Voos do Brasil para os EUA têm inspeção de segurança reforçada

Pertences dos passageiros poderão ser revistados na porta da aeronave.  Aparelhos eletrônicos são o foco desta verificação detalhada.

Os voos com destino aos Estados Unidos passaram a ter a segurança reforçada a partir desta semana. Uma das medidas é a ampliação da inspeção, pelas companhias aéreas. A partir de agora os pertences dos passageiros estão sendo verificados na porta da aeronave. Os passageiros que recusarem a inspeção de segurança em seus pertences podem ser impedidos de embarcar nos voos para os Estados Unidos.

Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), essa revista que já ocorria anteriormente está sendo intensificada e terá como foco a verificação mais rigorosa de aparelhos eletrônicos. A medida foi adotada após exigência da Transportion Security Administration (TSA), autoridade de aviação civil para assuntos relativos à segurança dos transportes contra atos de interferência ilícita de terceiros dos EUA, para que os operadores aéreos, do mundo inteiro, ampliem as medidas adicionais de segurança aos passageiros nos voos com destino ao Estados Unidos.

Os operadores aéreos foram informados antecipadamente sobre a entrada em vigor desse reforço de segurança, com o intuito de planejarem a execução desses procedimentos de forma a minimizar eventual impacto na pontualidade dos voos.

Essa não é uma medida estabelecida pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), a quem cabe instituir normas de segurança a serem observadas nos aeroportos situados em solo brasileiro. Entretanto, autoridades de outros países podem impor exigências e condicionantes para companhias aéreas que realizem operações com destino aos seus territórios nacionais, desde que não violem a legislação brasileira.

FAÇA AQUI A SUA COTAÇÃO DE PASSAGENS E GARANTA ECONOMIA

300x600

A partir de julho começam a valer novas regras para inspeção de animais e objetos especiais

A partir de 18 de julho deste ano começam a valer novos procedimentos diferenciados para inspeção no embarque de medicamentos, filmes fotográficos (ISO 800 ou superior), animais domésticos, cães-guias, cinzas provenientes de cremação, órgão, tecidos, células humanas e instrumentos cirúrgicos.

As novas regras fazem parte da Portaria nº 1155/2015 publicada nesta semana no Diário Oficial da União pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).  A portaria complementa os requisitos previstos na Resolução nº 207/2011.
Com a publicação da Portaria, os Agentes de Proteção da Aviação Civil (APAC) realizarão procedimentos diferenciados de inspeção por meios que, além de aprimorar a segurança dos passageiros, tripulantes e aeronave contra atos de interferência ilícita, garantem a integridade dos objetos/animais inspecionados. 
Segundo a ANAC, em alguns casos o passageiro pode solicitar a aplicação de procedimento diferenciado de inspeção, como por exemplo, no caso de filmes fotográficos de elevada resolução, evitando possíveis danos quando submetidos ao equipamento de Raio-X.
No caso de cães-guia, a portaria prevê mais de um meio de inspeção a ser escolhido pelo passageiro, não devendo ocorrer sua separação do animal sem seu consentimento. A nova Portaria pode ser consultada aqui.

_468x60_CGH_SDU.jpg

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com