Tudo viagem

Falta de estrutura aeroportuária obriga a Azul suspender voos em três cidades do Amazonas

As cidades de São
Paulo de Olivença, Santa Isabel do Rio Negro e Barcelos, no
Amazonas, perderam voos da companhia Azul. Em nota a empresa alega
que o motivo da suspensão dessas operações se deve ao fato de não
haver conformidade entre o peso médio de decolagens das aeronaves
ATR-42 da Azul e o peso declarado no ROTAER – Manual Auxiliar de
Rotas Aéreas.

O voos de São Paulo de
Olivença foram suspensos no dia 4 de maio e os últimos pousos e
decolagens de Rio Negro e Barcelos foram no dia 12 de maio. Além da
Azul, o Amazonas tem voos da MAP Linhas Aéreas, empresa que opera
em Parintins, Lábrea, Caruari, Manaus e Humaiatá.

Segundo a Azul, não há
perspectivas em curto prazo para realização de investimentos em
infraestrutura aeroportuária, necessários para dar continuidade a
uma operação regular seguindo os padrões operacionais da Azul.“A companhia ressalta
que mantém o compromisso com o Amazonas e continuará prestando um
serviço de alto nível em sete cidades amazonenses tais como Coari,
Eirunepé, Manaus, Parintins, São Gabriel da Cachoeira, Tefé e
Tabatinga”, diz nota da Azul.

A partir de Manaus a
empresa tem cerca de 35 operações diárias, entre pousos e
decolagens, para todas as regiões do país. A Azul é hoje não só
a companhia aérea brasileira com a malha mais abrangente do Brasil,
como lidera o segmento regional com larga margem e, dentro de alguns
meses, também terá operações internacionais para os Estados
Unidos.

.

(Visited 2 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com