Tudo viagem

Confins poderá perder 1,1 milhão de passageiros por ano com liberação de jatos na Pampulha

Aeroporto localizado em Belo Horizonte tem 11 posições de estacionamento de aeronaves em voos comercias, sendo 4 para aeronaves de maior porte.

O Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte, poderá embarcar 300 passageiros por hora com a liberação de voos comerciais com jatos para qualquer destino nacional. Considerando apenas 22 dias úteis, e com 15 horas de operação diariamente, das 7 às 22 horas, seriam 99 mil embarques por mês a partir da Pampulha.

[expander_maker id=”1″ more=”Leia mais” less=”Recolher”]

Os 300 passageiros por hora fazem parte dos critérios de declaração de capacidade da Pampulha informados pela Infraero à Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). (veja detalhes abaixo). Por ano a Pampulha embarcaria 1,1 milhão de passageiros. A partir das informações da Infraero é que serão divulgados pela ANAC quantos voos cada companhia terá diariamente na Pampulha. Isso vai ocorrer na próxima segunda-feira (13/11).

A única companhia que oferece voos comerciais na Pampulha é a Passaredo, empresa que usa em suas rotas o ATR-72 com 70 assentos.  Com a liberação de jatos no aeroporto localizado a 8 quilômetros do Centro de Belo Horizonte, as companhias Azul, Gol, LATAM e Avianca Brasil seriam obrigadas a transferir voos de Confins para a Pampulha. Por causa da crise, Confins vem perdendo passageiros. Em 2015 foram 10,7 milhões de embarques nos voos domésticos e no ano passado esse número caiu para 8,2 milhões.

A BH Airport, concessionária do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, entrou com uma ação na Justiça para barrar a liberação de voos comerciais com jatos na Pampulha. (Mais detalhes ainda hoje).

VEJA TRECHO DO TEXTO DIVULGADO PELA ANAC

“A alocação de slots seguirá os critérios de declaração de capacidade informado pelo operador aeroportuário que, atualmente, possui capacidade horária para 300 passageiros embarcando e 360 passageiros desembarcando. Há 11 posições de estacionamento de aeronaves em voos comercias, sendo 4 para aeronaves de maior porte, como o a Airbus 319, o Embraer 190 e o Boeing 737, segundo dados do operador aeroportuário”

VAI VIAJAR? CONHEÇA O SITE QUE EMITE PASSAGENS AÉREAS COM ATÉ 80% DE ECONOMIA

[/expander_maker]


One thought on “Confins poderá perder 1,1 milhão de passageiros por ano com liberação de jatos na Pampulha

  1. Na verdade, se transferirem 1.1 milhão de passageiros para Pampulha, o aeroporto de Confins perderia mais ainda. Isso porque esses passageiros transferidos iriam alimentar outros voos de conexão. Exemplo: Um voo que vai ao Recife com 100 passageiros, sendo que 50 vem de conexão de Sao Paulo, Rio, Uberlandia, Brasilia etc, se esses voos forem transferidos para Pampulha, não haverá passageiros suficientes para Recife, consequentemente será cancelado. Ou seja, no exemplo de Recife, ele não foi transferido, mas foi cancelado por falta de passageiros. O mesmo passará com os voos internacionais que só se justificam devido as conexões, muitos passageiros são de fora de BH. Será menos oferta, destinos e preços mais caros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com