Monte Verde se prepara para receber a 6ª edição do Festival de Inverno

O evento atrai turistas para a cidade localizada entre as belas paisagens naturais do Estado de Minas Gerais, favorecidas pelo clima frio da região.

A 6ª edição do Festival de Inverno do distrito de Monte Verde, em Camanducaia (MG), terá neste ano atrações culturais gratuitas e para toda a família. O evento começa no dia 7 de julho com uma extensa programação que inclui shows, concertos, teatro, dança e circo, nos quatro sábados do mês de julho, na vila conhecida como a “Suíça Brasileira”.

Os hoteis em Monte Verde estão apoiando a realização do evento. O Festival de Inverno de Monte Verde é realizado há seis anos e atrai turistas para a cidade localizada entre as belas paisagens naturais do Estado de Minas Gerais, favorecidas pelo clima frio da região. Na vila de Monte Verde é possível degustar as delícias da culinária mineira, fondues e pratos de origem europeia e ficar hospedado em aconchegantes hotéis e pousadas.

A sexta edição do Festival de Inverno colore toda a charmosa vila, com atrações na Avenida Monte Verde e no Pátio da Galeria Suíça. As tradicionais apresentações que não podem faltar são o Ballet da Associação Beneficente de Monte Verde (ABMV) com danças típicas da Letônia e a Orquestra Melhoramentos Caieras.

As pousadas em Monte Verde já estão com pacotes para quem pretende se hospedar durante o festival. As outras atrações do evento vêm dos quatro cantos de Minas Gerais, como o Grupo Maria Cutia de Belo Horizonte e a Cia BrinCanto de Poços de Caldas, com espetáculos que resgatam brincadeiras e canções da cultura regional.

O circo também tem vez com apresentações da Trupe Gaia e da Associação Dramágico de Teatro. Ainda na programação o grupo Poesia Cantante e os tambores do grupo Taiko Ryukyu Koku Matsuri Daiko.

O Festival de Inverno de Monte Verde promove como novidade dessa edição as oficinas de formação e capacitação em área cultural, que acontecem em agosto e setembro, na cidade de Pouso Alegre. Os temas das oficinas são “Arte Brasileira”, “Discurso, Memória e Patrimônio Cultural” e “Arte Floral Profissionalizante”, com carga horária de 12horas/aula.

A proposta é valorizar o patrimônio material e imaterial de Minas Gerais. Elas acontecerão na cidade de Poucos Alegre, localizada a um raio de 50 quilômetros de diversos municípios, com o intuito de facilitar o acesso para a população do sul do Estado. Apesar de serem gratuitas, essas atividades necessitam de inscrição prévia.