Tudo viagem

Gol teria investido R$ 27 milhões na compra da MAP Linhas Aéreas

Caso fique comprovado o investimento da Gol, os 12 slots hoje estão com a VoePass poderão ser redistribuídos pela ANAC.

Um processo que tramita no Tribunal de Justiça do estado do Amazonas poderá fazer com que os 12 slots (autorização de pouso e decolagens) no Aeroporto de Congonhas, que são usados pela VoePass, antiga Passaredo, voltem para a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). Os slots eram da MAP Linhas Aéreas, empresa comprada pela VoePass em agosto de 2019.

A VoePass teria recebido R$ 27 milhões da Gol para a aquisição da MAP. (Veja trecho abaixo), conforme denúncia de Os ex-proprietário da MAP Linhas Aéreas,  Marcos José Pacheco e Sônia Maria Fernandes Pacheco. A Gol teria investido neste valor de olho nos slots em Congonhas,  um dos aeroportos mais rentáveis na América do Sul.

O Tudo Viagem divulgou com exclusividade no dia 19 de agosto deste ano sobre a ação de cobrança de uma dos ex-donos da MAP contra VoePass. A ação do casal Pacheco é referente a uma dívida de R$ 72 milhões. Esse valor atualizado inclui dívidas trabalhistas, uso de hangares e manutenção de aeronaves. Os autores da ação alegam que estão recebendo cobranças do Banco da Amazônia, Banco do Brasil e Banco Safra, referente aos financiamentos que deveriam ser assumidos pela VoePass.

Trecho do processo sobre a liberação de R$ 27 milhões pela Gol.

Atualmente a VoePass realiza voos para a Gol em pelo menos seis destinos. A compra das passagens é feita somente no site da Gol, um forte sinal da aproximação das duas companhias. A Gol informou que desconhece o caso, e VoePass ainda não se posicionou. Assim que ela enviar comunicado,  vamos atualizar esse post.

No estado do Amazonas, o grupo econômico MAP e VoePass responde a 264 processos no sistema e-Saj (Manaus) e 119 processos no sistema Projudi (interior), totalizando 383 processos. A soma destes processos é de cerca de R$ 10 milhões o valor das causas.

Caso fique comprovado o investimento da Gol no valor de R$ 27 milhões os 12 slots que eram da MAP, e que hoje estão com a VoePass, poderão ser redistribuídos pela ANAC para outras companhias.

Compra da MAP pela Passaredo poderá ser cancelada por dívida de R$ 6,8 milhões

Pretende viajar? Garanta aqui passagens aéreas com descontos especiais

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com