Azul inicia a venda das passagens dos voos de Pato Branco e Toledo

A companhia vai usar nestes novos destinos aeronave ATR-72 com 70 assentos.

As cidades de Toledo e Pato Branco terão voos da Azul a partir de 9 e 10 de janeiro, respectivamente. As passagens destes novos destinos já estão sendo vendidas. Com o início dessas operações, o Paraná passa a ser o terceiro maior estado com operações da empresa, ficando atrás apenas de São Paulo e Minas Gerais. Serão 60 decolagens por dia com uma oferta de 41 mil voos assentos semanais. (Confira no final os horários dos voos).


[read more=”Leia mais…” less=”Recolher”]

Com essa ligação até Curitiba, os passageiros da Azul que partirem de Toledo e Pato Branco têm uma oferta de conexões imediatas para Campinas, São Paulo (Guarulhos e Congonhas), Recife, Rio de Janeiro (Santos Dumont), Porto Alegre e Campo Grande, além dos outros sete destinos paranaenses servidos pela Azul.

Os de Toledo para Curitiba serão operados às quartas-feiras e os de Pato Branco serão às quintas-feiras. Em fevereiro a companhia pretende aumentar de um voo para quatro nestas duas cidades localizadas no interior do Paraná.

A Azul voará para seus novos destinos utilizando o ATR-72 com 70 assentos. A bordo, os passageiros poderão desfrutar de um serviço de bordo encantador e mundialmente reconhecido e premiado, além, é claro, de snacks e bebidas à vontade.

CONFIRA OS HORÁRIOS DOS NOVOS VOOS DA AZUL

[/read]

Saiba como funciona o sistema de manutenção de aeronaves da Azul na Pampulha

Além da troca de peças, limpeza e pintura, a equipe da Azul também faz a reposição das poltronas, do sistema de iluminação.

A aviação brasileira é considerada uma das mais seguras do mundo graças aos investimentos na manutenção preventiva das aeronaves. A equipe do Tudo Viagem foi conhecer o complexo de oficinas da Azul no Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte, onde uma equipe de quase 300 profissionais fazem a manutenção dos modelos ATR-72 e os jatos da Embraer.


[read more=”Leia mais…” less=”Recolher”]

Na Pampulha fomos recebidos por Antônio Augusto Eick, Gerente Geral de manutenção dos hangares da Azul. Em Belo Horizonte a Azul tem quatro hangares onde são realizadas as manutenções. Os aviões que chegam para manutenção “revirados” para que todos os problemas sejam resolvidos. Na quinta-feira, quando ocorreu a visita, quatro modelos estavam passando por uma manutenção.

Apesar de ser um trabalho muito técnico, com tarefas diárias para cada profissional, conhecer o hangar da Azul foi uma experiência muito agradável. É que os funcionários fazem questão de mostrar como são bem tratados pela empresa e mostram o que estão fazendo para deixar o avião novo, como se tivesse saído da fábrica.

Só para cuidar de um ATR-72, com 70 assentos, são escalados 43 profissionais. Além da troca de peças, limpeza e pintura, a equipe da Azul também faz a reposição das poltronas, do sistema de iluminação. Todas as tarefas são divididas por dia, garantindo que o avião menor tempo possível sem atender as rotas da companhia.

Feito isso, são realizados os testes com motores e do sistema eletrônico. Só depois do aval dos engenheiros é que o avião é liberado para as rotas comerciais da Azul. A cada dois anos os aviões da Azul precisam passar por essa “revisão geral”. Tudo é desmontado na parte interna.

Atualmente os jatos Aitbus da Azul (A-320 e A-330) são levados para esse tipo de manutenção no hangar da TAP Portugal, no Galeão do Rio de Janeiro. A partir de setembro de 2019 esse trabalho será realizado pela própria Azul em Campinas. O novo espaço terá condições de fazer a manutenção ao mesmo tempo em oito A-320 ou de um A-330 e mais quatro A-320.

Segundo Antônio Augusto Eick, atualmente o complexo de manutenção da Azul na Pampulha é a única no Brasil. Em função do crescimento rápido da companhia, foi necessário investir na construção do hangar de manutenção de Campinas, que também poderá receber os ATRs e jatos da Embraer.

FOTOS: CARLOS ROBERTO

 

CONHEÇA AQUI O SITE QUE VENDE PASSAGENS AÉREAS COM DESCONTOS DE ATÉ 80%

 

[/read]

Azul terá voos de Montes Claros para Vitória durante a alta temporada

As operações sem escalas serão às sextas e domingos e nesta rota a Azul vai usar o ATR-72 que transporta 70 passageiros.

Entre 20 de dezembro deste ano a 3 de fevereiro a companhia Azul terá voos sem escalas de Montes Claros, no Norte de Minas, para Vitória, no Espírito Santo. As passagens desta nova rota já estão sendo vendidas. Os voos de Montes Claros para Vitória serão operados às sextas e domingos e vão facilitar as viagens dos mineiros que adoram viajar para as praias capixabas.

As operações sem escalas serão às sextas e domingos. Nesta rota a Azul vai usar o ATR-72 que transporta 70 passageiros. Os voos serão operados no na alta temporada e foram criados para atender quem gosta de viajar no Natal, réveillon e as férias de janeiro.

As companhias Azul e Gol oferecem voos sem escalas de Montes Claros para Belo Horizonte (Aeroporto de Confins). Nestas duas companhias é possível comprar passagens aéreas baratas durante a black friday que será lançada nos próximos dias.

Os capixabas poderão viajar e chegar ao destino final sem escalas para Porto Seguro, Teixeira de Freitas, Ilhéus e Porto Seguro, cidades localizadas na Bahia. Esses novos voos também vão facilitar as viagens para os destinos do Espírito Santo durante a alta temporada.

CONFIRA ABAIXO DETALHES DOS VOOS DA AZUL DE 20/12/2018 A 03/03/2018

Vitória-Porto Seguro: três voos semanais às terças, quintas e domingos

Vitória-Teixeira de Freitas: dois voos semanais às segundas e sextas-feiras.

Vitória-Montes Claros: dois voos semanais às sextas e domingos.

Vitória-Ilhéus: dois voos semanais às quartas e sábados.

Azul divulga balanço do primeiro mês dos voos entre Recife e Manaus

Recife conta com uma média de 50 voos por dia. É o terceiro maior centro de conexões da Azul no país.

4.500 assentos ofertados e 52 voos realizados. Esse é o balanço da Azul do primeiro mês de operação entre Manaus e Recife, a maior rota doméstica mais longa da companhia. Segundo a Azul, a pontualidade deste voo foi de 92% compartidas em até 15 minutos do horário previsto, tendo como base a cidade pernambucana.

A distância entre as duas capitais é de 2,8 mil quilômetros. As frequências são diretas e regulares em todos os dias da semana, com exceção dos sábados. Desde então, pouco mais de quatro mil Clientes viajaram entre as cidades, a bordo das aeronaves Airbus A320neo, equipado com 174 assentos.

Em uma viagem de duração aproximada de quatro horas, os passageiros da Azul no Norte do país contam com conexões convenientes para chegar a todas as capitais do Nordeste a partir do Recife, como ressalta o diretor de planejamento de malha da companhia, Daniel Tkacz.

Recife conta com uma média de 50 voos por dia. É o terceiro maior centro de conexões da Azul no país. A capital pernambucana conta com voos diretos da companhia para 28 destinos, sendo quatro deles internacionais, Rosário e Córdoba, na Argentina, e Orlando e Fort Lauderdale, nos Estados Unidos. Os passageiros das duas capitais podem da black friday da Azul para voar para todos esses destinos da Azul.

 

Uberlândia perde voo direto para a cidade do Rio de Janeiro

Nesta rota a Azul opera sem concorrência, fazendo com que os preços das passagens sejam “salgados”. As passagens dos novos já estão sendo vendidas.

A companhia Azul decidiu acabar a partir de 3 setembro com o voo diário e sem escala de Uberlândia (MG) para o Rio de Janeiro (Aeroporto Santos Dumont). A companhia é a única atualmente que oferece essa frequência sem escala entre as duas cidades.


[read more=”Leia mais…” less=”Recolher”]

A partir de 3 de setembro a Azul vai aumentar de quatro para cinco o número de voos diários de Uberlândia para Belo Horizonte (Aeroporto de Confins). Nesta rota a companhia opera sem concorrência, fazendo com que os preços das passagens sejam “salgados”. As passagens dos novos já estão sendo vendidas.

Atualmente o Aeroporto de Confins é o segundo maior hub (centro de distribuição de voos) da Azul. São 96 de decolagens no aeroporto mineiro, colocando a Azul em primeiro lugar entre as companhias que operam em Confins.

Em nota sobre o fim dos voos de Uberlândia para o Rio de Janeiro, a Azul informou que os passageiros que “adquiriram passagens para os voos após 3 de setembro poderão remarcar seus bilhetes, pedir reembolso integral ou serem acomodados em outros voos em conexão pelos canais de atendimento da companhia”.

LEIA TAMBÉM

LATAM suspende voos sem escalas de Belo Horizonte para Vitória

ENCONTRE AQUI AS OFERTAS DA AZUL

 

[/read]

Azul terá 100 voos extras no feriado de 7 de setembro

Além dos hubs da Azul, destinos que registram aumento do fluxo de turistas em datas comemorativas terão reforço na oferta.  

A Azul terá 100 voos extras ao longo do feriado prolongado da Independência. Entre os dias 06 e 09 de setembro, os três principais centros de conexão da companhia, Campinas, Belo Horizonte e Recife contarão com o maior volume de frequências adicionais.


[read more=”Leia mais…” less=”Recolher”]

As operações serão realizadas com as aeronaves modelo ATR 72-600, jatos da Embraer e os Airbus A320neo.  Além dos hubs da Azul, destinos que registram aumento do fluxo de turistas em datas comemorativas terão reforço na oferta.  As passagens dos voos extras já estão sendo vendidas.

Porto Seguro, Fortaleza, Florianópolis, Salvador, Foz do Iguaçu e Natal são algumas das cidades com mais voos, que vão decolar, principalmente, de São Paulo (Viracopos e Guarulhos), Curitiba, Porto Alegre, Recife e de Belo Horizonte (Aeroporto de Confins).

A Azul é a maior companhia aérea do Brasil em números de cidades atendidas, com 780 voos diários e 107 destinos.

ACESSE AQUI AS PROMOÇÕES DA AZUL

 [/read]

Azul começa a vender as passagens dos voos de São José dos Campos

Nesta rota a Azul vai usar as aeronaves modelo ATR 72-600, que tem capacidade para até 70 passageiros.

A companhia Azul começou a vender as passagens dos voos de São José dos Campos (SP) para o Rio de Janeiro. A cidade do interior de São Paulo voltará a receber voos regulares após dois anos. A partir de 3 de setembro, a cidade terá frequências sem escalas para o aeroporto Santos Dumont.

A companhia irá operar dez voos entre as cidades por semana. Nesta rota a Azul vai usar as aeronaves modelo ATR 72-600, que tem capacidade para até 70 passageiros. Assim que reinaugurada, São José dos Campos será a 108ª base de operação da Azul e o 100º aeroporto do país a ser atendido pela empresa.

A cidade do interior paulista será a quarta base a ser aberta pela companhia neste ano. Antes, Córdoba e Rosário, na Argentina, e Mossoró, no Rio Grande do Norte, já haviam começado a receber voos da Azul. Mesmo sendo a única a operar em São José dos Campos, é possível encontrar passagens aéreas promocionais para viagem no mês de setembro, quando começam os voos.

No Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, a Azul tem uma média diária de 35 voos da Azul para 12 destinos. A partir do Santos Dumont é possível garantir passagens aereas em promoção para vários destinos das companhias Avianca Brasil, LATAM, Gol, Passaredo e Azul.

 

Azul anuncia a compra de 21 Embraer 195-E2 com 136 assentos

O jato terá 136 assentos, 15% a mais que a geração atual e os primeiros modelos deverão ser entregues em 2019.

A Azul anunciou nesta terça-feira (17/07) a intenção de compra de 21 aeronaves Embraer 195-E2, aumentando a quantidade de pedidos firmes para 51. O anúncio da Azul ocorreu hoje no “Farnborough International Airshow”, que acontece na Inglaterra.


[read more=”Leia mais…” less=”Recolher”]

As entregas do novo modelo estão previstas a partir de 2019. O jato terá 136 assentos, 15% a mais que a geração atual. Com um consumo mais eficiente de combustível, a Azul espera operar esses E2s com uma redução de pelo menos 26% no custo por assento comparado com a geração atual de E1s que opera.

Adicionalmente, os E2s terão as mesmas especificações de cabine do E1, reduzindo significativamente o custo de treinamento de pilotos. Como maior operador E195 do mundo, a Azul se beneficiará de condições de compra favoráveis, incluindo flexibilidade de acordo com as oportunidades de crescimento do mercado.

FRASE….

“Estamos muito felizes com o aumento de nossos pedidos de E2s. Nossa frota de aeronaves da Embraer sempre foi e sempre será fundamental para nossa malha e estratégia de frota. Estamos muito satisfeitos com o nosso atual processo de transformação de frota, principal vetor de expansão de margem nos próximos anos. Dado que 50% de nossos E1s serão devolvidos nos próximos 5 anos, esse novo pedido garante a substituição destas aeronaves por aeronaves de nova geração, mais eficientes na queima de combustível, contribuindo para a contínua redução de nossos custos unitários”,

John Rodgerson, CEO da Azul

CONHEÇA AQUI O SITE QUE VENDE PASSAGENS AÉREAS COM ATÉ 80% DE DESCONTO

[/read]

Divinópolis está sem voos da companhia Azul há mais de dois meses

A prefeitura pretende fazer um contrato de emergência ou licitação para contratar a nova empresa que vai operar o aeroporto.

O Aeroporto de Divinópolis, na Região Centro-Oeste de Minas Gerais, está sem voos comerciais da Azul para Campinas desde o dia 30 de março deste ano. As operações noturnas para jatos da aviação executiva estão suspensas. A Socicam, que gerenciava o aeroporto da cidade, deixou de realizar os serviços por causa de uma dívida de R$ 2,6 milhões. A dívida acumulada há mais de três anos não foi paga pela Prefeitura de Divinópolis, responsável pelo aeroporto.

                                                ……Continua após anúncio…..


[read more=”Leia mais…” less=”Recolher”]

A companhia Azul foi obrigada a suspender os voos por falta de equipamentos de raio e x e de funcionários para fazer a operação do Aeroporto de Divinópolis. Sem voos, os passageiros da Região Centro-Oeste de Minas são obrigados a viajar mais de duas horas até o Aeroporto de Confins, na Grande Belo Horizonte.

Segundo o presidente da Associação comercial e industrial de Divinópolis (Acid), Leonardo Gabriel, a prefeitura pretende fazer um contrato de emergência ou licitação para contratar a nova empresa que vai operar o aeroporto.A Azul retomará os voos de Divinópolis imediatamente, mas a data da contratação ainda não foi definida.

FRASE

“Sem os voos da Azul o setor hoteleiro perde, além dos restaurantes e locadoras de veículos. Como polo de confecção, sofremos também, pois os outros polos de moda tem voos diários. O MG transplante deixa de levar e buscar órgãos para serem transplantados por causa da restrição da operação noturna”

Leonardo Gabriel- presidente da Associação comercial e industrial de Divinópolis

CONHEÇA AQUI O SITE QUE VENDE PASSAGENS AÉREAS COM ATÉ 80% DE DESCONTO

[/read]

Divinópolis fica sem voos por causa de dívida da prefeitura com empresa que administrava o aeroporto

 

 

Um grupo de empresários pretende comprar raio x e demais equipamentos para segurança nos voos.

A Azul suspendeu no dia 30 de março deste ano os voos de Divinópolis, no Centro-Oeste de Minas Gerais, para Campinas (SP). Mas desta vez não é por falta de passageiros. A Socicam, que gerenciava o aeroporto da cidade, deixou de realizar os serviços por causa de uma dívida de R$ 2,6 milhões. A dívida acumulada há mais de três anos não foi paga pela Prefeitura de Divinópolis.


[read more=”Leia mais…” less=”Recolher”]

Sem funcionários para fazer o atendimento aos passageiros, para operar o aparelho de raio, e dar suporte às aeronaves da Azul, a companhia suspendeu os voos e a venda das passagens para todas as datas. Não há data para pagamento da dívida por parte da Prefeitura de Divinópolis, que tem a concessão do aeroporto.

Uma das alternativas para que a Azul volte a operar voos seria a Prefeitura de Divinópolis assumir o aeroporto, mas faltam funcionários treinados e dinheiro. A contratação dos funcionários da Socicam que foram demitidos também está estuda. Esses funcionários têm treinamento, que agilizaria a reabertura do aeroporto.

Por outro lado, um grupo de empresários pretende comprar raio x e demais equipamentos para segurança nos voos. Os equipamentos seriam doados ao aeroporto. A prefeitura da cidade está estudando essa possibilidade, mas antes precisa de um parecer da Procuradoria do Município.

Na semana passada o Tudo Viagem mostrou com exclusividade que Divinópolis tem a passagem mais barata de Minas Gerais, conforme levantamento realizada pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). A pesquisa foi feita com base aos bilhetes aéreos em janeiro de 2018, quando a Azul operava em Divinópolis. Leia aqui a matéria completa.

CONHEÇA AQUI O SITE QUE EMITE PASSAGENS AÉREAS COM ATÉ 80% DE DESCONTO

[/read]

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com