Exclusivo! Cidades isoladas do Norte do Brasil estão recebendo voos da Gol com aviões de 9 lugares

A TWO está realizando os voos para cidades no interior do Pará e do Amazonas em aviões Caravan com nove lugares.

Você já ouviu falar das cidades de Porto de Moz,  Breves, Maués e Almeirim? Esses são alguns dos municípios isolados nos estados do Amazonas e do Pará e que agora estão recebendo voos da companhia Gol em parceria com a TWO Flex. A empresa usa em suas rotas o avião Caravan com 9 assentos. A Gol não fez nenhuma divulgação oficial destas rotas, mas o Tudo Viagem teve acesso ao projeto com exclusividade.

A Gol já está vendendo as passagens dos voos que partem de Belém e Manaus para destinos cujo acessos são feitos por barcos em viagens longas. Os voos nos estados do Pará e do Amazonas começaram em março deste ano através de um acordo codeshare (compartilhamento de voos) entre a Gol e a TWO.

Atualmente a compra das passagens só está disponível pela central da Gol (0300-115-2121), mas em breve estará no site da companhia. Com o acordo codeshare, um cliente da Gol poderá comprar uma passagem para embarcar de Guarulhos para Manaus, seguindo a viagem com um único check-in para Maués, cidade no interior do Amazonas. O trajeto Manaus-Maués é feito pela TWO. O acordo prevê que somente a Gol venderá as passagens.

No dia 15 de abril deste ano a TWO terá voos de Cuiabá para Tangará da Serra,,Juína e Aripuanã em parceria com a Gol. Os bilhetes destes destinos já estão sendo vendidos pela Gol. A intenção da Gol era usar os aviões da TWO nas cidades do Rio Grande do Sul, em parceria com o governo do estado, mas um estudo de mercado indicou que as rotas do Pará, Amazonas e Mato Grosso eram mais rentáveis. O projeto do Rio Grande do Sul também poderá acontecer em breve.

Interior do Caravan da TWO

VOOS EM MINAS GERAIS

A TWO é a empresa que realiza voos de Belo Horizonte para o interior de Minas Gerais em parceria com a Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig). Esse projeto batizado de Voe Minas Gerais corre risco de ser extinto pelo governo atual por dar prejuízo aos cofres públicos. Alguns voos, entre eles de Belo Horizonte para Teófilo Otoni e Caratinga, são os mais rentáveis. Será que a Gol vai assumir estas rotas? Estamos na torcida para que isso ocorra.

Voos no estado do Pará

Belém – Almeirim – Monte Dourado – Porto de Moz – Breves – Belém
Operação segunda, quarta e sexta

Voos no estado do Amazonas

Manaus – Maués – Parintins – Manaus
De segunda à sexta-feira

Voos no Mato Grosso a partir de 15 de abril

Cuiabá – Tangará da Serra – Juína – Aripuanã – Juína – Tangará da Serra – Cuiabá
Esses voos serão operados às segundas, quartas e sextas-feira.

CONHEÇA AQUI O SITE DA GOL QUE VENDE PASSAGENS COM DESCONTOS DE ATÉ 50%

Gol começa a vender as passagens de 11 destinos da MAP Linhas Aéreas

Governo de Minas encerra voos para Araxá e mais quatro cidades; veja quais

No dia 22 de fevereiro deste ano o Governo de Minas acabou com os voos para as cidades de Guaxupé, Passos e Piumhi.

O Governo de Minas Gerais acaba de dar fortes sinais de que pretende acabar com os voos regionais do projeto Voe Minas. A cidade de Araxá, a terra do governador Romeu Zema (Novo), perdeu nesta semana todos os seus voos. Agora a cidade terá um voo por semana da companhia Azul.  Os voos em Uberlândia que foram iniciados no dia 11 de março deste ano foram encerrados por falta de passageiros.

Também perderam voos as cidades de Patrocínio, Pouso Alegre e Viçosa. Essas rotas foram canceladas em função da baixa taxa de ocupação nas aeronaves do Voe Minas. Em todos os voos a partir do Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte, são usados os aviões Caravan com nove assentos.

No dia 22 de fevereiro deste ano o Governo de Minas acabou com os voos para as cidades de Guaxupé, Passos e Piumhi. Atualmente as rotas mais rentáveis são as das cidades de Teófilo Otoni e Caratinga. Além de ter em alguns dias da semana dois voos de Teófilo Otoni para Belo Horizonte, a partir do próximo final de semana estas cidades terão voos aos sábados e domingos.

O Voe Minas foi criado em agosto de 2017 com o objetivo de integrar as regiões de Minas Gerais com Belo Horizonte. Por causa do prejuízo causado à Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), que gerencia o projeto, o Governo de Minas Gerais estuda acabar com todos os voos em junho deste ano.

A taxa média de ocupação dos voos atingiu percentual acima de 60%, com receita da venda de passagens totalizando R$ 7,5 milhões. O subsídio por passageiro tem apresentado constante diminuição no decorrer do projeto, tendo chegado em julho em R$ 119,31 por passagem.

CONHEÇA AQUI OS SITES QUE VENDE PASSAGENS AÉREAS COM DESCONTOS DE ATÉ 50%

Uberlândia vai ganhar voo direto da Passaredo para Brasília e Ribeirão Preto

Alegando poucos passageiros, a companhia decidiu acabar com as rotas que ligam Uberlândia a Goiânia e Guarulhos.

A Passaredo terá a partir de 22 de abril voo direto de Uberlândia (MG) para Brasília. Os voo serão de segunda a sexta-feira com um horário em cada sentido. No site da companhia já é possível comprar as passagens aéreas por R$ 219 o trecho (sem as taxas) para viagens realizadas nos meses de abril e maio deste ano.

Uberlândia também vai ganhar a partir de 22 de abril voo direto da Passaredo para a cidade de Ribeirão Preto (SP), principal centro de distribuição das rotas da companhia. Nesta rota a Passaredo vai usar o ATR-72 com 70 assentos. Atualmente a empresa tem cinco aviões deste modelo em sua frota.

A Passaredo decidiu acabar a partir de 9 de abril com os voos diretos de Uberlândia para Guarulhos e Goiânia. O motivo foi a baixa taxa de ocupação em seus voos nestas rotas No caso de Guarulhos, LATAM têm dois voos diretos partindo de Uberlândia. A Passaredo começou a operar em Uberlândia em abril de 2018, quando deixou a Pampulha, em Belo Horizonte.

                              CONFIRA OS HORÁRIOS DOS VOO DE UBERLÂNDIA PARA BRASÍLIA

CONFIRA OS HORÁRIOS DOS VOOS DE UBERLÂNDIA PARA RIBEIRÃO PRETO

 

ACESSE AQUI AS PROMOÇÕES DA PASSAREDO

Extra! Passaredo suspende todas as operações em Belo Horizonte para lançar voos em Uberlândia

Uberlândia ganha voo direto para Araxá e Patos de Minas; confira os horários

O Voe Minas Gerais completou dois anos em operação em agosto de 2018 com cerca de 23 mil passageiros foram transportados.

O Voe Minas Gerais começou a oferecer nesta segunda-feira (11/03) voos de Uberlândia para os municípios de Araxá, Patos de Minas e Patrocínio. Os voos serão operados pelas aeronaves Cessna Grand Caravan 208 B que transportam até nove passageiros. O município de Araxá, terra do governador de Minas Romeu Zema (NOVO), já tem voos sem escala deste mesmo projeto para Patos de Minas e Belo Horizonte (Pampulha).

As decolagens em Patos de Minas para Uberlândia serão às segundas-feiras, às 7h50 e às 16h15; quartas-feiras, às 7h50; quintas-feiras, às 16h50; e sextas-feiras, às 14h55. De Uberlândia a Patos de Minas, estão disponíveis os seguintes horários: segundas-feiras, às 13h20 e às 18h50; terças-feiras, às 13h20; quartas-feiras, às 13h20; quintas-feiras, às 13h20; e sextas-feiras, às 19h10. O valor dos bilhetes varia de R$ 370 a R$ 410.

Araxá para Uberlândia

Já os horários de decolagem em Araxá para Uberlândia são: segundas-feiras, às 11h20; terças-feiras, às 8h20; quartas-feiras, às 12h; quintas-feiras, às 8h20; e sextas-feiras, às 11h20. De Uberlândia para Araxá, estão à disposição os seguintes horários: segundas-feiras, às 10h20 e às 18h50; quartas-feiras, às 10h20; e sextas-feiras, às 10h20 e às 19h10. Os preços das passagens variam entre R$ 310 e R$ 340.
Patrocínio para Uberlândia

De Patrocínio para Uberlândia, os horários são: segundas-feiras, às 16h55, e sextas-feiras, às 14h15. De Uberlândia a Patrocínio, estão disponíveis os seguintes horários: quartas-feiras, às 10h20, e sextas-feiras, às 13h20. O valor dos bilhetes vai de R$ 260 a R$ 290.
Operação

BALANÇO DO PROJETO

-O Voe Minas Gerais completou dois anos em operação em agosto de 2018. Nesse período, cerca de 23 mil passageiros foram transportados em 6.535 voos realizados.

-A taxa média de ocupação dos voos atingiu percentual acima de 60%, com receita da venda de passagens totalizando R$ 7,5 milhões.

-O subsídio por passageiro tem apresentado constante diminuição no decorrer do projeto, tendo chegado em julho em R$ 119,31 por passagem.

Os 17 municípios atendidos atualmente são: Almenara, Araçuaí, Araxá, Belo Horizonte, Caratinga, Diamantina, Governador Valadares, Ipatinga, Manhuaçu, Patos de Minas, Patrocínio, Poços de Caldas, Pouso Alegre, Teófilo Otoni, Uberlândia, Varginha e Viçosa. Em Ipatinga, por determinação da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), os voos estão suspensos no Aeroporto Regional do Vale do Aço, no momento.

 

VoeMinas deixa de operar em três cidades do estado; veja quais

Os voos que foram extintos tinham taxa de ocupação baixa e geravam prejuízo para a Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge), responsável pelo projeto.

O Voe Minas Gerais, Projeto de Integração Regional lançado em agosto de 2016 pelo Governo de Minas, deixa de atender a partir desta segunda-feira (25/02) as cidades de Piumhi, Passos e Guaxupé com voos partindo e chegando do Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte. É a primeira decisão tomada pelo do governador Romeu Zema (Novo) referente a esse projeto desde que assumiu o governo, em janeiro de 2019.

Os voos que foram extintos tinham taxa de ocupação baixa e geravam prejuízo para a Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge), responsável pelo projeto. Os voos para Piumhi eram usados por turistas que viajavam de Belo Horizonte para a cidade de Carrancas, cidade que atrai turistas de várias cidades brasileiras. No site do VoeMinas as cidades de Piumhi, Passos e Guaxupé ainda aparece no mapa de destinos do VoeMinas, a venda das passagens está bloqueada.

                    VEJA ABAIXO AS ROTAS CORTADAS PELO VOEMINAS GERAIS

ISENÇÃO DE TAXA DE EMBARQUE

O VoeMinas Gerais que até a semana passada atendia 18 cidades passa a oferecer voos para 14 destinos. O motivo é que a cidade de Ipatinga está com voos suspensos após a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) interditar a pista do aeroporto da cidade. Nenhum avião pode pousar ou decolar do Aeroporto de Ipatinga. A Azul está sem operar na cidade desde 15 de fevereiro alegando falta de segurança na pista.

O VoeMinas usa em seus voos o Caravan de 9 assentos. Os passageiros que voam pela empresa não pagam taxa de embarque e têm direto de levar gratuitamente uma mala de 10 quilos e uma bagagem de mão pesando até 5 quilos.  Atualmente a companhia é a única que opera voos comerciais na Pampulha. A Gol deixou de operar no ano passado.

CONFIRA A NOTA CODEMGE SOBRE O ASSUNTO

As rotas de Guaxupé, Passos e Piumhi do Voe Minas Gerais, Projeto de Integração Regional – Modal Aéreo, foram descontinuadas a partir de 22 de fevereiro deste ano, devido à demanda insuficiente para manutenção do projeto nas localidades. A taxa média de ocupação dos voos nas rotas dos municípios registrava em Guaxupé 17%, em Passos 24%, e em Piumhi 26%. O acompanhamento e análise sistemática dos resultados das rotas não indicou procura ou taxa de ocupação que permitissem a continuidade do Voe Minas Gerais nos municípios. O atendimento do projeto está sendo redirecionado às cidades que apresentaram maior demanda. A Codemge poderá reavaliar o retorno dos voos do Voe Minas Gerais para os municípios em momento oportuno, desde que a demanda garanta a viabilidade do projeto. Não houve necessidade de cancelamento de passagens. Desde sua criação, o projeto prevê flexibilidade na programação da malha aérea, de modo que a Codemge possa redirecionar os voos.

VAI VIAJAR? CONHEÇA AQUI O SITE QUE VENDE PASSAGENS AÉREAS COM ATÉ 80% DE DESCONTO

 

Redução do ICMS em São Paulo vai permitir a criação de mais 64 voos semanais no estado

A criação de novos voos deve gerar 59 mil empregos e o pagamento de R$ 1,4 bilhão em salários.

O estado de São Paulo vai ganhar em um prazo máximo seis meses 64 novos voos nacionais e 6 internacionais. Isso será possível com a redução da alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) que incide sobre o combustível dos aviões em São Paulo. A alíquota será reduzida dos atuais 25% para 12% em voos domésticos. Com a redução vai quase que dobrar o número de cidades paulistas atendidas pelo transporte aéreo, das atuais sete para 13.

As companhias aéreas (AVIANCA, AZUL, GOL, LATAM, LATAM CARGO e PASSAREDO) assumiram o compromisso de atender seis novos destinos dentro do estado e criar mais voos nacionais, todos em processo de definição. A Gol, por exemplo, estuda criar um voo de Guarulhos para Uberaba.

A redução vai permitir o equivalente a 490 novas partidas semanais após aprovação da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). “Essa, sem dúvida, é uma das maiores conquistas da aviação comercial brasileira. Com essa medida, São Paulo ganha ainda mais protagonismo na conectividade aérea nacional, além do desenvolvimento econômico e social que será gerado com mais voos no estado. O governo estadual dá um exemplo de iniciativa que fortalece a competividade do setor aéreo”, diz o presidente ABEAR, Eduardo Sanovicz.

Ainda segundo o presidente da (ABEAR), os voos que serão criados e destinos que serão atendidos vão estimular o aumento de consumo nas cidades e das receitas com o turismo que, num cenário conservador, poderá proporcionar ao estado um aumento anual de R$ 6,9 bilhões no Valor Bruto da Produção, além da geração de 59 mil empregos e o pagamento de R$ 1,4 bilhão em salários. Estima-se, ainda, um impacto econômico de mais de R$ 316 milhões, em 2019.  O estado concentra o maior número de movimentações aéreas (decolagens domésticas e internacionais) do país, com mais de 30% do total.

                        CONFIRA ABAIXO DETALHES DOS VOOS QUE SERÃO CRIADOS

“Stopover”

Também está prevista uma campanha conjunta entre a Secretaria Estadual de Turismo, o São Paulo Convention & Visitors Bureau (SPCVB) e a ABEAR , representando as companhias aéreas associadas, para promover o programa “stopover”, que é a descida em São Paulo de um passageiro num voo vindo de Fortaleza ou alguma cidade internacional, por exemplo, com destino final previsto em Porto Alegre. Neste caso, o passageiro poderia optar por permanecer pelo menos um dia em alguma cidade paulista e aproveitar as ofertas locais de lazer, compras, cultura ou natureza antes de se deslocar ao destino final. O investimento previsto é de cerca de R$ 40 milhões, apenas em 2019.

Aeroporto de Divinópolis recebe doação de equipamentos para voltar a receber voos comerciais

O equipamento de raio X deve chegar em Divinópolis até o final deste mês e a estação tem entrega prevista até o final de janeiro de 2019.

A Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC) decidiu doar os equipamentos de raio X e uma estação meteorológica para que o Aeroporto de Divinópolis volte a ter voos comerciais. A maior cidade do Centro-Oeste de Minas está sem voos comerciais da Azul para Campinas desde março deste ano.


[read more=”Leia mais…” less=”Recolher”]

O equipamento de raio X deve chegar em Divinópolis até o final deste mês e a estação tem entrega prevista até o final de janeiro de 2019. A Socicam deixou a administração do aeroporto por causa de uma dívida de quase R$ 3 milhões que não foi paga pela Prefeitura de Divinópolis.

A Socicam levou todos os equipamentos de sua propriedade, inclusive o aparelho de raio X, o que impediu a Azul de continuar com os voos na cidade. A companhia informou que pretende voltar a operar na cidade assim que receber autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).

A empresa LG pretendia assumir a administração do Aeroporto de Divinópolis por dois meses, de forma gratuita, até que a prefeitura fizesse uma nova licitação para escolher uma nova empresa. O Ministério Público deu parecer contrário a essa parceria, forçando a saída da LG. A Prefeitura de Divinópolis fará uma nova licitação para escolher a empresa que vai administrar o aeroporto.

PRETENDE VIAJAR? GARANTA AQUI AS PASSAGENS AÉREAS COM DESCONTOS ESPECIAIS

[/read]

Passaredo reduz voos de Ribeirão Preto para o Rio de Janeiro

Atualmente a companhia atende todas as ruas rotas com cinco modelos ATR-s 72 com 70 assentos.

A partir da próxima segunda-feira (17/09) a Passaredo terá apenas um voo diário entre Ribeirão Preto (SP) e o Rio de Janeiro (Aeroporto Santos Dumont). Atualmente a companhia oferece dois voos diários entre as duas cidades. Nesta rota a Passaredo sofre com a concorrência da Azul que oferece duas frequências diárias.


[read more=”Leia mais…” less=”Recolher”]

Os voos da Passaredo que serão mantidos decolam de Ribeirão Preto às 6h10 e retornam do Rio de Janeiro sempre às 19h55. A Passaredo está sendo obrigada desde o ano passado a reduzir alguns voos e deixar alguns mercados por causa da falta de aeronaves. Atualmente a companhia atende todas as ruas rotas com cinco modelos ATR-s 72 com 70 assentos.

VEJA ABAIXO COMO FICAM OS VOOS DA PASSAREDO NO RIO DE JANEIRO

 

Em junho deste ano a Passaredo fechou a sua base no Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte. Com o fim dos voos entre a capital mineira para Ribeirão Preto, todos os funcionários da empresa na Pampulha foram demitidos. Em julho deste ano foi a vez de Três Lagoas (MS) ficar sem voos da Passaredo.

CONHEÇA AQUI O SITE QUE VENDE PASSAGENS AÉREAS COM DESCONTOS QUE PODEM CHEGAR A 80%

[/read]

Viajar de avião de Confins para Governador Valadares é mais caro que Fortaleza

No dia 15 de agosto deste ano o Tudo Viagem mostrou que Governador Valadares é a cidade que tem a passagem mais cara em Minas Gerais: R$ 601,12.

Os passageiros que precisam viajar pela Azul estão sofrendo com os valores absurdos das passagens aéreas. Os bilhetes de ida e volta de Confins para o município mineiro custam R$ 1.280.10, com taxas de embarques incluídas. As passagens são caras pelo fato de Azul ser a única a oferecer voos comerciais para Confins. Além disso, o aeroporto tem apenas um voo diário por causa das restrições de operações.


[read more=”Leia mais…” less=”Recolher”]

As passagens para Fortaleza, destino bastante procurado pelos turistas no Nordeste, custam menos no site da Azul. Com as taxas de embarques, a viagem sai por R$ 1.063,53. A pesquisa para viagem para Governador Valadares e Fortaleza foi feita para embarque em Confins entre os dias 10 e 14 de setembro

No dia 15 de agosto deste ano o Tudo Viagem mostrou que Governador Valadares é a cidade que tem a passagem mais cara em Minas Gerais (R$ 601,12) e Goianá, na Zona da Mata, tem o menor valor (R$ 363,12). Leia aqui a matéria completa. Uma das formas de economizar nas viagens de avião é emitir passagens com milhas que estão sendo vendidas no mercado. (Veja no final).

CONFINS/GOVERNADOR VALADARES POR R$ 1.810,10 PELA AZUL

CONFINS/FORTALEZA POR R$ 1.063,53 PELA AZUL

FAÇA AQUI A SUA COTAÇÃO E GARANTA ECONOMIA NAS VIAGENS DE AVIÃO PARA TODOS OS DESTINOS

 

[/read]

Uberlândia perde voo direto para a cidade do Rio de Janeiro

Nesta rota a Azul opera sem concorrência, fazendo com que os preços das passagens sejam “salgados”. As passagens dos novos já estão sendo vendidas.

A companhia Azul decidiu acabar a partir de 3 setembro com o voo diário e sem escala de Uberlândia (MG) para o Rio de Janeiro (Aeroporto Santos Dumont). A companhia é a única atualmente que oferece essa frequência sem escala entre as duas cidades.


[read more=”Leia mais…” less=”Recolher”]

A partir de 3 de setembro a Azul vai aumentar de quatro para cinco o número de voos diários de Uberlândia para Belo Horizonte (Aeroporto de Confins). Nesta rota a companhia opera sem concorrência, fazendo com que os preços das passagens sejam “salgados”. As passagens dos novos já estão sendo vendidas.

Atualmente o Aeroporto de Confins é o segundo maior hub (centro de distribuição de voos) da Azul. São 96 de decolagens no aeroporto mineiro, colocando a Azul em primeiro lugar entre as companhias que operam em Confins.

Em nota sobre o fim dos voos de Uberlândia para o Rio de Janeiro, a Azul informou que os passageiros que “adquiriram passagens para os voos após 3 de setembro poderão remarcar seus bilhetes, pedir reembolso integral ou serem acomodados em outros voos em conexão pelos canais de atendimento da companhia”.

LEIA TAMBÉM

LATAM suspende voos sem escalas de Belo Horizonte para Vitória

ENCONTRE AQUI AS OFERTAS DA AZUL

 

[/read]

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com