Tudo viagem

Fechamento da Serrinha nos últimos dois meses forçou a Azul a realizar 88 pousos e decolagens no Aeroporto Regional da Zona da Mata

A
companhia Azul transferiu em junho deste ano seus voos do Aeroporto
Regional da Zona da Mata, localizado em Goianá, para a Serrinha, em
Juiz de Fora. Mas a mudança está causando prejuízos financeiros
para a companhia. Por causa das condições climáticas, a Azul foi
obrigada a realizar 18 pousos e 18 decolagens nos meses de dezembro
no Aeroporto Regional.

Em
novembro o fechamento da Serrinha obrigou a companhia Azul a
transferir para o Aeroporto Regional, localizado a 43 quilômetros de
Juiz de Fora, 26 pousos e 26 decolagens. Com a mudança, a companhia
teve que levar seus funcionários e providenciar ônibus de graça
para os passageiros. Para sorte da da empresa, os guichês em Goianá
não foram desativados.
A
Azul oferece três voos em cada sentido da Serrinha para Campinas e
dois para Confins. Em junho deste ano a companhia suspendeu os voos
de Juiz de Fora para Pampulha e para Guarulhos. A cidade perdeu
ainda os voos para o Santos Dumont, no Rio de Janeiro, e uma
frequência aos sábados para São João Del-Rei.
Para
atrair passageiros para os voos de Juiz de Fora para Confins a Azul
está vendendo passagens por R$ 49 o trecho. Esse valor é encontrado
para viagem nos meses de março, abril e maio. As menores tarifas são
encontradas para embarque numa terça, quarta ou sábado.
(Visited 19 times, 1 visits today)

29 thoughts on “Fechamento da Serrinha nos últimos dois meses forçou a Azul a realizar 88 pousos e decolagens no Aeroporto Regional da Zona da Mata

  1. A ligação aérea entre BH e JF é muito importante para o município de JF, pois o transporte não pode depender da rodovia que está uma verdadeira porcaria, sem manutenção adequada, principalmente na região de Congonhas.

  2. Ridículo é o Governo do Estado ter construído esse aeroporto a 47 km do centro de Juiz de Fora e não 43 como afirma a reportagem. A solução é equipar o Serrinha para que aconteça menos cancelamentos por causa do tempo. Não adianta sonhar com os voos em Goianá, se aAzul voltasse para lá, os voos para BH seriam extintos e provavelmente só ficaria um voo para Campinas. Mesmo partindo do Serrinha, o voo para Confins, para quem pretende ir a BH só compensa se a passagem for muito barata. Confins é tão longe que para se chegar por exemplo ao destino final em BH, contando o tempo de chegada no Serrinha para o check-in e a viagem de ônibus até BH, gasta-se mais ou menos o mesmo tempo da viagem de ônibus: 4 horas. Só vale a pena mesmo para quem vai fazer conexão. São dois aeroportos esdrúxulos, Confins e Goianá! Imagina quem mora em Betim, Nova Lima, etc…devem "amar" Confins. Quantas horas se gasta até lá? Ainda bem que Juiz de fora tem o Serrinha, faremos sempre conexão a partir dele , Goianá ficará para os discos voadores…

    1. Ridículo esse seu comentário, estilo podre aos políticos de nossa JF, equipar como ?? Serrinha nao tem condição nenhuma, a nao ser que vc tenha algum equpimanto capaz de mudar o tempo, kkkkkkk, serrinha pode investir milhoes nos equipamentos para operar sem teto, equipamento esse que ficaria parado sem uso nenhum, pois se tivesse condição a Sinart teria comprado, questão esta em segurança, Serrinha esta cercado se casas, rede elétrica, e arvores, azul pousando com % de risco altíssimo, quando morrer dezenas se pessoas em um acidente como foi o do último jato particular que caiu, sera assim que a azul e a população, vai abrir mao de 40km a mais , ao invés de correr risco com esse aeródromo, pois não tem nada de aeroporto, espere que não morra um parente seu meu caro anônimo, sem contar que as chances de um acidente aeroporto é de 1%, comparando nessas rodovias de merda, com risco alto de acidente como acesso a BH e RJ… Sinto falta da azul operar no Itamar franco, Serrinha é só pra particular e aeroclube, basta. Pago quanto for, e sai daqui de jf tranquilo ate GOIANÁ para embarcar com Segurança.

  3. Quanto ao comentário acima, deve ser de alguém que mora em Goianá ou da região como Ubá por exemplo, ou alguém que investiu como muitos, em algum pedaço de terra em Goianá, esperando uma grande valorização. Coitados, casaram com essa terra, vão ter que esperar muito tempo e mesmo assim jamais vão recuperar o investimento. Deve ser a mesma pessoa que envia carta para a Tribuna de Minas prevendo, ou pior, desejando que um acidente ocorra no Serrinha para que o monstrengo de Goianá decole. A questão é muito mais simples do que esse leitor acredita: o diretor da Azul já falou: "Não existe mercado para dois aeroportos em Juiz de Fora". Nada mais óbvio do que isso. E levar os voos de volta para Goianá, significa perder no mínimo três dos cinco voos que existem hoje no Serrinha, sem contar que Juiz de Fora ficará sem aeroporto, o que é inadmissível! Sugiro a quem acredita em Goianá que pesquisem no Google: Implementação de Aeroportos. Ali existem itens básicos para a construção de aeroportos, coisa que qualquer criança pode entender e que para a construção da Aberração Aeroportuária de Goianá foi completamente ignorado! Cabe uma pergunta: SERÁ PORQUÊ??

  4. Muitas vezes a Azul manda as pessoas de van para Confins ou cancela o voo com a velha desculpa da manutenção do avião, simplesmente porque aquele aeroporto de Goianá não serve nem como apoio ao Serrinha de tão longe, fica a 55 km de distância. No mínimo uma hora de viagem se o trânsito dentro de Juiz de fora estiver bom porque tem que atravessar a cidade toda inclusive o centro e não existe outra alternativa.

  5. Pelo visto a história do Aeroporto de Montreal-Mirabel no Canadá não serviu de alerta para a construção de aeroportos distantes no Brasil. Confins foi uma bela caga….Goianá então, pela amor de Deus, sem explicação possível numa cidade de pouco mais de 500 mil habitantes. É muita irresponsabilidade com dinheiro público! Quero ver o que vão fazer com aquilo. E o Governo de Minas agora gastando mais de 50 milhões para fazer uma estrada que coloca o centro de Juiz de Fora a cerca de 65 km do tal aeroporto! Alguém pode explicar mais essa? Tem muito mistério envolvendo esse aeroporto, ninguém, vai investigar? Na internet dizem que esse aeroporto foi construído para servir a Edmarlândia que o Deputado Edmar Moreira queria fazer no seu castelo que fica lá pertinho. Lembram do castelo Monalisa? Ó Minas Gerais, quem te conhece….

  6. Paguei 69 reais na passagem para BH recentemente. Imaginem só, o táxi até o aeroporto de Goianá custa cerca de 150 reais, mais de duas vezes o preço da passagem aérea para BH! Observei tb que chegando em Confins já existem muitas casas no entorno, ou seja, o aeroporto já esta sendo abraçado por cidades próximas e seus bairros. O argumento de que em Goianá não existe nada no entorno é outra besteira, numa cabeceira de pista esta a pequena Goianá e na outra, Rio Novo, ou seja, lá tb apesar dos 47 km de distância existem casas no entorno. Quanto a fiação elétrica que o leitor acima cita, sugiro que os aviões da Azul façam uma escolha: por baixo ou por cima dos fios e cuidado para não levar um choque para os passageiros! Meu Deus, quanta besteira se fala contra o Serrinha!

  7. Caros,

    Falar contra o Serrinha é ir contra o mercado. A AZUL decidiu operar neste aeroporto e, com certeza, fez uma avaliação de mercado e de retorno, pois uma CIA como essa não iria apostar num aeroporto em que não fosse obter lucro. Para ilustrar isso podemos verificar que a CIA começou a operar no Serrinha com dois voos em direção a CAMPINAS. Após alguns meses a AZUL aumentou a frequência durante a semana, colocando mais um horário para Campinas e mais uma frequência no domingo. Além disso, agora contamos com duas frequências para Belo Horizonte.
    Pergunto: será que este aeroporto está inviável? A lógica do mercado diz que não.
    Assim sendo, há que se investir neste aeroporto. Espero que a PJF faça isso ao longo de 2014 e não perca mais uma vez o "jato" da história.
    Vida longa ao Serrinha!

  8. Se o Serrinha esta fadado a operar com ATRs e aviões com no máximo cem passageiros, não tem problema. Teremos 10, 20, 40 voos diários para Rio, SP e BH e de lá faremos todas as conexões necessárias, até internacionais. Precisa de algo melhor que isso? O pessoal de BH vai ficar com inveja. Eles continuarão com aquela penúria de ter que ir até Confins e nós vamos embarcar aqui no centro da cidade e faremos conexão para qualquer lugar do mundo! Maravilha, viva o Serrinha!! É o feitiço virando contra o feiticeiro, BH ficou calada com a construção do Aeroporto de Goianá mesmo com o esdrúxulo Aeroporto de Confins como Elefante Branco há cerca de 18 anos, só passavam por lá 300 mil passageiros por ano quando Goianá foi construído! Desejaram e concretizaram a mesma porcaria para Juiz de Fora, mas o Serrinha esta de pé, não vai acabar!

  9. Nunca vi tanta gente falando tanta merda e besteira ao mesmo tempo. Não sabia que esse povinho de Juiz de Fora era tão atrasado assim meu Deus.
    Sem mais comentários porque nem vale a pena…

    1. IMPRESSIONANTE! COMO VOCÊ CONSEGUE DESCREVER EM POUCAS LINHAS, COM PRECISÃO CIRÚRGICA, O PERFIL, DIRIA EU, DESSAS PESSOAS. COM CERTEZA, SÃO, "FORA DA CASINHA". Com certeza, sem mais comentários. Chega, "dar nos nervos", essa mentalidade tacanha.

  10. O leitor acima deveria citar qual é o atraso que esta falando, deveria fazer parte do debate. Atraso mesmo é o que provoca o Governo de Minas ao construir um aeroporto a quase 50 km de distância numa cidade de 550 mil habitantes. O que o leitor acima pensa disso? poderia responder? Vai achar legal também por ser na região de Juiz de Fora? Não bastava aquela aberração chamada Confins? Com os congestionamentos, daqui a pouco o povo de BH vai ter que viajar 1:30 ou 2 horas pra chegar até lá naquele fim de mundo!!

  11. E a Pampulha hein, com pista de 2,5 mil metros! Porque BH não pode ter tb um aeroporto central com grandes companhias aéreas como Rio e São Paulo? Convenhamos, Confins tb é um desastre para BH. Mesmo privatizando Confins, duvido que a Pampulha vai ficar assim pra sempre. Porque não privatizar a Pampulha tb? Passa para a mesma empresa que ficou com Confins e eles farão com certeza muito melhor que o poder público!

  12. Daqui a pouco a Azul terá pelo menos uns 8 voos diários na Serrinha, com todas as conexões necessárias ao usuário. Quero ver qual cia. aérea vai ter coragem de colocar voo naquele fim de mundo que é Goianá! Quando o aeroporto de Ubá começar a funcionar então, aí é que a coisa vai ficar feia, Goianá ficará mesmo para as moscas e discos voadores!

  13. éhhhhh…. realmente, que mentalidade! Mudei-me de Goiânia cerca de 9 meses atrás para Juiz de Fora mas, sinceramente. No início até achei interessante mas, é provinciana demais e com muita gente limitada como percebo nos comentários que tenho lido aqui e em jornais da cidade. Ainda bem que estou sendo transferido novamente e por muita sorte, não trouxe a família. Dessa eles escaparam. Pra finalizar, o comentário acima, não pode ser levado em consideração, se não for brincadeira, é caso de internação.

  14. Aeroporto de Ubá!!!! KKKK, parece brincadeira. Se o de Goianá tá custando levantar vôo… Aeroporto de Ubá… Mais essa… É muita ignorância!!!

  15. Que Juiz de Fora é uma província muita gente já sabe, mas não isso só, é um lugar tb paradoxal e ambíguo em todos os sentidos. Mas existe tb uma crença equivocada principalmente no resto de Minas de que é uma cidade grande e rica!!!!! Na verdade é pobre, cidade média, embora com caos de cidade grande por falta de planejamento e investimentos.É uma cidade com grande tradição e história, o que lhe confere com uma urbanização extremamente verticalizada, ambiente e cultura de metrópole. O fato é que é historicamente marginalizada pelo Governo de Minas embora a construção da Capital tenha sido financiada pela riqueza da cidade na época, séc. XIX e início do séc. XX, uma das cidades mais ricas do país. Quanto ao comentário acima tem muita lógica e esta correto. Goianá jamais vai decolar porque não tem o mais importante: logística de acesso, é absurdamente longe! Ubá vai sim prejudicar a ideia de aeroporto regional em Goianá porque é uma cidade localizada bem no centro da Zona da Mata, estrategicamente muito mais bem localizada do que Goianá, muito mais perto das outras cidades importantes da Zona da Mata do que Goianá. E Juiz de Fora sempre vai embarcar pelo Serrinha, isso é uma questão de logística, não tem jeito. é a mesma coisa que Pampulha e Confins. Se o Governo de Minas permitisse a volta dos grandes aviões a Pampulha, quem de Belo Horizonte iria a Confins? Quem não tem argumentos apela para a ignorância, isso sim!!

  16. Impressionante! Este site esta igual o jornal Tribuna de Minas de Juiz de Fora quando publica alguma coisa sobre os aeroportos da cidade: leitores contra e a favor dos dois aeroportos entram numa discussão sem fim, tem gente que até fica torcendo para o a avião da Azul cair no Serrinha, para que os voos voltem para Goianá, um verdadeiro absurdo!!

  17. Sou Celso Martins, editor deste blog. Os assuntos sobre os voos da Zona da Mata são os mais comentados. O blog não é a favor ou contra ao Aeroporto da Serrinha ou de Goianá. A intenção é dar a notícia. O Tudo Viagem foi o primeiro a divulgar sobre o encerramentos dos voos da Azul em São Del Rey. Neste espaço é importante que você deixe seu nome logo após a sua mensagem.
    Deixo meu contato blogtudoviagem@gmail.com
    Obrigado pelo apoio

  18. Infelizmente, Celso Martins, esse é um mal comum, pessoas postarem no anonimato.
    É mais cômodo e a verdade é que retrata faz tempo, a época que vivemos. Valores distorcidos, covardia, receio, violência, banalidade, ausência e incompetência do estado e por aí afora. Acho que não preciso me alongar para ser entendido.
    Particularmente, digo que o assunto me interessa sobremaneira, principalmente pela característica das pessoas na cidade e região. Costumo dizer que JF é uma cidade complicada, com um perfil difícil de entender, principalmente quando a comparamos com cidades de seu porte, no estado de Minas e noutros.
    Ontem por sinal, no momento que cheguei a este blog, nem sei como de tanto navegar, clicar etc, em pesquisas, constatei que estão suspensos os voos da tarde de Confins para Juiz de Fora.
    Certamente, não deve ter ninguém na cidade, estão quase todos viajando, permanecido deve ter por volta de meia dúzia.
    Coloco desta forma porque fica a prova que a cidade realmente é difícil, realmente pobre,e tc. COMO PODE UM VOO NA FAIXA DE 50 a 120 reais, pela comodidade, não ter aproveitamento mesmo que seja janeiro. O preço do ônibus, está imagino por volta de uns 75 reais, me corrijam se estiver enganado.
    Agora fiquei pasmo mesmo foi quando estive recentemente na cidade por uns dias. Tive a oportunidade de ver na TV, jornal da hora do almoço, uma matéria PROVINCIANA, onde um economista(?), fazia contas para ver o que era mais conveniente, ir de ônibus, carro ou avião para Confins. Essa é a Juiz de Fora.
    Quanto ao aeroporto Regional, creio só não decolou ainda porque: A região tem políticos INEXPRESSIVOS, uma sociedade civil SONOLENTA, mentalidade ACOMODADA, no meio de BH e RJ e com certeza, nas mãos de um governo que como agora, na construção desta estrada, "estradinhas de minas", mesmo atrasada na sua construção e ultrapassada, além de não ligar até o dito aeroporto, imaginem, pelo que entendi, vai terminar antes de duas pequenas cidadezinhas denominadas, Coronel Pacheco e Goianá. Vai continuar atravessando por dentro das mesmas, cheias de quebra molas, velocidade reduzida, enfim. Pela estrada atual, são aproximados, acreditem, quase 40 quebra molas. Se o passageiro não enjoar em voo, será na estrada. Um detalhe importante, o pessoal gosta de embarcar no Rio mas também, o Serrinha, pela sua localização, não garante de forma alguma o sucesso de voos para a cidade. Não é definitivamente, confiável, principalmente, no aspecto meteorológico.
    Os que acreditam neste aeroporto, esqueçam principalmente a aplicação de instrumentos no mesmo. O movimento não justifica e existem inúmeros outros aeroportos em Minas e Brasil, precisando muito mais desses mesmos equipamentos e não os tem até hoje.
    Uma citação apenas, no estado, Uberlândia e não da para comparar o movimento até nem só pelo aspecto econômico mas distancia de BH, Rio e SP.
    Mas a turminha pró Serrinha, vai continuar. Representam dignamente a mesmice e o retrocesso..
    Refletem o estilo da cidade onde, tudo tem de estar no centro, no coração da cidade ou seja, esquina de rua Halfeld com av. Rio Branco.
    Por eles, rodoviária, aeroporto, estádio, centro de convenções, tem de se localizar ali.
    Nem Freud explica.
    A cidade tinha e tem tudo para ser uma potencia mas, é o retrato de um povo que parece, ainda não se encontrou, não definiu o que quer para a cidade, só para si próprios.

  19. Tanta ladainha do Sr. acima pra não falar nada de novo. Todo mundo sabe que JF parou no tempo, que Uberlândia explodiu, tinha a metade da população de Juiz de Fora em 1970. Gostaria só de entender o seguinte: as pessoas que são contra o Serrinha querem fechar esse aeroporto, é isso? E estão achando que usar apenas o Regional vai trazer desenvolvimento para Juiz de fora? Será que esse cidadão não percebe que isso sim vai isolar a cidade e provocar um atraso muito maior? Se aeroporto a 50 km de distância fosse bom, teríamos um único aeroporto para Ipatinga e Governador Valadares e tb apenas um aeroporto entre Uberlândia e Uberaba. São cidades que ficam a cerca de 100 km uma da outra. Porque isso não acontece com as outras cidades,. mas aconteceu aqui? Muito simples, não lutaram pelos interesses de Juiz de Fora! Nossa Capital não esta nem aí para os problemas que acontecem aqui, é só observar a explosão de violência e homicídios nos últimos 2 anos e nada, absolutamente nada é feito. E pra piorar, pela acomodação generalizada que existe na cidade, as pessoas daqui tb não querem saber. Prova maior disso é que o debate sobre esse aeroporto se restringe aos e-mails do Tudo de Viagem e ao Tribuna de Minas quando não censuram nossos comentários e nada mais. Simplesmente não se toca no assunto, nem na Câmara de Vereadores da cidade, muito menos na Imprensa! Para completar, gostaria de dizer a quem é tão a favor do Regional, que duvido que alguém queira impedir a volta dos voos, não existe isso, a questão é , qual empresa vai querer colocar voos lá. Nem o Governo do Estado esta interessado em resolver o problema de logística daquele empreendimento, esta gastando agora mais 51 milhões numa rodovia que vai colocar o centro da cidade a 65 km de distância. Estão falando demais sem saber a realidade dos fatos. Então, o que acham dessa estrada nova para o aeroporto construída pelo Governo do Estado? Vamos, vamos discutir o assunto, o que acham?

  20. Ao Anônimo, 13 de janeiro de 2014 11:22.
    Não escrevi para você, imagino ser um profundo conhecedor na área.
    Vamos então nos ater somente aos dois aeroportos, antes, um detalhe.
    Não serão nossas opiniões, que mudarão a trajetória deste dilema. O fato, é um problema crônico, de perfil provinciano e visão arcaica dos mais variados segmentos na cidade.
    Procure ENTENDER então: Ninguém quer fechar o Serrinha, ele vive fechando.
    Fosse numa altitude e localização adequada, não teria sido necessário a construção do Regional. Ele serviu e muito no passado, está ultrapassado e investir nele…..
    Quanto ao cidadão aqui, "senhor da ladainha", que não falou nada de novo, vou lhe explicar o que parece não entender. A operacionalidade do Regional não se compara, é um aeródromo com horizonte, o problema é que na região, não se enxerga mais que um palmo e o desenvolvimento em JF e região, é moroso.
    Ele, não vai isolar a cidade, ela sim, vem se isolando a décadas. Lembro-me quando um vereador no passado, ao ser questionando por mim sobre as dificuldades para dinamizar o transporte aéreo na cidade, respondeu-me:" A ÚTIL e a COMETA" são contra.
    (essa é uma das que vou levar para o túmulo).
    O problema é que o Serrinha, atende uma aviação, na qual não se pode confiar.
    Por volta de 25 anos atrás, num voo da Ponte SP/RJ, uma pessoa sentada a meu lado, disse-me em conversa informal para minha surpresa, que estava indo para Juiz de Fora.
    De pronto lhe perguntei porque não usava o voo para JF, na época a, Nordeste Linhas Aéreas. Resposta: "Não dá para confiar naquele aeroporto, temos compromisso. Estamos em 6 pessoas da empresa. Eram da SKF.
    Voos do Rio para JF, ia parar na Pampulha. O último prefeito da cidade, passou por uma dessa. Voltou de BH, de VAN para JF. Dias atrás, sai do sul. Fui a Congonhas e Confins para depois embarcar para JF. O receio de parar no Rio, foi terrível.
    Portanto, a verdade é que no momento, não temos nenhum. Ora se opera em JF, ora no IZA.
    Você diz que o governo não olha por JF, até concordo mas se o juizforano não olha para sua cidade, vive o Rio, ou vão me dizer que não. Problema cultural, geográfico etc, não importa, o fato é que falta vibração na cidade, gerenciamento, políticos, empreendedores, uma sociedade civil organizada.
    Quanto a estrada, em se tratando dos dias atuais, nasce ultrapassada mas, estamos falando de Minas, obras significativas, grandiosas, só mesmo na grande BH.
    De qualquer forma, com ela pronta, acredito noutra empresa com jato, aí sim, com certeza, se deixara de embarcar no Rio ou BH e o aeroporto decolará.
    Espero que até lá, as pessoas não reclamem tanto como fazem hoje, tudo na cidade, tem de ser no "centrinho"
    Como costumo dizer: " O Regional é longe, o Rio é que é perto ".
    Quem viver, verá.
    Ah. Detalhe importante, realmente, não vou perder meu tempo mais com essas manifestações. Vou deixar para os especialistas e o moradores, usuários são poucos.
    Tá muito caro a passagem JF/BH ! Entre 50 e 110 conto. Tá looooco o ônibus é 75 !
    Minha parte já fiz, foram 25 anos pelos céus do Brasil e o mundo. Vou deixar o futuro do Serrinha para o cidadão.
    Agradeço o espaço do blog.
    Seria bom que as pessoas se identificassem mas, até entendo, em Juiz de Fora, tem de se tomar muito cuidado com o que se diz, escreve etc.
    Se não agradar, descer a rua Halfeld pode se tornar um problema sério, tudo se sabe mas nada se resolve.

  21. Mais uma ladainha enorme e ele ainda não entendeu que a tal nova estrada não resolverá o problema de logística do tal aeroporto de Goianá: serão, por ela, cerca de 65 km do centro de Juiz de Fora até lá. Entendeu, ou ainda não entendeu?
    O problema maior é que se não acharem outra utilidade para o Regional, ele não permanecerá aberto apenas para os aviões que eventualmente não conseguir descer no Serrinha. Por isso é urgente arrumar outra alternativa para o Regional: aviões de carga, que se tiver vão ser raríssimos, centro de manutenção de várias companhias, Aeronáutica, fábrica de aviões. Tem que ter muita criatividade para dar alguma utilidade para aquilo, sugestões são bem vindas!

    1. Caro Anônimo, a maioria da população de Juiz de Fora, incluindo o Centro como outros bairros, quando forrem se deslocar ao Aeroporto Regional eles continuarão utilizando a velha estrada que passa pelo bairro Grama. Com a construção dessa nova estrada, com certeza diminuirá o trafego de veículos dentro do centro de Juiz de Fora.Todo o fluxo de veículo com sentido ao Rio, como exemplo, será desviado por essa estrada. Ninguém vai gastar 65 km até lá. Entendeu ou não entendeu?

  22. A Tribuna de Minascensura mesmo os e-mail sobre o aeroporto de Goianá. Eles não questionam praticamente nada a respeito e com certeza também não querem saber de ir muito fundo nessa história porque na época que surgiu a ideia desse aeroporto o jornal deu apoio incondicional, afinal era o Deus Itamar Franco que comandava o projeto. Pobre Juiz de Fora!!

  23. Caro Celso Martins, quem critica a ordem estabelecida em Juiz de Fora ou questiona muito, corre sérios riscos. Aqui existe um grupelho na sociedade, que tem fortes conchavos com a política e o poder econômico dominante. Se uma pessoa tem problemas com esse grupelho local, provavelmente não conseguirá nem um advogado que a defenda. O poder da política e da classe dominante da cidade é avassalador, é como se não existe aqui Estado Democrático de Direito. Se a pessoa aqui não tem poder e dinheiro não tem razão jamais! Esta fadada ao isolamento mesmo com todas as provas de sua razão. E a pessoa que não se encaixa no sistema local, mesmo que seja abaixando a cabeça e aceitando, tem que ir embora daqui, não existe alternativa! Por essas e outras aquele aeroporto em Goianá se concretizou e ai de quem questionar! Colocar meu nome aqui, jamais!! Toda ideia que vem de fora para Juiz de Fora, tem que passar pelas vontades desse grupo que falei acima, mesmo que seja uma obra do Estado ou Federal, tem que se adaptar á vontade local desse grupo, por isso acontece o que aconteceu com aquele aeroporto!

  24. Como o povo daqui, nunca vi. Ouço que toda vez que vão ao Rio, trazem um saquinho de areia da praia pra jogar no quintal ou na granja. A segunda etapa, são as garrafas Pet, enchem com agua do mar.
    Povo, medíocre, com certeza, carioca do brejo.
    Graças a Deus, minha transferência saiu. Um milagre no início do ano.
    Deixo um amigo e ele também não é daqui, pior, sabe que sua situação é complicada, sem chance de mudar. Estarei torcendo por ele, não merece.

  25. O Aeroporto Regional é tão bom que a Anac acaba de escolher o Serrinha como um dos 25 aeroportos do país para apoio à Copa. Fato é que o Serrinha esta num raio de 200km de um estádio que terá jogos, no caso o Maracanã. E o Regional hein, nem agora terá utilidade, fica a pelo menos 250 km de distância do Maraca, com uma estradinha….sem comentários!!

  26. O cidadão que fala que Ubá não tem condições de receber voos, não conhece a realidade da aviação hoje. Cidades com 100 mil habitantes e até menos já estão entrando na rota das linhas aéreas comerciais. No caso de Ubá, a cidade já tem 108 mil habitantes, além de ser uma potência da indústria moveleira (maior polo do setor em Minas). A cidade cresce economicamente no ritmo similar ao de Uberlândia e no seu entorno, num raio de 70 km vivem mais de 350 mil habitantes, sem que falar que seu aeroporto esta praticamente preparado para receber voos comerciais, com terminal de passageiros e balisamento noturno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com