Passagens da ponte aérea Rio/São Paulo sobem 85,4% em maio após suspensão dos voos Avianca Brasil

Em maio de 2018 o valor médio do bilhete era de R$ 204,83 e em maio deste ano o passageiro pagou R$ 379,93.

Os indicadores do Mercado de Transporte Aéreo da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) mostram que no mês de maio, quando a Avianca Brasil teve todas as suas operações suspensas, as passagens dos voos da ponte aérea Rio/São Paulo tiveram um aumento de 85,4%. Em maio de 2018 o valor médio do bilhete era de R$ 204,83 e em maio deste ano o passageiro pagou R$ 379,93.

Lembrando que em maio de 2018 na ponte aérea operavam as companhias Gol, LATAM e Avianca Brasil. Atualmente os voos do Rio Janeiro (Aeroporto Santos Dumont) para São Paulo (Aeroporto de Congonhas) são os mais rentáveis para as companhias aéreas. Esse mercado é dominado pela LATAM e Gol.

A pesquisa referente ao mês de maio dos anos de 2018 e 2019 são por trecho e considerou os preços do Santos Dumont para Congonhas.

Nesta semana a ANAC deve definir como será a distribuição dos 23 slots (autorização de pousos e decolagens) que eram da Avianca Brasil no Aeroporto de Congonhas. Atualmente a Azul tem apenas 13 slots em Congonhas, enquanto Gol e LATAM possuem 130 cada.

Veja abaixo o valor das passagens na ponte aérea Rio/São Paulo

Aumento nacional

Considerando todo o território nacional, o levantamento da ANAC mostra que o valor médio das passagens que em maio de 2018 era de R$ 386,82 passou para R$ 455,17, um aumento de R$ 31,2%. Avianca Brasil suspendeu a maior parte de seus voos em 22 de abril deste ano.

Em 24 de maio deste ano, quando a Avianca estava com apenas seis aeronaves, A ANAC cancelou os voos que únicos voos que ela operava na ponte aérea Rio/São Paulo, de Congonhas para Brasília e Salvador para Congonhas.

Valor médio das passagens em todo o Brasil

 

Pretende viajar? Faça aqui a sua cotação e garanta descontos especiais

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com