PraiaMed: após dois anos sem evento, 19ª edição é comemorada em grande estilo

PraiaMed: após dois anos sem evento, 19ª edição é comemorada em grande estilo

 

Dubdogz, Dennis DJ, Gabriel Boni, KVSH, Chemical Surf, Atitude 67, Felipe Original, entre outros fizeram a festa no PraiaMed – evento no Beach Club Uiki, que chegou à sua 19ª edição, entre os dias 20 e 23 de abril,com público surpreendente e surpreendido.

 

 

Como é o caso do mineiro de Teófilo Otoni, Vinícius Alcântara de Oliveira, de 29 anos aproveitou e muito o festival de música do Praia Med. Ele, que mora há um na em Arraial, foi convidado por amigos que fazem medicina para participar do evento, uma forma também de se encontrarem para matar as saudades. “Participei dos 3 primeiros dias de festa e só fui para casa porque tinha que trabalhar. Ainda não dormi, mas tenho o sábado e o domingo para isso. A festa está muito bacana e organizada”, ressaltou Vinícius que não de se importou em ficar acordado dois dias para aproveitar a festa. Será que ele gostou?

 

 

Profissional da Saúde, Luiz Jozé Gabeira Neto tem 46 anos e pela primeira vez participa do Praia Med. O capixaba de Vitória esteve no evento acompanhado da esposa Fernanda Storani. “Achei a festa muito organizada, confortável e bonita. As condições de chegada e saída adequadas e o preço justo”, contou ele. Fernanda que adora música eletrônica também disse que veio pra curtir o feriado e a festa que participa pela primeira vez. “Estou aqui para curtir o feriado em Arraial e essa festa maravilhosa de eletrônica que eu adoro. Estivemos em Arraial no Réveillon e agora sempre que tiver um feriado prolongado estaremos por aqui”, prometeu.

Veterano das festas e do Praia Med, Igor Teodoro Guiginski, de 29 anos, já participou de outros Praia Med em outras ocasiões, quando visitava os seus pais em Arraial. “O clima da festa está muito bom. Segurança, alegria e a energia lá em cima, que eu acho que tem tudo a ver com o momento que estamos vivendo agora, depois de tantos sentimentos represados na Pandemia. Poder vir e curtir essa energia boa da primavera eterna de Arraial é muito bom!”, ressaltou.

 

Interação

 

Mas haja quem prefira ainda os momentos mais tranquilos da Festa e a interação dos futuros profissionais da Saúde nos jogos e os dias na praia. Assim relatou a estudante de Medicina da FIP-MOC – Montes Claros, Daniela Soares Fagundes, de 30 anos, que conheceu o Praia Med este ano e disse que é um evento muito diferente do que imaginava. “Gostei mais dos primeiros dias do evento, pois houve mais interação das delegações. Vim para a festa e para torcer pelos amigos. Um dos dias que mais gostei foi o do show do Atitude 67”, informou, a futura médica, com a voz rouca de tanto cantar e gritar.

 

 

Sua amiga e também futura médica, Luana Ramos Fernandes, de 29 anos, estudante da FIP-MOC Montes Claros também revelou que preferiu os dias, mais que os festivais das noites do Praia Med. Já conhecia o Arraial,pois já passou férias com a família, mas o Praia Med é a primeira vez. Gostei bastante do evento. É uma Vibe diferente do que eu estou acostumada e de tudo que eu imaginava. Me surpreendeu! Gostei mais das festas da tarde que eram mais minha vibe e tentei aproveitar ao máximo. A festa foi ótima, e dois momentos foram os melhores para mim: o Dennis DJ e Atitude 67, que ganharam meu coração”, explicou.

 

Disputas

 

Durante o dia, além das atrações eram realizadas disputas de modalidades como beach soccer, vôlei de praia, futevôlei, caiaque race, natação, beach tênis, campeonato de pênaltis e stand up paddle race. A torcida era grande para os universitários dentro das quadras.  

O carioca Bernardo Rezende Martins, de 18 anos estava com um grupo de amigos que vei para participar das competições e das festas do PraiaMed. Estudante do Centro Universitário Serra dos Órgãos (Unifeso), em Teresópolis, ele conta que é a primei vez que participa do evento. “O PraiaMed é muito bom, tanto em relação às atividades, quanto às festas. A faculdade vai participar de todas as modalidades de esporte, mas hoje estamos aqui para participar e torcer. Minha turma e eu participaremos do torneio de vôlei, futebol de areia, futebol de mesa, futevôlei e beach tênis”, revelou.

 

 

Da Faculdade de Medicina de Vassouras, Gisele de Andrade Carvalho de 19 anos, também vive sua primeira vez no PraiaMed e ficou impressionada com a estrutura da festa. “Estou achando a experiência incrível. Eu e minha amiga Gabriela, participamos da competição de Beach Tennis, apenas para preencher a vaga e mesmo não sabendo jogar, pois nunca tínhamos praticado beach tênis. Mas nos divertimos e demos o nosso melhor!”, relatou.

Vitória de Senna Ferreira, de 22 anos, entrou na Universidade no meio da Pandemia. Estudante do Centro Universitário de Valença (Unifaa), Vitória revelou que é a primeira vez que participa dessa ‘festa incrível’, como ela mesma nomeou. “Esta foi a melhor oportunidade da minha vida, a festa e a energia daqui são incríveis. Também á a minha primeira vez em Arraial. Além de curtir as festas, vou torcer para minha equipe. Desta vez, não vou participar de nenhuma competição”, comentou.

 

Como Vitória, Mariana Groppa Borges, de 23 anos e estudante da Estácio Angra dos Reis, também veio somente para torcer. “Minha amiga vai participar do campeonato de pênalti e eu vou torcer por ela e curtirmos a festa juntas, que aliás está maravilhosa, uma organização impecável, shows muito bons, e com uma bela estrutura”, declarou.

Serviços

 

Após dois anos sem o evento, o retorno é comemorado, não só pelos organizadores e público, como também pelos prestadores de serviços. O evento envolve uma cadeia de serviços diretos e indiretos. São vans, mototaxistas, táxis, alimentação, bebidas, vestuário, restaurantes, hotéis e outros, um incremento de cerca de R$ 15 milhões injetados na economia local.  

O vendedor de cachorro-quente Gilmar de Oliveira Santos trabalha há 7 anos com barraquinha em eventos. Do lado de fora da festa e único a vender alimentação em frente ao Uiki, ele conta que a Festa ajudou no incremento de 30% na sua renda. “Este é o primeiro grande evento que participo, pois no Réveillon não trabalhei. Tá dando pra fazer uma graninha, após dois anos de pandemia. O Praia Med traz um lucro grande para quem trabalha com eventos, não só para a gente que trabalha com comida, como também para os taxistas, os mototáxi e as pessoas que também fazem ‘bico’ durante os festejos”, comentou.

 

O motorista de van Edivaldo Souza Batista trabalha há 30 anos com transporte público e viu aumentar mais de 50% no volume de turistas e passageiros, o que também aumentou seu lucro. “Divido a van com um amigo então eu trabalho das 19h às 7h e ele das 7h às 19h nestes dias de festa. O Praia Med ajudou muito a aumentar o lucro de quem trabalha com transporte e trouxe um público bom, que traz dinheiro para o distrito. A pandemia passou agora é só alegria e vamos esperamos em Deus que este movimento continue”, declarou.

 

Há quatro anos no transporte de turistas e passageiros, Valdinei Santos do Carmo revelou que o movimento tem sido ótimo. “O aumento do movimento chega a 80% e isso acontece por conta do feriado, que já traz um bom público, e muito pelo Praia Med. Na segunda-feira já percebemos um declínio chegando a 40%, na necessidade de transporte no Arraial”, finalizou.

(Visited 110 times, 2 visits today)

Deixe um comentário

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com