Deixou de viajar de avião por causa do coronavírus? Confira todos os seus direitos

Os consumidores ficarão isentos das penalidades contratuais, por meio da aceitação de crédito para a utilização na aquisição de passagem no prazo de doze meses.

Posso pedir reembolso integral do valor das passagens aéreas de uma viagem que tive que cancelar por causa do coronavírus? Posso remarcar o meu voo para qualquer data? Qual o prazo para que a companhia aérea faça o reembolso? Essas são as principais dúvidas dos passageiros no período de cancelamento de voos neste período de crise. Os advogados André Muszkat, sócio do CSMV Advogados,  Livia Dornelas Resende, advogada do CSMV Advogados, vão responder essas dúvidas neste post especial.

Segundo os especialistas, diante do avanço da epidemia no Brasil e em razão do crescimento do número de reclamações formuladas pelos consumidores, os órgãos de defesa do consumidor e as companhias aéreas passaram a atuar em conjunto visando a composição extrajudicial para a resolução dos casos, de modo a evitar prejuízo abusivo aos consumidores, o aumento do índice ações judiciais e eventuais penalidades administrativas.

O Governo Federal publicou no dia 19 de março de 2020 a Medida Provisória nº 925 que prevê medidas emergenciais para a aviação civil brasileira em razão da pandemia do Covid-19. No que se refere ao consumidor, a referida Medida Provisória prevê, em seu artigo 3º, que: o prazo para o reembolso do valor relativo à compra de passagens aéreas será de doze meses, observadas as regras do serviço contratado e mantida a assistência material, nos termos da regulamentação vigente.

Além disso, os consumidores ficarão isentos das penalidades contratuais, por meio da aceitação de crédito para a utilização na aquisição de passagem no prazo de doze meses, contado da data do voo contratado. Cabe destacar que essas medidas são aplicáveis aos contratos de transporte aéreo firmados até 31 de dezembro de 2020.

O Ministério da Justiça e Segurança Pública, por meio da SENACON, o Ministério Público Federal, o Ministério Público do Distrito Federal, a Associação Brasileira das Empresas Aéreas, e as companhias aéreas, TAM, GOL, Passaredo, MAP e Azul, firmaram um Termo de Ajustamento de Conduta (AC), de abrangência nacional, com o fim de estabelecer obrigações para o cumprimento e a observância dos regramentos relativos aos cancelamentos de voos, política de remarcação e reembolsos, em função direta ou indireta da pandemia de Covid-19.

Confira as principais obrigações estabelecidas, referentes às passagens adquiridas até a data da assinatura do TAC

A possibilidade de remarcação, por uma única vez, de voo nacional ou internacional sem a cobrança de taxa de remarcação ou diferença tarifária, respeitados a mesma origem e destino, para os voos operados entre os dias 1 de março de 2020 a 30 de junho de 2020

A possibilidade de remarcação gratuita, para todo o período de validade do bilhete, de voo nacional ou internacional a ser operado no período considerado de “alta temporada” (julho, dezembro e janeiro) e feriados

A possibilidade de remarcação gratuita, para todo o período de validade do bilhete, de voo nacional ou internacional a ser operado no período não compreendido pela “alta temporada” e feriados, ou caso o passageio pretenda remarcar para período “alta temporada” e feriados, estará sujeito ao pagamento de diferença tarifária

A possibilidade de cancelamento de voo nacional ou internacional sem a cobrança de taxa de remarcação ou multas, para voos a serem operados entre os dias 1 de março de 2020 a 30 de junho de 2020, mantendo o valor integral em crédito que será válido por um ano a contar da data do voo

A possibilidade de solicitar reembolso sujeito, contudo, às multas e taxas contratualmente previstas, e o valor residual será restituído em até 12 (doze) meses, a contar da solicitação feita pelo passageiro.

Veja abaixo outras análises do CSMV 

Claramente, todas essas regras estabelecidas e estudos realizados pelos órgãos públicos brasileiros têm por objetivo mitigar a crise do setor da aviação civil brasileira, adotando-se as necessárias medidas para a subsistência das companhias aéreas, diante da situação excepcional instaurada no país e no mundo, ponderando, contudo, a observância dos direitos dos consumidores.

Observe-se que, se por um lado, o Código de Proteção e Defesa do Consumidor estabelece, por exemplo, em seu artigo 14, caput, a responsabilidade objetiva do fornecedor em casos de danos causados aos consumidores por defeitos relativos à prestação dos serviço, noutra vertente, o Código Civil é claro no artigo 393, caput e parágrafo único, que o fornecedor de serviços não será responsabilizado em caso de força maior, ou seja, em situação alheia a sua vontade e que foge a sua previsibilidade, como é o caso da Covid-19.

Com efeito, não é justo que o consumidor seja onerado com taxas ou tarifas, que seriam regularmente cobradas em uma situação de normalidade, se o cancelamento ou o adiamento da sua viagem ocorre por fatores extraordinários, alheios a sua vontade. No entanto, da mesma forma, não é razoável que as companhias aéreas sofram enormes prejuízos financeiros, que possam dificultar a sua manutenção no mercado ou até vir a causar sua a falência, por serem obrigadas, indiscriminadamente, a restituírem a maior parte dos valores pagos pelas passagens aéreas vendidas, em razão de dessa mesma situação de exceção, quando existem alternativas que podem garantir os direitos dos consumidores sem causar danos ainda maiores do que aqueles já sofridos pelas companhias aéreas.

Conforme determinam os artigos 113, 422 e 478 do Código Civil, bem como o artigo 51, IV, do CDC, em momentos delicados como este que o país está vivenciando, é essencial que todas as relações jurídicas, principalmente as que envolve o consumo, sejam pautadas nos princípios da boa-fé e do equilíbrio econômico financeiro dos contratos, evitando-se a todo custo a onerosidade excessiva a qualquer das partes.

André Muszkat é advogado, Mestre em Direito Processual Civil na PUC-SP. É especialista em Direito do Consumidor pela PUC-SP e em Contratos Empresariais pela FGV-GV Law. Sócio do CSMV Advogados responsável pela área Contenciosa Cível, atuante em questões de Responsabilidade Civil, Direito do Consumidor, Recuperação de Crédito e Contencioso Societário.

Lívia Dornelas Resende é advogada Associada atuante no Contencioso Cível, especialista em Ações Coletivas, Direito Civil, Direito do Consumidor e Direito Ambiental do CSMV Advogados. Possui LL.M. em Direito: Litigation pela Fundação Getúlio Vargas – FGV Rio (2015). É Pós-graduada em Direito Público e Privado pela Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro – EMERJ e Bacharel em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Acesse aqui o site do escritório

 

Fundador da MaxMilhas divulga mensagem de otimismo e revela as providências para atender passageiros

 

A empresa criou um site especial para que os clientes acompanhem as regras das companhias aéreas para remarcação e cancelamento dos voos. 

O fundador da MaxMilhas, Max Oliveira Gaudereto, divulgou documento com detalhes das providências que estão sendo tomadas pela empresa para atender os passageiros afetados pelos cancelamentos de voos dos últimos dias. Além de destacar os esforços para a manutenção de 400 postos de trabalho, Max Oliveira informou que foi criado um site especial para que os clientes acompanhem as regras das companhias aéreas para remarcação e cancelamento dos voos. Leia carta completa abaixo.

“Nosso maior compromisso sempre foi cuidar das pessoas e, neste momento, não é diferente” diz trecho da carta. Segundo o fundador da MaxMilhas, todos os colaboradores da empresa estão focados em diminuir os impactos nas viagens dos nossos clientes, especialmente daqueles que precisam viajar nos próximos 7 dias.

“Trabalhamos incansavelmente para garantir que as pessoas voltem para suas casas e para suas famílias. Em momentos como esse, a gente entende que ser transparente também é ser responsável”, diz outro trecho da carta.

Com sede em Belo Horizonte, a MaxMilhas foi criada em 2013. A empresa é especializada na venda de passagens econômicas emitidas pelas milhas de quem deseja vender.

Leia abaixo a carta de Max Oliveira

Estamos vivendo um momento sem precedentes em nossa história. Um cenário de muitas incertezas, que impacta o mundo em vários sentidos. Pessoas, negócios e economias de todos os países tentam se adaptar ao que ainda desconhecem. A gente também. Mas essa não é uma situação fácil, principalmente para o nosso setor de viagens, acostumado a fazer tantos encontros e histórias acontecerem.

Se você conhece um pouco a minha história e a história da MaxMilhas sabe o quanto acreditamos que as pessoas merecem viajar mais e o quanto trabalhamos para que isso aconteça. Nosso maior compromisso sempre foi cuidar das pessoas e, neste momento, não é diferente.

Nos últimos dias, nosso time está focado em diminuir os impactos nas viagens dos nossos clientes, especialmente daqueles que precisam viajar nos próximos 7 dias. Trabalhamos incansavelmente para garantir que as pessoas voltem para suas casas e para suas famílias.

Em momentos como esse, a gente entende que ser transparente também é ser responsável. Por isso, criamos um site exclusivo para que todos acompanhem as regras das companhias aéreas para remarcação e cancelamento dos voos. Também facilitamos o processo de alteração das passagens compradas na MaxMilhas. Quem precisa cancelar ou remarcar a viagem pode fazer tudo pelo nosso site.

Com a grande quantidade de pedidos em nosso atendimento e nas companhias aéreas, nosso retorno pode demorar e, por isso, pedimos muito a sua compreensão. Vamos cuidar de cada caso, mesmo que o voo já tenha passado. Então, não precisa se preocupar.

O mesmo vale para os nossos vendedores de milhas, que também têm enfrentado os efeitos desse cenário. Com a redução da operação das companhias, menos pessoas estão conseguindo voar e muitas passagens estão sendo canceladas. Vamos trabalhar arduamente para que suas milhas possam ser vendidas novamente o quanto antes.

Sabemos como o mundo está apreensivo com toda essa situação e compartilhamos esse sentimento. Somos mais de 400 pessoas. Mais do que isso, são 400 famílias com quem também nos preocupamos dia e noite e por quem temos trabalhado muito.

Ainda não sabemos quanto tempo essa crise vai durar. Por isso, o momento é de calma, cautela e otimismo. De acreditar que vamos passar por isso juntos, cuidando um do outro, para que a gente continue vivendo encontros e histórias inesquecíveis.

Seguimos juntos.

Obrigado,
Max Oliveira e equipe MaxMilhas

Acesse aqui o site especial da MaxMilhas

Voos da LATAM Brasil para Milão são suspensos temporariamente por causa do coronavírus

A companhia brasileira opera atualmente sete frequências semanais para Milão partindo de Guarulhos, na Grande São Paulo.

A LATAM Brasil decidiu suspender temporariamente as suas operações de Guarulhos (SP) para Milão. A suspensão começa nesta segunda-feira ( 2/3) e vai até 16 de abril em função a propagação do coronavírus (COVID-19) na Itália, além da baixa demanda para a Itália. A LATAM opera atualmente sete frequências semanais para Milão. Tem voo para esse destino? Confira abaixo o que fazer para remarcar a viagem ou pedir reembolso.

A companhia está em contato com os passageiros afetados para oferecer soluções de acordo com as suas necessidades de viagem. A LATAM Brasil informou que os passageiros que estão em Milão com passagem de retorno ao Brasil terão o regresso garantido ao país por meio de voos da própria companhia de empresas aéreas parceiras que operam esta rota.

Os passageiros com bilhetes emitidos de/para Milão poderão optar por uma das seguintes alternativas sem cobrança de taxas, dentro da validade do bilhete.

Remarcação da data do voo (sem multa ou diferença tarifária)

Reembolso completo (sem multa)

Remarcação de origem/destino (sem multa e sujeito a diferença tarifária)

Os passageiros devem entrar em contato com a Central de Atendimento da LATAM Brasil para comunicar qual alternativa escolheu.

Confira os números telefônicos:

Brasil: 0300 5705700

Chile: 600 526 2000

Argentina: 0810 999 9526

Colômbia: (1) 7452020 (Bogotá), 18000949490 (fora de Bogotá), 031 7452020 (celulares).

Equador: 1 800 000 527

Peru: (01) 213 8200

México: 01 800 272 0330

Paraguai: 595 21451535

Estados Unidos: 1 866 435 9526

Canadá: 1 888 235 9826

Frase…

“Estamos observando o cenário desta contingência de saúde pública mundial e a decisão da companhia é baseada, em primeiro lugar, na propagação do vírus na Itália, assim como na queda atual na demanda da rota. A companhia é consciente do problema e espera que a situação se normalize o mais brevemente possível pelo bem-estar e saúde de todos os seus passageiros e tripulantes”

Jerome Cadier, CEO da LATAM Airlines Brasil

Pretende viajar? Faça aqui a sua cotação e garanta descontos especiais na compra das passagens aéreas

Viajou e teve problemas com a bagagem? Saiba quais são os seus direitos

Se a mala for violada ou avariada, o consumidor pode registrar queixa por escrito em até sete dias após o recebimento da mala.

Despachar uma bagagem, principalmente em voo internacional, é motivo de preocupação para quase todo viajante. A mala percorre um longo caminho até o final da viagem. Durante o trajeto, muita coisa pode acontecer, inclusive, surpresas desagradáveis como a mala ser extraviada, violada ou danificada. Nest post especial vamos dar dicas de como  proceder para ter os direitos garantidos e os bens reparados.

A Resolução nº 400/2016 da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) estabelece as providências a serem tomadas em caso de problemas com bagagens. Primeiramente, após verificada qualquer irregularidade, o passageiro deve comunicar a empresa aérea em forma de protesto. A reclamação deve ser por escrito e em formulário, Isso deve ser feito de preferência ainda na sala de desembarque.

Se a bagagem for extraviada, o problema deve ser comunicado imediatamente à empresa. Se a mala for violada ou avariada, o consumidor pode registrar queixa por escrito em até sete dias após o recebimento da mala.

Prazos

O prazo para que a companhia aérea resolva a avaria da bagagem é de sete dias contados da reclamação.

N caso de extravio, o processo de indenização só se inicia após sete (voo nacional) ou 21 (voo internacional) dias depois da data do sumiço da bagagem, segundo a advogada especializada em direito do consumidor Érika Xavier, do Alcoforado Advogados.

O que fazer

Érika Xavier sugere que o passageiro tenha fotos da mala e o conteúdo presente nela como forma de se precaver, bem como todas as documentações sobre a viagem: cartão de embarque e comprovante de despacho de bagagem, além de documentos pessoais em mãos. Isso serve como prova e pode agilizar o julgamento do processo.

Mesmo com os direitos respaldados por lei, muitos viajantes relatam enfrentar resistência para resolver problemas por parte de companhias aéreas, como foi o caso da jornalista Maria Isabel Matos, que voltou de um intercâmbio na Espanha através da companhia Royal Air Maroc e teve uma bagagem extraviada e a outra estragada.

Logo após que suspeitou do problema e constatou ausência dos pertences, a jornalista realizou um protesto junto à empresa no balcão de desembarque. Após seis dias, a bagagem extraviada chegou, no entanto, a companhia aérea não ressarciu a passageira pelos danos na outra maleta, mesmo após várias tentativas de contato.

Xavier explica que não pode haver recusa de indenização pela companhia aérea e, se não for possível o conserto, a empresa deve indenizar o consumidor com outra bagagem ou com o valor equivalente a esta. Em casos similares, a advogada do escritório Alcoforado sugere: “Se a empresa não cumprir os prazos que a norma fixa, o consumidor pode buscar as indenizações devidas por meio do Judiciário, acrescida de reparação por danos morais”.

Pretende viajar? Faça aqui a sua cotação e garanta descontos especias na compra das passagens aéreas

Azul terá cinco voo diretos de Guarulhos para Salvador a partir de setembro

A companhia vai operar nesta rota com o A320neo com 174 assentos, mesmo modelo que a Avianca usava em seus voos.

A companhia Azul terá a partir de 1º de setembro deste ano cinco voos sem escalas de Guarulhos (SP) para Salvador, um dos destinos mais procurados pelos turistas que viajam para o Nordeste. A Azul está ocupando as rotas deixadas pela Avianca Brasil que está sem operar desde o dia 24 de maio deste ano. Atualmente a Azul não oferece voo direto de Guarulhos para a capital baiana.

Em julho a Azul começa a oferecer quatro voos de Guarulhos para Salvador, mesmo número no sentido contrário, mas em setembro terá mais uma frequência. A companhia vai operar nesta rota com o A320neo com 174 assentos, mesmo modelo que a Avianca usava em seus voos. A Azul já oferece voos diretos para a capital baiana saindo das cidades de Campinas (SP), Belo Horizonte (Confins),  Recife e Porto Seguro.

Se você estava sem saber quando viajar para a Bahia, uma boa data é o mês de outubro, quando acontece 2ª edição da Micareta Salvador. A festa será nos dias 25, 26 e 27 de outubro. Os empresários André Gagliano e José Augusto Vasconcelos já confirmaram as presenças de Claudia Leitte – que estará em dois dias de festa –, Anitta, Daniela Mercury, Alinne Rosa e Babado Novo.

O público, após as apresentações nos trios e palco, ainda poderá curtir grandes selos de música eletrônica, como a XLSIOR (Grécia) e a Joy Party, que roda o Brasil e o mundo.Além desta festa, você não terá que pensar muito em o que fazer em Salvador. A partir da capital baiana você pode fazer vários passeios, destaque para a Ilha Itaparica que faz  parte da Baía de Todos os Santos.

 

 

Vai viajar no inverno? Conheça Monte Verde, a Suíça brasileira

Distrito da cidade de Camanducaia no Sul de Minas de Gerais, a cidade fica a 164 Km de São Paulo.

Durante décadas o destino mais procurado pelos casais românticos foi Campos do Jordão, em São Paulo. O clima de montanha e o charme da cidade sempre encantaram, porém Monte Verde, distrito da cidade de Camanducaia no Sul de Minas de Gerais, a 164 Km de São Paulo, tem sido descoberta a cada inverno não só por casais, mas por famílias que buscam uma maior proximidade com a natureza somando ainda a boa gastronomia e uma pitada de aventura.

Com o título de Suíça Brasileira, Monte Verde surgiu de uma fazenda de propriedade da família Grinberg chegou ao Brasil em 1913, junto a outros tantos imigrantes da Letônia, que encontrou na Serra da Mantiqueira um clima parecido com sua cidade natal. Aos poucos a Vila de Monte Verde foi se formando, com a construção de casas de veraneio de
patrícios dos Grinberg.

O difícil acesso ao topo da montanha que levava ao vilarejo era um impedimento aos turistas,  chegando por lá apenas aventureiros em 4×4. Há cerca de dez anos, com o asfaltamento da estrada, Monte Verde passou a ser um dos destinos mais procurados principalmente no inverno, onde a temperatura chega a facilmente a dez graus negativos.

Na única avenida com cerca de doze quarteirões é o ponto de encontro, onde é possível comprar malhas, chocolates artesanais, restaurantes internacionais com pratos típicos europeus com destaque para o irresistível foundue em todas as suas variações.

A cadeia de montanhas que cerca a cidade é outra grande atração. São mais de sete trilhas que vão desde as mais leves para atletas de fim de semana as mais radicais que levam o visitante ao cume presenteando com vistas deslumbrantes.

Pousadas não faltam em Monte Verde, mas o destaque é a Estalagem Wiesbaden, com apenas oito chalés, cada um com uma decoração diferente e com muito luxo, mas em todos o hospede vai poder desfrutar de varanda, lareira, ofurô, jacuzzi dupla e um café da manhã dos sonhos, que é servido até as 16h no local que escolher ( piscina, apartamento, varanda, jardim).

Texto de Patricia de Campos

Faça aqui a sua reserva na Estalagem Wiesbaden

Garanta aqui sua hospedagem em outros hotéis e pousadas em Monte Verde

 

Confira todos os documentos que você precisa para emitir o passaporte

Para cidadãos brasileiros, não há obrigatoriedade de uso do passaporte em alguns países da América do Sul, como Uruguai, Argentina e Chile.

Para entrar em diversos países é necessário apresentar o passaporte emitido pela Polícia Federal.  A Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR) preparou um passo a passo para facilitar todas as etapas na emissão do documento.  Para cidadãos brasileiros, não há obrigatoriedade de uso do passaporte em alguns países da América do Sul, como Uruguai, Argentina e Chile, sendo necessário somente documento de identidade com foto, como o RG atualizado. O documento tem que ser emitido há menos de 10 anos.

Em outros, no entanto, o passaporte é obrigatório e deve ter, pelo menos, mais de seis meses de validade a partir da data de embarque. Alguns países exigem, também, a apresentação de visto de turismo ou negócios (consulte a lista no site do Itamaraty). Informe-se antes da viagem para evitar dor de cabeça. O passaporte tem validade de dez anos para pessoas acima dos 18 anos. Abaixo desta idade o prazo varia de um a cinco anos.

Para poder emitir seu passaporte, você deve:

-Possuir título de eleitor, quando obrigatório;

-Ter votado na última eleição, quando obrigatório, justificado, ou pago a respectiva multa;

-Para os homens, é necessário estar quite com o serviço militar obrigatório;

-Não ser procurado nem impedido de obter passaporte ou de sair do País pela Justiça

-Você cumpriu os requisitos acima? Agora é hora de reunir a documentação necessária para apresentação: documento de identificação (Cédula de Identidade, Carteira de Trabalho, Carteira Nacional de Habilitação ou passaporte anterior, ainda que vencido), CPF, certidão de nascimento, casamento ou divórcio (caso o nome do requerente tenha sido alterado) e certificado de naturalização (para brasileiros naturalizados).

-Vai emitir um novo passaporte? Não esqueça de levar o seu antigo!

O documento é confeccionado pela Polícia Federal. Portanto, você deve acessar o site da instituição para preencher o formulário de emissão.

Durante o requerimento, será emitida uma Guia de Recolhimento da União (GRU). O valor atual é de R$ 257,25. Após o processamento do pagamento você poderá agendar a entrega dos documentos em um posto da Polícia Federal de sua preferência. É possível reagendar a entrega, caso necessário.

Compareça ao posto da Polícia Federal na data e horário marcado com os documentos necessários.
O prazo de entrega do documento é, em média, de seis dias úteis. Você receberá um protocolo com a data provável de entrega.

Caso necessário, consulte o andamento do processo no site da Polícia Federal.

 

FAÇA AQUI A SUA COTAÇÃO E GARANTA DESCONTOS NAS PASSAGENS AÉREAS

 

Beach Park é o principal atrativo turístico de Fortaleza

A estrutura de mais de 200.000 m² une parque, três resorts e um hotel, além de um agradável espaço na praia.

O Ceará ficou conhecido como “Terra da Luz” após ter sido o primeiro Estado a abolir a escravidão, em 1884, quatro anos antes da Lei Áurea. O estado também carrega o título pelos seus dias ensolarados que iluminam a região quase todos os dias do ano.

Com seus 573 quilômetros de um litoral, o estado oferece condições climáticas excelentes para a prática de esportes radicais, além de presentar os visitantes com paisagens paradisíacas. Seu mar calmo, suas falésias imponentes e sua culinária saborosa, são apenas alguns dos motivos para você conhecer o Ceará.
O Ceará se destaca também pela hospitalidade do seu povo. A variedade de atrações é tanta que você não vai saber por onde começar, mas depois não vai querer parar.

Na hora de planejar o que fazer em Fortaleza você não pode deixar de incluir no seu roteiro um dos principais atrativos: o Beach Park, maior parque da América Latina. Ele reúne mais de 18 atrações inesquecíveis, classificadas em radicais, moderadas e para toda a família. Mais de 7.793.000 litros de água garantem muita diversão e adrenalina aos visitantes.

Milhares de turistas conhecem, aprovam e voltam ao Beach Park todos os anos. A estrutura de mais de 200.000 m² une parque, três resorts e um hotel, além de um agradável espaço na praia, onde os visitantes podem ter uma inesquecível experiência gastronômica.

Gostou da dica? Para viagens realizadas entre os meses de março a junho, exceto nos feriados, você encontra passagens aéreas para Fortaleza com descontos especiais.

Acesse o guia com dicas de como explorar as belezas e o encanto de Havana

CUBA01

A viagem para Cuba do aposentado José Roberto Prata e do servidor público Ricardo Murta abre a nova fase do Tudo Viagem. Um guia com tudo o que você precisa saber sobre a ilha caribenha, que aos poucos abre suas portas para o mundo, especialmente sobre Havana, você terá nesta publicação. Sob a ótica desses viajantes, além de dicas práticas de como economizar, sem deixar de conhecer os pontos turísticos mais belos de Havana, você terá ainda de segurança, onde visitar, o que comer, moeda, vistos e das opções de cruzeiros marítimos em Cuba e Caribe saindo de Havana.

A viagem foi pela Copa Airlines, que atualmente tem uma parceria com a Gol. A conexão é rápida no Panamá e é uma ótima opção voar via Belo Horizonte.  A Copa Airlines sempre tem ótimas opções de preços, além de possibilitar um “stop over” na Cidade do Panamá. Você pode aproveitar para fazer um city tour de um dia.O city tour pode ser comprado no próprio aeroporto e custa 30 dólares. As agências de viagem vendem esse city tour no Brasil, mas preferi comprar no aeroporto, mesmo correndo o risco de não ter vaga, pois o preço é três vezes mais barato do que se for comprado por uma agência no Brasil.

CUBA02

VISTO

Cuba exige visto de entrada para os brasileiros. Há a opção de adquirir o visto “tarjeta del turista” pessoalmente ou via correios na embaixada em Brasília ou no consulado de São Paulo, mas a opção mais prática é de tirar o visto junto à companhia aérea, na hora do check-in. O valor a pagar é de US$20. Confirme antes com a sua companhia aérea. Caso você decida fazer algum cruzeiro marítimo de Cuba para outros países e se o seu voo de volta é em Cuba, é necessário um novo visto para reentrar em Cuba. A MSC, que atualmente opera cruzeiros marítimos a partir de Havana lhe providenciará a “tarjeta de turista” ao preço de 15 Euros.

 

MOEDA

Em Cuba há duas moedas, os pesos cubanos – CUP e os pesos conversíveis – CUC. A moeda do turista é o CUC. Um Euro equivale a 1,05. Com o CUC, o turista paga praticamente todas os gastos (hospedagem, restaurantes, passeios etc). Pode-se também trocar uma parte de CUC em CUP para comprar uma fruta, um suco, um sanduíche e para pagar o táxi coletivo. Você não conseguirá comprar mais do que isso, pois o CUP é muito desvalorizado. É melhor levar Euro para o câmbio por ser mais valorizado.

O Dólar também pode ser trocado, mas é mais desvalorizado por lá. Logo no aeroporto você já deve trocar parte do seu dinheiro em CUC para pagar o táxi do aeroporto até o local de sua hospedagem.

Depois você pode trocar de acordo com a sua necessidade nas casas de câmbio chamadas de Cadeca espalhadas pela cidade. Não se preocupe com a variação, pois a taxa de câmbio é uma só em qualquer Cadeca. O preço do taxi do Aeroporto José Martí até o centro de Havana é praticamente fixo: 25 CUC.

CUBA03

ONDE FICAR

Uma bela opção é ficar em casas particulares. O governo dá uma licença permitindo que o cubano possa hospedar turistas em suas casas. Além da diária ser mais barata, em média 30 CUC para duas pessoas, você tem a maravilhosa experiência de conviver com uma família cubana. O povo cubano é muito comunicativo, alegre, culto e adoram brasileiros. Então é o momento de falar sobre o regime, o embargo, a relação de amor e ódio entre os Estados Unidos e Cuba dentre outros assuntos que possam agregar conhecimento, assim você pode até mesmo desmistificar certos preconceitos.

Você também terá um guia, pois o seu anfitrião terá o maior prazer em lhe dar as melhores dicas e sempre abordando o passeio sugerido de forma histórica e cultural. É prudente levar papel higiênico, sabonete, pasta de dente, álcool gel etc., pois esses produtos são controlados pelo governo e em geral quando há, a qualidade deixa a desejar. É também uma ótima opção de presentear o seu anfitrião.

Segue algumas sugestões de sites de casas particulares em Cuba: http://www.casaparticularcuba.org/default_sp.asp
http://havanacasaparticular.com/
https://www.airbnb.com.br/s/Havana–Cuba?s_tag=pMyHh3RG

 

SEGURANÇA

Havana é muito segura, monitorada e a punição para crimes contra o turista é coisa séria por lá. Quando cheguei, no primeiro dia, passeando por Havana Vieja fiquei tenso, mas logo percebi que era paranoia minha porque aquele cenário me lembrou um pouco do ambiente exótico encontrado no Brasil. Aqui no Brasil o risco do turista ser furtado ou até mesmo agredido é muito alto. Já em Havana, com raridade pode acontecer, mas sem armas. É muito comum ver os turistas portando câmaras fotográficas possantes sem medo de serem assaltados.

A propósito, Havana é um cenário maravilhoso para os fotógrafos. O seu povo em meio a uma belíssima arquitetura que contrasta com a decadência por parca manutenção e que ao mesmo tempo exibe uma exuberância e imponência é uma infinita gama de possibilidades de ângulos, expressões, emoções para os olhares mais sensíveis dos fotógrafos amadores e profissionais.

Há muitas restaurações concluídas e em andamento. Havana hoje é um canteiro de obras.
Tenha cuidado ao criticar o regime, pois o assunto é polêmico.  Lembre-se que apesar do embargo econômico e suas consequências, todos os cubanos têm acesso a uma educação de alto nível, saúde humanizada, segurança, assistência alimentar e moradia. Não há, como nas nações capitalistas, boa parte da população excluída.

Em Cuba todos têm acesso ao básico.. Portanto, fale sobre o regime, sobre política de forma mais empática e de modo que isso possa te enriquecer. Você terá uma grande oportunidade de ouvir do cubano e in-loco. Diferente de ouvir aqui de uma mídia capitalista burguesa e manipuladora.  Outras dicas: comprar charutos na rua tem grande chance de serem falsificados. Tome sempre água engarrafada.

CUBA04

ONDE COMER

Havana tem uma gama de restaurantes famosos, de alto padrão gastronômico. Mas, para comer bem e barato os restaurantes chamados Paladar (esse nome foi inspirado na novela Vale Tudo em que a personagem da Regina Duarte tinha um restaurante chamado paladar. Aliás, os cubanos adoram as novelas brasileiras e atualmente estão encantados com a novela Império).

Os paladares são empreendimentos dos cubanos que se viram para melhorar a renda por meio do turismo. O atendimento é bom e personalizado, além de você poder comer em ambientes inusitados como varandas com muitas plantas e de decoração colorida. O prato por pessoa sai em média de 6 a 10 CUC. Você pode experimentar um prato típico chamado congris que é feijão com arroz preparado de uma forma diferente da nossa.

Pode pedir a receita do congris que eles explicam com prazer. A população cubana também, como a brasileira, tem o delicioso hábito de comer feijão com arroz. A comida também é muito boa em La Bodeguita del Medio, em Havana Vieja, que você poderá degustar deliciando-se com um refrescante mojito. Já no bar El Floridita você pode degustar um saboroso daiquiri. Aliás, foi na Floridita que o daiquiri foi inventado.

O bar tem boa música, ótimos petiscos, está sempre lotado e todos tiram foto junto à estátua do Hemingway que ali frequentou e escreveu O Velho e o Mar. Outra opção romântica e nostálgica é o hotel Nacional. Avista-se dos seus jardins o Malecon -avenida beira mar, você pode saborear sob doce brisa deliciosos petiscos e bebidas ao som da música caribenha apreciando a deslumbrante vista de Havana.

CUBA05

O QUE FAZER

No primeiro dia sugiro pegar o bus tour, assim você terá uma visão geral da cidade. Você pode parar e explorar a região e em seguida pegar o ônibus novamente. Dentre essas paradas destaco o Aquário Nacional de Havana, lá você poderá almoçar no Gran Azul http://cuba-explore.com/es/restaurante-Restaurante-Gran-Azul ao lado de um grande aquário com golfinhos brincando enquanto você degusta deliciosos frutos do mar.

Havana Vieja é o nome da área central de Havana. É a parte mais antiga da cidade e onde situa-se os pontos históricos mais relevantes desde a colonização espanhola. Após o bus tour, como você já vai ter uma ideia geográfica da cidade, pode iniciar o tour do dia seguinte por Havana Vieja, caminhando pela calle Obispo, praça de armas, capitólio, teatro Alice Alonso, bairro chinês, Praça da Catedral, Praça Vieja . É em Havana Vieja que estão a maioria dos museus, dos quais destaco o museu da Revolução, Museu de Belas Artes, Museu de História Natural. Outras opções icônicas são o Museu do Rum e Fábrica de Tabacos Partagás.

Havana é uma cidade multicultural. Há diversos museus, teatros e shows musicais. Destaco o show do Trocpicana http://www.cabaret-tropicana.com/ que é um típico show de cabaret. Há também no hotel Nacional o show Cabaré Parisién. http://www.hotelnacionaldecuba.com/en/entertainment.asp Você pode explorar o clássico indo ao teatro Alice Alonso assistir ao balé de Cuba, ver a apresentação da orquestra sinfônica nacional de Cuba.  Ou ouvir a contagiante música popular cubana enquanto toma uns mojitos em muitos bares como os da calle Obispo.

Visite a região de Vedado, um bairro vizinho à Havana Vieja com diversas opções de restaurantes e bares. Em Vedado você pode aproveitar a Fábrica de Arte Cubano, um fábrica desativada que se tornou num espaço multicultural com vários ambientes bares e com muita arte, http://www.fac.cu/.  E próximo a Vedado está a Praça da Revolução que você pode ir de coco taxi que é um taxi típico de Havana. É uma motocicleta de três rodas com uma cobertura parecida com um coco. Pechinche antes, pois os preços são combinados antes. Faça também um passeio nos carros antigos.

Você pode contratar um passeio ou pegar um táxi coletivo, os chamados almendron. Veja o mapa das rotas dos taxis coletivos: https://www.google.com/maps/d/viewer?mid=zcq7B1ap1CZM.kDulKBa2zZY4&hl=en_US

CRUZEIROS MARÍTIMOS

Com uma maior abertura de Cuba nos últimos anos, o terminal marítimo de Sierra Maestra em Havana está operando navios de cruzeiros. A temporada de 2016/2017 terá dois navios da companhia italiana MSC partindo semanalmente de Havana para outros destinos pitorescos no Caribe.

 



Promoção de passagens de ida e volta para Frankfurt a partir de R$ 1,6 mil

A TAM lançou uma promoção incrível para os seus voos para viagem na classe Econômica com destino a Frankfurt na Alemanha. Quem for embarcar no Rio de Janeiro ou em Brasília vai encontrar passagens de ida e volta por R$ 1.631,63.Para quem pretende iniciar a viagem a partir e São Paulo, Belo Horizonte ou Curitiba vai encontrar os bilhetes promocionais de ida e volta por R$ 1.732,60.

A promoção estará em vigor para compras realizadas até as 23h59 desta sexta-feira (08). A tarifa é válida para viagens durante o mês de março. O valor pode ser parcelado em qualquer cartão de crédito aceito pela companhia e também em até 10 parcelas sem juros no cartão TAM Itaucard. As tarifas de embarques não estão incluídas nos valores citados neste texto.

SOBRE FRANKFURT
O aeroporto de Frankfurt é o maior da Alemanha. Ele recebe que tem mais de 154 mil passageiros e 1400 voos por dia. A cidade conta com mais de 100 arranha-céus, Frankfurt recebeu o apelido de “Mainhattan”. Um dos arranha-céus mais impressionantes é o do banco central europeu, com seus 185 metros de altura. Em volta deste prédio surge, como em um passe de mágica, uma área verde, bem no coração da cidade.Um marco importante e velho da cidade é a bolsa de Frankfurt, sua história data desde o século XVI. A sua magnífica ópera conta com espetáculos internacionais e agita ainda mais as noites da cidade.
Frankfurt tem uma rede hoteleira que oferece tarifas promocionais. E para quem não abre mão da vida noturna, a cidade tem um lugar especial principalmente nas noites de verão: o Alt-Sachsenhausen, um dos bairros de Frankfurt, é um  lugar muito agradável. Ali, os visitantes encontrarão bastante divertimento nos diversos e maravilhosos restaurantes, bares, cafés. As casas antigas em volta dão um toque charmoso ao local. É o melhor lugar para se provar a especialidade de Frankfurt: o Apfelwein, o Vinho de Maçã.



HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com