Tudo viagem

Aeroporto de Congonhas não terá voos comerciais em abril

Desde a sua função, em 1936, foi a primeira vez que as companhias aéreas suspendem voos em Congonhas por queda de passageiros. 

O Aeroporto de Congonhas, alvo de disputadas judiciais das empresas aéreas por slots (autorizações de pousos e decolagens), ficará sem voos em abril, mês de redução da malha aérea das três maiores companhias do Brasil. A suspensão foi provocada pelo coronavírus.

A LATAM chegou a vender passagens de alguns voos partindo da capital paulista, mas nesta terça-feira (31/03) retirou do seu sistema. Com decisão da LATAM, a ponte aérea Rio/São Paulo, uma das rota mais rentáveis do mundo, ficará sem voos comerciais até 30 de abril. Desde a sua função, em 1936, foi a primeira vez que Congonhas fica sem voos por queda na demanda de passageiros.

Atualização: LATAM muda planos e decide manter voos em Congonhas; veja as cidades que terão voos

LATAM muda planos e decide manter voos em Congonhas; veja cidades que terão voos

Na segunda-feira (30/03) o Tudo Viagem mostrou com exclusividade que a LATAM estava vendendo passagens por R$ 4,7 mil nos voos da ponte aérea Rio/São Paulo. Uma fonte da companhia informou que um dos motivos que levou a empresa a desistir de operar em Congonhas é a queda brusca na venda das passagens dos voos de Congonhas.

A concentração das operações da LATAM em Guarulhos ajudaria a reduzir os custos da companhia em período de crise. A Gol vai operar até 30 de abril no Aeroporto de Guarulhos. A companhia vai atender 25 capitais.

A Azul optou em concentrar as suas operações no estado de São Paulo em Campinas, seu principal centro de distribuição de voos no Brasil. No mês de abril a Azul não terá voos em Guarulhos e em Congonhas.

A LATAM informou que nos próximos dias vai divulgar a sua malha aérea, mas não respondeu sobre os voos de Congonhas.

Painel nesta terça-feira (31/03) com os últimos voos da LATAM em Congonhas

História de Congonhas

O Aeroporto de Congonhas foi inaugurado oficialmente no dia 12 de abril de 1936, mas começou a funcionar dois anos antes de provisoriamente. Até o início de março deste ano, antes da crise, operavam em Congonhas as companhias (VoePass), TwoFlez, Azul, MAP Linhas Aéreas, Gol e LATAM.

Congonhas foi construído para substituir Campo de Marte, inaugurado em 1920, e que sempre era alagado. Seu nome é uma homenagem ao Visconde de Congonhas do Campo, Lucas Antônio Monteiro de Barros (1823-1851).

LATAM vende passagens dos voos da ponte aérea Rio/SP por R$ 4,7 mil

 

(Visited 71 times, 7 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com