Tudo viagem

Das seis cidades atendidas pela Azul, Araxá tem a passagem mais barata para Confins

Araxá é a cidade que
tem a passagem da Azul mais barata para Confins, na Grande Belo Horizonte. Dos
seis destinos do interior de Minas atendidos com voos diretos da companhia para
o Aeroporto Internacional Tancredo Neves, Uberlândia tem a tarifa mais cara (R$
249,90). Já o passageiro de Araxá vai pagar R$ 69,90.

Quem for viajar pela
Azul de Uberaba para Confins vai pagar R$ 189,90. Comprando a ida e a volta, o
valor do retorno é o mesmo. A pesquisa foi feita para viagem no dia 10 de março
e retorno no dia 17 do mesmo mês, uma terça-feira. Essa data não é comercial,
não tendo motivo de uma tarifa alta para os passageiros de Uberlândia e
Uberaba.
Os preços das
passagens são calculados de acordo com a taxa de ocupação das aeronaves. Se o
valor de Araxá está menor que os outros municípios, significa que a procura
pelos voos da Azul de Araxá para Confins tem sido pouca. O voo de Confins para
Araxá tem uma parada em Uberaba. Para viagem no dia 17 de março, na mesma
aeronave, o passageiro de Uberaba vai pagar R$ 189,90 para embarcar em Confins,
enquanto o de Araxá vai gastar R$ 69,90.
Das quatro cidades
atendidas pela Azul com voos diretos para a Pampulha, em Belo Horizonte,
Uberlândia é a cidade que tem a passagem mais cara (R$ 283,90). Ipatinga, no
Vale do Aço, tem a segunda tarifa mais cara (R$ 249,90). O menor valor para a
capital mineira é de Montes Claros (R$ 185,90). A pesquisa foi feita para
viagem no mês de março. As taxas de embarques não estão incluídas.
     TRECHO ARAXÁ/CONFINS PARA VIAGEM EM MARÇO DE 2015
(Visited 2 times, 1 visits today)

3 thoughts on “Das seis cidades atendidas pela Azul, Araxá tem a passagem mais barata para Confins

  1. Celso excelente matéria mais ainda fico um pouco surpreso embora acho que Mesmo A Azul tendo ligações de Confins para o Interior tenho uma leve impressão que Governador Valadares tem a Passagem mais cara é só teve promoção de Tarifas Quando o Vôo foi lançado no Dia 05 de Junho deste ano. As vezes benefícia uma cidades outras não fica difícil entender a Companhia que se intitula em ser a melhor querendo ganhar mais passageiros das outras companhias mas sabemos que ela deixou de ser a Azul cujo slogan era Azul e Trip juntas por você e agora usa Azul você lá em cima.
    Sendo que se a Tam e Gol Não lançar promoção a Azul também não lança.
    O novo slogan teria que ser :Azul cada vez mais cara mais destinos caros sendo extraídas por você.

  2. A palavra mágica é: concorrência. Sem isso não existe queda nos preços. Mas não reclame, veja só a situação de Juiz de Fora. A Azul encerrou os voos da região para BH mesmo havendo grande demanda. Um verdadeiro mistério, incompreensível, poderiam tentar tb um voo de Goianá para a Pampulha, mas simplesmente não ofereceram essa opção. Ninguém fala nada, nem imprensa, nem políticos. Em Juiz de Fora aeroporto não tem importância, pra que serve aeroporto? Agora tb estão parando a construção da estrada que ligaria o aeroporto à BR 040, estrada que tb não serviria para nada mas seriam gastos mais 50 milhões de reais, isso com certeza para as empreiteiras e outros mais é muito importante!. O principal jornal da cidade jamais publicou uma verdade muito simples: passando por essa nova estrada o aeroporto de Goianá ficará a 65 km do centro da cidade, atualmente pela estrada existente são 47 km, dá pra acreditar? Pois é, mas é a mais pura verdade!

  3. Concordo com o Marcelo. O que falta é concorrência!
    Uma disputa de passageiros pelas companhias seria a melhor alternativas para termos tarifas mais em conta.
    Torço para que os incentivos do governo federal proporcionem aumento na malha aérea regional, permitindo essa tão sonhada concorrência.

    Quanto a questão de Juiz de Fora, acredito que a interrupção dos vôos na cidade se deve às condições meteorológicas da região associado a segurança nos pousos do aeroporto.Uma vez que voei para JF, a comissária me disse que sempre antes de voar verificavam as condições locais para saber se seria necessário abastecer a aeronave para um possível pouso em Goianá caso não tivesse teto para pouso. Além de ter que programar transporte aos passageiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com