Tudo viagem

Atraso nas obras no Aeroporto de Divinópolis obriga a companhia Azul adiar voos na cidade para janeiro de 2015

Os voos da a companhia Azul em Divinópolis, no Centro-Oeste de Minas, não serão iniciados em 6 de novembro deste ano, conforme estava previsto. Os voos diretos para Campinas deverão ser iniciados somente em janeiro de 2015. Para que as operações da Azul sejam iniciadas em Divinópolis, a Prefeitura, responsável pelo aeroporto, terá que realizar obras para atender a uma série de exigências do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA) e da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). 

Um caminhão de combate a incêndio e uma equipe de bombeiros civis e militares são algumas das exigências feitas pelos órgãos de aviação. Na sala de embarque, a Prefeitura de Divinópolis terá que instalar um detector de metal, ar condicionado e um sistema de rádio. O aeroporto da maior cidade do Centro-Oeste de Minas já recebeu voos da Air Minas e da Rio Sul. 
A pista do Aeroporto de Divinópolis tem 1.560 metros de extensão, suficiente para os pousos e decolagens do ATR-72 da Azul, com 70 lugares. Os técnicos do CENIPA e da Anac farão uma nova vistoria assim que as adequações forem feitas. As obras na sala de embarque ainda não foram iniciadas. Elas vão durar dois meses. 
Telefone Aeroporto Divinópolis: 37-3222-7601
(Visited 3 times, 1 visits today)

2 thoughts on “Atraso nas obras no Aeroporto de Divinópolis obriga a companhia Azul adiar voos na cidade para janeiro de 2015

  1. Confesso que nem acredito que realmente a AZUL irá operar na cidade.
    A força política é fraca….
    Talvez, a prefeitura não tenha tanto interesse em ter uma companhia aérea que atenda a região do Centro-Oeste, afinal são muito poucas as adequações necessárias e muito tempo já se perdeu e NADA!

  2. Esse voo tem tudo para dar errado. Divinópolis fica muito perto de BH e de Confins que tem voos diretos e baratos para todo o país. A questão é: vai ter passageiros suficientes para a rota São Paulo?
    Absurdo mesmo é o Serrinha em JF continuar sem a rota para BH, que tinha 80% de ocupação. A política nefasta que atuava contra a capital da Zona da Mata já perdeu em Minas, nossa grande esperança agora se renova com Pimentel e agora de virada Dilma de novo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com