Conheça as duas novas companhias aéreas que estão em processo de aprovação na ANAC

Uma das companhias tem como sócio o dono da Amazsonas Linhas Aéreas, empresa que usa em seus voos nas rotas da América do Sul o jato modelo CRJ-200 com 50 assentos,

Duas novas companhias aéreas que estão sendo criadas no Brasil poderão ser beneficiadas com o capital 100% estrangeiro. A que está com o processo mais adiantado é a Omni Linhas Aéreas, com sede no Rio de Janeiro. A companhia está aguardando a emissão do Certificado de Operador Aéreo (COA) pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) para iniciar suas operações. A Omni já recebeu um ATR 42-500, com capacidade para transportar até 48 passageiros. Essa aeronave tem autonomia de voo de cerca de 7 horas. O ATR-42 era usados nos voos da Trip Linhas Aéreas, companhia que foi comprada pela Azul.

A Omni Linhas Aéreas, de um grupo de Portugal,  já contratou pilotos e comissários. O ATR-42 da companhia tem condições de operar no Aeroporto da Serrinha, em Juiz de Fora e Patos de Minas, cidades que deixaram de receber voos da Azul. A Omni atua no serviço de táxi aéreo transportando executivos e funcionários das empresa que trabalham nas bases de exploração de gás e petróleo do litoral brasileiro.

Outra companhia que entrou com pedido para operar voos domésticos no Brasil é a Regional Linhas Aéreas que tem como sócios da Amazsonas Linhas Aéreas, da Bolívia, e da antiga Noar Linhas Aéreas, empresa de Recife que deixou de operar em julho de 2011. A nova empresa pretende operar em aeroportos importantes que estão sem voos, mas as cidades ainda não foram divulgadas.

A Amazsonas Linhas Aéreas usa em seus voos nas rotas da América do Sul o jato modelo CRJ-200 com 50 assentos, ideal para operar nos aeroportos de médio porte. (veja foto acima). A Regional Linhas Aéreas ainda não divulgou para a ANAC qual modelo pretende usar, mas tudo indica que será o CRJ-200 que é da fabricante canadense Bombardier.

Documento da Regional Linhas Aéreas

 

Sócios da Regional Linhas Aéreas

Acidente com  aeronave da Noar

A Noar Linhas Aéreas deixou de operar depois da queda da aeronave LET410, na manhã de 13 de julho de 2011, na Praia da Boa viagem, em Recife. No acidente morreram 14 passageiros e dois tripulantes. A Amazsonas Linhas Aéreas usa em seus voos o CRJ-200 com 50 assentos, modelo ideal para as pistas dos aeroportos de porte médio. A companhia opera na Bolívia, Paraguai, Uruguai e Argentina.

Frase…

“O competitivo mercado de transporte aéreo de passageiros e cargas no Brasil requer cada vez mais a busca por soluções que gerem valor aos clientes. E a Omni, com seu espírito pioneiro e inovador, aposta nesta nova modalidade de operação integrada para atender à indústria de petróleo e gás com uma solução que reduz a exposição dos passageiros ao risco de transportes terrestres e aumenta o conforto das viagens que poderão ser efetuadas com dia e horário marcados diminuindo o tempo de espera nos aeroportos e aumentando a eficiência das operações”

Roberto Coimbra, Diretor Geral da Omni Linhas Aéreas

Saiba como comprar passagens de ida e volta para 19 destinos pelo valor máximo de R$ 321

Saiba tudo sobre as regras do transporte aéreo que começam a valer nesta terça-feira

Por decisão liminar da Justiça Federal de São Paulo, foi suspensa a possibilidade de venda de passagem com a cobrança pela bagagem despachada

Os novos direitos e deveres dos passageiros no transporte aéreo entram em vigor a partir desta terça-feira (14/03). Para passagens aéreas adquiridas até o dia 13/03/2017, mesmo que o voo venha a acontecer em data posterior, valerão as regras estabelecidas no Contrato de Transporte aceito pelo passageiro na data da compra do bilhete.

A Agência Nacional de Aviação Civil garante que as novas regras foram amplamente discutidas com a sociedade, por meio de audiências e consultas públicas, e aproximam o Brasil do que é praticado na maior parte do mundo, além de contribuir para a ampliação do acesso ao transporte aéreo e diversificação de serviços oferecidos ao consumidor, gerando incentivos para maior concorrência e menores preços.

aeg2uw8wmf18vy4oh6atl27vj

A Anac destaca entre as inovações para o consumidor o direito de desistência em até 24h após a compra; a redução do prazo de reembolso; a correção gratuita do nome do passageiro; a garantia do trecho de retorno, no caso de não apresentação para embarque no trecho de ida (para voos domésticos); a simplificação do processo de devolução ou indenização por extravio de bagagem; o atendimento aos usuários do transporte aéreo, dentre outras.

Franquia de bagagem

Por decisão liminar da Justiça Federal de São Paulo, foi suspensa a possibilidade de venda de passagem com a cobrança pela bagagem despachada separado do preço da passagem. A Anac entrou com as providências judiciais cabíveis e informa que, no momento, estão mantidas as franquias de bagagem despachada (de 23kg para voos domésticos e para a América Latina e de duas peças de 32kg para os demais voos internacionais) e da bagagem de mão.

Confira as principais mudanças

Antes do voo
Informações sobre a oferta do voo
A companhia deverá informar de forma resumida e destacada, antes da compra da passagem:
O valor total (preço da passagem mais as taxas) a ser pago em moeda nacional
Regras de cancelamento, alteração e reembolso do contrato com eventuais penalidades
Tempo de escala e conexão e eventual troca de aeroportos

Correção de nome na passagem aérea
O erro no nome ou sobrenome deverá ser corrigido pela empresa aérea, sem custo,desde que solicitada pelo passageiro até o momento de seu check-in
Em caso de voo internacional interline (prestado por mais de uma empresa aérea), os custos da correção poderão ser repassados ao passageiro

Quebra contratual e multa por cancelamento
Proibição de multa superior ao valor da passagem
A tarifa de embarque e demais taxas aeroportuárias ou internacionais deverão ser integralmente reembolsadas ao passageiro
Empresa deve oferecer opção de passagem com regras flexíveis, garantindo até 95% de reembolso

Direito de desistência da compra da passagem
O passageiro poderá desistir da compra até 24h depois do recebimento do comprovante da passagem, sem ônus, desde que a compra ocorra com antecedência superior a 7 dias em relação à data do embarque

Alteração programada pela transportadora
As alterações programadas deverão ser sempre informadas aos passageiros com antecedência de 72 horas em relação ao horário do voo
Quando a informação for prestada em menos de 72 horas do horário do voo ou a mudança de horário for superior a 30 minutos (voos domésticos) e a 1 hora (voos internacionais) em relação ao horário inicialmente contratado e, caso o passageiro não concorde, a empresa aérea deverá oferecer as opções de reacomodação e reembolso integral.
Se a empresa aérea não avisar a tempo de evitar que o passageiro compareça ao aeroporto, a empresa deverá ainda prestar assistência material.
Durante o voo
Procedimento para declaração especial de valor de bagagem
Caso o passageiro queira transportar bens com valor superior a 1.131 DES*, poderá fazer declaração especial de valor junto ao transportador, para fins de cobertura adicional no caso de extravio de bagagem. A empresa aérea poderá exigir valor adicional, neste caso.

Vedação do cancelamento automático do trecho de retorno
Em voos domésticos, o não comparecimento do passageiro no primeiro trecho (no-show) de um voo do tipo ida e volta não ensejará o cancelamento automático do trecho de volta, desde que o passageiro comunique à empresa aérea até o horário originalmente contratado do voo de ida.

Compensação financeira em caso de negativa de embarque/preterição
A empresa aérea deve efetuar o pagamento de compensação financeira ao passageiroque compareceu no horário previsto e teve seu embarque negado, no valor de 250 DES* para voo doméstico e de 500 DES*, no caso de voo internacional, além de outras assistências previstas em norma.

bhz04
Assistência material em caso de atraso e cancelamento de voo (não muda nada)
Nos casos de atrasos superiores a 4 horas, cancelamentos ou interrupção de voos e preterição de passageiros, a empresa aérea deverá oferecer ao passageiro as opções de reacomodação, reembolso integral e execução do serviço por outro meio de transporte. A escolha é do passageiro. Além disso, a empresa também deve prestar assistência material, quando cabível.
A assistência material é oferecida gratuitamente pela empresa aérea, de acordo com o tempo de espera, contado a partir do momento em que houve o atraso, cancelamento ou preterição de embarque, conforme demonstrado a seguir:
A partir de 1 hora: comunicação (internet, telefone etc).
A partir de 2 horas: alimentação (voucher, refeição, lanche etc).
A partir de 4 horas: hospedagem (somente em caso de pernoite no aeroporto) e transporte de ida e volta. Se você estiver no local de seu domicílio, a empresa poderá oferecer apenas o transporte para sua residência e desta para o aeroporto.
O direito de assistência material não poderá ser suspenso em caso fortuito ou de força maior (como mau tempo que leve ao fechamento do aeroporto).

Prazo para reembolso
Por solicitação do passageiro, o reembolso ou estorno da passagem deve ocorrer em até 7 dias da solicitação. O reembolso também poderá ser feito em créditos para a aquisição de nova passagem aérea, mediante concordância do passageiro.

Depois do voo
Providências em caso de extravio, dano e violação de bagagem
Em caso de extravio, o passageiro deve fazer imediatamente o protesto
O prazo para devolução de bagagem extraviada em voo doméstico foi reduzido de 30 para 7 dias e, em voos internacionais, será de 21 dias.
Caso a empresa aérea não encontre a bagagem no prazo indicado, deverá indenizar o passageiro
No caso de dano ou violação, o passageiro tem até 7 dias para fazer o protesto, a contar do recebimento da bagagem
A empresa aérea deve reparar o dano ou substituir a bagagem em até 7 dias do protesto. Em caso de violação, deve indenizar o passageiro nos mesmos 7 dias.
*DES = Direito Especial de Saque. 1 DES = R$ 4,26 (cotação de 14/03/2017 pelo Banco Central)

Documentos para embarque

  • Acesse aqui os documentos necessários para embarque, inclusive de crianças e adolescentes

PRETENDE VIAJAR PARA OUTRO DESTINO? FAÇA SUA COTAÇÃO AQUI E GARANTA ATÉ 80% DE ECONOMIA

Passagens aéreas baratas

Confira as novas regras da LATAM para bagagem em voos nacionais e internacionais

mala03
Despacho da primeira bagagem de 23 quilos ainda será gratuito. Ainda neste ano vai cobrar R$ 50. Companhia estima que a redução do valor da passagem pode chegar a 20% até 2020

A partir do dia 14 de março, a LATAM vai mudar as suas regras de bagagem com relação à franquia permitida por passageiro e à cobrança do excesso. As novas regras adaptam os processos da companhia à revisão das Condições Gerais de Transporte Aéreo (CGTAs), aprovada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) em dezembro de 2016.

Ainda este ano, em data a ser comunicada posteriormente, a LATAM iniciará a cobrança também da primeira mala em voos domésticos. O passageiro vai pagar R$ 50. Segundo a LATAM, nos últimos 10 anos, todas as empresas do grupo diminuíram em cerca de 50% suas tarifas mais baixas em suas rotas domésticas, triplicando o tráfego aéreo na região.

Para ajudar o cliente a se adaptar a esta nova dinâmica e garantir uma excelente implementação do novo processo, durante os próximos meses o despacho da primeira bagagem de 23 quilos ainda será gratuito e a cobrança será apenas sobre o excesso.

Mudanças confirmadas a partir de 14 de março de 2017:

1) Bagagem de mão: para viagens realizadas a partir de 14 de março, há aumento no peso da bagagem permitida a bordo das aeronaves em todos os voos, passando de 5 para 10 quilos por passageiro (exceto Premium Business e Premium Economy, que mantém a franquia de 16 quilos). As regras relacionadas às dimensões da bagagem de mão seguem inalteradas: no máximo 55 cm x 35 cm x 25 cm (altura x largura x espessura).

VEJA ABAIXO DETALHES DAS NOVAS REGRAS

mala01

2) Bagagem despachada: nos primeiros meses, os clientes que emitirem bilhetes a partir do dia 14 de março terão direito a despachar um volume de até 23 quilos em voos dentro do Brasil e de/para a América do Sul. Para os demais voos internacionais, os clientes poderão despachar até dois volumes de 23 quilos cada. Já os clientes nas cabines Premium Business e Premium Economy poderão transportar até três volumes de 23 quilos. As regras relacionadas às dimensões da bagagem despachada seguem inalteradas, onde largura + altura + comprimento somados devem ter até 158 centímetros.

3) Excesso de bagagem: há alteração no pagamento do excedente de bagagem a partir do dia 14 de março, seja pelo call center, site ou pessoalmente no aeroporto. A cobrança será mais simples e feita por meio de taxas fixas por peça, por faixa de peso e/ou por tamanho excedente. Os valores variam de acordo com o tipo de voo: doméstico, América do Sul ou internacional.

Os clientes do programa LATAM Fidelidade das categorias Gold, Platinum, Black e Black Signature terão benefícios diferenciados relacionados à franquia de bagagem e, novamente, a companhia fará as mudanças em fases para que o cliente tenha tempo de se acostumar com os novos procedimentos.

CONFIRA AS REGRAS PARA OS INSCRITOS NO LATAM FIDELIDADE

mala02

FRASE…

“A experiência internacional mostra que os preços das passagens caíram e mais pessoas passaram a usar o transporte aéreo onde a bagagem despachada é cobrada à parte. Com o novo jeito de voar, a LATAM e suas filiais projetam reduzir em até 20% as tarifas mais baratas disponíveis para seus voos domésticos até 2020, consolidando sua importância para o desenvolvimento do turismo na região e contribuindo para o crescimento do tráfego aéreo. Nossa meta é aumentar em 50% nossos passageiros transportados até 2020”

Cláudia Sender, CEO da LATAM Airlines Brasil

ACESSE AQUI AS PROMOÇÕES DA LATAM

728x90

Tire todas as suas dúvidas sobre novas regras para viagem de avião

As novas regras valem para quem comprar passagem de voos domésticos e internacionais a partir do dia 14 de março de 2017

O Ministério dos Transportes, Portos e Aviação (MT), em parceria com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), criou um hotsite de esclarecimento sobre as novas Condições Gerais de Transporte Aéreo (CGTA), além de cards e vídeos veiculados pelas mídias sociais.

Um dos vídeos, hospedado no site, mostra que os passageiros hoje pagam os mesmos preços por serviços diferentes. Também haverá duas séries, uma sobre as medidas; e outra, com cinco episódios, mostrando o impacto que a liberdade tarifária teve na consolidação do avião como transporte de massas no Brasil, o mesmo impacto que o MT espera do fim da franquia de 23 quilos, uma das mais de 40 medidas das novas CGTA.

A resolução nº 400/2016, que dispõe sobre as novas Condições Gerais de Transporte Aéreo (CGTA), foi aprovada pela Anac em 13/12/2016. A previsão é que entre em vigor em 14/3/2017. Em 14/12/16 foi aprovada no Senado Federal a proposta de decreto legislativo PDS 89/2016, que propõe sustar, em parte, a resolução, especificamente sobre a desregulamentação da franquia de bagagem.

O decreto legislativo ainda deverá ser apreciado pela Câmara e não altera nenhuma outra das outras medidas da norma. Até que a Câmara aprecie o decreto do Senado, o MT e a ANAC vai esclarecer a mudança a respeito do fim franquia de 23 quilos e a adoção da bagagem de mão de 10 quilos por passageiro.

anac01

A campanha terá a franquia como um de seus focos porque a mudança está valendo até que a Câmara tome uma decisão. Até lá os passageiros precisam se ambientar à novidade. O ministro Maurício Quintella trabalha junto aos congressistas para manter o texto original como foi aprovado em dezembro pela Anac.

Hoje 35% dos passageiros que viajam já não despacham bagagem, o número de pessoas que despacha vem caindo ano a ano e 39% dos 1 milhão dos voos domésticos realizados em 2015 decolaram com bagagem média de até 10 quilos (peso total da bagagem despachada dividido pela ocupação da aeronave).

O MT esclarece também que até aprovar as novas CGTA, em dezembro passado, foram cinco anos de debates abertos sobre o tema. Foram realizadas pela Anac 28 reuniões com instituições representativas da sociedade, entre as quais entidades de defesa do consumidor; seis reuniões com parlamentares federais; três audiências no Senado; seis reuniões intergovernamentais; e uma consulta pública em 2014; e duas audiências públicas, uma em 2013, e outra, em 2016, para finalizar o texto das novas regras – que recebeu mais de 1.500 sugestões da sociedade.

As novas regras são válidas para quem comprar passagem de voos domésticos e internacionais a partir do dia 14 de março de 2017. Se você comprou sua passagem antes, o que vale é a regra fixada na data da compra.

 

Conheça as principais medidas das novas Condições Gerais de Transporte Aéreo

VALOR TOTAL DA PASSAGEM

Os anúncios para a compra de passagem aérea deverão informar, desde o início da consulta, o valor total que você vai pagar para viajar, incluindo todas as taxas. Hoje, essas buscas só informam o valor do bilhete, sem as taxas de embarque e de serviços.

DESISTÊNCIA DE UM VOO

Você terá até 24h, a partir do ato de compra, para desistir da passagem, desde que ela tenha sido adquirida no mínimo 7 dias antes do seu voo.

cru02

TAXAS DE CANCELAMENTO, REEMBOLSO OU REMARCAÇÃO

As taxas cobradas para remarcação, cancelamento ou reembolso da passagem não poderão ser maiores que o valor que você pagou pela passagem, mesmo que ela seja promocional. Atualmente, não existe essa limitação.

PRAZO PARA REEMBOLSO OU ESTORNO DA PASSAGEM

Deverá ocorrer em até 7 dias depois de sua solicitação de cancelamento e não mais em 30 dias, como é hoje.

RESERVA GARANTIDA DA PASSAGEM DE VOLTA

Manutenção da passagem de volta, em voos domésticos, caso você perca o trecho de ida. Mas para ter a volta garantida é preciso avisar a desistência até o momento da decolagem do voo de ida. Hoje, você perde automaticamente o voo de volta se não comparecer ao de ida, mesmo sob aviso.

ALTERAÇÃO DO NOME SEM CUSTO

Você poderá alterar a grafia do nome no bilhete, sem custos, quando a correção for necessária para o embarque. Mas, o bilhete continua sendo pessoal e intransferível.

BAGAGEM DE MÃO

Com as novas regras, o limite passa dos atuais 5 kg para pelo menos 10kg nos voos domésticos e internacionais. As dimensões da bagagem e a quantidade de volumes serão estabelecidas pelas companhias aéreas. Fique atento.

anac02

BAGAGEM DESPACHADA

As empresas poderão oferecer, num mesmo voo, opções por franquias de bagagem diferenciadas para você escolher a que melhor se encaixa no seu perfil. Hoje, despachando ou não, todos pagam por 23 quilos em voos domésticos e dois volumes de 32 quilos, cada, em voos internacionais.

DEVOLUÇÃO DE BAGAGEM EXTRAVIADA

Sua bagagem deve ser devolvida em até 7 dias, em voos domésticos, ou em até 21 dias para voos internacionais. Atualmente, as empresas têm até 30 dias para os dois casos.

INDENIZAÇÃO NO CASO DE BAGAGEM EXTRAVIADA

Maior facilidade e rapidez no pagamento de indenização. Isso deverá ocorrer em até 7 dias caso a empresa não restitua a bagagem nos prazos indicados. Atualmente, as empresas têm até 30 dias para indenizá-lo.

Para conhecer a campanha, acesse o endereço: www.transportes.gov.br/aviacaoparatodos ou acesse as redes sociais do Ministério dos Transportes; da Secretaria de Aviação; e da Anac.

FAÇA AQUI A SUA COTAÇÃO DE PASSAGENS E GARANTA ECONOMIA

Conheças as novas regras para acúmulo de milhas nos voos da Gol

Mudanças começaram a valer a partir desta semana. Na compra de todas as passagens o passageiro ganha milhas da Smiles

As novidades anunciadas no programa de fidelidade trarão ainda mais benefícios aos clientes, tornando ainda mais fácil o acúmulo de milhas e as mudanças de categoria. Os destaques são o acúmulo de milhas em todas as tarifas, inclusive nas promocionais, além da contabilização de trechos voados, inclusive conexões, na qualificação para as mudanças de categoria.

smiles

Com as alterações, qualquer passagem comprada com a Gol terá acúmulo de milhas. Além disso, se o cliente ainda tiver milhas após a mudança de categoria, poderá utilizá-las no ano seguinte para a nova classificação (upgrade).

Para se tornar um cliente Diamante agora são necessárias 30 mil milhas ou 30 trechos voados com a Gol. O cliente Diamante passa a receber, no mínimo 1 mil milhas por voo Gol e ainda pode estender seus benefícios para acompanhantes ao marcar o assento Gol+ Conforto sem custo, antecipar sua viagem para qualquer horário no mesmo dia de sua viagem, além de ganhar uma viagem por ano para um acompanhante.

Já os inscritos na categoria Ouro receberão pelo menos 500 milhas por voo GOL, além de receber 50% de desconto para marcar o assento GOL + Conforto, também para seu acompanhante, no mesmo localizador.

                                                                            CONFIRA A NOVA TABELA

tabela88

FRASE…..

“Queremos valorizar ainda mais a relação com nossos clientes, oferecendo cada vez mais uma viagem completa com milhas. As novas regras aceleram o acúmulo de milhas e assim fica ainda mais fácil viajar com a Smiles”

Carlos Mauad- diretor executivo comercial da Smiles.

Para mais informações, o cliente poderá acessar o hotsite novas regras ou qualquer canal de atendimento GOL e Smiles

ACESSE AQUI AS OFERTAS DA GOL

Passagens aéreas baratas

Compre e economize até 80% na MaxMilhas 

Novo modelo do grupo LATAM vai reduzir em 20% o valor das passagens

O Grupo LATAM anuncia uma nova forma de viajar em rotas domésticas nos seis países onde opera na América do Sul

A mudança será feita por país e por etapas a partir do primeiro semestre de 2017. Uma das novidades desta nova proposta é o acesso a tarifas mais econômicas e a uma nova forma de comprar bilhetes.

O passageiro poderá escolher por quais serviços quer pagar. Além disso, também será feita a incorporação de tecnologias que melhorarão a experiência de viagem, como o sistema de entretenimento de bordo sem fio gratuito já disponível em todos os voos.

tari02

Os passageiros terão acesso a um novo fluxo de compras mais simples, que permitirá a escolha da tarifa de acordo com o tipo de viagem. Também poderão optar pelos serviços adicionais que desejarem, como desfrutar de uma ampla variedade de refeições a bordo, escolher o assento favorito no avião, poder mudar o voo ou devolver o bilhete.

Segundo a LATAM, o novo modelo de vendas será mais transparente em relação às tarifas existentes e sobre o que está incluso em cada uma delas. Com esta mudança, a LATAM e suas filiais projetam reduzir em até 20% as tarifas mais baratas disponíveis para seus voos domésticos até 2020, consolidando sua importância para o desenvolvimento do turismo na região e contribuindo para o crescimento do tráfego aéreo per capita.

RESUMO DAS PROPOSTAS

A LATAM e suas filiais esperam que mais clientes possam começar a voar. O Grupo projeta ampliar em 50% a quantidade de passageiros transportados até 2020, consolidando o avião como um meio de transporte massivo na região e estimulando o crescimento econômico dos mercados onde opera.

É uma nova forma de viajar – que acompanha uma tendência da indústria em todo mundo – em que o passageiro escolhe como quer voar, pagando pelos serviços adicionais que quiser e selecionando a tarifa que se ajuste melhor às suas necessidades.

Acesso a tarifas mais econômicas em voos domésticos, mais e melhores opções de comida a bordo são algumas das novas propostas que a LATAM e suas filiais oferecerão para que o cliente escolha e construa sua própria experiência de viagem

A mudança será feita de forma progressiva nos voos domésticos da LATAM Airlines Chile, LATAM Airlines Colômbia, LATAM Airlines Peru, LATAM Airlines Equador, LATAM Airlines Argentina e LATAM Airlines Brasil.

ENCONTRE AQUI AS OFERTAS DA LATAM

_728x90_CGH_SDU.jpg

Novas regras para viagem de criança e adolescentes no trem de passageiros da Vale começam a vigorar dia 1º de setembro

A partir do dia 1º de setembro deste ano começam a valer as as novas regras para embarque de crianças e adolescentes com idades entre 12 e 17 anos no Trem de Passageiros da Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM). A nova regra faz parte de uma resolução estabelecida pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) recentemente.


Até 31 de agosto será possível embarcar apresentando a certidão de nascimento. Pela nova orientação, os usuários incluídos nessas faixas etárias só poderão embarcar mediante a apresentação de documento com foto, como Carteira de Identidade ou de Trabalho.
As regras para embarque de crianças menores de 12 anos, por sua vez, não sofreram alterações. Nesse caso, continua sendo necessário apresentar a autorização judicial e a certidão de nascimento original da criança no momento do embarque, ou de cópia autenticada do documento.
E por falar no trem de passageiros, quem pretende viajar no feriado da Independência deve ficar atento. Para embarque em Belo Horizonte, no dia 5 de setembro, sábado, não há mais passagens para as cidades mineiras ou Vitória. No retorno no dia 7 de setembro (segunda-feira) não há mais lugares disponíveis de Vitória para a capital mineira.
UM MILHÃO DE PASSAGEIROS
 
Na quinta-feira, dia 21 de agosto, o novo trem alcançou a marca de um milhão de passageiros desde que iniciou as suas operações, em 5 de agosto de 2014. Morador de Belo Horizonte, o jovem Douglas Yuri Mendes Silva fazia o trajeto entre a capital mineira e o município de Timóteo, também em Minas Gerais, onde encontra a esposa a cada 15 dias. A composição em que Douglas viajava, e que tem a estação Pedro Nolasco, em Cariacica (ES), como destino final, transportou mais de 1.250 pessoas nesta sexta-feira.

Para celebrar o marco histórico, a Vale anunciou a presença do viajante ilustre aos demais passageiros pelo sistema de som do Trem, numa homenagem singela ao “passageiro número 1 milhão”. Além da homenagem, Douglas também foi presenteado pela Vale com uma passagem de ida e volta, com direito a acompanhante, para um destino de sua escolha entre os 31 pontos de parada existentes ao longo da Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM).

Banner 300x250

Flyways Linhas Aéreas recebe aeronave e contrata tripulação para iniciar voos comerciais

A Flyways Linhas Aéreas está prestes a iniciar suas operações de voos comerciais. Atraída pelo Plano de Desenvolvimento da Aviação Regional, a empresa já realizou o processo seletivo para comissários de bordo e agora está em busca de comandantes, copilotos e Instrutores para sua base localizada no Rio de Janeiro.

A Flyways já recebeu da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) a licença para funcionamento jurídico, restando agora as demonstrações e inspeções da aeronave, e por último, voo operacional. Os voos da companhia serão do Rio de Janeiro para São Paulo e Minas Gerais, mas as cidades ainda não foram definidas.
Juiz de Fora é uma das fortes candidatas de ganhar voos para Guarulhos, segundo um executivo da companhia. Os pedidos de voos ainda não foram pedidos. Juiz de Fora está sem voos desde o ano passado.
                               ANÚNCIO DA FLYWAYS NAS REDES SOCIAIS
AERONAVE
A primeira aeronave da  Flyways está desde abril deste ano no Aeroporto de Foz de Iguaçu (PR), para o processo de liberação.  ATR- 72-500, prefixo PR-TKN (cn 580), que será o primeiro avião da nova companhia, já pertenceu a Trip e Azul. Essa aeronave tem 70 assentos. No Brasil as companhias que usam o ATR são a Azul, Passaredo e MAP Linhas Aéreas, essa última instalada em Manaus.

Banner 728x90

Governo vai privatizar aeroportos de Porto Alegre, Salvador, Florianópolis e Fortaleza

O
governo federal anunciou nesta terça-feira (09/06), a concessão dos
aeroportos Pinto Martins, em Fortaleza (CE); Luiz Eduardo Magalhães,
em Salvador (BA); Hercílio Luz, em Florianópolis (SC); e Salgado
Filho e Porto Alegre (RS). Esses terminais fazem parte da nova etapa
do Programa de Investimento em Logística (PIL). Já estão com a
iniciativa privada os aeroportos de Campinas (SP), Guarulhos, Galeão,
Brasília (DF), Confins (MG) e São Gonçalo do Amarante (RN).

Os
investimentos previstos para os quatro aeroportos são de R$ 8,4
bilhões. Porto Alegre, Florianópolis, Salvador e Fortaleza
registraram, em conjunto, uma movimentação de 27,6 milhões de
passageiros em 2014. A estimativa é que essa movimentação atinja o
patamar de 80 milhões de passageiros anuais em 2044. Ou seja, o
número triplicaria nas próximas três décadas.

Em
2014, os seis aeroportos já concedidos – São Gonçalo do
Amarante, Brasília, Guarulhos, Viracopos, Galeão e Confins –
movimentaram 99 milhões de passageiros. Ao todo, esses terminais já
investiram R$ 8,6 bilhões em melhorias, a saber: 76% de acréscimo
nos pátios, 125% mais espaço nos terminais de passageiros, 87% a
mais em capacidade e 156% mais vagas nos estacionamentos de veículos,
por exemplo.

Além
disso, os aeroportos de Amarais, Araras, Bragança Paulista,
Itanhaém, Jundiaí e Ubatuba, no estado de São Paulo, e Caldas
Novas, em Goiás, receberão a anuência da SAC para serem concedidos
à iniciativa privada.

Na
foto acima
,
a
primeira linha da tecnologia aeromóvel em operação comercial no
Brasil – aberta ao público em 10 de agosto de 2013 e funcionando com
cobrança de passagem desde 7 de maio de 2014 – , interliga a Estação
Aeroporto do metrô ao Terminal 1 do Aeroporto Internacional Salgado
Filho, em
Porto Alegre.

ETAPAS

O
Diário Oficial da União publicará amanhã, quarta-feira (10/06), o
Edital de Chamamento Público (PMI – Procedimento de Manifestação
de Interesse) para que as empresas interessadas sejam autorizadas a
realizar os estudos técnicos preparatórios.

O
anúncio do PMI é o primeiro passo do processo de concessão.
Vencido o prazo para a entrega dos estudos, eles serão analisados
pela SAC e pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Em
seguida, os estudos são encaminhados ao Tribunal de Contas da União
(TCU) e, após aprovação, a agência reguladora fica responsável
pela elaboração das minutas de edital e contrato, que serão
submetidas à consulta e audiência públicas. Depois da análise das
sugestões apresentadas nessa etapa, a Anac divulga o edital. Após
um prazo de 45 dias ocorre o leilão, previsto para o primeiro
semestre do ano que vem.

INFRAERO

Além
das concessões, também foi anunciada a reestruturação da
Infraero. O objetivo é permitir que a empresa readquira sua
capacidade de gestão e investimento, e tenha foco em seu negócio
fim: a operação aeroportuária.

Com
vistas à melhoria da governança e em busca de maior eficiência,
também será implementado o programa de demissões voluntárias, com
abrangência de até 2,6 mil funcionários. Os recursos necessários
para sua efetivação serão incluídos na LOA (Lei Orçamentária
Anual) 2016.

Ainda
neste ano serão criadas duas subsidiárias: a Infraero Participações
e Infraero Serviços. A Infraero Serviços terá um grande operador
internacional como parceiro: a alemã Fraport, que opera o aeroporto
de Frankfurt, na Alemanha, além de Lima (Peru), Delhi (Índia) e St.
Petersburgo (Rússia), dentre outros. Com a mudança, a Secretaria
busca montar uma equação societária e financeira que permita a
Infraero ser uma empresa forte mesmo com a política de concessões
em curso.

Para
isso, ela deverá aumentar receitas e cortar custos para competir com
as demais empresas do mercado. O cenário em que ela atuava sozinha
no mercado aeroportuário acabou. “Para vencer esse desafio, a
empresa tem em seu favor bons ativos e um mercado que cresce”,
afirma o ministro da Aviação, Eliseu Padilha.

A
reestruturação contribuirá tanto para o aprimoramento da
governança quanto para a melhoria do resultado financeiro da
empresa, por meio da busca por novos negócios e novas receitas.

QUALIDADE

Nos
últimos anos houve um crescimento muito forte da demanda pelo uso
dos serviços dos aeroportos no Brasil. De 2004 a 2014, enquanto os
preços das passagens aéreas caiam 48%, o número de passageiros
crescia 170%. Só em 2014, 117 milhões de passageiros movimentaram
os principais aeroportos do país.

Os
investimentos aplicados nos aeroportos concedidos levaram a uma
melhoria dos serviços prestados, segundo pesquisa de satisfação
realizada com 64.500 passageiros em 2014. O estudo, realizado pela
Secretaria de Aviação Civil, atesta que estes aeroportos
apresentaram melhoria na satisfação dos passageiros em 12%, apenas,
no ano passado.

Esse
aumento na satisfação faz com que sejam necessários crescentes
investimentos para a manutenção da qualidade no atendimento nos
aeroportos, dentro dos melhores padrões internacionais de operação.
Assim, o governo brasileiro avalia que, como em outros segmentos da
economia, a parceria com a iniciativa privada vai viabilizar mais
investimentos, a troca de experiências e a garantia das melhores
práticas no setor.

A
política de concessões introduziu uma concorrência entre os
aeroportos. A competição, se traduz, em novos produtos e no aumento
da qualidade dos serviços prestados aos passageiros. Os recursos
arrecadados com as concessões serão destinados, integralmente, ao
Fundo Nacional de Aviação Civil (FNAC) e só poderão ser
utilizados em investimentos na aviação civil. A política do
governo para o setor busca modernizar e ampliar os grandes
aeroportos, descentralizar investimentos e ampliar a cobertura
geográfica da prestação do serviço.

A partir de julho começam a valer novas regras para inspeção de animais e objetos especiais

A partir de 18 de julho deste ano começam a valer novos procedimentos diferenciados para inspeção no embarque de medicamentos, filmes fotográficos (ISO 800 ou superior), animais domésticos, cães-guias, cinzas provenientes de cremação, órgão, tecidos, células humanas e instrumentos cirúrgicos.

As novas regras fazem parte da Portaria nº 1155/2015 publicada nesta semana no Diário Oficial da União pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).  A portaria complementa os requisitos previstos na Resolução nº 207/2011.
Com a publicação da Portaria, os Agentes de Proteção da Aviação Civil (APAC) realizarão procedimentos diferenciados de inspeção por meios que, além de aprimorar a segurança dos passageiros, tripulantes e aeronave contra atos de interferência ilícita, garantem a integridade dos objetos/animais inspecionados. 
Segundo a ANAC, em alguns casos o passageiro pode solicitar a aplicação de procedimento diferenciado de inspeção, como por exemplo, no caso de filmes fotográficos de elevada resolução, evitando possíveis danos quando submetidos ao equipamento de Raio-X.
No caso de cães-guia, a portaria prevê mais de um meio de inspeção a ser escolhido pelo passageiro, não devendo ocorrer sua separação do animal sem seu consentimento. A nova Portaria pode ser consultada aqui.

_468x60_CGH_SDU.jpg

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com