Divinópolis fica sem voos por causa de dívida da prefeitura com empresa que administrava o aeroporto

 

 

Um grupo de empresários pretende comprar raio x e demais equipamentos para segurança nos voos.

A Azul suspendeu no dia 30 de março deste ano os voos de Divinópolis, no Centro-Oeste de Minas Gerais, para Campinas (SP). Mas desta vez não é por falta de passageiros. A Socicam, que gerenciava o aeroporto da cidade, deixou de realizar os serviços por causa de uma dívida de R$ 2,6 milhões. A dívida acumulada há mais de três anos não foi paga pela Prefeitura de Divinópolis.


[read more=”Leia mais…” less=”Recolher”]

Sem funcionários para fazer o atendimento aos passageiros, para operar o aparelho de raio, e dar suporte às aeronaves da Azul, a companhia suspendeu os voos e a venda das passagens para todas as datas. Não há data para pagamento da dívida por parte da Prefeitura de Divinópolis, que tem a concessão do aeroporto.

Uma das alternativas para que a Azul volte a operar voos seria a Prefeitura de Divinópolis assumir o aeroporto, mas faltam funcionários treinados e dinheiro. A contratação dos funcionários da Socicam que foram demitidos também está estuda. Esses funcionários têm treinamento, que agilizaria a reabertura do aeroporto.

Por outro lado, um grupo de empresários pretende comprar raio x e demais equipamentos para segurança nos voos. Os equipamentos seriam doados ao aeroporto. A prefeitura da cidade está estudando essa possibilidade, mas antes precisa de um parecer da Procuradoria do Município.

Na semana passada o Tudo Viagem mostrou com exclusividade que Divinópolis tem a passagem mais barata de Minas Gerais, conforme levantamento realizada pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). A pesquisa foi feita com base aos bilhetes aéreos em janeiro de 2018, quando a Azul operava em Divinópolis. Leia aqui a matéria completa.

CONHEÇA AQUI O SITE QUE EMITE PASSAGENS AÉREAS COM ATÉ 80% DE DESCONTO

[/read]

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com