Tudo viagem

Brava Linhas Aéreas surge com planos de voar em Minas

Celso Martins

 

Brava Linhas Aéreas. Esse é o nome da nova companhia aérea que a partir de março vai os cruzar os céus brasileiros. A empresa vai usar os slots (autorização de pousos de descolagens) da NHT, empresa com sede em Porto Alegre (RS), comprada pela Bravo. 

 
A NHT está há cinco anos no mercado. A empresa opera o 6 aeronaves modelo LET 410 UVP E-20, configuradas para 19 passageiros e 2 tripulantes, fabricadas na Europa pela Aircraft Industries. A Brava vai usar os turboélice Brasília, da Embraer, com 30 lugares, o que permitirá que a companhia implante o serviço de bordo.
 
  

?

Modelo LET usado pela NHT

?

O nome oficial da aeronave é EMB-120, modelo que já foi usado pela extinta Air Minas, que tinha suas operações concentradas em Belo Horizonte. A substituição dos Lets será gradativa. A intenção do novo grupo é fechar 2013 com pelo menos 20 aviões da fabricante brasileira.
 
 
Depois das gigantes TAM, Gol e Avianca, a NHT é única que tem slots em Congonhas. Os voos partem de Curitiba. A direção da Brava já fez contato com a Prefeitura de Varginha na intenção de lançar voos para Pampulha e Guarulhos. Nos próximos dias acontece uma reunião na cidade para o lançamentto dos voos. A Azul desistiu de voar nestas frequências a partir de 19 de fevereiro.
 
 
 
                       Veja mata das cidades atendidas pela NHT
 
 
 
A Brava vai assumir a malha da NHT. A companhia tem voos no Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina. A Brava tem interesse de voar em Uberlândia, Uberaba, Diamantina, Ipatinga e Governador Valadares.

A nova empresa é do grupo catarinense Acauã, liderado pela família do empresário Jorge Barouki. A mudança já foi autorizada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

 

O site www.voebrava.com.br já está no ar, mas as passagens ainda continuam sendo vendidas na página da NHT.
 
 
Avião Brasília com 30 lugares que será usado pela Brava Linhas Aéreas
 
(Visited 22 times, 1 visits today)

3 thoughts on “Brava Linhas Aéreas surge com planos de voar em Minas

  1. A Brava deveria entrar no mercado de Juiz de Fora o quanto antes. No ano passado o Serrinha tinha sete voos que vão ser reduzidos para três por dia, um absurdo, já que esse aeroporto cresceu 50% em um ano atingindo 100 mil passageiros em 2012. A rota BH/JF/Rio poderia voltar e também voos para São paulo, com avião de 30 lugares, com certeza seria um sucesso!

  2. Com certeza a Azul/Trip retirou a rota para o Rio porque a população de Juiz e Fora estava usando esse voo para fazer conexões em outras empressas aéreas já que a Azul tem poucos voos no Santos Dumont. Estão tentando levar os passageiros para o Aeroporto Regional a 50 km do centro.Aquilo é um fiasco sem solução, as pessoas de Juiz de fora vão preferir sempre ir ao Rio: são oito horários de ônibus por dia até o Galeão, passagens baratas em voos diretos e horários diversificados, auto-estrada até lá. Para ir até Goianá, o taxi custa 150 Reais, só dois voos por dia via Campinas, passagens com conexão com preços na estratosfera e a estrada…kkkkk sem comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com