Fernando de Noronha proíbe a entrada de plástico a partir de quinta-feira

O Plástico Zero é uma ação prioritária, que está em consonância com a Política Nacional de Resíduos Sólidos, que não fala apenas em reciclagem e reutilização, mas em descarte ambientalmente adequado de materiais, com redução dos resíduos.

A partir de quinta-feira (11/04) começa a vigorar o Decreto Distrital 002/2018, que proíbe a entrada de plásticos e similares descartáveis na ilha de Fernando Noronha. O Plástico Zero é um decreto que impede o uso e comercialização de recipientes e embalagens descartáveis. Entre eles, garrafas plásticas de bebidas abaixo de 500ml, canudos, copos, talheres descartáveis, sacolas e demais objetos compostos por polietilenos, polipropilenos ou similares.

As normas se aplicam a todos os estabelecimentos e atividades comerciais de Fernando de Noronha, incluindo restaurantes, bares, quiosques, lanchonetes, ambulantes, hotéis e pousadas. Com a fiscalização, quem descumprir o decreto fica sujeito a multa.  A companhia Gol, que oferece voos para a ilha, divulgou comunicado detalhando o novo decreto (veja abaixo).

Para a readequação, a administração da ilha estipulou um prazo de cento e vinte dias, a partir da publicação do decreto. Nesse período foram feitos trabalhos educacionais de conscientização junto a moradores, empresários e visitantes. O ciclo de reuniões esclareceu dúvidas da implantação do decreto. A Administração fará ainda ações de conscientização para os turistas que estiverem embarcando para Noronha no aeroporto do Recife, e também na chegada deles no aeroporto da ilha.

O Plástico Zero é uma ação prioritária, que está em consonância com a Política Nacional de Resíduos Sólidos, que não fala apenas em reciclagem e reutilização, mas em descarte ambientalmente adequado de materiais, com redução dos resíduos. Para apoiar o planejamento, foi convidado o Menos 1 Lixo, movimento de educação ambiental e consumo consciente, que realizou encontros na ilha em janeiro, com a liderança de sua idealizadora Fe Cortez, que é defensora da campanha Mares Limpos, da ONU.

FRASE…..

“Depois de 120 dias de adequação, Noronha agora entra de forma ativa no combate à poluição, por meio da proibição dos plásticos descartáveis. Devemos a partir de agora repensar os nossos hábitos e fazer as substituições necessárias, porque isso vai refletir em um local ambientalmente correto e, consequentemente, na melhoria da qualidade de vida dos ilhéus. Isso é apenas o começo de uma nova era para o arquipélago, porque a intenção é banir o plástico de uma forma geral na ilha nos próximos anos. Noronha, dessa forma, vai servir de exemplo para muitos outros lugares”,

Guilherme Rocha-administrador de Fernando de Noronha.

CONFIRA ABAIXO O QUE É PROIBIDO

– Garrafas plásticas com capacidade inferior a 500 ml;
– Canudos, copos e talheres de plásticos descartáveis;
– Sacolas plásticas;
– Embalagens de recipientes descartáveis de poliestireno expandido (EPS) e poliestireno extrudado (XPS), popularmente conhecidos como isopor, destinadas ao acondicionamento de alimentos e bebidas;
– Demais produtos descartáveis compostos por polietilenos, polipropilenos e/ou similares.
Pedimos aos nossos clientes que se atentem às novas regras do arquipélago e revoguem o uso dos objetos citados acima, colaborando, assim, com a limpeza e conservação da área.

CONFIRA AS PROMOÇÕES DE PASSAGENS AÉREAS PARA FERNANDO DE NORONHA

 

GARANTA AQUI SUA HOSPEDAGEM NA ILHA DE FERNANDO DE NORONHA

 

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com