Sem um novo investidor, Brava continua com os voos suspensos

Sem um novo investidor, Brava continua com os voos suspensos


A Brava Linhas Aéreas, com sede em Porto Alegre (RS), está com os voos suspensos desde dezembro de 2013. A empresa pretendia retomar operações no dia 27 de fevereiro. Como não surgiu nenhum parceiro para investir na empresa, a Brava continua com toda sua malha suspensa. Antiga NHT, a companhia está com os salários estão atrasados.

A Brava tem a seu favor um slot (autorização de pouso e decolagem) em Congonhas. A empresa chegou a oferecer um voo diário partindo de Curitiba (PR).  Apenas as companhias TAM, Gol e Avianca possuem autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para operar nos dias úteis no aeroporto paulista.

Os últimos voos da Brava eram de Porto Alegre para Rio Grande. Em dezembro do ano passado a empresa contava com apenas um LET-410, com 19 assentos. A aeronave deixou de operar por falta de peças para a sua manutenção. A empresa chegou a contar com quatro aeronaves e 90 funcionários. Um simulador foi comprado para treinamento da tripulação.

Por outro lado a Brava tem apenas um EMB-120, modelo da Embraer conhecido por Brasília. Essa aeronave tem 30 lugares. A Brava foi comprada em agosto de 2012 pelo empresário Jorge Barouki, atual presidente da companhia. Ele disse que a empresa está refazendo sua malha, mas explica que antes precisa de um parceiro para conseguir um segundo Embraer, e ajudar no pagamento das dívidas.

LET-410 que era usado nos voos da Brava
(Visited 13 times, 1 visits today)

Deixe um comentário

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com