Conheça o sistema de realidade aumentada da LATAM

Aplicativo lançado pela companhia permite verificar se a bagagem de mão atende às especificações permitidas.

O Grupo LATAM Airlines lançou um sistema de realidade aumentada para o aplicativo LATAM, no qual os passageiros podem verificar com antecedência se a sua bagagem de mão atende ou não às especificações permitidas.


[read more=”Leia mais…” less=”Recolher”]

A LATAM é o primeiro grupo de companhias aéreas nas Américas a implementar esta ferramenta digital e também o primeiro no mundo a oferecê-la em dispositivos Android e IOS. Segundo a LATAM, as especificações apresentadas no aplicativo são referenciais e serão confirmadas durante o processo de embarque.

A ferramenta está disponível no aplicativo LATAM, que já conta com mais de 3 milhões de usuários e, desde o primeiro trimestre de 2018, registra crescimento de mais de 10% ao mês. Além desta iniciativa, outras foram recentemente incorporadas com o objetivo de consolidar a LATAM como uma empresa inovadora nas questões digitais.

Entre essas novidades estão a implementação e a renovação dos terminais de autoatendimento nos principais aeroportos, além da criação de um laboratório digital, cujo foco é a inovação na região, para continuar oferecendo soluções transformadoras aos seus passageiros.

COMO ACESSAR

Para acessar a ferramenta, os passageiros devem entrar no menu MAIS do aplicativo LATAM. Em seguida, deve selecionar a opção “Realidade Aumentada” e seguir as instruções na tela para adicionar a caixa virtual e compará-la com a bagagem.

A ferramenta está disponível para sistema operacional iOS na versão 11.0 ou superior e para Android na versão 7.0 ou superior. O dispositivo móvel (smartphone ou tablet) deve ter a versão mais recente do aplicativo LATAM instalado.

 CONFIRA O VÍDEO

ACESSE AQUI AS OFERTAS DA LATAM

[/read]

Confira as novas regras de segurança em todos os voos para os Estados Unidos

As medidas deverão ser aplicadas pelas empresas aéreas nos aeroportos de origem, inclusive aeroportos brasileiros.

A partir de 30 de junho, a Autoridade Norte Americana de segurança da aviação civil contra atos de interferência ilícita (aviation security) – TSA (Transportation Security Administration) -, passará a exigir novos procedimentos de segurança para voos internacionais com destino aos Estados Unidos.

………………..Continua após anúncio………………………


[read more=”Leia mais…” less=”Recolher”]

As medidas deverão ser aplicadas pelas empresas aéreas nos aeroportos de origem, inclusive aeroportos brasileiros. As novas são válidas apenas para o transporte de bagagem de mão.

A partir desta data, nas operações aéreas regulares para os EUA, as empresas aéreas deverão:

Informar os passageiros sobre a proibição de embarque de substâncias em pó acima de 350 mL em bagagem de mão.

Exceções feitas a leite em pó, medicamentos e produtos adquiridos em duty-free. Exemplos de produtos em pó: farinha, açúcar, café em pó, temperos, leite em pó e cosméticos. Ressalta-se que incluem materiais em pó em forma granulares ou compactados.

Passageiros poderão ter seus pertences de mão submetidos à inspeção de segurança pelo operador aéreo, conforme critérios de escolha do passageiro definido pelo TSA. (Essa medida já é prevista pelo TSA, desde 2017, para realização de inspeção de segurança. Trata-se, portanto, de um reforço).

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) está avaliando as novas medidas e os impactos em voos que possam ocorrer no Brasil, assim como participa de discussões técnicas internacionais, com participação de outros Estados, com o objetivo de atualizar a necessidade de alteração de alguma medida de segurança nos aeroportos do país. A ANAC orienta que o passageiro consulte as empresas aéreas para mais informações.

[/read]

Passageiros de voo da Gol passam por constrangimento em Montes Claros

Ao que tudo indica a redução do peso dos aviões com a cobrança do despacho de bagagens não teve resultado.

*Vinícius Rangel

A nova regra de bagagens para voos domésticos, em vigor a pouco mais de um ano, parece que começou a dar dor de cabeça também para as companhias aéreas. Pelo menos é o que constatamos em um voo da Gol que partiu de Montes Claros neste domingo (10/06).


[read more=”Leia mais…” less=”Recolher”]

O Boeing- 737 da Gol tinha destino final Guarulhos com conexão em Belo Horizonte. Todos os assentos estavam ocupados e a maioria dos passageiros levavam as malas na mão, ja que não há custo. O valor promocional para despachar a bagagem no voo era de R$ 30,00.

Após entrar para sala de embarque antes de serem convocados para entrar no avião, atendente da companhia aérea perguntou quais passageiros poderiam, voluntariamente despachar as bagagens de mão, sem custos.

Como o número de adeptos foi pouco uma funcionária da Gol passou na sala de embarque medindo as malas de passageiros aleatórios e obrigando alguns a despacharem as bagagens, o que causou incômodo entre alguns, que chegaram a se esconder para não correr o risco de serem os “escolhidos”.

Ao que tudo indica a redução do peso dos aviões com a cobrança do despacho de bagagens não teve resultado. Para os passageiros, não houve redução significativa no valor das passagens, já para as aéreas sobrou a missão de arrumar espaço para tanta mala nos compartimentos internos.

*Vinícius Rangel era um dos passageiros do voo da Gol.

APROVEITE AQUI AS OFERTAS DA MAXMILHAS

 

[/read]

Descubra quais itens são permitidos na sua bagagem de mão

Em voos internacionais existe restrição para o transporte de quaisquer líquidos e géis que estiverem em embalagens com mais de 100ml.

Pelas novas regras da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), o passageiro tem direito de levar com ele na cabine da aeronave até 10 Kg sem qualquer custo extra.

Por medidas de segurança, não podem entrar na mala de mão objetos cortantes e produtos inflamáveis ou explosíveis. Para voos internacionais, frascos com líquidos com mais de 100 ml também não são admitidos. Na dúvida, consulte a empresa aérea.

Evite despachar bagagens que contenham objetos de valor, tais como: joias, dinheiro, eletroeletrônicos (celulares, notebooks, filmadoras etc.). Esses objetos devem ser transportados, de preferência, na bagagem de mão.

folha01

Confira alguns exemplos do que você não pode carregar na bagagem de mão.

Armas
De fogo, de pressão, de choque elétrico ou químicas (inclusive réplicas ou de brinquedo), estilingue, sprays de pimenta, ácidos ou neutralizantes.

Objetos pontiagudos ou cortantes
Machados, picadores de gelo, estiletes, equipamentos de artes marciais, navalhas, facas, tesouras, canivetes ou instrumentos multifuncionais com lâminas superiores a 6 cm (ilustração de tesoura grande com X e pequena com tique de sim
 
Ferramentas de trabalho
Pés de cabra e alavancas similares, furadeiras e brocas (inclusive portáteis e sem fio), chaves e fendas e cinzéis com lâmina ou haste superior a 6 cm, serras (inclusive portáteis ou sem fio), maçaricos, martelos, marretas, pistolas de pregos (e similares), dispositivos de alarmes

Substâncias explosivas, incendiárias ou inflamáveis

Explosivos, munições, espoletas, fusíveis, detonadores, estopins, minas, granadas ou similares, fotos de artifício, cartuchos geradores de fumaça, dinamite, pólvora, pós metálicos e similares, líquidos inflamáveis, aerossóis, gases inflamáveis, isqueiros do tipo maçarico, repelentes de animais em aerossóis

Substâncias químicas, tóxicas e outros itens perigosos

Cloro, alvejantes líquidos, baterias com líquidos corrosivos derramáveis, mercúrio, ácidos, venenos, materiais infecciosos e radioativos.

rao15

Confira alguns exemplos de itens que podem ser transportados na bagagem de mão (de acordo com o nível de segurança do voo). Na dúvida, consulte antecipadamente a empresa aérea ou evite carrega-los!

Saca-rolhas, canetas, lápis e lapiseira inferiores a 15 cm, isqueiro com gás ou fluido inferior a 8 cm, fósforos (uma caixa com até 40 unidades por passageiro), bengalas, raquetes de tênis, guarda-chuvas e martelinho usados em exames médicos

Confira alguns exemplos de itens que causam dúvidas e que podem ser levados na bagagem de mão

Aparelho de barbear em cartucho, objetos com lâminas inferiores a 6 cm (inclusive canivetes, cortadores de unha, tesourinhas sem ponta e pinças), aerossóis de uso médico ou de higiene pessoal (até quatro frascos de no máximo 300 ml ou 300 g por passageiro, termômetros de medição térmica, relógio de pulso com alarme, eletrônicos permitidos a bordo (consulte antecipadamente a companhia aérea)
 
Importante!
– Em voos internacionais existe restrição para o transporte de quaisquer líquidos e géis que estiverem em embalagens com mais de 100ml e o limite máximo de líquidos a ser transportado deve caber em uma embalagem plástica transparente de no máximo 1 litro com fechamento hermético (tipo ziplock).

-Todos os líquidos e géis devem estar acondicionados na embalagem plástica de forma a facilitar a inspeção pelo agente de proteção. Lembre-se que de líquidos considerados perigosos não podem acessar as áreas restritas de segurança, mesmo em quantidade inferior a 100ml.

– Medicamentos (com prescrição médica), alimentação de bebês e líquidos de dietas especiais poderão ser transportados na quantidade necessária à utilização no período total de voo (incluídas eventuais escalas) e deverão ser apresentados no momento da inspeção de segurança.

Fonte: Agência Nacional de Aviação Civil

GARANTA AQUI SUA PASSAGEM DE AVIÃO COM ECONOMIA

250x250

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com