Fechamento da Serrinha nos últimos dois meses forçou a Azul a realizar 88 pousos e decolagens no Aeroporto Regional da Zona da Mata

A
companhia Azul transferiu em junho deste ano seus voos do Aeroporto
Regional da Zona da Mata, localizado em Goianá, para a Serrinha, em
Juiz de Fora. Mas a mudança está causando prejuízos financeiros
para a companhia. Por causa das condições climáticas, a Azul foi
obrigada a realizar 18 pousos e 18 decolagens nos meses de dezembro
no Aeroporto Regional.

Em
novembro o fechamento da Serrinha obrigou a companhia Azul a
transferir para o Aeroporto Regional, localizado a 43 quilômetros de
Juiz de Fora, 26 pousos e 26 decolagens. Com a mudança, a companhia
teve que levar seus funcionários e providenciar ônibus de graça
para os passageiros. Para sorte da da empresa, os guichês em Goianá
não foram desativados.
A
Azul oferece três voos em cada sentido da Serrinha para Campinas e
dois para Confins. Em junho deste ano a companhia suspendeu os voos
de Juiz de Fora para Pampulha e para Guarulhos. A cidade perdeu
ainda os voos para o Santos Dumont, no Rio de Janeiro, e uma
frequência aos sábados para São João Del-Rei.
Para
atrair passageiros para os voos de Juiz de Fora para Confins a Azul
está vendendo passagens por R$ 49 o trecho. Esse valor é encontrado
para viagem nos meses de março, abril e maio. As menores tarifas são
encontradas para embarque numa terça, quarta ou sábado.
(Visited 31 times, 1 visits today)