Tudo viagem

Taxa de ocupação da Azul/Trip no Aeroporto Regional da Zona da Mata é de 85%

Mesmo assim, companhia vai transferir voos para a Serrinha, em Juiz de Fora
 
 
 
O
Governo de Minas divulgou comunicado nesta segunda-feira informando
que a Azul transportou em 18 meses mais de 100 mil passageiros desde
2011 nos voos operados no Aeroporto Regional da Zona da Mata –
Presidente Itamar Cautieiro Franco.
A
nota foi divulgada após decisão da Azul/Trip de suspender a partir
de 15 de maio do aeroporto regional para Campinas (SP). Essas
frequências serão transferidas para o Aeroporto da Serrinha, em
Juiz de Fora. A cidade vai perder os voos para a Pampulha e
Guarulhos. A companhia já suspendeu a vendas passagens para Belo
Horizonte.
 
Segundo
o governo, a taxa de ocupação nos voos da companhia era de 85% e
que a decisão foi unilateral. O Tudo Viagem teve acesso a um
documento que mostra que apenas 23% dos passageiros que embarcam nos
voos da Azul/Trip no aeroporto regional são de Juiz de Fora. Os
restante (67%) são das cidades da Zona da Mata, entre elas
Barbaceba, Viçosa e Ubá.
 

Com
uma pista de 2.500 metros, podendo chegar a 3.100 com obras de
ampliação, o Aeroporto da Zona da Mata é o segundo maior do
Estado, perdendo apenas para Confins. Tem capacidade de receber
aeronaves de grande porte, como o Boeing 747, e os modelos Boeings e
Airbus usados pelas companhias brasileiras.
 

Assim
que a Azul/Trip anunciou que não pretende operar na Zona da Mata,
várias as companhias procuraram a a Multiterminais Alfandegados do
Brasil, administradora do Itamar Franco, interessadas em operar no
aeroporto regional. Os nomes não foram divulgados.
 

“Desde 2006, o
Governo de Minas vem realizando, por meio do Programa Proaero, um
conjunto de ações para adequar, ampliar e melhorar a malha
aeroportuária do Estado, com o objetivo de acelerar o crescimento
econômico e o desenvolvimento social do Estado”, diz nota do
Governo.

 
Ainda segundo o Governo, na primeira
etapa do programa, o Governo de Minas investiu R$ 313 milhões, com a
contrapartida do Governo Federal de R$ 48 milhões, beneficiando 23
terminais aeroportuários: Araxá, Capelinha, Cláudio, Curvelo,
Diamantina, Divinópolis, Frutal, Governador Valadares, Guanhães,
Guaxupé, Ituiutaba, Iturama, Lavras, Manhuaçu, Passos, Piumhi,
Poços de Caldas, São João Del Rei, Oliveira, Ouro Fino, Ubá,
Viçosa e Aeroporto Regional da Zona da Mata.

Para o período
2013-2014, os recursos assegurados para o Proaero somam R$ 235
milhões.
(Visited 19 times, 1 visits today)

4 thoughts on “Taxa de ocupação da Azul/Trip no Aeroporto Regional da Zona da Mata é de 85%

  1. Que venha então uma companhia com voo direto a jato para São Paulo (Congonhas). O público de JF vai lotar os voos, esperamos por isso há décadas! E adeus Galeão e Confins!

  2. O que falta realmente é colocar o jato para servir a região. Em 2012, somados Serrinha e Regional, foram 164 mil passageiros, acho que está passando da hora de Gol ou Tam investir na Zona da Mata!
    Aqui todos querem avião "de verdade" como é no Galeão ou Confins. Obs: Milhares de pessoas da Zona da Mata viajam pelo Galeão e por Confins também inclusive os juizforanos, apesar da distância.

  3. Campinas é muito fora de mão, quem sabe uma grande empresa vá para o Aeroporto Itamar Franco com voos diretos para Congonhas, que é bem melhor localizado. Aí sim…

  4. O problema é que no momento ninguém tá querendo ampliar rotas, na verdade estão reduzindo. Mas a Gol em Goianá seria muito bacana principalmente para o pessoal do interior da Zona da Mata.
    JF tá acostumada com o Galeão, mas também iria utilizar muito Goianá. E tem que ser para Congonhas, a Azul deve ter percebido isso e esta saindo fora já que não tem slots em Congonhas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com