Paraísos do Uruguai para bombar nas redes sociais

Uruguai é um país tranquilo e acolhedor cujas paisagens surpreendem a todo tipo de turista. Às curtas distâncias faz com que o ônibus seja a melhor opção.

O nosso país vizinho é sem dúvida um lugar maravilhoso para descansar e se divertir. Com uma população de 3,4 milhões de pessoas, é o país da América do Sul reconhecido pela extensão de campos verdes e um litoral repleto de praias. A proximidade com o sul do Brasil faz com que muitos brasileiros escolham passar suas férias no Uruguai. O departamento mais próximo é Rocha, onde você pode cruzar a fronteira entre os países pelo Chui.

 

Natureza em estado puro no Cabo Polonio 

Em aproximadamente três horas e meia de ônibus você chegara ao Cabo Polônio, o Parque Nacional que não te deixará impassível. A paisagem mantem as características típicas da costa Atlântica uruguaia. Um lugar para se reconectar com a companhia das ondas e do pôr do sol (o melhor é visto na praia Sul). Tem uma pequena população composta por pescadores e artesãos e para aceder dentro do Parque você só tem duas opções, a pé ou nos camiões-boogie.

Foto por Natalia Bastos

Outra opção, para aqueles que gostam de trilhas e estão físicamente preparados, é andar pelas dunas que conectam com Valizas. Uma caminhada que segundo o seu ritmo tem uma duração de aproximadamente duas horas e vale a pena fazer (o melhor momento é no final da tarde).

O Farol do Cabo é o maior símbolo dali e uma das visitas clássicas durante a estadia no local. Foi construído em 1881, mede cerca de 40 metros de altura.

Foto via Istock por xeni4ka

A área marinha costeira do Polonio tem uma grande heterogeneidade de ambientes naturais, incluindo praias arenosas, pontos rochosos, dunas e floresta costeira nativa. É comum ver leões marinhos deitados ao sol nas rocas, localizados ao pé do farol numa das reservas marinhas mais importantes da América do Sul. O balneário tem duas belas praias, “La Playa Sur”, com águas turbulentas e uma faixa de areia que chega a La Pedrera; e “Playa Norte”, que faz fronteira com Punta del Diablo. É também conhecida como “Playa de la Calavera”, por causa dos numerosos naufrágios que ocorreram por lá.

Não há iluminação pública, geralmente, as casas são iluminadas com velas e a energia é gerada por meio de placas solares ou generadores eléctricos, alias as ruas no Polonio são de areia.  Os poucos viajantes que por ali passam, estão em busca de uma experiência única que inclui silencio e tranquilidade. Observar está desde a maneira de desfrutar da natureza em estado puro, de uma noite de estrelas única e das famosas noctilucas que iluminam a marea e faz com que você sinta que o céu é infinito.


Confira a sua passagem aqui!

Praias e artesanato em Punta del Diablo

Seu nome refere-se aos múltiplos naufrágios ocorridos em suas costas nos últimos séculos. Em 1942, a área era povoada por pescadores, engajados na pesca de tubarões. O óleo extraído deles era famoso e exportado como alimento para os exércitos durante a Segunda Guerra Mundial. Com pedras rochosas que entram no mar, Punta del Diablo, apresenta-se como o cenário ideal para desfrutar do mar e sua praias, andar descalço por suas estradas de terra e conhecer os habitantes da região são alguns dos prazeres oferecidos por este pequeno paraíso.

Foto via Istock por Karol Kozlowski

Uma das atrações a visitar, é a feira de artesanato, localizada no centro da cidade. Os artistas da região colocam música ao pôr-do-sol, enquanto os turistas relaxam e desfrutam um bom jantar à base de frutos do mar. O lugar é ideal para quem gosta de surfar, pois as ondas formam grandes picos em frente à praia de La Viuda. Durante a temporada de verão, os campeonatos são realizados com a participação de atletas locais e de países estrangeiros.

Texto por Natalia Bastos com informações de agência

 

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com