Parque do Ibitipoca volta a receber 1 mil pessoas por dia após acordo com o Ministério Público

A visitação era limitada para garantir a preservação da área de 1.488 hectares e seus ecossistemas, além de proporcionar maior segurança às pessoas que visitam o local.

O Parque Estadual do Ibitipoca, localizado entre Lima Duarte e Santa Rita do Ibitipoca, na Zona da Mata, voltou a receber desde sábado (13/07) mil visitantes por dia. O número estava limitado a 600 pessoas desde maio de 2018. O aumento é resultado de um acordo firmado entre o Instituto Estadual de Florestas (IEF) e o Ministério Público Estadual (MP), autor da limitação.

Segundo o Ministério Público, a visitação era limitada para garantir a preservação da área de 1.488 hectares e seus ecossistemas, além de proporcionar maior segurança às pessoas que visitam o local. Após um intenso trabalho de conservação das trilhas e de manejo da unidade de conservação, foi possível definir junto ao MP um novo limite para visitação.

Recentemente foram definidas medidas como um novo sistema de controle de acessos e fluxos nos atrativos do parque, limitando, por exemplo, o Circuito da Janela do Céu em 240 visitantes diários. O Parque Estadual do Ibitipoca é um dos mais visitados em Minas Gerais.

os números indicam que no período de 2011 a 2018, o Parque do Ibitipoca recebeu um total de 619.792 visitantes, o que significa uma média de 77 mil visitantes anualmente. O parque já recebeu 43.987 visitantes em 2019.

Os principais atrativos são a Ponte de Pedra, a Janela do Céu, a Gruta dos Três Arcos e o Pico do Pião. O parque abriga mirantes, grutas, praias, picos e as belas cachoeiras e piscinas naturais formadas pelos rios do Salto e Vermelho e o Córrego do Monjolinho. O Pico da Lombada, também conhecido como Ibitipoca, com 1.784 metros de altitude, oferece uma vista de todas as belezas naturais da região.

Frase…

“O MP reconheceu que é possível fazer a alteração. O parque continuará sendo monitorado e, em 120 dias, será feita nova avaliação, podendo ser que esse número seja estendido ainda mais. Isso demonstra os trabalhos de gestão que têm sido realizados na unidade de conservação e que proporcionaram esse acordo tão importante para a população”

Antônio Malard- diretor-geral do IEF

 

Pretende comprar passagens aéreas? Garanta aqui descontos especiais

Número de brasileiros que viajou para o Chile em 2018 aumentou 8,1%

Os turistas brasileiros gastam, em média, US$ 104 por dia no Chile, tanto em atividades turísticas quanto em compras, e ficam, também em média, oito dias em suas viagens no país.

Levantamento do Sernatur Serviço Nacional de Turismo do Chile (Sernatur) mostra que em 2018 o número de brasileiros que viajou para o Chile atingiu a marca de 589.172, uma alta de 8,1% contra o ano anterior. É o segundo aumento consecutivo, já que em 2017 (544,8 mil viajantes brasileiros) foi observado um crescimento ainda maior, de 24,1% contra os 439 mil em 2016. Em dois anos o número de turistas do Brasil no Chile teve um acréscimo de cerca de 150 mil.

Do orçamento de US$ 14,1 milhões do Chile para promoção turística internacional neste ano, US$ 2,6 milhões serão investidos no Brasil, 18,44% do total. Isso posiciona o País atrás apenas dos Estados Unidos em investimentos, já que US$ 3,1 milhões (22%) serão revertidos em ações no país norte-americano.

“A expectativa para 2019 é que os turistas brasileiros no Chile ultrapassem, no mínimo, os 600 mil. Sempre vimos o Brasil como um dos mercados prioritários, mas estamos felizes com o crescente interesse do brasileiro, o que nos motivou a ampliar nosso investimento no país neste ano”, comentou Andrea Wolleter, diretora nacional do Sernatur.

Dentro do investimento estão previstos famtours para o trade e mídias, parcerias com operadoras, companhias aéreas e outras empresas do Turismo brasileiro, campanhas publicitária e ainda treinamentos de agentes de viagens.

Brasileiro é o que mais gasta

Ainda de acordo com Andrea, um dos motivos para o Chile apostar tanto no Brasil é o quanto o viajante do país investe em suas viagens. Os turistas brasileiros gastam, em média, US$ 104 por dia no Chile, tanto em atividades turísticas quanto em compras, e ficam, também em média, oito dias em suas viagens no país.

“O viajante brasileiro é um dos que mais investem para aproveitar o máximo sua viagem. Eles optam por boas experiências gastronômicas, de enoturismo e até de compras, o que eles adoram”, explica a diretora do Sernatur.

Confira alguns atrativos do Chile

Uma das estratégias que o Sernatur deve adotar para crescer ainda mais no mercado brasileiro é diversificar os destinos. Hoje, boa parte dos turistas do Brasil visitam Santiago e as belas montanhas da Cordilheira dos Andes da região central do Chile, onde se encontram algumas das mais famosas estações de esqui do país.

As regiões do Deserto do Atacama, no Norte, e da Patagônia Chilena, no Sul, também tem atraído brasileiros, mas o objetivo é ir além: promover os tantos destinos de cultura e natureza que o Chile oferece de norte à sul, graças à sua longa extensão territorial.

Um bom exemplo disso é o Astroturismo do Valle de Elqui, ao norte de Santiago. Com altitude elevada, poucas partículas de poeira e um clima seco, o céu da região é considerado um dos melhores do mundo para observar as estrelas e constelações, e é lá que se encontram algumas das principais estações de observação astronômica do país – o Cerro Tololo, com visitação aberta aos sábados, e o Observatório Gemini, aberto às sextas-feiras, são alguns deles. Vale também conhecer as diversas plantações de pisco no local, bebida típica do país, para degustar o destilado de uvas.

Já entre Santiago e a Patagônia fica a região dos Lagos e Vulcões. Vale o destaque para Futaleufú – “Rio Grande”, na língua indígena Mapuche. Fluindo por entre as montanhas dos Andes, o rio é considerado um dos melhores do mundo para práticas de esportes de aventura, como rafting e caiaque. Trilhas e rotas de bicicletas são as outras opções para conhecer a Reserva Nacional de Futaleufú, podendo assim apreciar os belos cenários que floresta, montanhas e rios oferecem aos visitantes.

Uma alternativa que chama atenção na mesma região é Huilo Huilo, reserva biológica dentro da selva patagônica a pouco mais de 100 km de Pucón. Lagos, cachoeiras e uma vasta floresta com gigantescas árvores da família das Araucárias permite aos visitantes passar dias fazendo trilhas por entre as montanhas, em contato direto com a natureza exuberante e preservada do destino. É possível até se deparar com alguns animais da fauna local, como o Huemul, o cervo andino, que sofre com a ameaça de extinção.

GARANTA AQUI SUAS PASSAGENS COM DESCONTOS PARA SANTIAGO

GARANTA AQUI SUA HOSPEDAGEM COM DESCONTO EM SANTIAGO

 

Aeroporto do Galeão informa situação do voo pelo WhatsApp


Passageiros que vão embarcar no no Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão), no Rio e Janeiro, já podem consultar a situação dos voos pelo WhatsApp. O serviço é inédito no Brasil. Com a chegada da alta temporada, essa ferramenta vai facilitar a rotina de todos que passarem pelo aeroporto neste período.

As informações são automáticas e oferecem opções em português e inglês para consulta do status do voo, além de atualizações sobre o portão de embarque, horário e status até o encerramento do embarque. O serviço vem reforçar o canal disponível no WhatsApp desde o final de novembro para atendimento de serviços de limpeza e reposição de materiais nos sanitários do aeroporto.

Para acessar, basta adicionar o contato (21) 99123-6009 e enviar uma mensagem. Depois de escolher o idioma da comunicação, o cliente poderá escolher entre consulta de voos (1) e serviços de manutenção dos banheiros (2).

Após indicar o voo que deseja obter informações e receber o primeiro status, o cliente tem a opção de continuar recebendo atualizações daquele voo até que o serviço da companhia aérea esteja concluído.

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com