Infraero vai implantar internet gratuita em cinco aeroportos de Minas Gerais

Cinco
aeroportos de Minas Gerais foram incluídos em um projeto da Infraero para
instalação de um novo modelo de oferta de internet wi-fi gratuita nos aeroportos da rede. O novo
formato ampliará gradualmente a oferta do serviço, atualmente acessível em nove
terminais, para os demais aeroportos administrados pela empresa. O processo
será executado em quatro fases. O Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte,
foram incluídos na primeira etapa do projeto.

Os
outros aeroportos mineiros que terão internet gratuita são Carlos Prates (Belo
Horizonte), Uberlândia, Uberaba e Montes Claros. Segundo a Infraero, o acesso
gratuito será prestado nas salas de embarque doméstico e/ou internacional, por
30 minutos após o preenchimento de cadastro. Esse período poderá ser acrescido
de 15 minutos, caso o passageiro responda a uma breve pesquisa de interesse da
Infraero.
O
novo contrato se iniciou nesta segunda-feira (1º/12), referente à
concessão da infraestrutura de telecomunicações sem fio, destinada à exploração
comercial do acesso à internet. O serviço será oferecido pela Linktel,
escolhida por meio de licitação. O prazo da concessão é de dez anos.
“Esse
novo modelo amplia a proposta da Infraero, permitindo que todos os 60
aeroportos da rede sejam contemplados com internet wi-fi gratuita, com padrão de qualidade
elevado”, destaca o diretor Comercial da Infraero, André Luís Marques de
Barros.
  
 Cronograma de
implantação
     
 O projeto de instalação se dará em quatro fases, com duração total prevista de
um ano. Na primeira, que será concluída em até 120 dias, após o início da
vigência contrato, serão contemplados os seguintes aeroportos:
      – Congonhas (SP);
      – Santos Dumont (RJ);
      – Porto Alegre (RS);
      – Salvador (BA);
      – Recife (PE);
      – Curitiba (PR);
      – Fortaleza (CE);
      – Manaus (AM);
      – Cuiabá (MT);
      – Pampulha (MG).
      Na segunda fase – que será concluída em
até 200 dias após o início do contrato – a internet gratuita estará disponível
nos seguintes aeroportos:
      – Belém (PA);
      – Florianópolis (SC);
      – Goiânia (GO);
      –
Vitória (ES);
      – Aracaju (SE);
      – Campo Grande (MS);
      – Foz do Iguaçu (PR);
      – João Pessoa (PB);
      – Maceió (AL);
      – São Luís (MA);
      – Boa Vista (RR);
      – Palmas (TO);
      – Porto Velho (RO);
      – Rio Branco (AC);
      – Teresina (PI).
      Na terceira fase, que será concluída em
até 280 dias após o início do contrato, estão contemplados os seguintes aeroportos:

      – Londrina (PR);
      – Macaé (RJ);
      – Campo de Marte (SP);
      – Navegantes (SC);
      – Bagé (RS);
      – Bacacheri (PR);
      – Carajás (PA);
      – Forquilhinha (SC);
      – Campos (RJ);
      – Altamira (PA);
      – Ilhéus (BA);
      – Imperatriz (MA);
      – Jacarepaguá (RJ);
      – Juazeiro do Norte (CE);
      – Joinville (SC).
      Na quarta e última fase, com conclusão
prevista em até 365 dias após o início do contrato, serão contemplados os
seguintes aeroportos:
      – Campina Grande (PB);
      – Marabá (PA);
      – Montes Claros (MG);
      – Macapá (AP);
      – Parnaíba (PI);
      – Petrolina (PE);
      – Carlos Prates (MG);
      – São José dos Campos (SP);
      – Santarém (PA);
      – Tefé (AM);
      – Tabatinga (AM);
      – Uruguaiana (RS);
      – Uberlândia (MG);
      – Uberaba (MG);
      – Corumbá (MS);
      – Cruzeiro do Sul (AC);
      – Brigadeiro Protásio/Belém (PA);
      – Pelotas (RS);
      – Ponta Porã (MS);
      – Paulo Afonso (BA).

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com