Passaredo pretende lançar mais seis destinos em 2017

Adalberto Bogsan, que já passou por TRIP, Azul e Gol, assumiu a presidência da companhia como desafio de profissionalizar a empresa

A Passaredo era dirigida há 15 anos pelo comandante José Luiz Felício Filho, sócio da companhia, que agora está no Conselho de Administração. Com 850 funcionários e oito aeronaves, o novo presidente assume o cargo e tem um desafio no ar. A empresa está em recuperação judicial desde junho de 2012.

passa19

Atualmente a companhia oferece voos em 19 cidades. Em 2017 pretende chegar a 25. Estão nos planos da Passaredo lançar voos do Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte, para Guarulhos (SP) e Brasília. A Azul chegou a oferecer voos para esses destinos. Retomar as operações em Uberaba e Uberlândia também fazem parte do planejamento da Passaredo.

Em junho deste ano a Passaredo demitiu 300 funcionários e devolveu seis aeronaves. Foi obrigadas a fechar as bases de Dourados, Uberaba e Uberlândia. A companhia usa em suas rotas o ATR-72, modelo turboélice com 70 assentos. A companhia tem acordo de compartilhamento de voos com a LATAM. O centro de distribuição de voos é em Ribeirão Preto (SP), onde fica a sua sede.

Adalberto Bogsan já trabalhava com a Passaredo como consultor aeronáutico desde julho de 2016. Foi diretor de Operações da Azul Linhas Aéreas nos anos de 2014 e 2015, liderou a implantação da aviação Internacional com os equipamentos A330 e finalizou o processo de fusão entre Azul e Trip Linhas Aéreas. Também foi vice-presidente técnico operacional da GOL, entre 2010 a 2013.



HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com