Tudo viagem

O chef Edu Cardoso motiva adolescentes a estudarem gastronomia

Edu Cardoso, com 21 anos de experiência, se motivou a desenvolver o projeto “gostonomia” para dar formação aos jovens de baixa renda de maneira voluntária.

Chef Edu Cardoso e seu filho, Leonardo Cardoso

Quando o soteropolitano Chef Edu Cardoso, de 38 anos, iniciou sua trajetória profissional, depois de algumas experiências na cozinha do dia a dia, veio o desafio para a implantação de dois grandes restaurantes, o Noar, no Aeroporto de Congonhas e o Debuena – na Faria Lima, ambos em São Paulo. Edu é um profissional com 21 anos de experiência, pai de um menino de 13 e prestes a ter seu segundo filho. Ele se motivou a desenvolver um projeto para dar formação aos jovens de baixa renda de maneira voluntária.

Edu Cardoso tem procurado algumas associações para desenvolver esse trabalho de inclusão social pelo ensino da culinária. Uma de suas propostas é de estabelecer pequenos grupos de estudo com a possibilidade dos alunos criarem pratos com os ingredientes mais básicos da gastronomia. “O prato mais saboroso e criativo passará a integrar o cardápio, do restaurante Alquimista, um modelo de franquia patenteado por mim, e que deve ganhar as primeiras unidades em breve”, conta o profissional.

Batizado de “Gostonomia”, o projeto pretende se integrar a ONGs, Prefeituras e Estados carentes. “Mais que cozinhar, os alunos já me ensinaram a ter postura, ética e disciplina”, diz Cardoso. Em breve, o chef pretende abrir espaço aos melhores jovens chefs. Ele quer abrir uma unidade gastronômica em cada cidade que for criado o projeto, e irá indicar aos milhares de restaurantes do país, os melhores profissionais Junior em cada cidade para serem aproveitados no mercado de trabalho.

A primeira ação desse ano se dará na cidade de Guarulhos, e o segundo produto acontecerá na histórica Caxias, no sudoeste do Maranhão. Outra região que pode receber esse projeto é a mineira Monte Verde.

O chef está negociando eventos gastronômicos anuais em diversas cidades carentes das regiões Norte e Nordeste, a fim de reverter benefícios para estes destinos ampliar a sua divulgação.

O profissional já iniciou conversas com assistentes sociais em Angola, Cabo Verde, Uruguai e Portugal, a fim de formalizar um convênio para levar estudo e formação a custo zero para esses países.

Quem tiver interesse em realizar essa parceria, pode procurá-lo através do telefone (11) 96913-8583 ou das mídias sociais: @educardosochef

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com