Gol terá voo direto para Cabo Frio partindo de Guarulhos

Atualmente a companhia Azul é a única que opera em Cabo Fio com voos que decolam às sextas, sábados e domingos do Aeroporto Internacional de Confins, na Grande Belo Horizonte.

Cabo Frio, porta de entrada dos turistas que viajam para a Região dos Lagos, terá a partir de 26 de dezembro deste ano voos da companhia Gol.  Será a 62º base da companhia no Brasil. O novo voo será operado sazonalmente durante as altas temporadas, com início no verão de 2019. Os voos diretos vão decolar do aeroporto internacional de Guarulhos, em São Paulo.

Atualmente a companhia Azul é a única que opera em Cabo Fio com voos que decolam às sextas, sábados e domingos do Aeroporto Internacional de Confins, na Grande Belo Horizonte. Nas férias de julho os voos da Azul são diários.

Com os voos concentrados no aeroporto internacional de Guarulhos, em São Paulo, os passageiros da Gol de outras cidades brasileiras poderão fazer conexões rápidas no terminal paulista para aproveitar o verão na região dos Lagos.

A cidade de Cabo Frio é o nono destino regional anunciado pela Gol somente este ano. Recentemente a companhia anunciou a entrada nos mercados de  Cascavel, Passo Fundo, Vitória da Conquista, Sinop, Franca, Barretos, Araçatuba e Dourados.

Nos voos de Guarulhos para Cabo Frio a Gol vai usar as aeronaves Boeing 737-700 Next Generation, que serão aviões com a maior capacidade a operar nestes aeroportos, para até 138 passageiros. As passagens dos novos voos já estão sendo vendidas no site da Gol.

Frase….

“A Gol é a empresa responsável por democratizar o acesso e transporte aéreo no país, por isso estamos sempre atentos às oportunidades de oferecer voos para destinos muito procurados pelos nossos Clientes – proporcionando comodidade e conforto as viagens. As nossas operações serão realizadas de 26 de dezembro a 12 de abril e, seremos a primeira companhia a oferecer voos diretos da capital paulista para a Região dos Lagos, que concentra alta demanda de turistas que viajam para aproveitar as belas praias da cidade no verão”

Eduardo Bernardes vice-presidente Comercial e Marketing da Gol.

Veja abaixo detalhes de como serão os voos

Voos diários – de 26/12/2019 a 20/1/2020

4 frequências semanais (quinta, sexta, sábado e domingo) – de 21/1/2020 a 20/2/2020

6 frequências semanais (segunda/quarta/quinta/sexta/sábado/domingo)- de 21/2/2020 a 2/3/2020

3 frequências (quarta/sábado/domingo)- de 3/3/2020 a 12/4/2020

Veja abaixo os horários dos voos:

 Voo Origem Destino
G3 4000 Guarulhos (SP) 09:50 Cabo Frio (RJ) 11:00
G3 4001 Cabo Frio (RJ) 11:30 Guarulhos (SP) 12:40

Acesse aqui a página da Gol

Comprou suas passagens? Faça aqui a sua reserva de hotel em Cabo Frio

Azul vai voltar a operar voos em Divinópolis após Infraero anunciar gestão do aeroporto

A  Azul vai usar em Divinópolis o ATR-72 com 70 assentos e os voos serão diretos para Campinas, principal centro de distribuição de rotas da companhia.

A companhia Azul pretende retomar em breve os voos comerciais na cidade de Divinópolis, no Centro-Oeste de Minas. O aeroporto está com as operações suspensas desde maio de 2018, quando a Socicam deixou o terminal por causa do atraso nos pagamentos pela Prefeitura de Divinópolis, que ainda tem a gestão do terminal. A Azul terá voos três vezes por semana e a operação será das 8 às 18 horas. O início da data dos voos depende de uma liberação da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).

Na próxima segunda-feira  (10/6) será assinado o contrato de gestão e operação do Aeroporto Brigadeiro Cabral, em Divinópolis. A cerimônia acontecerá às 14h, no saguão central do terminal de passageiros do aeroporto mineiro, e contará com as presenças do diretor de Negócios Comerciais da Infraero, Thiago Pereira Pedroso, do prefeito da cidade, Galileu Teixeira Machado, dentre outras autoridades federais, estaduais e municipais.

A gestão e operação do Brigadeiro Cabral é fruto de contrato firmado entre a Infraero e a Prefeitura de Divinópolis. A gestão da Infraero será de 12 meses, prorrogável por mais 60.  A Infraero será responsável pela gestão do aeroporto, incluindo os serviços Agentes de Proteção de Aviação Civil (APAC), fiscalização das áreas do terminal de passageiros, bem como da pista de pousos e decolagens, pátio e taxiways durante o atendimento de embarques e desembarques de passageiros.

A  Prefeitura de Divinópolis ficará responsável pela limpeza e conservação, vigilância e manutenção, bem como, os serviços de água, luz e telefonia e demais investimentos necessários. O contrato também prevê a participação de cinco empregados, três APACs e dois fiscais de pátio devidamente habilitados, conforme regulação vigente para a execução dos serviços.

 O terminal de passageiros do Brigadeiro Cabral conta com 220 m², já o pátio de aeronaves dispõe de 21 mil m². A pista de pousos e decolagens conta com 1.540 m x 30 m; a taxiway A tem 150 m x 22,5 m, e a taxiway B com 220 m x 22,5 m. A  Azul vai usar em Divinópolis o ATR-72 com 70 assentos e os voos serão diretos para Campinas.

Nota da Azul

A Azul comemora o desejo da Infraero de assumir a gestão e operação do Aeroporto Brigadeiro Cabral, em Divinópolis (MG), e ressalta que vai acompanhar o cronograma de execução das adequações no aeródromo após a assinatura do contrato. A Azul reitera o desejo de voltar a operar na cidade em um prazo de 60 dias após a solução dos problemas de infraestrutura, conectando Clientes de Divinópolis a toda a malha da empresa, que é a maior e mais extensa do país.

 

Pretende viajar? Garanta aqui descontos na compra das passagens aéreas

 

Exclusivo! Governo de Minas vai acabar com o projeto de voos regionais no dia 28 de junho

Em Teófilo foi criado um movimento para garantir que os voos para Belo Horizonte continuem sendo operados pela iniciativa privada.

O Voe Minas Gerais, projeto criado pelo ex-governador Fernando Pimentel (PT), tem data para acabar. O último voo será o dia 28 de junho. O projeto foi criado em 2016 com a intenção de integrar as regiões de Minas e fomentar o turismo no estado.

 

A informação sobre o fim do Voe Minas é do deputado estadual Neilando Pimenta (Podemos), empresário do setor de educação que tem sua base em Teófilo Otoni. O deputado lidera um movimento para que uma empresa do setor privado mantenha o projeto.

A partir do Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte, são oito destinos atendidos pela TWOFlex. Os voos de Teófilo são os mais rentáveis. Em alguns dias da semana a cidade é atendida com dois voos em cada sentido. Os outros voos com boa taxa de ocupação são os de Caratinga, Manhuaçu, Almenara e Patos de Minas. Nenhuma destas cidades possui voos comerciais de outra companhia.

As outras cidades que vão ficar sem voos do Voe Minas a partir de 28 de junho são Ipatinga, Governador Valadares e Diamantina. O projeto chegou a atender 18 cidades. O governador Romeu Zema (Novo) decidiu acabar com os voos por causa dos prejuízos dados aos cofres do estado. Em Governador Valadares e Ipatinga a aAzul oferece voos para Confins, na Grande Belo Horizonte.

A Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge) já suspendeu a venda das passagens para viagem a partir de 28 de junho, mas oficialmente não confirma o fim do projeto. A Codemge afirma que está analisando os projetos.

A venda das passagens foi suspensa no site do projeto Voe Minas

Parceria

A Gol opera nos aeroportos de Belém e Manaus para seis cidades atendidas no Norte pela TwoFlex: Monte Dourado, Almeirim, Porto de Moz e Breves, no Pará; e Maués e Parintins, no Amazonas. Partindo de Cuiabá, no Centro-Oeste, os voos da TwoFlex em parceria com a Gol são para Água Boa, São Félix do Araguaia, Tangará da Serra e Juína.

A TWOFlex  poderá manter os voos em Minas Gerais em parceria com a Gol ou com outra empresa. A empresa tem sua frota os aviões Caravan com 9 assentos. a TWO tem certificação da ANAC, motivo que levou a Gol ter feito a parceria no Norte do Brasil.

Convocação da reunião que aconteceu no dia 20 de maio em Teófilo Otoni

Pretende viajar por outra companhia? Faça aqui a sua cotação e garanta descontos especais

Gol começa a vender em seu site as passagens dos voos operados pela TWOFlex e MAP Linhas Aéreas

 

Passaredo começa a vender as passagens dos voos de Petrolina, São José do Rio Preto e Curitiba

A companhia usa usa em suas rotas o modelo turboélice ATR-72 com 70 assentos.

A partir de 21 junho, a Passaredo terá um voo diário de Petrolina (PE) para Salvador. A companhia já está vendendo as passagens desta nova rota por R$ 249 o trecho. Em abril deste ano a cidade de Petrolina deixou de ter voos da Avianca Brasil. (Confira abaixo os horários dos voos).

A Passaredo também começou a vender as passagens dos voos diretos de Ribeirão Preto para Curitiba. Quem for viajar a partir de 21 de junho, quando começam os voos, vai pagar por trecho R$ 298. A companhia vai oferecer um voo diário em cada sentido.

A partir de 8 de agosto, a Passaredo vai ter voo de São José do Rio Preto (SP) para Brasília. As passagens por trecho estão sendo vendidas por R$ 299. Os valores citados neste texto não incluem as taxas de embarques. Nesta rota também será um voo diário em cada sentido.

No início de maio deste ano a Passaredo iniciou voos diários de Uberlândia para Ribeirão Preto e Brasília. A Passaredo é a única companhia a oferecer voos sem escalas nestas cidades. A empresa usa em suas rotas o ATR-72 com 70 assentos.

O que achou da novidade? Estamos na torcida para que a companhia consiga bons resultados nestes novos voos. A Passaredo está atualmente com cinco aviões para atender todos os seus destinos.

Veja os horários dos voos de Petrolina para Salvador

Veja os horários dos voos de Ribeirão Preto para Curitiba

Veja os horários dos voos de São José do Rio Preto para Brasília

Pretende viajar por outra companhia? Garanta aqui suas passagens aéreas para fugir dos preços altos

Gol começa a vender em seu site as passagens dos voos operados pela TWOFlex e MAP Linhas Aéreas

As cidades no Amazonas atendidas pela MAP são Eirunepé, São Gabriel da Cachoeira, Carauari, Lábrea, Coari, Tefé, Barcelos e Parintins.

A Gol começou a vender nesta terça-feira (30/04) em seu site as passagens dos destinos operados pelas companhias TwoFlex e MAP Linhas Aéreas. A venda dos bilhetes das duas empresas ocorre depois de  de um acordo de compartilhamento de voos (codeshare). As duas companhias oferecem voos regionais nas regiões Norte e Centro-Oeste do Brasil.  Em aAlguns destinos atendidos pela MAP no estado do Amazonas as viagens quando são realizadas de barco duram uma semana.

Avião Caravan da TWO com 9 assentos

Pelo site da Gol é possível comprar passagens dos voos da TWOFlex partindo de qualquer destino operado pela companhia no Brasil, com conexão nos aeroportos de Belém e Manaus. A partir destas duas capitais são atendidas as cidades de Monte Dourado, Almeirim, Porto de Moz e Breves, no Pará; e Maués e Parintins, no Amazonas. Partindo de Cuiabá, no Centro-Oeste, os voos da TwoFlex são para Água Boa, São Félix do Araguaia, Tangará da Serra e Juína. A empresa de voos regionais usa em suas rotas os aviões Caravan com 9 assentos.

A Gol também começou a vender as passagens de 11 destinos atendidos pela MAP Linhas Aéreas. A parceria começou no dia 3 de abril deste ano, mas só agora a venda foi iniciada no site da Gol. As cidades no Amazonas atendidas pela MAP são Eirunepé, São Gabriel da Cachoeira, Carauari, Lábrea, Coari, Tefé, Barcelos e Parintins.

No Pará a MAP atende as cidades de Itaituba, Porto Trombetas e Altamira. A MAP usa em suas rotas os aviões turboélices os ATRs com 46 assentos e 68 respectivamente. Quem comprar as passagens dos destinos atendidos pela MAP e TWOFlex fará apenas um check-in em todo o percurso, facilitando e otimizando a sua viagem. A parceria entre a Gol e as duas companhias foi divulgada com exclusividade pelo Tudo Viagem. Veja abaixo os posts destes assuntos.

Exclusivo! Cidades isoladas do Norte do Brasil estão recebendo voos da Gol com aviões de 9 lugares

Gol começa a vender as passagens de 11 destinos da MAP Linhas Aéreas

 

Exclusivo! Cidades isoladas do Norte do Brasil estão recebendo voos da Gol com aviões de 9 lugares

A TWO está realizando os voos para cidades no interior do Pará e do Amazonas em aviões Caravan com nove lugares.

Você já ouviu falar das cidades de Porto de Moz,  Breves, Maués e Almeirim? Esses são alguns dos municípios isolados nos estados do Amazonas e do Pará e que agora estão recebendo voos da companhia Gol em parceria com a TWO Flex. A empresa usa em suas rotas o avião Caravan com 9 assentos. A Gol não fez nenhuma divulgação oficial destas rotas, mas o Tudo Viagem teve acesso ao projeto com exclusividade.

A Gol já está vendendo as passagens dos voos que partem de Belém e Manaus para destinos cujo acessos são feitos por barcos em viagens longas. Os voos nos estados do Pará e do Amazonas começaram em março deste ano através de um acordo codeshare (compartilhamento de voos) entre a Gol e a TWO.

Atualmente a compra das passagens só está disponível pela central da Gol (0300-115-2121), mas em breve estará no site da companhia. Com o acordo codeshare, um cliente da Gol poderá comprar uma passagem para embarcar de Guarulhos para Manaus, seguindo a viagem com um único check-in para Maués, cidade no interior do Amazonas. O trajeto Manaus-Maués é feito pela TWO. O acordo prevê que somente a Gol venderá as passagens.

No dia 15 de abril deste ano a TWO terá voos de Cuiabá para Tangará da Serra,,Juína e Aripuanã em parceria com a Gol. Os bilhetes destes destinos já estão sendo vendidos pela Gol. A intenção da Gol era usar os aviões da TWO nas cidades do Rio Grande do Sul, em parceria com o governo do estado, mas um estudo de mercado indicou que as rotas do Pará, Amazonas e Mato Grosso eram mais rentáveis. O projeto do Rio Grande do Sul também poderá acontecer em breve.

Interior do Caravan da TWO

VOOS EM MINAS GERAIS

A TWO é a empresa que realiza voos de Belo Horizonte para o interior de Minas Gerais em parceria com a Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig). Esse projeto batizado de Voe Minas Gerais corre risco de ser extinto pelo governo atual por dar prejuízo aos cofres públicos. Alguns voos, entre eles de Belo Horizonte para Teófilo Otoni e Caratinga, são os mais rentáveis. Será que a Gol vai assumir estas rotas? Estamos na torcida para que isso ocorra.

Voos no estado do Pará

Belém – Almeirim – Monte Dourado – Porto de Moz – Breves – Belém
Operação segunda, quarta e sexta

Voos no estado do Amazonas

Manaus – Maués – Parintins – Manaus
De segunda à sexta-feira

Voos no Mato Grosso a partir de 15 de abril

Cuiabá – Tangará da Serra – Juína – Aripuanã – Juína – Tangará da Serra – Cuiabá
Esses voos serão operados às segundas, quartas e sextas-feira.

CONHEÇA AQUI O SITE DA GOL QUE VENDE PASSAGENS COM DESCONTOS DE ATÉ 50%

Gol começa a vender as passagens de 11 destinos da MAP Linhas Aéreas

Governo de Minas encerra voos para Araxá e mais quatro cidades; veja quais

No dia 22 de fevereiro deste ano o Governo de Minas acabou com os voos para as cidades de Guaxupé, Passos e Piumhi.

O Governo de Minas Gerais acaba de dar fortes sinais de que pretende acabar com os voos regionais do projeto Voe Minas. A cidade de Araxá, a terra do governador Romeu Zema (Novo), perdeu nesta semana todos os seus voos. Agora a cidade terá um voo por semana da companhia Azul.  Os voos em Uberlândia que foram iniciados no dia 11 de março deste ano foram encerrados por falta de passageiros.

Também perderam voos as cidades de Patrocínio, Pouso Alegre e Viçosa. Essas rotas foram canceladas em função da baixa taxa de ocupação nas aeronaves do Voe Minas. Em todos os voos a partir do Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte, são usados os aviões Caravan com nove assentos.

No dia 22 de fevereiro deste ano o Governo de Minas acabou com os voos para as cidades de Guaxupé, Passos e Piumhi. Atualmente as rotas mais rentáveis são as das cidades de Teófilo Otoni e Caratinga. Além de ter em alguns dias da semana dois voos de Teófilo Otoni para Belo Horizonte, a partir do próximo final de semana estas cidades terão voos aos sábados e domingos.

O Voe Minas foi criado em agosto de 2017 com o objetivo de integrar as regiões de Minas Gerais com Belo Horizonte. Por causa do prejuízo causado à Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), que gerencia o projeto, o Governo de Minas Gerais estuda acabar com todos os voos em junho deste ano.

A taxa média de ocupação dos voos atingiu percentual acima de 60%, com receita da venda de passagens totalizando R$ 7,5 milhões. O subsídio por passageiro tem apresentado constante diminuição no decorrer do projeto, tendo chegado em julho em R$ 119,31 por passagem.

CONHEÇA AQUI OS SITES QUE VENDE PASSAGENS AÉREAS COM DESCONTOS DE ATÉ 50%

Uberlândia vai ganhar voo direto da Passaredo para Brasília e Ribeirão Preto

Alegando poucos passageiros, a companhia decidiu acabar com as rotas que ligam Uberlândia a Goiânia e Guarulhos.

A Passaredo terá a partir de 22 de abril voo direto de Uberlândia (MG) para Brasília. Os voo serão de segunda a sexta-feira com um horário em cada sentido. No site da companhia já é possível comprar as passagens aéreas por R$ 219 o trecho (sem as taxas) para viagens realizadas nos meses de abril e maio deste ano.

Uberlândia também vai ganhar a partir de 22 de abril voo direto da Passaredo para a cidade de Ribeirão Preto (SP), principal centro de distribuição das rotas da companhia. Nesta rota a Passaredo vai usar o ATR-72 com 70 assentos. Atualmente a empresa tem cinco aviões deste modelo em sua frota.

A Passaredo decidiu acabar a partir de 9 de abril com os voos diretos de Uberlândia para Guarulhos e Goiânia. O motivo foi a baixa taxa de ocupação em seus voos nestas rotas No caso de Guarulhos, LATAM têm dois voos diretos partindo de Uberlândia. A Passaredo começou a operar em Uberlândia em abril de 2018, quando deixou a Pampulha, em Belo Horizonte.

                              CONFIRA OS HORÁRIOS DOS VOO DE UBERLÂNDIA PARA BRASÍLIA

CONFIRA OS HORÁRIOS DOS VOOS DE UBERLÂNDIA PARA RIBEIRÃO PRETO

 

ACESSE AQUI AS PROMOÇÕES DA PASSAREDO

Extra! Passaredo suspende todas as operações em Belo Horizonte para lançar voos em Uberlândia

Uberlândia ganha voo direto para Araxá e Patos de Minas; confira os horários

O Voe Minas Gerais completou dois anos em operação em agosto de 2018 com cerca de 23 mil passageiros foram transportados.

O Voe Minas Gerais começou a oferecer nesta segunda-feira (11/03) voos de Uberlândia para os municípios de Araxá, Patos de Minas e Patrocínio. Os voos serão operados pelas aeronaves Cessna Grand Caravan 208 B que transportam até nove passageiros. O município de Araxá, terra do governador de Minas Romeu Zema (NOVO), já tem voos sem escala deste mesmo projeto para Patos de Minas e Belo Horizonte (Pampulha).

As decolagens em Patos de Minas para Uberlândia serão às segundas-feiras, às 7h50 e às 16h15; quartas-feiras, às 7h50; quintas-feiras, às 16h50; e sextas-feiras, às 14h55. De Uberlândia a Patos de Minas, estão disponíveis os seguintes horários: segundas-feiras, às 13h20 e às 18h50; terças-feiras, às 13h20; quartas-feiras, às 13h20; quintas-feiras, às 13h20; e sextas-feiras, às 19h10. O valor dos bilhetes varia de R$ 370 a R$ 410.

Araxá para Uberlândia

Já os horários de decolagem em Araxá para Uberlândia são: segundas-feiras, às 11h20; terças-feiras, às 8h20; quartas-feiras, às 12h; quintas-feiras, às 8h20; e sextas-feiras, às 11h20. De Uberlândia para Araxá, estão à disposição os seguintes horários: segundas-feiras, às 10h20 e às 18h50; quartas-feiras, às 10h20; e sextas-feiras, às 10h20 e às 19h10. Os preços das passagens variam entre R$ 310 e R$ 340.
Patrocínio para Uberlândia

De Patrocínio para Uberlândia, os horários são: segundas-feiras, às 16h55, e sextas-feiras, às 14h15. De Uberlândia a Patrocínio, estão disponíveis os seguintes horários: quartas-feiras, às 10h20, e sextas-feiras, às 13h20. O valor dos bilhetes vai de R$ 260 a R$ 290.
Operação

BALANÇO DO PROJETO

-O Voe Minas Gerais completou dois anos em operação em agosto de 2018. Nesse período, cerca de 23 mil passageiros foram transportados em 6.535 voos realizados.

-A taxa média de ocupação dos voos atingiu percentual acima de 60%, com receita da venda de passagens totalizando R$ 7,5 milhões.

-O subsídio por passageiro tem apresentado constante diminuição no decorrer do projeto, tendo chegado em julho em R$ 119,31 por passagem.

Os 17 municípios atendidos atualmente são: Almenara, Araçuaí, Araxá, Belo Horizonte, Caratinga, Diamantina, Governador Valadares, Ipatinga, Manhuaçu, Patos de Minas, Patrocínio, Poços de Caldas, Pouso Alegre, Teófilo Otoni, Uberlândia, Varginha e Viçosa. Em Ipatinga, por determinação da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), os voos estão suspensos no Aeroporto Regional do Vale do Aço, no momento.

 

VoeMinas deixa de operar em três cidades do estado; veja quais

Os voos que foram extintos tinham taxa de ocupação baixa e geravam prejuízo para a Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge), responsável pelo projeto.

O Voe Minas Gerais, Projeto de Integração Regional lançado em agosto de 2016 pelo Governo de Minas, deixa de atender a partir desta segunda-feira (25/02) as cidades de Piumhi, Passos e Guaxupé com voos partindo e chegando do Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte. É a primeira decisão tomada pelo do governador Romeu Zema (Novo) referente a esse projeto desde que assumiu o governo, em janeiro de 2019.

Os voos que foram extintos tinham taxa de ocupação baixa e geravam prejuízo para a Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge), responsável pelo projeto. Os voos para Piumhi eram usados por turistas que viajavam de Belo Horizonte para a cidade de Carrancas, cidade que atrai turistas de várias cidades brasileiras. No site do VoeMinas as cidades de Piumhi, Passos e Guaxupé ainda aparece no mapa de destinos do VoeMinas, a venda das passagens está bloqueada.

                    VEJA ABAIXO AS ROTAS CORTADAS PELO VOEMINAS GERAIS

ISENÇÃO DE TAXA DE EMBARQUE

O VoeMinas Gerais que até a semana passada atendia 18 cidades passa a oferecer voos para 14 destinos. O motivo é que a cidade de Ipatinga está com voos suspensos após a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) interditar a pista do aeroporto da cidade. Nenhum avião pode pousar ou decolar do Aeroporto de Ipatinga. A Azul está sem operar na cidade desde 15 de fevereiro alegando falta de segurança na pista.

O VoeMinas usa em seus voos o Caravan de 9 assentos. Os passageiros que voam pela empresa não pagam taxa de embarque e têm direto de levar gratuitamente uma mala de 10 quilos e uma bagagem de mão pesando até 5 quilos.  Atualmente a companhia é a única que opera voos comerciais na Pampulha. A Gol deixou de operar no ano passado.

CONFIRA A NOTA CODEMGE SOBRE O ASSUNTO

As rotas de Guaxupé, Passos e Piumhi do Voe Minas Gerais, Projeto de Integração Regional – Modal Aéreo, foram descontinuadas a partir de 22 de fevereiro deste ano, devido à demanda insuficiente para manutenção do projeto nas localidades. A taxa média de ocupação dos voos nas rotas dos municípios registrava em Guaxupé 17%, em Passos 24%, e em Piumhi 26%. O acompanhamento e análise sistemática dos resultados das rotas não indicou procura ou taxa de ocupação que permitissem a continuidade do Voe Minas Gerais nos municípios. O atendimento do projeto está sendo redirecionado às cidades que apresentaram maior demanda. A Codemge poderá reavaliar o retorno dos voos do Voe Minas Gerais para os municípios em momento oportuno, desde que a demanda garanta a viabilidade do projeto. Não houve necessidade de cancelamento de passagens. Desde sua criação, o projeto prevê flexibilidade na programação da malha aérea, de modo que a Codemge possa redirecionar os voos.

VAI VIAJAR? CONHEÇA AQUI O SITE QUE VENDE PASSAGENS AÉREAS COM ATÉ 80% DE DESCONTO

 

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com