6 razões para curtir as férias de natal e fim de ano em Curitiba

Para ajudar os visitantes, o NH Curitiba The Five listou alguns passeios que não podem ficar de fora do roteiro de quem estará na região.

1- A Cidade do Pão de Mel no Bosque do Alemão traz a versão mais lúdica do Natal em Curitiba, com uma maquete feita de biscoitos, doces e pirulitos coloridos. Neste ano, o tema retrata uma visita dos personagens João e Maria, conto de fadas dos Irmãos Grimm, que pode ser visitados até o dia 06/01. O espaço conta também com oficinas de decoração de bolachas, que acontecem aos finais de semana até o dia 22 de dezembro. Também no Bosque Alemão, o público será recebido pelo casal de Papai e Mamãe Noel.

2- O Coral de Natal do Palácio Avenida é provavelmente o evento mais esperado do ano. Às 20h15, entre os dias 06 e 22 de dezembro, as janelas do edifício se abrem e mais de 100 vozes emocionam o público com músicas natalinas.

3- Outro passeio imperdível é a programação especial do Mercado Municipal durante o mês de dezembro, feita para toda família. Oficinas gastronômicas, degustações, apresentações de corais e folclores e a presença do Papai Noel saudável, são algumas das atrações.

4- A cidade ainda conta com a Vila de Natal, na Praça Santos Andrade, que aposta em uma roda gigante toda iluminada. Também por lá, a Casa do Papai Noel está aberta desde o dia 01 de dezembro até o dia 25 de dezembro, sempre das 12h às 20h.

5- Para as festividades natalinas, pode contar com ótimas opções de hospedagem e roteiros gastronômicos para curtir em família, a dois ou com amigos. As melhores opções estão no Batel, charmoso bairro com a maior de bares, restaurantes e uma vida noturna agitada, que fica bem próximo ao centro, facilitando o transporte para os passeios, além de estar próximo aos principais eventos de Natal.

6- Também localizado no Batel, o NH Curitiba The Five é a melhor opção de hospedagem na região, já que atrai quem preza pelo bom gosto e contemporaneidade. Com seu pé direito alto, iluminação natural e decoração sofisticada, o hotel ainda oferece, em seu Restaurante Trinitas, um Menu exclusivo para a Ceia de Natal. O renomado chef Silvonei Souza prepara uma sequência que vai agradar – e muito – os entusiastas de sabores natalinos: são três opções de entradas, cinco opções de pratos principais, com destaque para o Tender Marinado com Mel e Alecrim, Conchiglione de Ricota e Pesto de Castanhas e os doces temáticos que finalizam a experiência em grande estilo.

Para conferir a programação completa do Natal na capital paranaense, acesse o site da prefeitura (www.curitiba.pr.gov.br/) e para garantir a reserva no NH Curitiba The Five, acesse o site do hotel (www.nh-hoteles.pt/hotel/nh-curitiba-the-five). Para saber mais sobre Curitiba, acesse aqui 

Serviço

Endereço: R. Nunes Machado, 68 – Batel, Curitiba – PR, 80250-000

E-mail: nhcuritibathefive@nh-hotels.com

Telefone: +55 41 3434-9400

Site: www.nh-hoteles.pt/hotel/nh-curitiba-the-five

Instagram: @nhhotelsbrasil

Texto por agência com edições. Imagem via Istock/Pedro Moraes

Confira a programação na Costa do Sauípe para o Reveillon

 A Costa do Sauípe é o destino de férias mais completo para receber toda a família ou amigos e o ideal para um passeio no sistema all inclusive.

 

A Costa do Sauípe já está se preparando para receber os visitantes neste fim de ano. Com programações que prometem agradar todas as famílias, ainda é possível reservar pacotes para a época. Quem optar por curtir o Natal acompanhado pelo clima praiano do resort poderá desfrutar de espetáculos teatrais infantil e adulto, concerto natalino, shows musicais e até missa do Galo. Para os pequenos, o Papai Noel também realizará a entrega de presentes no hotel, que estará equipado com luzes e decoração temática, além de fogos de artifício. As atrações começaram no dia 7 de dezembro, com a estreia do espetáculo teatral “O Natal Mais Doce da Vida”. Para quem gosta de música, a Costa do Sauípe terá também apresentações do Coral Kids, do músico Felipe Evans e shows com artistas locais.

Foto via Istock/FlavioSantiago

Para o Réveillon em Sauípe há também duas opções à disposição – A Bahia é a Terra da Alegria e o Réveillon Simplesmente Luxo, com show de Ivete Sangalo, na Praia do Forte.

A Bahia é a Terra da Alegria

O primeiro pacote, contará a história de descobrimento do Brasil por meio da música, da dança e das belezas naturais do complexo hoteleiro. Nele, estão inclusos no regime all inclusive ceia de réveillon, com música ao vivo, servida à beira das piscinas, queima de fogos, inserções artísticas e show da virada na Arena Sauípe, com festa especial para todos.

Réveillon Simplesmente Luxo

Já esse pacote, com Ivete Sangalo, na Praia do Forte, inclui hospedagem no Hotel Sauípe Premium ou no Sauípe Sol Premium com transfer de ida e volta para festa de Réveillon na Praia do Forte, onde acontecerá o show de Ivete Sangalo e da banda Timbalada. A festa tem serviço all inclusive assinado pelo chef Bartô, do restaurante Soho.

Ambos os pacotes estão disponíveis para as datas de 28 de dezembro de 2019 a 01 de janeiro de 2020, ou do dia 29 de dezembro de 2019 até o dia 02 de janeiro de 2020.

Mais informações sobre os pacotes

Natal: Sauípe Premium Sol

Dia 21 a 25 de dezembro (04 noites): Diárias a partir de R$ 1.242,00. Preço por noite em apartamento para 2 adultos. All Inclusive.

O valor pode ser parcelado em até 8x no cartão sem juros.

*Preços sujeitos a disponibilidade. Não inclui aéreo. Consulte aqui.

Reveillon: Sauípe Resort (Réveillon Simplesmente Luxo)

Dia 29 de dezembro a 02 de janeiro (04 noites): Diárias a partir de R$ 2.279,00. Preço por noite em apartamento para 2 adultos. All Inclusive.

O valor pode ser parcelado em até 8x no cartão sem juros.

*Preços sujeitos a disponibilidade. Não inclui aéreo. Consulte  aqui.

Para passagens aéreas promocionais

Texto por agência com edições. Imagem destacada via Istock/FlavioSantiago.

Férias na Pousada Jardim da Mantiqueira em Monte Verde

Localizada em meio à mata nativa de Monte Verde, a Pousada Jardim da Mantiqueira fica a menos de um minuto da rua principal do distrito.

Em um amplo bosque de araucárias centenárias, a Pousada Jardim da Mantiqueira fica a menos de um minuto da rua principal do distrito. O turista pode desfrutar de uma natureza quase que intocada que cerca toda a propriedade, além de um atendimento impecável.

Chalés luxosos com vista para o bosque

São chalés luxuosos com hidromassagem e lareira e suítes encantadoras com vista para o bosque – todas as acomodações têm decoração em estilo minimalista que se integra de forma harmônica à paisagem ao redor. Há ainda wi-fi e um farto café da manhã, com bolos, tortas, geleias e pães especiais com um toque caseiro. Entre as receitas exclusivas estão a coalhada natural, o pão de pinhão e o café cremoso, feitos diariamente pela equipe de Alimentos e Bebidas da Pousada Jardim da Mantiqueira.

Proprietários da pousada, o casal Ruppel tem mais de duas décadas dedicados a hotelaria. Os dois procuraram idealizar uma proposta de hospedagem marcante para Monte Verde, onde o cliente é sempre o centro das atenções. A localização também é perfeita, pois está há três quadras da avenida mais movimentada da cidade. Diárias para Janeiro e fevereiro, exceto feriados e carnaval, R$ 450,00, o casal, incluindo café da manhã, internet e estacionamento.

Serviço

pousadajardimdamantiqueira.com.br

Reservas e informações: (35) 3438-1912 / (35) 99173-9361 (WhatsApp)

Rua da Mantiqueira, 473 – Monte Verde, Camanducaia-MG

Dicas do que fazer na Itália no Natal e Ano Novo

Em toda a Itália há muitos eventos planejados para o período de Natal e Ano Novo: aqui escolhemos as sugestões mais interessantes para o turista.

Na Itália, mercados com mais de três séculos de tradição

Os mercados da arte da Natividade de Cristo em Nápoles, uma arte que remonta ao final dos anos 1700 que permaneceu inalterada ao longo dos séculos: do início de novembro a 6 de janeiro, as conhecidas oficinas de artesãos de presépio na Via San Gregorio Armeno – uma verdadeira instituição em Nápoles – expõem estatuetas para presépios tradicionais e também algumas peças mais excêntricas.

Via San Gregorio Armeno, Napoli – Campânia

Em Gubbio, na Úmbria,  todos os anos na noite de 7 de dezembro, a histórica árvore de Natal e a maior do mundo, é acesa. Criada no sopé do Monte Igino e estendendo-se até as muralhas medievais da cidade, a árvore é iluminada por mais de 700 luzes multicoloridas, medindo 750 metros de comprimento e 130.000 metros quadrados de área. Mas o Natal em Gubbio não pára por aí: na Piazza 40 Martiri são realizados os mercados de Natal característicos, enquanto o bairro medieval de San Martino abriga o presépio tradicional e, por último, mas não menos importante, o trem em miniatura e a roda panorâmica a partir da qual os visitantes podem desfrutar de uma vista incomparável de Gubbio e sua árvore de Natal.

Árvore de Natal de Gubbio – Úmbria

Representações teatrais

Se o turista quiser aproveitar suas férias de Natal na Itália com um grande fator de deslumbramento, não pode perder Matera e sua peça evocativa da Natividade: todo fim de semana em dezembro, uma representação sagrada e teatral da Natividade acontece no cenário incrível da Sassi di Matera , que também foi a capital da cultura da Itália em 2019 (o acesso ao evento – com duração de aproximadamente 90 minutos – deve ser reservado). Entre Sasso Barisano e Sasso Caveso, desenrola-se um itinerário comovente, rico em charme e espiritualidade, com atores que encenam diferentes cenas da vida cotidiana na Judéia de dois mil anos atrás.

Matera – Basilicata

 

O que fazer na Itália na véspera de Ano Novo

As celebrações da véspera de Ano Novo na Itália animam as praças de norte a sul da Bota, com concertos, shows e fogos de artifício. Para assistir a um show verdadeiramente sensacional, o visitante pode passar o Ano Novo em Ferrara: aqui, na noite de 31 de dezembro, dentro das muralhas da cidade, a cidade é animada por música, atividades para adultos e crianças e pela magnífica queima do Castelo de Estense, com espetaculares espetáculos de fogos de artifício, cascatas de luz e cor ao cair da meia-noite.

Queima do Castelo Estense, Ferrara –  Emilia-Romagna

As luzes também são as estrelas do show na véspera de Ano Novo em Salerno, onde durante o período de férias de Natal (de meados de novembro de 2019 a janeiro) as ruas do centro são iluminadas pelas maravilhosas iluminações e instalações de arte com um tema floral, conhecido como Luci d’Artista.

Luci d’artista, Salerno – Campânia

Uma das comemorações mais características da véspera de Ano Novo é a que ocorre na Piazza Maggiore, a praça principal de Bolonha, onde é revivida a antiga tradição da “Fogueira do Velho”: um fantoche, representando o ano que acabou de terminar, é queimado em uma fogueira para deixar supersticiosamente para trás as coisas ruins do ano passado e desejar a si mesmo tudo de bom para a próxima. O Velho ou “Vecchione” é uma escultura gigante iluminada posicionada no meio da praça no final de dezembro e destinada a permanecer lá até a contagem regressiva para a meia-noite do dia 31. As celebrações na praça também continuam após a fogueira, espalhando-se pelas ruas próximas com música e apresentações de artistas de rua.

Fogueira do Velho, Bolonha – Emília-Romanha

Para aqueles que desejam respirar o ar da montanha na véspera de Ano Novo na Itália, uma boa opção é Tarvisio, na província de Udine, onde podem assistir à 47ª edição do mais longo desfile de tochas dos Alpes: o tradicional desfile das tochas de Monte Lussari. O evento acontece no dia 1º de janeiro, ao pôr do sol, na área de Camporosso: 250 esquiadores descem a pista de esqui de Di Prampero vestindo trajes tradicionais (manto de lã tirolesa, suéter, meias e calças de lã, botas e chapéu cravejados) iluminados apenas pelas lanternas. Há também um mercado com barracas de produtos locais e um desfile à luz de tochas para as crianças às 16h30.

Monte Lussari – Friuli Venezia Giulia

Por fim, se o turista é um entusiasta do jazz, sua passagem de ano só pode ser passada em Orvieto, onde ele pode assistir à 27ª edição do Umbria Jazz Winter. De 28 de dezembro a 1º de janeiro, dezenas de eventos dão vida ao centro histórico, com mais de 30 bandas e mais de 150 artistas internacionais. Há música ininterrupta do meio-dia até tarde da noite, para não mencionar jam sessions e eventos onde a música jazz encontra boa comida e vinho. Os destaques do evento são o concerto gospel após a missa de Ano Novo, a tarde na catedral e o jantar de véspera de Ano Novo com shows antes e depois da meia-noite.

Umbria Jazz Winter, Orvieto – Úmbria

Texto por agência com edições.

 

 

Celebração Natalina em Mairinque (SP), um lugar sensacional para visitar

Se você está entre aquelas pessoas que ainda não decidiram onde irá celebrar o Natal,  uma boa opção está no Confraria Colonial Hotel.

O pacote de experiências natalinas do hotel terá música ao vivo e jantares tematizados no período. No dia 24, a tradicional Ceia Natalina trará pratos e sobremesas da culinária regional e internacional, elaborados pelo chef com exclusividade para a celebração. Ela será complementada pelo almoço especial no dia de Natal, com pratos da culinária mineira servidos num típico e requintado buffet no restaurante Casarão, além de uma extensa lista de sobremesas com doces e frutas.

Lazer e natureza

Lago Confraria Colonial. Foto por Fernando Lima

Além do encantamento e a magia da data, os visitantes poderão aproveitar os benefícios do Confraria Colonial, um verdadeiro refúgio no interior paulista, com trilhas para caminhadas ecológicas em meio à natureza nativa, dar um tempo no agito relaxando nos espaços meditativos e também curtir o lazer disponível no hotel, tais como as piscinas, quadras de tênis, sauna, fitness center, sala de massagem e mini cinema, entre outras escolhas.

Serviço

Confraria Colonial Hotel Boutique

Pacote de Natal: 20 a 26 de dezembro

A partir de R$ 1.550,00 casal ou duas pessoas pensão completa

Mais informações: (11) 4118-4090 e (11) 4708-9916. WhatsApp: (11) 9 9125-3343 – www.facebook.com/ccolonialwww.confrariacolonial.com.br

A Morada das Nuvens se destaca pela qualidade em Monte Verde

A Morada das Nuvens é uma pousada encravada na Serra da Mantiqueira, na charmosa e acolhedora vila de Monte Verde (MG), distrito de Camanducaia.

Distante apenas 170 km de São Paulo bem no sudoeste de Minas Gerais, a Pousada Morada das Nuvens se destaca na paisagem. Situada a 1.700 metros de altitude, é definitivamente um lugar cativante e apaixonante, rodeada de mata nativa com vista privilegiada das montanhas em todas suas suítes.

Hospedagem relaxante

Se sua proposta for descansar em um local privilegiado, guarnecido pela natureza, sua escolha certamente vai recair nesta pousada. Com uma concepção baseada nos principais sentidos da vida, os hóspedes da Pousada Morada das Nuvens podem levar na lembrança momentos únicos de puro relaxamento e de bem-estar com muito conforto. As suítes com hidromassagem dupla da Pousada Morada das Nuvens, com vista panorâmica, são um dos destaques, cercadas da beleza de um enorme jardim com frondosas árvores frutírefas, cujos frutos são utilizados na confecção de geleias da própria pousada e conduzem os hóspedes aos sentidos do puro gosto caseiro.

Divulgação.

A área de lazer disponibiliza aos hóspedes a oportunidade de desfrutar de uma piscina climatizada, com vista panorâmica deslumbrante, saunas a vapor e finlandesa (seca) e a possibilidade de agendar dia e hora para uma massagem revigorante. O café da manhã é um caso à parte. Seus proprietários com curso de panificação na França preparam diariamente os pães que são servidos, além das geleias, bolos e demais itens de um cardápio personalizado e exclusivo, incluindo, omeletes, panquecas, crepes doces e salgados.

Política pet friendly

Outro destaque que os proprietários fazem questão de realçar é o seu amor pelos pets e a possibilidade de se hospedar acompanhado de seu mais fiel amigo. Vale destacar no site a foto “in memoriam” do mascote Doux, um sheepdog lindo, com um segredo que o acompanha, que só aqueles que se hospedam na pousada tem o privilégio de conhecer.

Foto por Natalia Bastos.

Todos os hóspedes têm ainda à sua disposição, a poucos passos da pousada, uma das trilhas que conduzem aos principais picos da região, como o Platô, Pico do Selado, Chapéu do Bispo e Pedra Partida.

Serviço –

Para o mês de janeiro as diárias para casal a partir de R$ 590,00, incluindo café da manhã, internet e estacionamento. Outras informações www.moradadasnuvens.com.br ou ligue (35) 3438-1652 ou no celular (35) 98801-2493

Rua Canela, 21 – Monte Verde, Camanducaia-MG

 

Texto por Natalia Bastos com informações de agência. Imagem destacada por lugaresadois.

Noruega: cenários impressionantes com paisagens surreais

A Noruega é um país que chama a atenção. Seja pelo famoso bacalhau, ou pelos fiordes. Para os adoradores de ambientes naturais, o país é inigualável. 

O luxo na Noruega está em viver experiências memoráveis, com cenários deslumbrantes ao fundo. O país combina belezas naturais, grande riqueza cultural e um povo hospitaleiro, que valoriza a igualdade e o respeito. O destino oferece experiências inusitadas e exclusivas que passam pelos encantadores fiordes e pela magia da aurora boreal e do sol da meia-noite. De norte a sul, existem inúmeras possibilidades para deixar qualquer tipo de viajante extasiado, em qualquer época do ano.

Para se aventurar

Já imaginou andar em um trenó puxado por renas? Hospedar-se em um hotel onde toda a construção e os móveis são feitos de gelo? E acompanhar de perto como é feita a pesca do famoso bacalhau norueguês? Essas são só algumas das atividades que podem ser feitas no norte do país.

Já na região dos fiordes, a aventura fica ainda mais incrível, com trajetos de barco, trilhas com cenários deslumbrantes, passeios em geleiras, excursões de caiaque e uma grande variedade de esportes radicais. A Noruega também oferece um vasto calendário de eventos que vão desde festivais de música e cultura até eventos esportivos como maratonas e campeonato de golfe sob a luz do sol da meia-noite.

Para relaxar

Um bom hotel com certeza é um item importante para uma experiência incrível de viagem e na Noruega não faltam ótimas opções. O Juvet talvez seja um dos hotéis mais incríveis não só do país, mas de todo o mundo. A sensação que os quartos do hotel proporcionam aos visitantes com as suas paredes de vidro é de estar completamente imerso na natureza. O Ullensvang é um tradicional hotel histórico, com localização perfeita para aproveitar atrações como a famosa trilha até Trolltunga ou sobrevoo de helicóptero pelos topos nevados das montanhas do fiorde de Hardanger. Não é à toa que o hotel é um dos lugares preferidos de férias da Rainha Sônia da Noruega. No coração do fiorde de Nord está localizado o luxuoso resort Alexandra. O estabelecimento foi construído há centenas de anos, oferecendo tradição sem deixar de lado todo o conforto e modernidade. Com acomodações com vistas de tirar o fôlego, uma das grandes atrações do hotel é a gastronomia e seu excelente spa.

Para degustar

Em visita a Oslo, vale a pena se planejar e fazer uma reserva para conhecer o restaurante Maaemo, o primeiro da Noruega a receber a nota máxima de três estrelas no renomado Guia Michelin. Liderado pelo chef Esben Holmboe Bang, o estabelecimento oferece uma interpretação interessante da tradicional comida norueguesa. Já em Bergen, o Cornelius Seafood pode ser uma ótima opção. O restaurante situa-se junto ao mar, com vista extraordinária dos fiordes. Aberto todos os dias, seu famoso menu meteorológico é inspirado no clima da época, servindo pratos leves nos dias de verão e pratos com sabores mais fortes quando o tempo está mais frio.

Mais informações: www.visitnorway.com.br

Texto por Natalia Bastos com informações de agência. Imagem destacada via Istock/cookelma

Verona, a cidade italiana onde acontece o romance de Romeu e Julieta

Verona é a cidade do amor, e para homenagear a William Shakespeare, o turista pode visitar os lugares da derradeira tragédia romântica: Romeu e Julieta.

As casas dos amantes

Leito de Julieta. Foto por Mr. Boombust – Flickr

Hoje, a casa de Julieta possui uma coleção de gravuras antigas – cujo assunto é a história do casal – e móveis e figurinos usados ​​na versão cinematográfica de Franco Zeffirelli. No pátio, o visitante pode admirar a magnífica estátua de bronze de Julieta por Nereo Costantini, que se tornou o símbolo de Verona.

Depois da casa de Julieta, o visitante deve conhecer a casa de seu amor, localizada em um beco isolado no centro histórico de Verona, não muito longe dos túmulos de Scaliger. Esse castelo rústico de tijolos – que se dizia ser de Romeu – pertencia à família Montecchi; apresenta as ameias típicas de rabo de andorinha gibelina. Atualmente, o edifício é de propriedade privada, mas ainda pode ser visto de fora. Essa arquitetura característica é uma prova das lutas entre os Guelphs e Ghibellines, e a necessidade dos habitantes do centro da cidade de construir torres e fortificações privadas em sua defesa. Essas defesas foram um reforço das barreiras já existentes do rio Adige e dos muros que cercavam Verona.

Palazzi na Piazza delle Erbe

A segunda parte do passeio segue as muralhas medievais que cercam a cidade de Verona, iniciadas durante a Idade Média sob a sangrenta tirania de Ezzelino Romano. Ao longo das paredes, pode-se ver os portões de Bra, a entrada principal da cidade na época em que nossos amantes malfadados teriam vivido. Ao lado desses antigos portões, encontra-se um busto de bronze de William Shakespeare e uma placa citando o famoso discurso de pré-exílio de Romeu.

A última parada deste passeio romântico na cidade de Romeu e Julieta é o túmulo do casal, identificado dentro do Mosteiro de San Francesco, em Corso. Foi o único mosteiro fora das muralhas da cidade durante o período da história e o único acessível ao Romeu exilado. O mosteiro foi construído em 1230 no local onde, segundo a tradição, São Francisco de Assis morava. Lá ocorreu o trágico fim do casal, e, em uma sala escura da cripta, entre as lápides dos monges, está um sarcófago de mármore vermelho vazio, conhecido como o túmulo de Julieta.

Vista panarâmica de Verona

Vista panorámica de Verona. Divulgação

A partir do outro lado da rua comercial exclusiva para pedestres da Via Mazzini, fica a famosa Arena. Esta área elegante, chamada Listone, é ideal para um passeio. À direita, no final da Via Borsari, fica o Portão Borsari. Deixando o anfiteatro romano para trás, o passeio segue pela Via Roma até chegar a Castelvecchio, a mansão da família Scaliger, senhores de Verona. Depois, seguindo em direção a Corso Cavour, antes de seguir para Porta Palio, chega-se a San Zeno (à direita) e pode-se observar uma das maiores glórias da arquitetura romana: a Basílica de San Zeno. Para apreciar uma vista única desta cidade, caminhe pela Pietra sull’Adige Bridge (ou seja, a “Pedra no Adige”), a única ponte romana ainda intacta hoje.

Texto por Natalia Bastos com informações de agência.

 

Confira nosso especial de viagem sobre a Serra da Canastra

O paredão de pedras por onde o Rio São Francisco cai para se transformar em sua primeira cachoeira, a sexta maior do Brasil, é usado como ninhos de andorinhas e demais pássaros da região.

Conhecer o Parque Nacional da Serra da Canastra foi uma das melhores experiências dos últimos anos! Foi nesta viagem que tivemos a oportunidade de conhecer a nascente do Rio São Francisco, de ver de perto a Cachoeira Casca D Anta, de saborear as delícias do Restaurante  “Velho Chico”,  além de uma experiência de hospedagem incrível no Hotel Chapadão da Canastra, localizado em São Roque de Minas.

Fizemos o trajeto de carro até São Roque de Minas, que fica a 320 km de Belo Horizonte. Nesta viagem estavam Celso Martins, e João Henrique Heringer, do Tudo Viagem, acompanhados de Darick e Havana, nossos cãezinhos viajantes, além de Rafael D’Oliveira e Carla Silva, do site BHAZ. Confira tudo sobre a Serra da Canastra neste post especial.

A hospedagem foi em São Roque de Minas, cidade toda limpinha, cercada por muito verde e com um povo hospitaleiro. Nos arredores da cidade são 50 opções de passeios em fazendas que produzem o queijo da Canastra. Algumas servem cafés e almoços para grupos. No caminho destas fazendas você pode parar para dar um mergulho em rios e cachoeiras cristalinas.

Nosso primeiro passeio foi na parte alta do Parque Nacional da Serra da Canastra. Nosso guia foi o Elmo Brancatto, profissional que recomendamos. Em todo o trajeto ele mostrava as paisagens e sempre chama a atenção quando os animais que apareciam às margens da estrada, pareciam que faziam pose para serem fotografados, entre eles Ema, Tamanduá bandeira, Veado Campeiro e até uma Raposa com um filhote. O Urubu Rei estava por toda parte.

Cachoeira Casca D Anta

Nossa primeira parada foi na nascente do Rio São Francisco, que fica a 1.300 metros acima do nível do mar. Como estava no período de chuva, tinha muita água e o que chamou a atenção é a quantidade de peixinhos no pequeno córrego, além de uma água transparente.

Em seguida fomos até a parte alta da Cachoeira Casca D Anta. Neste local há um mirante que permite uma vista espetacular da parte baixa do Parque Nacional da Serra da Canastra, e de onde se forma a cachoeira, a primeira do “Velho Chico”.

O nosso guia, o Elmo Brancatto, é tão atencioso com um grupo que durante o trajeto até o mirante alertava sobre as pedras soltas que poderiam causar pequenos acidentes, além dos alertas sobre os pontos mais perigosos. Depois de belas fotos de uma linda paisagem, hora de retornar para um mergulho no Rio São Francisco.

Além de um mergulho “renovador”, em um local cercado de montanhas e pela vegetação do Cerrado, ao entrar no rio você tem outra surpresa. Os peixinhos massageiam suas pernas. Neste local há banheiros para o público, mas não há nada para comprar.

Depois de um banho relaxante, hora de fazer o trajeto de volta. O nosso guia Elmo Brancatto fez uma parada no Curral de Pedras, onde funcionou uma fazenda há cerca de 200 anos. Um local lindo para você fotografar. O local usado para cercar os animais foi todo preservado As pedras eram as cercas da fazenda.

Primeira cachoeira do Rio São Francisco

No segundo dia do passeio o nosso guia nos Elmo Brancatto nos levou para conhecer a parte baixa do Parque Nacional da Serra da Canastra, onde fica a primeira cachoeira do Rio São Francisco: a Casca D Anta. Mas no trajeto, nos deparamos com  várias surpresas:corujas, raposas, Veados e gaviões atravessaram em nosso caminho.Tivemos uma parada rápida em um mirante, mas depois de alguns minutos fomos conhecer a “prainha” do Rio São Francisco, local ideal para um mergulho.

O almoço neste dia foi no belo distrito de São José do Barreiro, que pertence a São Roque de Minas.  O local escolhido pelo nosso guia foi o Restaurante Real da Canastra, onde você encontra comida mineira feita no fogão a lenha.

Em seguida fomos para a etapa mais importante da viagem: ver de perto a Cachoeira Casca D’  Anta. Para entrar no Parque Nacional da Serra da Canastra é cobrada entrada de R$ 11 por pessoa. Veículos com idosos e pessoas com necessidades de locomoção podem entrar no parque. Eles conseguem chegar a poucos metros da cachoeira.

O trajeto até lá é de 1,5 km. A trilha no meio da mata tem algumas subidas, mas nada demais. Depois de cerca de 40 minutos de caminhada, sempre ouvindo o barulho das correntezas do Rio São Francisco, e com vista do alto a Serra da Canastra, o visitante se emociona quando chega bem em frente a Cachoeira Casca D Anta. São 186 metros de queda d´água num paredão de 300 metros.

No dia da nossa visita fomos surpreendidos com um arco-íris. Como havia chovido no dia anterior, na parte superior da Serra da Canastra, a queda estava bem mais volumosa, o que fazia tudo ainda mais exuberante. Gotas de água fria batiam nas pedras e vinham refrescar quem estava no  local. Não é recomendado que as pessoas se aproximem da queda d´água por causa dos ricos de acidentes nas pedras.

Pato-mergulhão

O paredão de pedras por onde o Rio São Francisco cai para se transformar em sua primeira cachoeira, a quinta maior do Brasil, é usado como ninhos de andorinhas e demais pássaros da região. É nesta região do parque que vivem 150 das 200 espécies do pato-mergulhão, uma ave endêmica do Brasil da família Anatidae e do gênero Mergus.

É uma das 10 aves aquáticas mais raras, emblemáticas e ameaçadas de extinção do mundo. Esse pato só mergulha em água totalmente limpa, motivo de escolher o Rio São Francisco como fonte de alimento.

Quer realizar esses passeios com segurança? Anota ai o contato do Elmo Brancatto: 37 99914-9737

Restaurante Velho Chico

Para ter tanta energia para ir as cachoeiras, nadar em rios e percorrer trilhas, o segredo é renovar as energias no Velho Chico. Mas não estamos falando do maior brasileiro. Velho Chico é o restaurante dirigido por Ricardo Aziz Barbosa e Elaine Silva Pereira Aziz, localizado no Centro de São Roque de Minas.

O Velho Chico foi aberto em 21 de julho de 2017 e desde sua inauguração surpreende os clientes com uma verdadeira explosão de sabores. Os pratos são preparados na hora e os principais ingredientes são fornecidos pelos produtores da região. Além do tradicional Queijo da Canastra, O Velho Chico tem sobremesas preparadas com melado de cana e goiabada feita nas fazendas da região.

João Henrique, Elaine, Ricardo, Rafael, Celso e Simone

Entre as delícias que tivemos a oportunidade de saborear , os destaques foram o filé mignon preparado com molho de Queijo Canastra, o Filé de Tilápia com Parmesão e a Isca de Surubim ao molho de queijo canastra. O Rafael Oliveira e Carla Silva, do site BHAZ, se encantaram com o tropeiro Velho Chico, prato que acompanha couve, costelinha, torresmo, ovo e arroz.

 

No Velho Chico de Vargem Bonita, inaugurado em agosto de 2019, que fica a cerca de 20 minutos de carro de São Roque de Minas, o prato servido foi o Filé de Tilápia recheado com requeijão e palmito. O acompanhamento foi arroz cremoso de brócolis e alho. O segredo do creme é o Queijo Canastra derretido.

Nas duas unidades há vasta opção de sobremesas. Nosso grupo teve a oportunidade de saborear Doce de Leite com Queijo Canastra, Romeu e Julieta, Sorvete de Queijo Canastra com Goiabada Quente, Cheesecake de queijo canastra com calda de frutas vermelhas.

Festa da virada do ano

Se você estava sem o que fazer no final do ano, a dica é viajar para São Roque de Minas. O Velho Chico terá festa de Réveillon para celebrar a virada do ano. O evento open bar, open food, com DJ, banda e queima de fogos, será uma oportunidade para você experimentar essas delícias da Serra da Canastra.

A abertura será às 22h30. Além de bebidas a vontade, os participantes terão mesa de frutas; mesa de queijos (canastra), mesa de frios; mesas temáticas; jantar; sobremesa; café da manhã.

Antes de meia noite o público irá para a área externa do restaurante, onde será feita a contagem regressiva para a chegada de 2020, com uma linda queima de fogos. A festa se estenderá até as 04h30.

Endereço Velho Chico São Roque de Minas

Praça Miguel Tenente, 92, Bairro Colina, São Roque de Minas

Endereço Velho Chico de Vargem Bonita
Rua Ubirajara Lima, 145 – Centro – Vargem Bonita/MG

Acesse aqui o site do Velho Chico

Reservas de mesas e demais informações: (37) 98825-7535

Hotel Chapadão da Canastra

São 24 apartamentos, cada um com uma área de 25 m², equipados com frigobar, TV LED 32’, telefone, ventilador e ar condicionado, além de varandas com vistas da exuberante serra e do bosque. O hotel é pet friendly, um dos primeiros de Minas Gerais a aceitar animais.

Das varandas dos quartos é possível avistar pequenos animais silvestres e diversas espécies de pássaros.  O hotel tem piscina adulto e infantil, hidromassagem aquecida e barzinho, além de salão de jogos, loja de artesanato, lavanderia, videoteca, Lan House e Wi-Fi.

 

Quer se desconectar do mundo virtual? O Hotel tem uma trilha que vai até à margem do Rio do Peixe, afluente do Rio São Francisco. A caminhada dura menos de três minutos. Além de curtir o ambiente de uma mata preservada, observar a água limpinha fazendo seu percurso lentamente é uma verdadeira terapia. Na volta, a dica escolher uma das redes do redário, localizado debaixo da copa das árvores.

 

O café gourmet da Canastra e os quitutes da culinária mineira fazem a gente se sentir em uma fazenda. São três versões do pão de queijo, seis opções do queijo da Canastra, receitas da vovó, além das deliciosas pamonhas.

Não deixe de experimentar o “João Deitado”, pãezinhos recheados com carne, palmito, frango e queijo, além de salgadinhos produzidos diariamente. São mais de 40 itens, incluindo ainda sucos, geleias, pratos salgados, bolos e tortas.

O Chapadão da Canastra disponibiliza veículos 4X4 para passeios nos melhores e mais procurados roteiros da Serra da Canastra. O hotel disponibiliza um kit com água gelada, sanduíches –  natural e misto – suco, barra de cereal, bolo e frutas.

Mais informações e reservas (37) 34331267 –

Reservas pelo site chapadaodacanastra.com.br

Telefone: informações e reservas (37) 3433-1267

Mãe e filha são promotoras do turismo da região

A advogada Simone Renata Soares Dupin administra o Chapadão da Canastra desde 2014, junto com a sua mãe, Renilda Soares Dupin. Elas cuidam dos mínimos detalhes para agradar os hóspedes. Fazem de tudo para você se sentir em casa.

Renilda, Simone e o guia Elmo

 

Mãe e filha atuam como voluntárias na divulgação dos atrativos da Serra da Canastra. Entre as ações estão convites para jornalistas e influenciadores digitais conhecerem a cidade. Tudo isso pensando não apenas no hotel delas, mas em toda a rede de turismo da região. Foi a Simone que  nos levou para conhecer a cidade vizinha de Vargem Bonita.

Segundo Simone Dupin, nos arredores de São Roque de Minas há cerca de 50 fazendas que fazem parte do Circuito do Queijo. Nestas propriedades os turistas podem degustar os queijos, além de fazer comprar. Simone Dupin está animada com a 3ª Edição do Festival de Balão de São Roque de Minas. O evento será realizado na sede da Fazenda Capim da Canastra, onde é produzido um queijo premiado no exterior. O festival acontecerá entre 8 e 12 de julho de 2020.

Na Fazenda Capim da Canastra há área de camping. Além dos passeios de balão, o público poderá saborear pratos por vários chefs brasileiros, além de vários shows que estão sendo programados – com presença confirmada de Nando Reis nesta edição.

 

Natal Iluminado é atração de dezembro na cidade de Caxias (MA)

No mês de dezembro, as principais ruas e praças de Caxias ganham uma iluminação cênica especial do porte de cidades que já têm uma forte tradição natalina.

Caxias já se consolidou na região como um destino de grandes eventos que acontecem ao longo do ano, com um Carnaval de rua alegre e seguro e um dos melhores São João do Nordeste. Também é conhecida por sua Procissão do Fogaréu, a segunda maior do país, e há 3 anos a cidade faz acontecer o Natal Iluminado, que assim como em Gramado, por todo o mês de dezembro realiza eventos temáticos em diversos pontos da cidade, e está se tornando uma referência natalina na região.  O espírito lúdico e religioso do Natal toma conta das ruas e espalha alegria por toda a cidade.

Com atrações para todas as idades, o Natal Iluminado faz adultos voltarem a ser crianças. Peças teatrais e apresentações de renome, cantatas natalinas e a apresentações de corais reúnem multidões em diversos pontos da cidade.

Inúmeros corais nordestinos se apresentam no Natal Iluminado de Caxias. Divulgação.

Na edição do ano passado, se apresentaram por lá o cantor lírico Fernando de Carvalho, espetáculos de ballet da Escola Municipal de Dança, o grupo Octeto de Teresina, a banda de rock católico, Rosa de Saron, Padre Juarez, da Rede Vida, a cantora evangélica Joyce Barros, e a premiada Orquestra Sanfônica de Teresina “ Seu Dominguinhos”, que para fazer jus ao nome, predomina na sua composição musical a sanfona enquanto instrumento, e homenageia o cantor Dominguinhos.

As ruas ganham iluminação especial. Divulgação

O alto nível da programação musical e cultural do período das festas de fim de ano traz a certeza de que Caxias passa a ser o grande polo turístico natalino do Nordeste, assim como Gramado é hoje, na região sul do país.

Uma cidade histórica e batalhadora

A cidade de Caxias, no Maranhão, foi a última cidade do Nordeste a aderir à independência do Brasil. Ali foi travada uma das mais sangrentas e duradouras batalhas do país, a Guerra da Balaiada. Por conta desta batalha, Luís Alves de Lima e Silva recebeu o título de Duque de Caxias, e somente depois, outras cidades foram batizadas com o nome de Caxias, como Duque de Caxias no Rio de Janeiro e Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul, já em homenagem ao então Duque.

Catedral de Nossa Senhora dos Remédios e palacete do Comendador Alderico Silva. Foto por Natalia Bastos

Leia mais sobre Caxias aqui.

Texto por Cláudio Lacerda. Imagem destacada Natalia Bastos.

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com