observar peixes diversos, tartarugas, arraias e até golfinhos.

Muitos turistas preferem pousadas em Angra dos Reis, na sede do município, onde a procura é menor, fazendo com que o custo da hospedagem seja mais em conta em relação aos pontos turísticos mais badalados.  Ficando em Angra dos Reis você pode conhecer Paraty, cidade que fica a 96 quilômetros.

 

Conheça o Vale do Cuiabá na região serrana do Rio de Janeiro

O clima ameno da região serrana é perfeito para as trilhas leves na Mata Atlântica e uma conexão profunda com a natureza.

O Vale do Cuiabá é um refúgio rústico na região serrana do Rio de Janeiro, a 75 quilômetros do Rio de Janeiro. A região de Itaipava é cercada pelo verde da Mata Atlântica. É nesta região que fica a Pousada Tankamana, que foi toda reformulada recentemente. A estrada de acesso até a propriedade acaba de ser asfaltasda. A outra novidades é que os chalés passaram por uma atualização recente, com nova decoração assinada pelo arquiteto Ricardo Castelo Branco.

Os chalés estão agora mais sofisticados, modernos, mas sem perder o caráter rústico, confortável e o charme romântico já tradicional para quem visita a Tankamana. O chalé Tanka é o mais afastado e um dos mais desejados por oferecer maior privacidade. As duas varandas com rede se tornam perfeitas para admirar as montanhas no horizonte ou se deliciar com um jantar a dois. A gastronomia é destaque no estilo de vida da Tankamana. A horta orgânica da pousada fornece ingredientes frescos.

Na saída, os hóspedes são presenteados com uma cesta de produtos produzidos no local. O clima ameno da região serrana é perfeito para as trilhas leves na Mata Atlântica e uma conexão profunda com a natureza. Duas piscinas, massagens relaxantes e uma sala de cinema completam a lista de atrativos da pousada. Uma ótima dica de viagem no feriado da Semana Santa.

O centro de Itaipava fica a apenas 25 minutos da Tankamana e é um dos polos gastronômicos mais atrativos do Rio de Janeiro. Já Petrópolis, a Cidade Imperial, fica a uma hora de distância e reconta uma parte da história do Brasil através dos museus e construções singulares, como o Palácio de Cristal e a Casa da Ipiranga. Em Itaipava o turista encontra hoteis em promoção para curtir as belezas da região.

A Pousada Tankamana é operada pelo mesmo grupo responsável pelo Hotel Solar do Império, em (Petrópolis-RJ), além da Pousada Literária, em Paraty. A cidade localizada a 246 quilômetros do Rio de Janeiro e abriga parte da aérea do Parque Estadual da Serra do Mar, uma das maiores áreas de remanescentes contínuos de Mata Atlântica. Você encontra pousadas em Paraty cercadas por montanhas e florestas.

Circo e shows na programação do Verão do complexo Costa do Sauípe

 

O complexo está localizado no meio de uma rota ecológica, com uma extensa orla de praias preservadas pela mata atlântica e de águas quentes.

 

O complexo hoteleiro Sauipe Resorts, localizado a 76 quilômetros do Aeroporto Internacional de Salvador, está com várias novidades para o Verão de 2018. No trajeto até o resort o viajante já se encanta! Sauípe está localizado no meio de uma rota ecológica, com uma extensa orla de praias preservadas pela mata atlântica e de águas quentes.

Entre as novidades para os turistas, Costa do Sauipe vai celebrar a chegada do novo ano com show da banda baiana Olodum e os hóspedes também poderão curtir show pirotécnico de fogos, música ao vivo nas piscinas e projeção com a contagem regressiva para 2018.

Outro destaque é o Circo da Villa, um espaço totalmente tematizado como um grande circo que está montado na Vila Nova da Praia, espaço que funciona como centro comercial, de entretenimento e ponto de encontro dos hóspedes de Sauípe. A programação é temática e intensa, em especial, para a criançada com muitos jogos, shows, atividades circenses e lúdicas, sempre com monitoria e funcionando até às 23 horas.

POUSADAS INCLUSIVE

A partir deste ano o complexo passou a oferecer o novo regime, chamado Pousada Inclusive, oferece na diária todas as refeições e bebidas, além do
acesso e consumo durante o dia na piscina de uma das alas do Sauípe Resorts, proporcionando uma estadia mais completa para o hóspede do Sauípe Pousadas.

Além dos modelos Premium e Pousadas, o destino oferece também Sauípe Resorts, que une toda a estrutura dos melhores hotéis de praia do mundo com a beleza  paradisíaca da Costa do Sauípe. O local é composto por quatro alas que oferecem 10 bares com menu diversificado de bebidas, 1 restaurante por ala com ampla variedade de opções gastronômicas, 10 piscinas, equipe de recreação exclusiva, serviço de babá na Vila Nova da Praia, entre outros.

Um banho de cachoeira ou Rio? Saiba onde ficar e o que fazer em Cabeça de Boi

Quem vai a Cabeça de Boi pela primeira vez escuta pelo menos duas versões sobre seu curioso nome, que, na verdade, é uma espécie de “apelido” para o povoado de Santana do Rio Preto, a 9 km de Itambé do Mato Dentro, em Minas Gerais. Alguns dizem que o vilarejo foi batizado assim por causa da extremidade de uma das serras avistadas do povoado, cuja forma lembraria uma cabeça de boi – apesar de muitos não enxergarem tal figura –; outros dizem que o nome vem de uma fazenda antiga da região. Porém, isso é o que menos importa diante da exuberância da paisagem que o turista contempla logo que chega ao local. 

Cabeça de Boi encontra-se ao sul da serra do Espinhaço, o maciço rochoso que corta os estados de Minas Gerais, Bahia e Piauí. A apenas 130 km de Belo Horizonte e a 47 de Itabira, a região é considerada uma das mais belas do país. Ela engloba o Parque Nacional da Serra do Cipó, a Área de Proteção Ambiental Morro da Pedreira e municípios que fazem parte do circuito Estrada Real. É só aproveitar as passagens aéreas  promocionais e viajar até Confins, na Região Metropolitana de BH. O povoado, de cerca de 80 habitantes, possui uma vista de 360º, pois é totalmente cercado por serras e montanhas. Ele consiste basicamente de uma praça, uma igreja e poucas dezenas de casas. Essas serras abrigam uma grande diversidade de plantas e animais, além de rios e cachoeiras. 
Partindo do povoado, a distância das cachoeiras mais visitadas varia de 4 a 7 km, percurso que pode ser percorrido a pé ou de carro. Lajeado, Entancado e Maçãs são as cachoeiras mais conhecidas. Entre as várias outras opções de passeio, estão a cachoeira do Chiquinho e a serra das pinturas rupestres. As pinturas, com data estimada de 6 a 8 mil anos, são bastante nítidas e muito bem conservadas, e o local onde elas ficam possui uma belíssima vista. 
Quem consegue sobreviver sem celular e sem internet por pelo menos dois dias – lá só tem sinal de uma operadora e assim mesmo só pega em alguns pontos específicos do povoado – pode aproveitar bem o tempo em belas caminhadas e em passeios de bicicleta por estradinhas de terra e trilhas. É importante não esquecer a câmera fotográfica. E, depois de um dia exaustivo de sol e muito exercício físico, nada melhor do que se sentar em uma daquelas vendinhas típicas do interior, tomar uma cerveja bem gelada e saborear uma porção de carne de lata – carne cozida, conservada em banha de porco – ou de banana verde frita. Na pequena localidade você encontra o chip de banana, muito gostoso!
Pousada Serra do Lobo em Cabeça de Boi
BANANA CHIP
Se a fome for maior, há dois restaurantes de comida mineira. A refeição custa R$ 15 pra comer à vontade. Serviços Em Cabeça de Boi, o turista pode se hospedar em uma das cinco pousadas do povoado, com diárias que variam de R$ 140 a R$ 310 por casal, com café da manhã.  Há também a opção de alugar casas, com capacidade para 6 a 10 pessoas e diárias entre R$ 300 e R$ 500. Para chegar ao povoado, a maneira mais fácil é ir pela BR 381 até Bom Jesus do Amparo, seguindo pelos distritos de Ipoema e Senhora do Carmo e pela cidade de Itambé do Mato Dentro. Desta, são apenas 9 km até Cabeça de Boi. Até Ipoema é asfaltado, restando um trecho de 37 km de estrada de terra. Há também a opção de ir para Itabira e, de lá, para Senhora do Carmo e depois Itambé.
Nesse trajeto, o trecho de estrada de terra é menor, cerca de 20km. Seja qual for o caminho, a viagem dura aproximadamente três horas. Pra quem não gosta de dirigir na estrada, existe a possibilidade de ir de ônibus até Itambé do Mato Dentro. Lá, algumas pessoas prestam o serviço de transporte até Cabeça de Boi, cobrando cerca de R$ 30 pela viagem. O ônibus, da viação Saritur, sai da rodoviária de Belo Horizonte diariamente às 8h30 e às 15h45. Aos domingos, o horário da tarde é 17h45.  Agora é só pode aproveitar as passagens aéreas promocionais.

Textos e fotos de Patrícia Melillo, proprietária da Pousada Serra do Lobo.
Contatos: 31-99537-6205

CONTATOS DAS POUSADA

Pousada do Marquinho 31-99559-4944

Pousada do Candinho 31-999017231

Pousada Villa Ventura 31-99735-9933

Zé Agostinho (Aluguel de casas): 31- 3836-5296

ENCONTRE AQUI AS POUSADAS DA REGIÃO

Vai viajar para Paraty? Não deixe de visitar a Vila Trindade

Como um dos destinos mais importantes
do município de Paraty, no Rio de Janeiro, a
charmosa Vila de Trindade, além de toda a beleza natural e atividades que
proporciona, também procura sempre inovar nos projetos, tais quais expandem o
conhecimento da cultura local e garantem maior participação dos moradores e visitantes
no crescimento da região.

A ONG Caixa D’aço – Bocaina Mar reúne
famílias tradicionais caiçaras, pesquisadores, ambientalistas, estudantes e
todas as pessoas que tem em comum buscar iniciativas sustentáveis. Os objetivos
variam entre a preservação e implantação do Parque Nacional da Serra da
Bocaina, conservação da biodiversidade, valorização da cultura caiçara e seu
desenvolvimento sustentável e a defesa dos direitos das famílias tradicionais.
Diversas atividades são realizadas,
como a criação de centro de formação ambiental de crianças caiçaras, além de
informação para todos os visitantes, respeitar e recuperar a história local,
estimular a formação de sociedades ecologicamente equilibradas, com meios de
comunicação e banco de dados, entre muitas outras ações, que invistam cada vez
mais na ONG.
O “Bicho do Mato” é outro projeto
social, ecológico e praticado por crianças em Trindade. Desde 2003, a Escolinha
de Entalhes e Esculturas em Madeiras (EET) vem resgatando a cultura e
incentivando a conscientização de preservação da natureza nos pequenos. Com o
método de ensino “Criança tem que fazer”, as aulas são oferecidas para até
trinta pequenos, que usam sua energia em função da arte e educação.
Com grande importância para a cultura
local, o CD “Aldeia Antiga” marca a história da Vila de Trindade com expressões
musicais. Tudo começou em um ranchinho na Praia de Fora, com sons interpretados
pelo conjunto “A voz da Natureza”, que utilizavam a música como um elo de união
do povo da terra de tantas histórias. Após um tempo, Elson e Nelson gravaram o
CD, dando continuidade as grandes lembranças musicais da região.
O DVD “Trindadeiros – 30 anos
depois”, é hoje um dos principais projetos de memória a cultura de Trindade. O
documentário, de 90 minutos, foi produzido pelos jornalistas Davi Paiva e
Silvio Delfim e se destaca por registrar a luta pelos direitos das populações
tradicionais. Vale a pena conferir todas as produções, e assim, conhecer um
pouco mais da simpática Vila de Trindade. para você conhecer as  pousadas
em Trindade
acesse http://www.roteirodeturismo.com.br/hoteis-e-pousadas/rio-de-janeiro/trindade/

Acesse o guia da romântica São Bento do Sapucaí


Belas
paisagens, clima típico de inverno e diversas atrações turísticas em plena
Serra da Mantiqueira são algumas das características que atraem os casais para
o município paulista de São Bento do Sapucaí. O
contato com a natureza faz com que ambos esqueçam os problemas do dia a dia, e
em contato direto com a natureza possam aproveitar juntos tudo o que o local
tem a oferecer. 

Para um dia romântico na região, não faltam opções. A dica inicial é conhecer
os principais pontos da natureza local, como o famoso complexo da Pedra do Baú.
Ter a oportunidade de apreciar uma das paisagens mais incríveis em plena Serra
da Mantiqueira, com certeza é um bom começo. Para os casais mais corajosos, que
tal também um esporte de aventura?

No local, é comum a prática de asa delta, paragliding, rapel e as trilhas que
levam até os mirantes. As cachoeiras são mais um espetáculo a parte e não podem
deixar de ser visitadas. Uma delas, inclusive, recebe o nome de “Cachoeira dos
Amores”, já que é toda rodeada de árvores e mata ativa, água limpa e própria
para banho, ou seja, um ambiente inspirador. 

Outras também bem conhecidas e igualmente belas ganham destaque, como a
“Cachoeira do Tobogã”, com queda d’água com mais de dez metros de altura, que
termina em uma pequena piscina natural e a “Cachoeira do Toldi”, com a maior
queda de São Bento do Sapucaí, mas propriedade particular. É possível vê-la até
mesmo de longe, pela Estrada Campista.

O casal pode ainda experimentar o verdadeiro sabor da comida da roça. Uma dica
é para o “Restaurante Sabor com Arte”, no bairro do Paiol Grande, onde é
possível aproveitar não somente as refeições, com destaque para a truta
flambada, a melhor da região, como também a vista para a Pedra do Baú, em
ambientes aconchegantes. O “Restaurante Taipa” é outra indicação, no centro da
cidade, com arquitetura rústica, que remete o interior, especialidades
regionais do fogão à lenha e sobremesas como cortesia da casa.

Após um longo dia romântico em meio às montanhas, basta encontrar o local ideal
para descansar com o (a) parceiro (a), e planejar o dia seguinte, afinal, ainda
há muito que ver: a Galeria Pedra D’água, próximo à entrada da cidade, com
lojas de artesanato, praça de alimentação e ambiente rústico e requintado; a
bela Pedra do Cruzeiro, no bairro de Cantagalo, com 1.152 metros e uma pequena
capela no topo para visitar, a Igreja Matriz, e muitas outras belezas naturais
espalhadas por São Bento do Sapucaí.

 Para obter mais informações sobre hotéis e
pousadas em São Bento do Sapucai acesse http://www.roteirodeturismo.com.br/hoteis-e-pousadas/sao-paulo/sao-bento-do-sapucai/

Guia de Turismo Acessível tem informações de 530 mil estabelecimentos

O
Ministério do Turismo lançou nesta quarta-feira (3), Dia
Internacional da Pessoa com Deficiência, a versão portátil do Guia
Turismo Acessível. A ferramenta leva a celulares e tablets um banco
de dados com 530 mil estabelecimentos, que podem ser acessados e
avaliados de qualquer lugar com acesso à internet.

Além
do lançamento do aplicativo foram lançados também o vídeo Modos
de CER, do Ministério da Saúde, que fala do Centro Especializado em
Reabilitação, e o Livro do Viver sem Limites, da SDH, com os
resultados de quatro anos de gestão do Plano Nacional dos Direitos
das Pessoas com Deficiência.
O
site Guia
de Turismo Acessível
 foi lançado em junho e já teve 329
mil acessos, 1.096 usuários cadastrados e 177 avaliações. As
funções do aplicativo são exatamente as mesmas do portal: o
usuário se cadastra e pode consultar os estabelecimentos de
interesse e avaliar aqueles que já visitou.
A
internet é usada amplamente pelas pessoas com deficiência,
inclusive pelo celular, seja para estudos, pesquisa e contato com
família, de acordo com uma pesquisa realizada pelo Ministério do
Turismo. “O aplicativo e o site vão suprir essa carência,
especialmente pelo seu caráter de portal colaborativo. O próprio
público alvo avalia e insere as informações no sistema”, afirma
Wilken Souto, diretor do Departamento de Estudos e Pesquisas, que
ajudou a elaborar a ferramenta.
Ao
consultar os estabelecimentos, os usuários têm acesso ao endereço,
telefone, imagens e avaliações dos atrativos turísticos. Eles são
classificados por ícones como alimentação, compras, eventos e
lazer, hospedagem, museus e atrativos históricos, parques e
zoológicos, praias e serviços turísticos. Para facilitar o
processo de consulta, o usuário terá ainda, sua localização de
cidade e estado detectada automaticamente pelo aplicativo.
A
avaliação dos atrativos é uma parceria com a Secretaria de
Direitos Humanos da Presidência da República e com o Conselho
Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Conade) – e
abrange itens exigidos por leis e normas, que permitem acessibilidade
a pessoas com deficiência auditiva, física ou motora, visual e
mobilidade reduzida. O programa foi desenvolvido pela Coordenação
Geral de Tecnologia da Informação do Ministério do Turismo.
Com
informações de Cláudia Sanz (Ministério do Turismo)

Acesse o guia de praias, restaurantes e hospedagem de São Sebastião

 

Uma opção para os que desejam relaxar e curtir a natureza é “escapar” para o Litoral Norte de São Paulo. O principal
roteiro escolhido é São Sebastião. Com diversas praias que agradam a todos os estilos, a cidade possui infraestrutura completa e com a vantagem de estar próximo a capital paulista.

Entre suas famosas praias, estão Boiçucanga, Maresias e Camburi. Com perfis diferentes, mas repletos de boas
pousadas, opções de lazer e claro, lindas praias, com certeza alguma se encaixará no seu perfil.
Com diversas pousadas “pé na areia”, Boiçucanga é uma praia muito bem estruturada, com diversos restaurantes,
comércios e opções de lazer. A sua praia é de tombo, ou seja, possui areia grossa e cuja profundidade do mar aumenta abruptamente, então, se frequentar Boiçucanga com crianças, é preciso redobrar a atenção.

Sua fama de possuir a mais bela visão do pôr-do-sol da todas as praias do litoral norte faz com que Boiçucanga atraia
milhares de turistas durante todo o ano. Inclusive, é um dos locais preferidos dos casais que sonham em se casar em uma cidade praiana.
Para os jovens, a praia de Maresias é a pedida ideal. Além de suas praias, excelentes para a prática do surf – onde é
possível inclusive assistir grandes campeonatos e surf e encontrar surfistas conhecidos-, sua vida noturna é extremamente agitada, afinal Maresias é a casa da balada Sirena, casa noturna de estilo house mundialmente conhecida.

Camburí é a praia preferida das famílias. Com areia fina, águas claras e uma boa quantidade de quiosques
vendendo bebidas e aperitivos, a praia é bastante frequentada por pessoas de todas as idades. Além disso, a noite de Camburí é bem agitada, com vários bares e a famosa balada O Galeão.

Para maiores informações sobre pousadas em Camburi acesse o site do Roteiro de Turismo.

Tudo o que você precisa saber sobre a Vila do Abraão em Ilha Grande, litoral sul do Rio de Janeiro

A Ilha Grande é a maior ilha do município de Angra dos Reis, litoral Oeste do estado do Rio de Janeiro. Além de ser a maior de todas, é a ilha que possui melhor infraestrutura, e tem a Vila do Abraão como sua “capital”, onde é possível encontrar excelentes pousadas, restaurantes, campings, entre outros. Vale a pena conhecer esse lugar calmo, onde carros não são permitidos, e se sentir rodeado do som do mar, da paz e do melhor do que a natureza pode nos oferecer.

Para quem deseja se hospedar na Vila, a Casablanca Pousada fica localizada na região central da Vila do Abraão. Conhecida pelo seu bom atendimento, possui suítes confortáveis com opções de apartamento duplo, triplo e quádruplo. Além disso, oferece farto café da manhã.  A Casablanca Pousada está na Rua da Praia, 719, Buganville.
Entre os pontos turísticos da Vila, o Pico do Papagaio é o cartão postal de Ilha Grande. Com 982 metros de altura – sendo mais alto até do que o Corcovado- o local nos permite avistar a Pedra da Gávea no Rio de Janeiro e o Dedo de Deus em Teresópolis, por entre outros. Para chegar até lá é preciso encarar uma trilha complicada, que levará algumas horas. Mas a vista final compensa o desafio.
Pousada Casa Grande
Para os religiosos e apreciadores de história, a Igreja de São Sebastião é referência cultural. Construída antes da visita de D. Pedro II na Ilha, encanta por sua simplicidade. Foi reformada em 2002 com ajuda de comerciantes da região, porém preservando a arquitetura original. Com missas as quartas-feiras, sábados e domingos, a Igreja fica localizada na Praça Central da Vila de Abraão.
Para quem deseja provar o mais famoso prato da região, o Bar e Restaurante Lua & Mar garante fazer o melhor peixe com banana de Ilha Grande. Com ambiente diferenciado, com direito a jantar à luz de velas e música ambiente, o foco do restaurante são os frutos do mar, mas também oferece opções como carnes, petiscos, pastéis e deliciosas sobremesas. O Lua & Mar fica localizado na Praia do Canto.
Para os apreciadores de uma boa culinária caseira, o Restaurante Banana da Terra é uma ótima opção. Com tempero caprichado, o local traz pratos de dar água na boca, como moqueca de peixe e camarão, além do tradicional Peixe com Banana, todos comandados pela Chef Escurinha, que trabalha há mais de 20 anos na Ilha. O Restaurante fica na Rua do Bicão, 05. Para mais informações sobre pousadas em Ilha Grande acesse o link do Roteiro de Turismo e boa viagem!
HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com