Com demissão de 850 funcionários, Gol enterra a Webjet

Celso Martins

A Gol comprou a Webjet para acabar com a concorrência. A empresa era a única que vendia passagens pelos menores preços. Nesta sexta-feira (23) a Gol anunciou a demissão de 850 funcionários da Webjet.  Vão perder o emprego 143 técnicos, comandantes e copilotos, 400 são de operação comercial e o restante é do grupo de manutenção.

A Webjet tinha 1.500 funcionários. A Gol pretende absolver parte do efetivo. A empresa possui aviões modelo Boeing 737-300, aeronaves com idade média elevada, o que gera alto consumo de combustível e defasagem tecnológica. A Gol vai devolver vinte aviões até o final do primeiro semestre de 2013.

A Webjet também vai acabar até nas redes socais. “Informamos que a partir do dia 24 de novembro os fãs serão migrados para a página da Gol Linhas Aéreas Inteligentes aqui no Facebook”, diz comunicado da Gol.

Com uma frota de 130 aviões, a Gol prevê uma redução da oferta doméstica entre 5% e 8% no primeiro semestre do próximo ano sobre o mesmo período do ano anterior. Em nota divulgada mesta manhã, a Gol garante que todos os voos da Webjet serão extintos e que assumirá todas as rotas, sem prejuízo aos passageiros.

A Gol comprou a WebJet em outubro de 2011 por R$ 70 milhões, além de ter assumido dívidas de cerca de R$ 200 milhões. A negociação foi aprovada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) em 10 de outubro deste ano, condicionada ao cumprimento de um acordo para garantir um patamar de 85% de eficiência na operação dos slots do aeroporto de Santos Dumont, no Rio de Janeiro.

(Visited 13 times, 1 visits today)

local_offerevent_note novembro 23, 2012

account_box Celso Martins


local_offer