Rio Verde vai perder voos da Azul a partir de julho

Depois de Patos de Minas (MG), agora é a vez de Rio Verde, no estado de Goiás, perder voos da Azul. No site da companhia não é mais possível comprar passagens para viajar a partir de 1º de julho, quando a cidade perde os voos diretos para Campinas (SP). A suspensão dos voos em Patos de Minas e em Rio Verde acontece pelo mesmo motivo. A Azul vai deixar de usar em suas rotas o ATR-42 com 45 assentos.

A Azul informou que pretende usar em suas rotas o ATR-72 com 70 assentos, inclusive nas cidades de Patos de Minas e Rio Verde. Para o uso de uma aeronave maior, os aeroportos terão que fazer adequações de segurança. As duas cidades possuem voos apenas da companhia Azul. No caso de Rio Verde, a Passaredo demonstrou interesse de lançar voos, mas teve como pelo fato de operar apenas com o ATR-72.
 
Em nota, a Azul afirma que pretende retomar os voos ainda em julho. Os passageiros que compraram as passagens terão o dinheiro de volta. Em junho deste ano as cidade de Coari, Eirunepé e São Gabriel da Cachoeira, no Amazonas, também perderam voos da Azul pelo mesmo motivo. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou que o processo de liberação do ATR-72 já está adiantado.

NOTA À
IMPRENSA – RIO VERDE

São
Paulo, 15 de junho de 2015
– “A
Azul Linhas Aéreas Brasileiras informa que descontinuará o uso das
aeronaves ATR 42-500 em sua frota. Com isso, a cidade de Rio Verde,
hoje servida por estes aviões, deixará de receber temporariamente
os voos da empresa até que os ajustes necessários na infraestrutura
do aeroporto sejam feitos para receber aeronaves maiores, modelo ATR
72-600, com capacidade para 70 assentos. A Azul espera que as
adequações sejam realizadas antes de 1º de julho, data em que a
empresa pretende suspender os voos.
A
companhia reforça que não pretende deixar de operar em Rio Verde,
mas sim, ampliar sua oferta de assentos e trazer ainda mais conforto
aos seus Clientes, com aeronaves maiores e mais modernas.
Os
Clientes que compraram bilhetes após a data mencionada terão
reembolso integral do valor pago, caso a suspensão temporária se
confirme.”
TELEFONE DO
AEROPORTO DE RIO VERDE: 64-3620-2125

Banner 728x90

Azul decide aposentar o ATR-42 herdado da TRIP. Patos de Minas e cidades do Amazonas ficam sem voos

A Azul suspendeu a venda das passagens dos voos diretos de Patos de Minas, cidade mineira localizada no Alto Paranaíba, para Campinas (SP). O voo deixa de ser operado em 1º de julho. A companhia informou que a suspensão ocorre em função da decisão de deixar den usar em suas rotas o ATR-42-400, configurado com 45 assentos. Herdados da Trip, empresa comprada pela Azul em junho de 2012, esse modelo de aeronave era usado nos voos de Patos de Minas.

A Azul informou que pretende retomar os voos em Patos de Minas antes de julho com o ATR-72 -600 com 70 assentos, mas que isto ocorra terão que ser feitas adequações no aeroporto. Uma das exigências da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) é a compra de um caminhão de combate a incêndio maior. Em nota, a Azul garante que fará o reembolso integral, caso a suspensão temporária se confirme.

Os voos de Patos de Minas para Campinas eram operados às segundas, quartas e sextas. No mês de junho esse voo está sendo operado às segundas e sextas. As cidades mineiras que perderam voos da Azul nos últimos anos são Varginha, Diamantina, Juiz de Fora e São João del Rei.

Carauari, no Amazonas, também perdeu voos da Azul  pelo mesmo motivo. A companhia pediu autorização a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para que os voos operados nos aeroportos na cidade e nos municípios de Coari, Eirunepé e São Gabriel da Cachoeira, no Amazonas, sejam realizados com aeronaves modelo ATR-72, com capacidade para até 70 passageiros, a partir de junho. 

Atualmente, as operações da companhia são realizadas por aeronaves ATR-42(500), também classificadas como ATR-45, com capacidade para 45 assentos. Os três municípios estão entre os 270 que integram o programa de desenvolvimento da aviação regional da Secretaria de Aviação Civil. Só no estado do Amazonas, serão 25 que serão construídos ou reformados.

NOTA À IMPRENSA

São Paulo, 10 de junho de 2015 – “A Azul Linhas Aéreas Brasileiras informa que descontinuará o uso das aeronaves ATR 42-500 em sua frota. Com isso, a cidade de Patos de Minas, hoje servida por estes aviões, deixará de receber temporariamente os voos da empresa até que os ajustes necessários na infraestrutura do aeroporto sejam feitos para receber aeronaves maiores, modelo ATR 72-600, com capacidade para 70 assentos. A Azul espera que as adequações sejam realizadas antes de 1º de julho, data em que a empresa pretende suspender os voos.

A companhia reforça que não pretende deixar de operar em Patos de Minas, mas sim, ampliar sua oferta de assentos e trazer ainda mais conforto aos seus Clientes, com aeronaves maiores e mais modernas.

Os Clientes que compraram bilhetes após a data mencionada terão reembolso integral do valor pago, caso a suspensão temporária se confirme.”
 

Banner 728x90

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com