Tudo viagem

Jangadeiros cobram retorno dos passeios em Porto de Galinhas; veja fotos e vídeos do protesto

A Prefeitura de Ipojuca, onde fica Porto de Galinhas, alega que precisa de um aval do Governo de Pernambuco para autorizar a volta dos passeios de jangada.

Os passeios de jangadas de Porto de Galinhas, no litoral de Pernambuco,  estão suspensos desde o dia 21 de março deste ano por causa da pandemia do coronavírus. Na quinta-feira (24/07), depois de quatro meses sem poder trabalhar, os jangadeiros fizeram uma manifestação na praia de Porto de Galinhas cobrando o retorno do atrativo turístico do destino. As jangadas, que antes da pandemia apareciam nas fotos dos turistas, estão paradas, deixando 84 integrantes da Associação dos Jangadeiros sem como pagar as suas contas.

A Prefeitura de Ipojuca, onde fica Porto de Galinhas, alega que precisa de um aval do Governo de Pernambuco para autorizar a volta dos passeios de jangada. Na manifestação os jangadeiros reforçaram que o passeio é ao livre. Além do reforço na limpeza, os profissionais que fazem esse serviço alegam que será reduzido de 6 para 4 o número de pessoas por jangada.

O passeio de jangada custa R$ 30 e tem duração de 45 minutos. O viajante recebe coletes e material para apreciar os peixes coloridos nas piscinas de água morna de Porto de Galinhas.

Em Porto de Galinhas os hotéis e pousadas foram reabertos e o banho de mar foi autorizado. O comércio na praia ainda não foi autorizado.

Vídeos da manifestação

 

 

 

 


Garanta aqui hospedagem em Porto de Galinhas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com