Confira a lista de países que não exigem visto de entrada de brasileiros

Para viagens para o Paraguai, Argentina, Uruguai e Chile basta apresentar documento de identidade.

Uma das dúvidas na hora de escolher o destino é saber se o país exige visto de entrada. Preparamos uma lista com a relação dos países que exigem apenas documento de identidade e os que exigem visto. A lista foi produzida com base nas informações do Ministério das Relações Exteriores. Para viagens para o Paraguai, Argentina, Uruguai e Chile basta apresentar documento de identidade


Leia mais

Partiu Cancún! Um mar tão azul que chega a ser estonteante

 

 

Os brasileiros não precisam de visto de entrada no México. É necessário apresentar o passaporte.

 

Imagine um lugar onde a areia ao longo da orla é fininha e clara e o mar tem uma coloração de um azul tão intenso. Mais uma pista? Esse lugar é procurado pelos casais para as luas de mel. O paraíso que vamos conhecer mais hoje é Cancún, no México.  Os brasileiros não precisam de visto de entrada. É necessário apresentar o passaporte.

Um dos lugares que você deve incluir no seu roteiro é a Playa Delfines, perfeito para fotos e onde o visual para o mar é estonteante. Para quem procura um mar mais calmo a dica de passeio em Cancún é à Playa Tortugas que oferece uma boa estrutura para os turistas com barracas. Alem de belas praias, Cancún tem uma estrutura uma de hotéis e resort que se destaca pelo conforto e tarifas atraentes para os turistas.

Um dos destaques é o Grand Oasis Cancún é um resort e spa com tudo incluído. Faz parte da estrutura um campo de golfe de 9 buracos, além de uma ótima estrutura de restaurantes e bares. Localizado a apenas 25 minutos do aeroporto e a 20 minutos do centro de Cancún.

O Grand Oasis é conhecido pela estrutura da grande pirâmide como o ponto central. O resort oferece 613 quartos na pirâmide central e dois prédios adicionais. Sob uma impressionante cúpula de cristal, o lobby do hotel caracteriza-se por suas plantas penduradas e jardins exóticos.

 

 

 

Preparamos dez dicas importantes para você viajar para o Canadá

A procura por viagens por brasileiros para o país localizado na América do Norte está aumentando em função da implantação do visto eletrônico a partir de 1º de maio.

Levantamento realizado pela CVC, maior operadora de viagens das Américas, mostra que as vendas de viagens para o Canadá aumentaram 35% em 2016, se comparado com 2015. As vendas foram motivadas por fatores como barateamento do dólar canadense (de até 30%) frente ao dólar americano, diversidade na oferta de rotas turísticas, de estudo e trabalho para brasileiros e facilidade de pagamento das viagens.

Para este ano, o incentivo aos brasileiros para visitar o Canadá é ainda maior. A partir de 1º de maio quem tiver visto canadense emitido nos últimos 10 anos ou que possua visto americano válido poderá entrar no Canadá fazendo apenas o pedido do ETA – Electronic Travel Authorization (sigla em inglês para Autorização Eletrônica de Viagem), indicado para turistas e para quem pretende estudar no País em cursos de curta duração, de até 24 semanas (6 meses).

galeria-banff-lake-louise-credito-thinkstock-138160482

Antes do processo de liberação eletrônica, era necessário que o viajante solicitasse o visto em uma das unidades do Centro de Solicitação de Vistos do Canadá (CVAC) no Brasil (em São Paulo, Rio de Janeiro ou Brasília), que costumam emiti-lo em até 15 dias úteis, procedimento que continua valendo para quem nunca viajou ao Canadá ou que não possui visto americano.

Atenta a essa movimentação e de olho no potencial do Canadá para atrair mais brasileiros, a CVC está investindo no lançamento de novas rotas, entre elas a “Brasileiros no Leste Canadense”, que inclui acompanhamento de guia que fala português e visitas às cidades de Toronto, Ottawa, Quebec e Montreal, sendo esta uma das 10 razões que a operadora pontua para que o brasileiro viaje ao Canadá.

 Seja para trabalhar, estudar ou “turistar”, o Canadá está mais atrativo aos brasileiros .

1) Visto – Em um momento em que países endurecem o controle migratório, o Canadá caminha na rota contrária. A partir da próxima semana, brasileiros que tiverem um visto canadense emitido nos últimos 10 anos ou que possuam um visto americano válido, poderão entrar no país para fazer intercâmbio, negócios e turismo apenas com a emissão de um ETA (Electronic Travel Authorization, sigla em inglês para Autorização Eletrônica de Viagem). A autorização terá valor de sete dólares canadenses – em torno de R$ 16, bem mais em conta do que os CAD 100 do tradicional do visto de turismo ou R$ 230.

can1

2) Canada Day – Durante todo o ano, o Canadá está em festa. O país comemora 150 anos. O aniversário canadense, conhecido como Canada Day, é festejado anualmente em 1º de julho, com música e fogos por todo o país. Para divulgar a agenda de comemorações, o governo do país criou o site Passport 2017 (http://passport2017.ca/) O Canadá Day é o principal feriado nacional do país e marca a assinatura do Ato Constitucional de 1867, que estabeleceu a formação do país, a partir das colônias britânicas nessa região da América do Norte, que correspondem ao território atual das províncias de Ontario, Quebec, New Brunswick e Nova Scotia.

can2

3) Moeda – Para quem deseja viajar para o Canadá nos próximos meses, seja para um período de estudo, negócios ou lazer, a atual cotação da moeda traz um alívio para o bolso dos brasileiros.   O dólar canadense, conhecido popularmente “Ioonie”, tem sofrido alta  desvalorização ao longo dos últimos anos frente a outras moedas, como o euro, dólar americano e a libra, diminuindo assim o seu valor de compra.  Hoje, um dólar canadense (CAD 1) equivale cerca de R$ 2,33 – 30%  a menos se comparado com o dólar americano.

can3

4) Cursos no Exterior – O Canadá é o destino líder na preferência dos brasileiros que buscam incrementar o currículo com uma experiência internacional.  Com ensino de qualidade, excelentes serviços públicos, cultura amigável e alto nível de qualidade de vida, o país oferece, ainda, excelentes opções de cursos de idioma a preços acessíveis. Para quem deseja estudar em Vancouver em agosto, por exemplo, a CVC oferece uma opção de pacote que inclui 2 semanas de cursos de idiomas com 20 horas/aula, material didático, hospedagem em casa de família com meia pensão, por a partir de 12x sem juros R$ 472.

can4

5) Novos Roteiros – Atenta à crescente demanda de brasileiros que estão com intenções de visitar o Canadá nas próximas férias, a CVC está lançando novos roteiros para o País e, também, combinando-o com Estados Unidos em uma mesma viagem. São 5 novos roteiros, todos já incluindo hospedagem, percurso em ônibus de turismo entre as cidades do roteiro, traslados e passeios, que podem ser parcelados em até 12 vezes sem juros. Um deles, com duração de 9 dias, visita Toronto, Ottawa, Quebec e Montreal   e custa a partir de US$ 1.632. O turista também tem a opção de customizar a viagem na CVC de acordo com suas preferências de dias e cidades.

can5

6) País acolhedor – Historicamente, o Canadá é resultado de tradições indígenas, britânicas e francesas e, por este motivo, seus residentes estão acostumados a receberem estrangeiros e se orgulham em manter sua história preservada, para assim ser conhecida por outras culturas. Seja em cidades maiores como Vancouver e Toronto, ou em menores Calgary e Banff, o turista é bem recebido.  E engana-se quem acha que o idioma pode ser uma barreira. Os roteiros de circuitos da CVC contam com guias locais que falam português e que auxiliam os passageiros durante toda a viagem. Mas se o objetivo for treinar o idioma, também existe a opção de viajar sem o guia que fala português.

can6

7) Europa da América do Norte – Montreal é a cidade canadense mais europeia da América do Norte. Segunda maior cidade do Canadá, atrás somente de Toronto, a cidade fica na província de Quebec, onde a primeira língua é o francês e, por esse motivo, a mistura dos idiomas oficiais do país é constante. Os contrastes linguísticos não são os únicos. Em um simples passeio é possível admirar as charmosas construções coloniais, como a Basílica de Notre-Dame, considerada um dos símbolos mais importantes da Velha Montreal, e relaxar nos gramados do Parc du Mont-Royal.

can7

8) Belezas Naturais – Segundo maior país do mundo, o Canadá oferece aos seus visitantes uma diversidade de belezas naturais de tirar o fôlego. Banhado por dois oceanos e cortado por uma imensa cordilheira, o país também conta com rios de beleza estonteante, cidades modernas e vida silvestre abundante. Desde os campos verdes de Vancouver como o Stanley Park  até as montanhas de Whitles, a arquitetura robusta da cidade de Toronto e as Cataratas do Niágara, o que não falta no país são paisagens incríveis e uma beleza natural ímpar.

can9

9) Gastronomia mundial – Com influências de diversas nacionalidades, a gastronomia canadense é tão extensa quanto seu território.  Ao visitar o país é possível encontrar grandes redes de restaurantes internacionais a preços bem convidativos.  Mas se a ideia é experimentar a gastronomia local, não deixe de provar o  Poutine, um dos pratos típicos do país, feito com batatas fritas, queijo e um molho especial, que faz sucesso entre os turistas. De sobremesa, vá de  Butter Tart, torta feita de ovos, açúcar e Maple Syrup, xarope proveniente da árvore mais famosa do País e cuja folha é símbolo de sua bandeira.

can10

10) Verão – Ao contrário do que a maioria pensa, o Canadá não é um destino frio durante o ano inteiro.  Uma das estações mais apreciadas pelos turistas no país é o verão, que vai de junho a setembro. A estação chama atenção pelas temperaturas mais amenas e os dias mais longos, com sol raiando a partir das 4 horas da manhã, perfeito para aproveitar os dias.

Para quem quer fazer compras, viajar para o Canadá no mês de agosto é uma ótima pedida, já que muitas lojas fazem promoções de fim de estação, o que possibilita comprar roupas de verão com o preço bem mais atraente.

ACESSE AQUI AS OFERTAS DA CVC

240x400

 

Especialista dá dicas para você tirar o visto para os Estados Unidos

visto02
As mudanças anunciadas presidente  Donald Trump não atingiram em cheio os brasileiros, segundo especialista Sabrina Neumann.

Com o Donald Trump na presidência dos Estados Unidos, e seu modo radical de lidar com as determinadas situações, está deixando alguns brasileiros com medo de solicitar o visto. E não é bem assim, afinal de contas turista é sempre bem vindo em qualquer lugar do mundo.

Sabrina Neumann, especialista em viagens para os Estados Unidos, preparou um vídeo mostrando o que você precisa fazer para não ter dor de cabeça nas viagens internacionais.

As leis e regras de solicitação de visto para os brasileiros são as mesmas desde os atentados de 11 de setembro de 2001. No começo deste ano, Trump assinou um decreto com apenas duas mudanças que afetam os brasileiros:

1 – A isenção de entrevista vale para menores de 14 anos e maiores de setenta e nove anos. Antes eram isentos menores de 16 anos e maiores de sessenta e 65 anos.

2 – O prazo de renovação do visto para poder ser isento da entrevista passou de quarenta e oito para doze meses. Ou seja,  hoje quem tem o visto vencido a mais de doze meses será obrigado a comparecer na entrevista.  Não ficou mais difícil a obtenção do visto, porém sempre é aconselhado a contratação de assessoria para a solicitação do visto, pois assim você terá mais chances de ser aprovado.

Assista mais detalhes sobre as novas regras no vídeo abaixo:

Na semana que vem vamos dar mais dicas de viagens nos Estados Unidos preparadas por Sabrina Neumann, especialista neste assunto.

Quer solicitar a nossa assessoria para o visto americano? Entre em contato conosco
Whatsapp 31 99260-0894 (Férias na Flórida)

JÁ ESTÁ COM OS DOCUMENTOS? GARANTA AQUI AS SUAS PASSAGENS COM ECONOMIA

250x250

Governo do Canadá divulga as regras para emissão do visto eletrônico para brasileiros

 cana02
Autorização é válida por até cinco anos e permite que pessoas viagem ao Canadá quantas vezes desejarem por curtos períodos

A partir de 1º de maio os brasileiros poderão solicitar uma Autorização Eletrônica de Viagem, em vez de um visto, para voar para ou transitar em um aeroporto canadense. Pela iniciativa, cidadãos do Brasil que tiveram um visto canadense emitido nos últimos 10 anos, ou que possuam um visto americano de não imigrante válido, serão elegíveis a solicitar um eTA.

O eTA facilitará a ida de muitos brasileiros ao Canadá. O processo de solicitação é simples e de baixo custo (CAD$ 7), levando apenas alguns minutos para ser concluído. A Autorização é válida por até 5 anos e permite que pessoas viajem ao Canadá quantas vezes desejarem por curtos periodos (normalmente até 6 meses por viagem) para estudar, visitar, fazer negócios ou transitar por um aeroporto canadense. A maioria dos casos são aprovados em minutos.

 Informações rápidas

 ·    O website do Governo do CanadaCanada.ca/eTA, é o único site válido onde viajantes podem solicitar um eTA. Tudo o que o viajante necessita é de um passaporte, um cartão de crédito ou débito e um endereço de e-mail.

 ·    Os viajantes com um visto canadense válido, assim como cidadãos dos Estados Unidos, incluindo cidadãos Americanos-canadenses, não necessitam de eTA.

 ·    Os cidadãos canadenses, incluindo aqueles que possuam dupla cidadania, não podem solicitar o eTA e precisarão de um  passaporte canadense válido para voar para o Canadá.

cana01

 

 Links associados

·     eTA, incluindo informações em vários idiomas

·     Video informativo incluindo detalhes-chave do eTA

·     eTA questões frequentes (idiomas oficiais do Canadá)

·     Cidadãos canadenses com dupla cidadania precisam de um passaporte canadense válido (idiomas oficiais do Canadá)

·     Venha Celebrar o Canadá 150 (idiomas oficiais do Canadá)

 

FRASE…. 

“O Canadá valoriza imensamente sua parceria com o Brasil. Facilitar as viagens fomenta um profundo entendimento e cria oportunidades de fortalecer nossos laços vitais entre pessoas, negócios e turismo”.

Riccardo Savone- embaixador do Canadá no Brasil, Riccardo Savone

VAI VIAJAR DE AVIÃO? GARANTA AQUI SUAS PASSAGENS COM ECONOMIA

970-x-90

Pretende viajar para os EUA? Especialista dá dicas para você garantir seu visto

As companhias aéreas estão vendendo passagens de ida e volta a partir de R$ 1,2 mil para Miami. Com tantas ofertas, o especialista em viagens, Jerry de Almeida Pinto, preparou sete dicas para você garantir seu visto para os Estados Unidos. Além das viagens de lazer, o  interesse por uma nova oportunidade de trabalho com ganhos em dólar cresceu muito entre os brasileiros, que passam por uma situação de desemprego com taxas altas e sem previsão de melhorias.

Para se ter uma noção, em média, o governo dos Estados Unidos processa 1,2 milhão de pedidos de visto de brasileiros por ano. Nem a alta do dólar freou a demanda pelos vistos de turismo. A média de aprovação das solicitações brasileiras chega a 96%, afirmou em março a embaixadora dos Estados Unidos no Brasil, Liliana Ayalde.
CONFIRA O QUE É PRECISO PARA GARANTIR O VISTO NORTE-AMERICANO
1ª – Formulário
O primeiro passo para tirar o visto americano é preencher o formulário de solicitação DS-160. Ele está disponível somente na versão on-line, no site do Departamento de Estado americano
2ª – Documentos e informações necessárias
Ao preencher o formulário, tenha em mãos todos os seus documentos pessoais e seu passaporte, evidentemente; informações sobre suas últimas viagens aos EUA, caso você já tenha visitado o país; informações sobre seu trabalho atual ou currículo escolar; e dados sobre seu itinerário de viagem. Antes de enviar o formulário, é preciso selecionar a cidade onde será realizada a entrevista pessoalmente na Seção Consular.
3ª – Agendamento da entrevista
É possível agendar entrevistas em Recife, São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. O agendamento da entrevista pode ser feito pelo site ou pelo Call Center. Famílias de até dez pessoas podem marcar a entrevista para o mesmo horário, mas cada membro deve ter preenchido seu próprio formulário DS-160 e pagar a taxa de solicitação individual.
4ª – Pagamento da taxa
Durante o processo de agendamento, é necessário pagar a taxa do visto no valor de 160 dólares para o visto de turismo, que pode ser pago com cartão de crédito ou por meio de um boleto bancário.
5ª – Fotografia e impressões digitais
Além da entrevista no consulado, é preciso agendar a visita ao Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto (CASV), que deve ser feita na semana anterior à entrevista na Seção Consular. Lá são tiradas as fotos e coletadas as digitais. É importante levar o recibo de pagamento da taxa MRV, o passaporte válido por pelo menos 6 meses a partir da data da viagem e passaportes anteriores, além da confirmação do formulário DS-160.
6ª – Entrevista
No dia da entrevista, o solicitante deve comparecer à embaixada ou a um dos consulados com o passaporte válido e os passaportes anteriores e a página de confirmação com o código de barras do formulário DS-160, além de todos  documentos que demonstrem suas condições financeiras e que evidenciem vínculos com o país. A entrevista é o passo mais importante do processo de solicitação para obtenção do visto.
7ª – Entrega
O passaporte com visto, que tem validade de 10 anos, pode ser entregue em um endereço residencial ou comercia ou pode ser retirado diretamente no CASV da sua cidade.
Como sugestão para aumentar a chance de obtenção do visto americano, deve-se procurar alguém com conhecimento e experiência na execução de todo o processo para correto cadastramento e preenchimento do formulário com orientação para entrevista e assim minimizar o risco de negativa. O Jerry de Almeida presta este tipo de serviço, inclusive acompanha grupos no dia das entrevistas.
Contato: Jerry de Almeida Pinto
31-99994-3363



Irlanda muda regras de permanência de estudantes. Visto será reduzido de 12 para oito meses

A Irlanda
aprovou mudanças no seu sistema educacional. Agora, estudantes que
farão intercâmbio no país terão visto de permanência reduzido de
um ano para oito meses. A mudança valerá a partir do dia 1º de
outubro. Os alunos que já estão no país, e que tirarem o visto até
a data se enquadram na antiga regra.


Segundo
o governo
irlandês, a reforma visa proporcionar uma mudança duradoura no
setor, além de conter abusos que vinham acontecendo no sistema.
Apesar das
mudanças, a
duração das aulas continua a mesma, de 25 semanas (seis meses). O
período de férias também irá diminuir, de 25 semanas para oito
semanas.
As
regras para o período de trabalho continuarão as mesmas: 20 horas
semanais durante as aulas e 40 horas semanais durante as férias –
desde que o contrato seja realizado entre os meses de maio e agosto e
de 15 de dezembro a 15 de janeiro. A diferença é que os alunos que
se matriculam em um curso de 25 semanas, só podem ficar mais oito
semanas de férias no país, em vez das 25 anteriores, o que dá um
total de oito meses de permanência.
“Com
a nova regra, será possível renovar o visto por mais dois períodos
de igual duração. Desse modo, um aluno poderá passar, no total,
até dois anos estudando inglês na Irlanda, ao contrário dos atuais
três anos”, afirma Fernanda Lassala, gerente de produtos da S7
Study, agência de intercâmbio especializada em destinos de língua
inglesa. Já os estudantes de graduação e pós-graduação
continuam com a permissão de visto para 12 meses.
Com
o intuito de evitar problemas aos alunos, o governo da Irlanda
aumentou as exigências e a fiscalização. Para funcionar, as
escolas precisarão ter o selo ACELS, que comprova um nível de
qualidade emitido pelo QQI (Quality
and Qualifications Ireland
)
e estar inseridas em um programa de Learner
Protection
,
que é uma comprovação de que o aluno será realocado caso ocorra
qualquer problema com o colégio em que está matriculado.
“Essas
mudanças começaram a acontecer no final de 2014, devido ao grande
aumento de escolas de inglês no país. Com a grande procura dos
estudantes, o número de escolas também cresceu, porém nem todas
entregaram um serviço de alta qualidade. Essas mudanças privilegiam
os intercambistas que buscam um alto padrão de ensino atrelado a um
mercado de trabalho sadio”, diz Cristiano Simões, sócio-diretor
da S7.

_Promo USA 300x250

Companhia vende passagens de ida e volta por R$ 99 para você viajar e tirar seu visto

As companhias aéreas estão fazendo de tudo para atrair
passageiros para os seus voos internacionais. A Azul está oferecendo passagens
de ida e volta por R$ 99 de qualquer cidade brasileira para você
viajar para conseguir o visto de outros países. Na imagem abaixo um passo a passo para você conseguir o benefício de qualquer cidade brasileira.

Atualmente os vistos dos Estados Unidos são concedidos no
Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília e Recife. Para conseguir as passagens por
R$ 99 é preciso comprar as passagens internacionais da Azul. Em seguida você
deve entrar em contato com a central de atendimento da companhia.

A companhia Azul promete devolver integralmente o valor
das passagens internacionais se a pessoa não conseguir o visto. Essa novidade
deve atrair um grande número de passageiros para os voos a Azul de Campinas
para Orlando e Fort Lauderdale/Miami.
Em novembro a companhia pretende iniciar a rota sem escalas de Confins para
Orlando.
   COMO CONSEGUIR AS PASSAGENS DE IDA E VOLTA POR R$ 99
 
CÓDIGO
PROMOCIONAL

Até 24 de maio (domingo) a companhia Azul vai vender
passagens com 10% de desconto. A promoção vale para todos os destinos nacionais
da Azul. A viagem poderá ser realizada entre 21 de junho a 30 de novembro,
exceto os feriados deste período. O código que deve ser digitado é o AZUL10.

Banner 728x90

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com

Tudo viagem