Confira as dicas para não ter dor de cabeça nas viagens das férias escolares de julho

Quem viaja com criança precisa do documento oficial desta com foto ou cópia autenticada que comprove filiação ou parentesco com o responsável.

As férias escolares de julho estão chegando e já está passando da hora de garantir as passagens aéreas e hospedagem. Quanto antes melhor para garantir economia. Você pode garantir pousadas em Bombinhas, no litoral de Santa Catarina, se fizer a reserva nesta semana. Se você á garantiu as passagens e o lugar onde ficar, seguem dicas preparadas pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) para a sua viagem não ter dor de cabeça.

Seis meses após o início de 2018 e finalmente chega a hora de desfrutar daquele descanso merecido do meio do ano para viajar pelo Brasil. Se você faz parte dessa lista dos que aproveitam as férias escolares para botar o pé na estrada, então as dicas da Agência de Notícias do Turismo vão te ajudar a curtir o período de maneira organizada e segura. Afinal, não vale a pena deixar de aproveitar ao máximo os destinos brasileiros, repletos de atrativos incríveis, por falta de planejamento.

Documentação: É importante que o turista esteja identificado. Além de ser uma medida legal, a documentação ajuda na segurança, em imprevistos e em uma eventual necessidade de atendimento médico. Viaje sempre com um documento com foto e em bom estado de conservação. Pode ser carteira de identidade (RG), Carteira Nacional de Habilitação (CNH), carteira de trabalho, carteira profissional (como CREA, OAB, etc), passaporte ou cópias autentificadas destes documentos. Essa norma vale para adultos e adolescentes maiores de 12 anos.

Quem viaja com criança precisa do documento oficial desta com foto ou cópia autenticada que comprove filiação ou parentesco com o responsável. São aceitos certidão de nascimento – original ou autenticada – e passaporte brasileiro.  Atenção às exigências da empresa transportadora contratada e do Estatuto da Criança e do Adolescente e da Vara da Infância e da Juventude.

Transporte: Viajar com segurança deve ser uma prioridade. É importante escolher um meio de locomoção que seja legal e seguro. Fazer uma programação, comprar passagens com antecedência e chegar cedo no aeroporto ou rodoviária é essencial para evitar imprevistos. Quem vai de carro deve fazer revisão no veículo e saber os limites de velocidade nas estradas escolhidas.

Hospedagem: Segurança também na hora de escolher o meio de hospedagem. Para esse item, o turista pode contar com o Cadastur e constatar se a pousada, hotel ou resort possui cadastro no Ministério do Turismo e está regularizado perante a lei. Essa é uma maneira de se resguardar e evitar transtornos futuros. A hospedagem é um item que pode resultar em economia quando feita de forma planejada. Se esse for o seu perfil, consulte em sites de reserva ou ligando nos hotéis do destino escolhido para saber o melhor preço. Pelas agências de viagens on-line você pode por exemplo, garantir hotéis em Bombinhas mais em conta que o preço cobrado se o serviço for contratado diretamente no estabelecimento.

Passeios – Dependendo do destino, diversos atrativos podem estar incluídos no passeio. Verifique o que lhe traz mais interesse em conhecer (história, gastronomia, ecoturismo, parques temáticos, etc) e a partir daí, faça uma lista com as escolhas. Comprar pacotes de agências de viagem cadastradas no Cadastur é uma alternativa para explorar locais de forma segura. Se o lugar tem estilo aventureiro, a dica é contratar os serviços de um guia de turismo (que possua Cadastur, claro). Ele também vai te auxiliar de forma segura e vai proporcionar conhecimento sobre o destino, pois os guias conhecem bem as regiões onde trabalham.